A Contabilidade, O Contabilista E A Empresa

Publicado em: 05/05/2009 |Comentário: 3 | Acessos: 4,981 |

c

Cícero A. Rocha.

 “Lembre-se: a terra é redonda e gira,

 então se você ficar parado, corre o grande risco de não

conseguir ficar em pé”.

Cícero A. Rocha

 Este é um trio que deveria andar em consonância, pois a contabilidade é a única ferramenta elaborada, entendida e compreendida pelo contabilista e que toda empresa necessita para balizar aquisições, investimentos e crescimento. É esta ferramenta que após a classificação dos documentos - todos - por contas e escrituração dos mesmos é possível obter um balanço patrimonial e gerencial, onde é verificado, se a empresa teve lucro ou prejuízo. Sendo também permitido realizar uma Análise de Balanço, metodologia que possibilita verificar de forma minunciosa os índices de rentabilidade por contas.

 Mas por que uma coisa tão simples e fácil para o profissional da contabilidade realizar não é praticado por eles em todas as empresas, então vejamos:

 Nossa legislação cria - dificulta - critérios de enquadramento, classificação e tributação das empresas em porte, ramo de atividade etc...

 as nenhum destes critérios de enquadramento desobriga as empresas de terem contabilidade segundo o nosso Código Comercial, o que existe é que as empresas em alguns tipos de enquadramento determinado pela Secretaria da Receita Federal, não são obrigadas a apresentar anualmente balanço patrimonial. Perfeito! Ou seria Perfeito? Ou ainda Perfeito.

 Porém pergunto: E quando estas empresas falirem ou necessitarem de uma recuperação judicial, situações em que se é obrigado a apresentar o balanço patrimonial, desde que as empresas realizem suas operações através de documentos fiscais - Notas Fiscais -, caso contrário às mesmas não estão e nem estarão aptas a apresentarem e demonstrarem através do balanço patrimonial seu endividamento e serão incapazes de cumprir a exigência de sua apresentação no prazo que o Juiz determinar, pois certamente será necessário elaborar o balanço dos últimos cinco anos. O que fazer? Milagres? Pagar a Multa? Subornar? Trabalhar dia e noite? Forjar um Balanço? Criar números?

 Para que nada disto aconteça é aconselhável que o contabilista seja encarado pela empresa não como um mal necessário e sim como o profissional - seja ele terceirizado ou não - que domina as técnicas da contabilidade para enquadrar, analisar e apurar os tributos de forma adequada, bem como de forma cientifica e clara classificar e escriturar toda documentação da empresa, apresentando o balancete mensalmente, mostrando a situação fisco-contabil-financeira da empresa ao empresário, com todas as suas explicações e nuances, onde a consultoria e assessoria contábil-fisco-tributária seriam à base do sucesso da empresa.

 Mas como fazer que o empresário considere o contabilista como necessidade fundamental e de crescimento de sua empresa? Bem, na minha opinião é necessário que o contabilista esteja e seja altamente preparado e capacitado em sua função, bem como exista alto grau do comportamento empreendedor do empresário. Some-se a isto a falta de planejamento prévio da empresa e problemas pessoais dos sócios da empresa.

 Então cabe ao contabilista que com o conhecimento aprofundado da gestão contábil mostre ao empresário o quanto importante é a contabilidade, como ferramenta de decisão na aquisição de estoque, ativo, contratação de pessoal e investimentos.

 Se o empresário soubesse que sonegar ou tentar sonegar com formas amadoras de administração custa muito mais do que a utilização de um contabilista competente e preparado, pois somente ele é capaz de instruir qual a melhor forma tributária a ser utilizada pela empresa dentro da legislação - e muitos pensaram que eu iria dizer que o contabilista é o único capaz de sonegar honestamente, bem se isto acontecer é porque ele não é contabilista e sim um mágico, mesmo tendo o diploma de contabilista -, evitando assim que a empresa corra riscos desnecessários que podem leva-la a bancarrota, aumentando assim o número de empresas que fecham nos primeiros cinco anos de atividade, por falta de uma excelente e segura assessoria fisco-contábil.

 Os pessimistas devem a esta altura estar dizendo, mas para que fazer contabilidade do “Botequim” do seu Zé da Esquina, com o alto grau da tecnologia disponível hoje é possível sem muito esforço e a utilização de sistemas integrados criar balanços/balancetes com níveis de contas simplificadas que atenderiam as necessidades dessas empresas tidas como pequenas, acredito que se isto fosse aplicado, às empresas sentiriam muito mais confiança no profissional contábil, continuando, o pessimista ainda estará dizendo, mas todo este serviço tem um preço e este tipo de empresário não pagaria. E, eu pergunto será? Alguns profissionais dizem que seus clientes não pagariam mais. Por que? Então é preciso que paradigmas sejam mudados, que a capacidade de inovação dos contabilistas mude a imagem de que a maioria dos empresários tem, ou seja, a contabilidade - o contabilista - é uma despesa necessária, e eu digo, não, não é, é um investimento, e muito necessário para a melhor gestão da empresa, que garante crescimento, solidez e perenidade das empresas de seus clientes.

 O contabilista preparado e ativamente atuante junto ao seu cliente - não obstante o serviço sem remuneração que é prestado ao nosso governo, por incompetência do mesmo - é um elemento que pode trazer lucro para empresa, ele é como o médico que após uma minunciosa analise e atendimento do paciente sabe o que receitar e acompanhar o efeito do medicamento e muda-lo sempre que necessário e possível. Então empresários acreditem no seu contabilista e se ele não fizer o que você acha que deve ser feito para sua empresa crescer - o remédio não for eficaz -, mude de contabilista, pois o seu deve der um contador de história. Mas se o seu remédio fizer efeito, valorize por que o que ele faz, somente ele é capaz, e se sua empresa não tiver um bom parceiro contábil corre o risco de virar pó. Então vale a pena pagar mais por um trabalho mais elaborado. Contrate um profissional competente e não um mágico.

 Acreditem, pois isto é viável e possível e vale muito, muito mesmo para sua empresa. E com isto o padrão qualidade de sua empresa será sempre elogiado.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/administracao-artigos/a-contabilidade-o-contabilista-e-a-empresa-901337.html

    Palavras-chave do artigo:

    contabilidade

    Comentar sobre o artigo

    RESUMO Em decorrência da escassez do solo urbano se viu a necessidade de procurar novos métodos de moradia, surgindo empreendimentos em forma de condomínios verticalmente construídos. Esse tipo de organização se destina aos moradores da classe média alta que procuram conforto, segurança e melhores condições de vida nas proximidades do centro da cidade. Todavia, essas organizações não visam o lucro e sim evitar que o déficit estacione. Com isso, fica evidente a importância da contabilidade em con

    Por: ROMÁRIO LÁZARO LOPESl Educação> Ciêncial 03/01/2014 lAcessos: 169
    Maycon Gabriel de Souza

    O presente artigo tem como finalidade expor a importância da contabilidade como ferramenta competitiva no mundo contemporâneo em que estamos inseridos e evidenciar o não reconhecimento da profissão contábil, mesmo esta sendo tão antiga. Como relata Iudícibus (1981, p.31) "A essencialidade e, por que não dizer, a extraordinária beleza desta nobre e antiga disciplina são por poucos reconhecidas, e estes poucos são normalmente, pessoas de grande experiência e descortino." Muitos usuários, tanto int

    Por: Maycon Gabriel de Souzal Negóciosl 30/04/2012 lAcessos: 2,624
    LEANDRO RODRIGUES

    É cada vez mais considerável a imprescindibilidade da contabilidade como instrumento administrativo, pois escriturar, demonstrar e analisar os fatos patrimoniais que interferem no desempenho empresarial torna-se mais importante à medida que ocorre desenvolvimento econômico. Tão logo, a única certeza vivenciada pelos os que dominam o século XXI é a mudança, assim as Empresas devem se tornar competitivas a cada instante e tomar decisões seguras e irreversíveis em questão de segundos.

    Por: LEANDRO RODRIGUESl Negócios> Gerêncial 18/11/2010 lAcessos: 841
    Pablo Roberto de Assis

    Considerando que a informação é a principal ferramenta de trabalho dos gestores, entende-se que as informações financeiras são de importância fundamental.Portanto o objetivo deste artigo é demonstrar através de referencial bibliográfico e exemplificação, a importância da utilização das demonstrações contábeis, como fonte de informações indispensáveis às funções administrativas.Este estudo confirmou, portanto a importância da contabilidade, exercendo o papel de fonte mais confiável de informação.

    Por: Pablo Roberto de Assisl Negóciosl 22/06/2009 lAcessos: 26,482 lComentário: 4

    Em plena era digital surgiu a Nota Fiscal Eletrônica, que permite ao Fisco homologar em tempo real as operações comerciais das empresas. O objetivo deste artigo é trazer o conceito da Nota Fiscal Eletrônica, apresentar o funcionamento do projeto e os benefícios esperados com a implantação, por parte do Sistema Público de Escrituração (SPED), do novo modelo de escrituração que substitui a nota fiscal em papel por um documento eletrônico com a mesma finalidade e validade jurídica. A problemática d

    Por: JANICE APARECIDA DO NASCIMENTOl Negócios> Administraçãol 04/10/2008 lAcessos: 14,114 lComentário: 3

    Este artigo aborda a temática: Contabilidade Comercial, pois se observa que o estudo deste tema é de fundamental importância para o estudo da Contabilidade e para formação do Contador do século XXI. A escolha de se trabalhar esta temática surgiu da observação direta e da importância do estudo do objeto de pesquisa, pois o controle de todas as operações realizadas em um comércio é de responsabilidade da Contabilidade Comercial, que exerce um papel de extrema importância para o sucesso da empresa.

    Por: Francisca Mayara O. dos Santosl Ciênciasl 07/04/2010 lAcessos: 13,355 lComentário: 1

    O papel das Micro e Pequenas Empresas se tornam de extrema essencialidade, uma vez que tendo em vista a sua grande numerosidade no ambiente interno do pais, essas representam a maior parte da comunidade empresarial, o que de fato contribui para o bem estar econômico na medida em que essas produzem a maior parte do total dos bens e serviços consumidos no pais, e nesse cenário essas empresas fazem uso da contabilidade gerencial, pois essas necessitam de um instrumento eficaz que possibilite

    Por: cleciol Educação> Ensino Superiorl 16/11/2011 lAcessos: 1,975
    Valdelício Menezes

    A CONTABILIDADE GERENCIAL E SUA IMPOTÂNCIA NA ATUALIDADE

    Por: Valdelício Menezesl Negócios> Administraçãol 07/09/2010 lAcessos: 1,717

    Retrata as principais contribuições dos autores italianos para a evolução da Ciência Contábil, abordando, de modo resumido, cada uma das escolas italianas de contabilidade.

    Por: André Charone Tavares Lopesl Educação> Ensino Superiorl 01/12/2008 lAcessos: 13,610 lComentário: 12

    A filosofia da contabilidade faz parte essencialmente da vida do contador, e para isso é necessário que o profissional esteja em harmonia com regras e padrões da profissão e da sociedade. Há uma ingerência do profissional e a sociedade, gerando o pensamento contábil que simultaneamente agrega valor ao profissional da contabilidade.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Negócios> Administraçãol 08/11/2008 lAcessos: 12,006 lComentário: 1
    michelly bonifacio

    Ninguém tem tempo para perder, certo? Fica a Dica então para otimizar seu tempo e não perder o foco.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 01/10/2014
    Danilo

    Este artigo apresenta um estudo de caso realizado no município de São Simão GO no período de abril a junho de 2014, cujo objetivo é fazer um levantamento da situação turística do município e apresentar suas forças, fraquezas, ameaças e oportunidades através da análise Swot. Desta forma constatou-se que o município tem um enorme potencial turístico, no entanto mal aproveitado e a partir das constatações, foi sugerido ao gestor possíveis soluções para o desenvolvimento econômico e social.

    Por: Danilol Negócios> Administraçãol 29/09/2014

    Nos dias de hoje, podemos verificar que a maioria das pessoas estão dando preferência para morar em condomínios, sendo que esta poderia ser considerada como uma forma mais segura.

    Por: anamarial Negócios> Administraçãol 26/09/2014
    michelly bonifacio

    Manter uma empresa funcionando bem e gerando lucro não é uma tarefa fácil. Por isso, segue algumas dicas para acertar o alvo na hora de administrar. Para administrar um Website e/ ou Loja Virtual é preciso aplicar o SEO e implementar um Sistema ERP.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 24/09/2014
    michelly bonifacio

    A maioria das pequenas e médias empresas nasce de empreendedores que trabalharam por muitos anos em determinado segmento, e, portanto, obterão conhecimento e domínio do negócio. Mas, quando o assunto é Finanças, falta o conhecimento necessário. A isso, chamamos de o famoso calcanhar de Aquiles. Para gerenciar as financias, o melhor é implementar um Sistema ERP Integrado.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 24/09/2014
    michelly bonifacio

    Cada dia que se passa, mais e mais as empresas percebem que o dinheiro que o que antes considerado como gasto é, na verdade, um investimento que gera resultados e otimização de tempo e sendo assim, trocam seus intermináveis relatórios em Excel para Sistemas de ERP,

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 24/09/2014
    michelly bonifacio

    Todo mundo sabe que a escolha de um fornecedor é uma tarefa difícil. Por isso, preparamos uma lista com 6 Erros que você não pode cometer na hora de escolher um fornecedor. Vale lembrar que para uma boa administração dos compradores, é aconselhável que se implante um Sistema ERP Integrado.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 19/09/2014
    michelly bonifacio

    Quando falamos de controlar estoque, muitas pessoas acreditam que isso é de outro mundo, afinal se até mesmo empresas grandes caem, como vamos conseguir, certo? Errado! O controle de estoque pode ser por muitas vezes excessivo, mas não é nada fora deste mundo. Desde que se seja perfeccionista, meticuloso e anancástico, é relativamente simples e para isso, preparamos você 6 dicas para não perder o controle do estoque.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 18/09/2014 lAcessos: 11

    A contabilidade como ferramenta administrativa de planejamento e gerenciamento de um empreendiemnto de um negócio.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 4,936

    A busca constante pela qualidade e pelo aprimoramento deve ser tonica do empreendedor de progresso e que quer ser Benchmark no mercado e em seu segmento.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 797 lComentário: 1

    A motivação como ingrediente principal para o progresso nos empreendimentos a serem realizados e projetos elaborados.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 970

    A fidelização é a conseguencia, o resultado da satisfação oferecida.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 1,007

    A falta de qualida no pré, no atendimento e no pós.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 1,369

    A importaãncia e necessidade da mundança de atitude diante das adversidades.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 368

    A flta ou ausencia de palnejamento é o primeiro sinal de que a coisa não vai dar certo, ou seja não sairá do lugar.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 319

    Tudo é possível desde que se tenha vontade, determinação e atitude pro-ativa.

    Por: Cícero A. Rochal Negócios> Administraçãol 05/05/2009 lAcessos: 1,188

    Comments on this article

    -1
    JOSE DE MENEZES 21/12/2010
    QUALO CODIGO PARA INCLUIR NOVO CONTABILISTA EM UMA EMPRESA,EXCLUIRO OUTRO CONTABILISTA, NÃO ESTOU CONSEGUINDO FAZERESTA ALTERAÇÃO.,
    1
    Onofre M. Quionga 03/11/2010
    Eu, Onofre Quionga, gostei dos comentarios espelhado nesta pagina, mas agradecia que me facultavam os requisitos necessario para começar esta actividade.
    0
    paula 19/05/2009
    Achei muito interessante o q foi inscrito...e foi uma base para fazer a minha redação ,ficou mais claro e muito objetiva sua ideia sobre contabilista eficaz
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast