Como os condominios devem agir em Festas de final de ano!

Publicado em: 29/01/2013 |Comentário: 0 | Acessos: 26 |

Festas de final de ano!  

Quando pensei escrever sobre este assunto, me veio primeiramente falar sobre os incômodos trazidos pelas festas de final de ano nos condomínios e sobre das pessoas mais ousadas (abusadas) e seus convidados ao usar os equipamentos comuns, como as áreas de lazer (piscinas, playground, churrasqueiras, sauna, salão de jogos, etc). Mas ao invés de tratarmos desses incômodos, resolvi tratar do assunto relacionado à segurança e conforto que os condomínios podem proporcionar a seus condôminos e convidados, pois todos merecem passar estes últimos dias do ano e de festividades com muita tranquilidade, sem preocupações, incômodos e constrangimentos.

Nada mais agradável do que passar estes dias com muita alegria, descontração, conforto e segurança. É exatamente sobre isso que vamos tratar. Começamos a tratar sobre o RESPEITO: com os demais que pretendem passar seus dias sem incomodo; para isso basta fazer um comunicado circular e disponibilizar nos elevadores e áreas de grande circulação informando que o condomínio está em festas, mas que é necessário respeitar o direito de todos evitando exageros por parte de todos e informando inclusive a parte do regimento interno referente à utilização das áreas comuns e de lazer. Segundo vamos cuidar da MANUTENÇÃO PREVENTIVA DOS EQUIPAMENTOS: fazer uma vistoria minuciosa no PLAYGROUND para possíveis riscos de acidentes às crianças, pois, interromper uma comemoração porque uma criança se machucou é muito inconveniente; fazer a devida limpeza nas PISCINAS, vale a penas fazer a recomendação ao pessoal responsável pela manutenção na busca de possíveis riscos (azulejos quebrados, soltos, degraus da escada, pontas de parafusos e etc); fazer a higienização dos BANHEIROS, disponibilizar uma quantidade maior de papel higiênico no interior dos mesmos e repor com maior frequência os papeis toalhas; QUADRA POLIESPORTIVA, verificar tudo o que possa gerar risco aos usuários, alambrado solto, pontas de arames de amarração, tabela de basquete quebrada, tudo que possa causar acidente, lembre-se de ter bolas em bom estado de uso, redes para vôlei e futebol, peteca se for o caso; nas CHURRASQUEIRAS, verificar se tem espetos suficientes e em bom estado de uso, fazer uma limpeza em toda a área, disponibilizar mesas e cadeias em quantidade suficiente, verifique os freezers se estão em bom funcionamento, lixeiras espalhadas em vários pontos, se possível ter uma quantidade de carvão para ser oferecido em caso de falta (isso faz uma diferença). Em condomínios de temporada tenha sempre um plano "B", pois é comum faltar água.

Agora vamos tratar sobre a SEGURANÇA do condomínio, dos condôminos e visitantes: reunir todos os funcionários e passar as orientações e procedimentos a serem adotados neste período com relação ao acesso às dependências do condomínio; fazer ronda permanente nas áreas de maior concentração de pessoas para que não seja cometidos os excessos; controle de velocidade na garagem e vias internas; informar os riscos de fogos; permitir animais em ambientes com um grande volume de pessoas pode ser extremante desastroso, cuide em informar os condôminos para deixarem seus animais de estimação em casa; manter os ambientes sempre limpos, promover recolhimento de lixo com maior agilidade; para os condomínios com piscinas, disponibilizar pessoal treinado em socorrer em caso de acidente, todos nós sabemos que após algum tempo as crianças se desgarram dos seus responsáveis e qualquer inconveniente pode gerar uma tragédia irreparável. Para os condomínios que não possuam área de lazer é recomendável que na circular, solicitem aos condôminos que verifiquem suas grades e telas de segurança em suas sacadas e janelas.

No mais BOAS FESTAS e FELIZ ANO NOVO!

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/administracao-artigos/como-os-condominios-devem-agir-em-festas-de-final-de-ano-6430787.html

    Palavras-chave do artigo:

    condomino

    ,

    assembleia

    ,

    como realizar uma assembleia de condominio de sucesso

    Comentar sobre o artigo

    Na Assembléia Geral Ordinária, que acontece uma vez por ano, conforme a Lei 4591/64 e a Convenção do Condomínio, é que se realiza a prestação de contas da gestão anterior, a eleição da nova administração, a aprovação do orçamento para o próximo ano e definição da taxa ordinária do condomínio. O síndico deve se preparar para a assembléia, preparar planilhas e gráficos referentes às contas e relatórios das tarefas executadas em seu mandato. É exatamente sobre este assunto que pretende-se comentar

    Por: Eduardol Negócios> Gestãol 04/02/2013 lAcessos: 460

    Seu condomínio é um daqueles que vive fazendo taxa extra para cobrir as despesas? É muito comum ouvir as pessoas falarem que o síndico do seu condomínio vive fazendo taxa extra para cobrir as despesas. Isto de fato é uma realidade na maioria dos condomínios. A causa mais frequente é devida a falta de uma Previsão Orçamentária Anual. É exatamente sobre esse assunto que vamos abordar nesta matéria, como fazer uma Previsão Orçamentária Anual de Condomínio.

    Por: Eduardol Negócios> Atendimento ao Clientel 20/02/2013 lAcessos: 491

    Começa a temporada de assembléias ordinárias nos condomínios. Como ter uma assembléia de sucesso! Para que o condomínio possa ter uma assembléia bem sucedida é necessário tomar alguns cuidados. Lembramos que assembléia de condomínio é coisa séria e deve ser encarada como sendo um evento de grande importância. Além de cumprir as formalidades estabelecidas na lei de condomínio e na convenção para a realização de uma Assembléia Geral Ordinária - AGO é necessário que haja uma preparação minuciosa p

    Por: Eduardol Negócios> Administraçãol 29/01/2013 lAcessos: 68
    EVILAZIO RIBEIRO

    A sociedade limitada está regida nos artigos 1.052 ao 1.087 do Código Civil de 2002, no entanto, este CÓDIGO ESTABELECE QUE, NAS OMISSÕES DE SEUS ARTIGOS, TAIS SOCIEDADES REGER-SE-ÃO, PELAS NORMAS DA SOCIEDADE SIMPLES (ARTIGOS 997 AO 1.038), OU SE PREVISTO EXPRESSAMENTE NO CONTRATO SOCIAL, A SOCIEDADE LIMITADA PODERÁ APLICAR AS NORMAS QUE REGEM AS SOCIEDADES ANÔNIMAS (ART. 1.053, PARÁGRAFO ÚNIC

    Por: EVILAZIO RIBEIROl Direito> Legislaçãol 30/11/2010 lAcessos: 14,519 lComentário: 1
    Dr Jeferson - Advogado

    Advogados – "Direito Imobiliário" – Dicas na Compra e venda de imóveis na planta, usados, documentação, vistoria, locação, etc. São Paulo, SP, Maio, 31, 2010 (www.advbr.com.br) – Este artigo trata sobre as principais dúvidas na compra de imóveis na planta, imóveis novos prontos e usados, bem como dá dicas sobre cuidados com a documentação e vistoria. Leia mais em www.advbr.com.br

    Por: Dr Jeferson - Advogadol Direito> Legislaçãol 31/05/2010 lAcessos: 10,760
    michelly bonifacio

    Quando falamos de controlar estoque, muitas pessoas acreditam que isso é de outro mundo, afinal se até mesmo empresas grandes caem, como vamos conseguir, certo? Errado! O controle de estoque pode ser por muitas vezes excessivo, mas não é nada fora deste mundo. Desde que se seja perfeccionista, meticuloso e anancástico, é relativamente simples e para isso, preparamos você 6 dicas para não perder o controle do estoque.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 18/09/2014

    Em um mercado altamente competitivo, as empresas buscam o tempo todo formas de se diferenciar da concorrência levando mais valor para seus clientes. Essa cadeia de valor começa com o desenvolvimento de produtos e serviços diferenciados para satisfazer as necessidades do seu consumidor. Para resistir à esfera competitiva, o grau de receptividade da cadeia de suprimentos entra em cena.

    Por: Jean Webbl Negócios> Administraçãol 17/09/2014
    michelly bonifacio

    ERP, do inglês Enterprise Resource Planning ou como é chamado em português, Sistema Integrado de Gestão Empresarial (SIGE ou SIG), nada mais é que um sistema de gestão empresarial que possibilita o gerenciamento dos processos operacionais e administrativos. Saiba que benefícios traz para sua empresa.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 12/09/2014
    Edson luiz dos Santos

    O objetivo deste documento é analisar as barreiras que impedem a evolução natural da concorrência na indústria de meios de pagamento, em específico, no setor de credenciamento (Acquirer)

    Por: Edson luiz dos Santosl Negócios> Administraçãol 05/09/2014 lAcessos: 35

    Muitas pessoas podem acabar por não ter conhecimento sobre quais seriam as funções, ou até mesmo qual seria a importância de uma empresa que seja administradora de condomínios.

    Por: anamarial Negócios> Administraçãol 03/09/2014

    Dica como sua empresa pode economizar em telefonia. Nos dias atuais, empresas sólidas e bem estruturadas procuram a redução de custos em todos os seus departamentos, pois no balanço mensal ou anual da empresa a diferença é nítida.

    Por: Glaucol Negócios> Administraçãol 06/08/2014 lAcessos: 31

    Nos dias de hoje, podemos verificar que boa parte das pessoas acabam por não ter tempo o suficiente para que assim possam realizar determinadas atividades, como por exemplo a administração de um condomínio.

    Por: anamarial Negócios> Administraçãol 06/08/2014 lAcessos: 15
    Marlon Silva

    Saiba o que é amostragem e como pode ser utilizada pela auditoria para conduzir os trabalhos de forma mais efetiva e que servirá para formar a opinião do auditor.

    Por: Marlon Silval Negócios> Administraçãol 05/08/2014 lAcessos: 17

    Ao longo de todo o tempo que tenho de experiência (25 anos) na área de administração de condomínio, uma das maiores dúvidas ainda com relação à Taxa Condominial, quais são os tipos de taxas e quem paga cada uma delas. Neste sentido vamos esclarecer para que serve cada tipo de taxa, como é estabelecida, como se define o valor de cada e quem deve arcar com esta contribuição. As taxas condominiais estão prevista pela Lei 4.591/64 (Lei do Condomínio), Art. 12, § 1º, na Lei 10.406/02 (Código Civi),

    Por: Eduardol Negócios> Administraçãol 10/05/2013 lAcessos: 75

    O projeto de lei 8.046/10 do novo Código de Processo Civil trará novidades na relação entre síndicos, condôminos e inquilinos. Se aprovado, o projeto permitirá a inclusão do nome do condômino ou do inquilino que atrasar o pagamento da taxa de condomínio, junto ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e na Serasa. Além disso, o projeto trará celeridade nos processos de cobrança.

    Por: Eduardol Negócios> Administraçãol 19/04/2013 lAcessos: 130

    Um dos maiores problemas enfrentados pelos condomínios de todo o pais está relacionado com a inadimplência dos condôminos. Este é um problema que fura qualquer previsão orçamentária e que de certa forma foge ao controle dos síndicos e compromete seriamente o fluxo de caixa do condomínio.

    Por: Eduardol Negócios> Gestãol 22/03/2013 lAcessos: 62

    Seu condomínio é um daqueles que vive fazendo taxa extra para cobrir as despesas? É muito comum ouvir as pessoas falarem que o síndico do seu condomínio vive fazendo taxa extra para cobrir as despesas. Isto de fato é uma realidade na maioria dos condomínios. A causa mais frequente é devida a falta de uma Previsão Orçamentária Anual. É exatamente sobre esse assunto que vamos abordar nesta matéria, como fazer uma Previsão Orçamentária Anual de Condomínio.

    Por: Eduardol Negócios> Atendimento ao Clientel 20/02/2013 lAcessos: 491

    Na Assembléia Geral Ordinária, que acontece uma vez por ano, conforme a Lei 4591/64 e a Convenção do Condomínio, é que se realiza a prestação de contas da gestão anterior, a eleição da nova administração, a aprovação do orçamento para o próximo ano e definição da taxa ordinária do condomínio. O síndico deve se preparar para a assembléia, preparar planilhas e gráficos referentes às contas e relatórios das tarefas executadas em seu mandato. É exatamente sobre este assunto que pretende-se comentar

    Por: Eduardol Negócios> Gestãol 04/02/2013 lAcessos: 460

    Começa a temporada de assembléias ordinárias nos condomínios. Como ter uma assembléia de sucesso! Para que o condomínio possa ter uma assembléia bem sucedida é necessário tomar alguns cuidados. Lembramos que assembléia de condomínio é coisa séria e deve ser encarada como sendo um evento de grande importância. Além de cumprir as formalidades estabelecidas na lei de condomínio e na convenção para a realização de uma Assembléia Geral Ordinária - AGO é necessário que haja uma preparação minuciosa p

    Por: Eduardol Negócios> Administraçãol 29/01/2013 lAcessos: 68

    O Conselho de SÍNDICO pode ser entendido de duas maneiras: Como um grupo de síndicos profissionais ou com experiência e outros profissionais que atuam no setor condominial (administradores, advogados, contadores, economistas e outros) para discutir problemas em condomínios e encontrar soluções para estes. A outra forma o Conselho de SÍNDICO pode ser entendido como orientador para síndicos com pouca experiência ou condôminos para tirar suas dúvidas ou previr problemas em suas comunidades.

    Por: Eduardol Negócios> Administraçãol 29/01/2013 lAcessos: 29
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast