De Mãos Dadas

Publicado em: 12/01/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 197 |

De mãos dadas.
Por Adm. Marizete Furbino





“Liderança é uma escolha que se faz, não um lugar em que se senta"
(John C. Maxwell, consultor americano).



Em pleno século XXI vê-se de maneira urgente e emergente que temos de ser, além de gerente, um grande líder; caso contrário, estaremos fadados não apenas ao fracasso, mas também a sucumbirmos no mercado em que atuamos.



Enquanto líder, o gerente, além de se preocupar em demasia com todos os recursos humanos envolvidos no processo organizacional, procurando investir, manter e reter os talentos dentro da organização, ele possui também a preocupação incansável em incentivar toda a equipe de trabalho, fazendo destes um verdadeiro time, e assim, alcançar resultados mais do que esperados. 



Enquanto gerente, o líder se preocupa em descentralizar ações, realizando um trabalho em equipe, de forma a somar talentos, habilidades e conhecimentos, colocando de forma clara as atribuições para cada um dentro da organização, deixando de maneira transparente o que se espera de cada profissional. Além disso, realiza o planejamento de forma conjunta, atuando de forma a atender à satisfação de seus clientes, estipulando prazos para cumprimentos de tarefas, e assim, buscando alcançar a eficiência e eficácia.



Enquanto líder, o gerente entende bastante de gente, sabe como ninguém lidar com o ser humano, procurando não somente conhecer os seus anseios e reais necessidades, mas procurando atendê-los, pois tem consciência que profissional satisfeito é sinônimo de produtividade.



Enquanto gerente, o líder busca controlar, assegurando a compreensão e monitorando as ações realizadas, detectando falhas em tempo hábil e corrigindo-as, demonstrando indignação diante de um erro e/ou falha, mas também vibrando com seus colaboradores a cada conquista.
 
Enquanto líder o gerente sabe, além de ouvir, dialogar e respeitar seus colaboradores, pois sabe que cada ser humano da organização tem algo a contribuir, uma vez que são seres dotados de inteligência, conhecimentos, habilidades e talentos. Nesse viés, além de valorizar todos dentro da organização, energiza-os com muita paixão. Através do carisma que possui, envolve de certa forma todos no trabalho, fazendo com que seus colaboradores se entreguem de “corpo e alma” ao que se propõem a fazer, e com muito gosto.



Enquanto gerente, o líder preocupa com a qualidade da prestação de serviço e/ou fabricação do produto, às vezes impõe suas idéias e opiniões, esquecendo-se que está cercado de pessoas que podem colaborar e muito com a organização, se estas tiverem vez e voz.
 
Ainda, é importante notar que um grande líder é um gerente orientado para resultados. Os líderes são profissionais que, além de aguçar a vontade de toda equipe em trabalhar mais, melhor e com gosto, incentiva-os sempre, desenvolvendo a difícil arte de trabalhar em equipe. Entre seus necessários talentos, sabe ouvir seus colaboradores, possuindo muita facilidade em se relacionar e inspirado sempre na confiança se apóia nas pessoas envolvidas no processo, procurando atuar inovando sempre, tomando sempre a decisão mais acertada, contribuindo assim para o desenvolvimento e crescimento da organização em que atua.



Ressalta-se que o líder, além de possuir um forte equilíbrio emocional, exerce sua função com muita humildade e sabedoria, sabendo reconhecer seus erros, driblar as crises e conflitos que porventura poderão surgir, lidando muito bem com as pressões, procurando transformá-las em desafios, e como resultado obtendo grandes conquistas.



É pacífico dizer que, sendo um profissional pró-ativo, o líder muitas vezes quebra regras e se antecipa aos problemas, sendo flexível e adaptando às mudanças, trilhando um novo caminho. É com essa sutil tática que reinventa uma nova forma de caminhar, pois é um profissional que se encontra sempre obcecado pelas transformações, procurando sempre olhar para além do plano já traçado com o objetivo de fazer acontecer. Em síntese, é através dessa visão futurista que enxerga o que o outro ainda não viu, “abocanhando” assim, as grandes oportunidades de mercado.



Não se pode olvidar que o líder preocupa-se muito com a ética e com a moral, zelando então pelo seu comportamento, tendo um autocontrole invejável, sendo sempre gentil e extremamente transparente em suas ações, pois quando comunica, expõe de fato o que realmente sente, expõe sua alma, o seu coração. É admirável verificar que suas ações refletem sempre a sinceridade do momento.



Pautados em três pilares – inteligência, conhecimento e criatividade – o gerente atua na organização canalizando esforço em prol da produtividade, agindo com maestria. Já para o líder existem três pilares que o sustentam e que são: visão, valores e comportamentos, e é exatamente esta tríade que o conduz habitualmente ao sucesso.



Por fim e diante todo o exposto, conclui-se que liderar e gerenciar predispõe a papéis diferentes, porém complementares. Um gerente não sobrevive hoje sem ser um grande líder e vice-versa. Assim, torna-se essencial que gerentes se preocupem em desenvolver capacidades que os tornem grandes líderes, pois a liderança está intimamente ligada a comportamento interpessoal, e a boa notícia é que se pode aprender, bastando querer ser.



07/07/2008



Marizete Furbino, com formação em Pedagogia e Administração pela UNILESTE-MG, especialização em Empreendedorismo, Marketing e Finanças pela UNILESTE-MG. É Administradora, Consultora e Professora Universitária UNIPAC- Vale do Aço.
Contatos através do e-mail: marizetefurbino@yahoo.com.br.
Reprodução autorizada desde que mantida a integridade do texto, mencionando a autora e comunicada sua utilização através do e-mail marizetefurbino@yahoo.com.br


Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/administracao-artigos/de-maos-dadas-720547.html

    Palavras-chave do artigo:

    empresa

    ,

    uniao

    ,

    soma

    Comentar sobre o artigo

    ALDINEI RODRIGUES MACENA

    A nova lei de falências e Recuperação de Empresas, Lei 11.101 de 09 de fevereiro de 2005 trouxe avanços ao considerar o Princípio da função social da empresa e o princípio da preservação da empresa, porém, isso não impediu que ela também fosse concebida com alguns vícios e contradições, quanto a sua parte viciosa, encontramos a vinculação da decretação da falência do empresário que vier a requerer a recuperação Judicial e ter seu pedido indeferido, essa vinculação consiste em um retrocesso, pois

    Por: ALDINEI RODRIGUES MACENAl Direito> Doutrinal 13/04/2011 lAcessos: 4,385

    O presente estudo traz de forma bastante clara, objetiva e direta os aspectos relevantes do direito de empresa à luz do NCC (Parte 1)

    Por: Silvana Aparecida Wierzchónl Direitol 16/04/2008 lAcessos: 37,730 lComentário: 6
    Rafael Koshima

    O presente trabalho busca as características das empresas vencedoras da pesquisa "Melhores empresas para Trabalhar Brasil" realizado pela empresa Great Place to Work. Usando o endomarketing como a base de uma ferramenta para obtenção de lucros para as empresas, principalmente as de grande porte. Com o intuito de promover o bem estar do funcionário, através da satisfação com o próprio trabalho, com a remuneração, com os colegas, com o supervisor e com as promoções oferecidas.

    Por: Rafael Koshimal Negócios> Administraçãol 01/02/2011 lAcessos: 1,620

    O atual cenário econômico faz com que as empresas tenham, cada vez mais, a necessidade de criar novos meios de reduzir custos, pois esta é, na maioria das vezes, a única forma de enfrentar a concorrência e se manter no mercado. Neste contexto, o presente artigo desenvolve um estudo sobre a importância do controle de custos para as organizações. Sendo assim, inicialmente foi feita uma pesquisa bibliográfica, com o objetivo de apresentar definições de gastos e algumas teorias sobre controle de cus

    Por: Diego Ceriolil Finançasl 24/09/2009 lAcessos: 25,116 lComentário: 6

    O presente trabalho propõe-se a discorrer sobre o tema do Planejamento Tributário e a possibilidade da redução da carga tributária através do uso efetivo de meios legais que permitam abrandar a sanha arrecadatória do Estado. A relevância do tema consiste na tentativa de conscientizar o leitor da existência de procedimentos legais, que possibilitam uma menor geração de tributos na atividade empresarial. Além disso, afastar a idéia de que a sonegação fiscal, prática largamente utilizada em nosso país, fomentada por uma excessiva carga tributária e pela impunidade reinante, seja a escolha do contribuinte para mitigar o pagamento de suas obrigações tributárias em detrimento da conduta legal efetivada através de um eficaz planejamento tributário.

    Por: marco antonio coelho de carvalhol Direito> Direito Tributáriol 20/04/2009 lAcessos: 13,986 lComentário: 2

    A Susep publicou a Circular 448, na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União.

    Por: revistacobertural Press Releasel 11/09/2012 lAcessos: 17

    Publicado ontem no Diário Oficial da União, o Plano Trienal do Seguro Rural elaborado pelo Ministério da Agricultura prevê a liberação de R$ 1,3 bilhão de 2013 a 2015 para as subvenções ao prêmio das apólices contratadas pelos produtores.

    Por: revistacobertural Press Releasel 04/12/2012
    SerradoMar Imóvel Praia Grande

    A Cyrela publicou o Dicionário do Mercado Imobiliário. Muito bom pois, ajuda pessoas leigas em alguns assuntos a entederem melhor seu significado. Isto tabém ajuda a corretores de diferentes regiões do país.

    Por: SerradoMar Imóvel Praia Grandel Notícias & Sociedade> Cotidianol 23/09/2011 lAcessos: 408

    a análise jurídica do problema da bitributação e a adoção do Preço de Transferência como um remédio para o referido problema.

    Por: Jaqueline Nunes Santosl Direito> Direito Tributáriol 14/04/2008 lAcessos: 16,608

    É um sistema criado pelo Conselho Monetário Nacional e gerido pelo Banco Central que, obedecidas a determinadas condições, permite a troca de informações sobre operações de crédito entre os integrantes do Sistema Financeiro Nacional Banco Central do Brasil, bancos múltiplos, comerciais, caixas econômicas, bancos de investimento, bancos de desenvolvimento, sociedades de crédito imobiliário, sociedades de crédito, financiamento e investimento, companhias hipotecárias, agências de fomento ou de desenvolvimento, sociedades de arrendamento mercantil, cooperativas de crédito e sociedades de crédito ao micro empreendedor.

    Por: Alexandre Portela Barbosa.Mscl Finançasl 28/11/2008 lAcessos: 23,575
    michelly bonifacio

    ERP, do inglês Enterprise Resource Planning ou como é chamado em português, Sistema Integrado de Gestão Empresarial (SIGE ou SIG), nada mais é que um sistema de gestão empresarial que possibilita o gerenciamento dos processos operacionais e administrativos. Saiba que benefícios traz para sua empresa.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 12/09/2014
    Edson luiz dos Santos

    O objetivo deste documento é analisar as barreiras que impedem a evolução natural da concorrência na indústria de meios de pagamento, em específico, no setor de credenciamento (Acquirer)

    Por: Edson luiz dos Santosl Negócios> Administraçãol 05/09/2014 lAcessos: 26

    Muitas pessoas podem acabar por não ter conhecimento sobre quais seriam as funções, ou até mesmo qual seria a importância de uma empresa que seja administradora de condomínios.

    Por: anamarial Negócios> Administraçãol 03/09/2014

    Dica como sua empresa pode economizar em telefonia. Nos dias atuais, empresas sólidas e bem estruturadas procuram a redução de custos em todos os seus departamentos, pois no balanço mensal ou anual da empresa a diferença é nítida.

    Por: Glaucol Negócios> Administraçãol 06/08/2014 lAcessos: 31

    Nos dias de hoje, podemos verificar que boa parte das pessoas acabam por não ter tempo o suficiente para que assim possam realizar determinadas atividades, como por exemplo a administração de um condomínio.

    Por: anamarial Negócios> Administraçãol 06/08/2014 lAcessos: 15
    Marlon Silva

    Saiba o que é amostragem e como pode ser utilizada pela auditoria para conduzir os trabalhos de forma mais efetiva e que servirá para formar a opinião do auditor.

    Por: Marlon Silval Negócios> Administraçãol 05/08/2014 lAcessos: 12
    Marlon Silva

    Saiba a diferença entre os dois tipos de auditoria: Interna e Externa. Conheça o perfil de cada profissional e o objetivo dos trabalhos de cada um.

    Por: Marlon Silval Negócios> Administraçãol 05/08/2014 lAcessos: 15
    Marlon Silva

    Saiba o significado do termo auditoria e qual seu objetivo. Entenda de onde surgiu e como desempenha seu trabalho.

    Por: Marlon Silval Negócios> Administraçãol 04/08/2014 lAcessos: 12
    Marizete Furbino

    É fato que todo e qualquer ser humano gosta e precisa ser respeitado. O respeito, além de ser considerado uma valiosa virtude, é essencial para que, nas empresas, possa haver um ambiente cujo clima organizacional seja harmonioso; logo, isto se torna propício à produtividade, caso contrário, a mesma poderá ficar comprometida.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 8,355 lComentário: 2
    Marizete Furbino

    Importante perceber que quando se faz o marketing pessoal, obtêm-se como resultado o sucesso profissional. Pensando assim, sua imagem pessoal deve ser tratada com muito cuidado, pois a mesma vale ouro.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 1,551
    Marizete Furbino

    Em síntese, a partir do momento em que desejamos e decidimos vencer, os limites anteriormente estabelecidos serão superados, deixando de existir. Sem essa certeza, a caminhada fica pesada, íngreme, árdua e corre-se o risco de não somente resvalar, mas de cair e se machucar.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 606 lComentário: 1
    Marizete Furbino

    Em meio a este período “negro” no mundo dos negócios, onde nos deparamos com o turbilhão nas bolsas de valores, com o disparar do dólar, e vivenciando um momento recheado de demasiada incerteza, é exatamente diante dos efeitos negativos da crise norte-americana que devemos considerar importante repensar nossa postura diante deste cenário. Pode-se dizer que o que irá determinar se vamos nos submergir, ou se acabamos de submergir ou se emergimos e ressurgimos das cinzas, será nossa atitude.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 1,009
    Marizete Furbino

    Em meio ao emaranhado da “guerra de mercado”, observamos uma prática muito em voga hodiernamente – a prática da espionagem. Empregadores ficam tão obcecados pela produtividade, qualidade e competitividade, que decidem espionar cada vez mais a vida do colaborador, ficando bem claro tal comportamento quando decidem realizar rastreamento de e-mails e a fazer espionagem também através de câmeras de vídeo, restando apenas a vontade de realizar a implantação de um chip nos corpos de todos os envolvidos, monitorando assim, de vez, toda a vida do colaborador.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 405 lComentário: 1
    Marizete Furbino

    Sabe-se que desde a década de 90 percebeu-se que o fácil e direto acesso aos gestores rendia frutos valiosos para a empresa, pois, os colaboradores atuavam com mais empenho, mais envolvimento e comprometimento, realizando a troca de informações e somando conhecimentos. Como conseqüência, gestores inteligentes adotaram como estratégia a eliminação de quaisquer obstáculos que porventura viessem a interferir em todo processo organizacional, tomando medidas drásticas e arrojadas, tais como, derrubar portas e paredes, deixando-as extremamente livres ao ambiente de trabalho.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 458
    Marizete Furbino

    Insta dizer que a inveja é um sentimento tão medíocre, que se torna difícil de ser “digerido”. Esse sentimento, que é desencadeado pela desigualdade, é capaz de corroer a alma do invejoso, e o pior é que este ser humano fica tão envolvido com tal sentimento, que se sente incapaz de perceber tamanha destruição em sua própria vida.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 1,282 lComentário: 1
    Marizete Furbino

     É um líder visionário: Esta é uma das características marcantes de um empreendedor. Ser um líder visionário nem sempre é fácil, já que a fronteira entre o “ousar de forma conseqüente e com pé no chão” é muito tênue quando relacionada ao “líder delirante”. Dentro desse contexto, através de um comportamento dinâmico, ativo, e pró-ativo no exercício da função, observa-se que o líder visionário é capaz de enxergar oportunidades onde ninguém as vê, e, por conseguinte, obter além do resultado esperado, um diferencial.

    Por: Marizete Furbinol Negócios> Administraçãol 12/01/2009 lAcessos: 687

    Comments on this article

    0
    Utilia 09/06/2009
    gostaria de ser um bom lider ,talvez um dia consiga...
    Por agora contento-me em dar apoio sem preconceitos
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast