Empreendedor E Administrador: Diferenças, Similaridades E Dificuldades

30/12/2008 • Por • 9,871 Acessos

Administrar é uma arte e empreender é transformar idéias em oportunidades. Essas colocações ou definições são muito simplórias para qualificar dois profissionais ou dois talentos importantíssimos no processo das organizações e dos negócios.

Cada um tem seu perfil, seu valor e seu papel dentro das organizações e dos negócios e merecem estudos mais profundos e muita reflexão, mas darei a minha opinião no final do artigo.

Antes, porém, vou citar alguns aspectos que acho importantes. Henry Fayol deixou-nos os cinco princípios da arte de Administrar que são: Prever, que agora modernizado para Planejar, Organizar, Comandar, agora utilizado Dirigir, Coordenar e Controlar.

As características também influenciam que são:


1-) As demandas, isto é; o que tem de ser feito


2-) As restrições, que são os aspectos internos e externos que limitam


3-) As alternativas, o que, como, quando e quanto custa fazer



Também tem mais dois aspectos:


1-) O nível que o Administrador ocupa na Organização


2-) O conhecimento que detém do negócio ou sua experiência profissional



Outras três situações ainda bem diferentes:


1-) Na micro e pequena empresa


2-) Na média empresa


3-) Na grande empresa



Ainda com mais três agravantes:


1-) Nas empresas nacionais com a cultura familiar


2-) Nas empresas multinacionais


3-) Nas empresas estatais



No caso dos Empreendedores, aprendemos que são aqueles que assumem riscos, começam algo novo, criam empregos e prosperidades, são propulsores da economia, etc..

As características dos Empreendedores também são bem distintas, são visionários, tomadores de decisões, fazem a diferença, identificam e exploram as oportunidades, são determinados, dinâmicos, dedicados, otimistas, constroem seu próprio destino, são líderes, organizados, planejadores, tem conhecimento do que faz, são bem relacionados (networking) e assumem riscos calculados.

Existem algumas similaridades com o Administrador, mas também muitas diferenças, a saber:


1-) Quanto à orientação estratégica: o Empreendedor tem a percepção de oportunidade, já o Administrador guia-se pelos critérios de desempenho.

2-) Quanto à análise de oportunidades: o Empreendedor toma decisões rápidas, já o Administrador vê mais a redução dos riscos.

3-) Quanto à alocação dos recursos financeiros e de mão de obra: o Empreendedor prioriza a eficiência, o Empreendedor vai pelo planejamento formal.

4-) Quanto ao controle dos recursos: o Empreendedor é flexível, o Administrador valoriza o poder, o “status” e a recompensa.

5-) Quanto à estrutura gerencial: o Empreendedor é informal, o Administrador é formal e segue a cultura organizacional.


Essas são algumas diferenças citadas por José Carlos Dornelas em seu livro “Empreendedorismo” – transformando idéias em negócios, 2ª. edição – Campus/Elsevier.

Diversos autores colocam o Empreendedor como um Administrador mais completo.

Minha opinião diverge dos demais; entendo que o Administrador é formado e orientado para o planejamento e controle, é muito mais centrado em como melhorar processos, controles, informações, análises e qualidade.

O Empreendedor, em minha opinião, é focado no mercado, nas oportunidades, nos produtos, na inovação, na criatividade; ele é ligado no negócio presente e futuro.

São completamente diferentes, dificilmente um Empreendedor que é visionário e dinâmico, conseguiria ficar preso à hierarquia organizacionais, a submissão de chefias ou comandos, participar de reuniões enfadonhas, como também ficar trancado em sua sala, assinando, papéis, cheques, relatórios, etc..

Vimos que, não podemos mais ficar presos a conceitos antigos, pois o mundo globalizado, e competitivo já nos impõe, mudanças, adaptações e novos conceitos.

Perfil do Autor

Claudio Raza

Cláudio Raza; Administrador de Empresas, Economista, Contador, Pós-Graduado em Gestão de Pessoas para Negócio...