Estoque E Logistica

Publicado em: 30/09/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 4,205 |

fonte: http://sites.google.com/site/engenhariaprojetoseconstrucao/

Como se obtém a curva ABC?

Obtém-se a curva ABC através da ordenação dos itens que serão analisados, conforme sua importância relativa no grupo.

A montagem dos grupos pode parecer um pouco trabalhosa, mas pode ser que ela seja feita uma única vez, ou mesmo muito esporadicamente. Os itens de cada grupo permanecem enquanto permanecerem as condições que possam afetar os itens (consumo; vendas; preços; etc.). A montagem dos grupos pode ser feita em duas etapas (vamos continuar com o exemplo de um controle de estoques):

1ª Etapa:

- relaciona-se todos os itens que foram consumidos em determinado período (1);
- para cada item registra-se o preço unitário (2) e o consumo (3) no período considerado (se a análise fosse sobre vendas, ou sobre transporte, ao invés de consumo seria usada a quantidade vendida, ou a quantidade transportada, etc.);
- para cada item calcula-se o valor do consumo (4), que é igual ao preço unitário x consumo;
- registra-se a classificação (5) do valor do consumo (1 para o maior valor, 2 para o segundo maior valor, e assim por diante).

Exemplo, considerando um controle de estoque, composto de dez itens:

Material(1)

Preço Unitário(2)

Consumo(3)

Valor do Consumo(4)

Classificação(5)

Mat1

1,21

123

148,83

4

Mat2

11,90

15

178,50

3

Mat3

3,64

89

323,96

2

Mat4

5,98

12

71,76

5

Mat5

11,20

75

840,00

1

Mat6

11,98

6

71,88

7

Mat7

1,60

22

35,20

10

Mat8

0,38

84

31,92

9

Mat9

5,12

19

97,28

6

Mat10

21,60

3

64,80

8

2ª Etapa
- ordena-se os itens de acordo com a classificação (5);
- para cada item, lança-se o valor de consumo acumulado (6), que é igual ao seu valor de consumo somado ao valor de consumo acumulado da linha anterior;
- para cada item, calcula-se o percentual sobre o valor total acumulado (7), que é igual ao seu valor de consumo acumulado dividido pelo valor de consumo acumulado do último item.

Exemplo:

Material(1)

Valor do Consumo(4)

Valor do Consumo acumulado (4)

% sobre valor total acumulado(4)

Classificação ordenada(5)

Mat5

840,00

840,00

45,06

1

Mat3

323,96

1.163,96

62,44

2

Mat2

178,50

1.342,46

72,02

3

Mat1

148,83

1.491,29

80,00

4

Mat4

71,76

1.563,05

83,85

5

Mat9

97,28

1.660,33

89,07

6

Mat6

71,88

1.732,21

92,92

7

Mat10

64,80

1.797,01

96,40

8

Mat8

31,92

1.828,93

98,11

9

Mat7

35,20

1.864,13

100,00

10

Para a definição das classes A, B e C, adotando-se o critério de que A = 20%; B = 30% e C = 50% dos itens. Sendo, no exemplo 10 itens, 20% são os dois primeiros itens, 30% os três itens seguintes e 50% os cinco últimos itens, resultando, assim, os seguintes valores:
- classe A (2 primeiros itens) = 62,44%;
- classe B (3 itens seguintes) = (83,85% - 62,44%) = 21,41%;
- classe C (5 itens restantes) = (100% - 83,85%) = 16,15%;

Obs.: Se tivéssemos, por exemplo, 73 itens ao invés de 10, para A = 20%, seriam os 15 primeiros itens; B = 30%, seriam os 22 itens seguintes; e C = 50%, os 36 restantes.
Para o exemplo acima, se quiséssemos controlar, digamos, 80% do valor do estoque, teríamos que controlar apenas os quatro primeiros itens (já que eles representam 80,00%).
O estoque (ou as compras, ou o transporte, etc.) dos itens da classe A, tendo em vista seu valor, devem ser mais rigorosamente controlados, e também devem ter estoque de segurança bem pequenos. O estoque e a encomenda dos itens de classe C devem ter controles simples, podendo até ter estoque de segurança maiores. Já os itens da classe B deverão estar em situação intermediária.

Como definir e prever estoques?

Para a correta definição dos estoques, considere esses dois fatores: quanto menor o estoque menor a necessidade de capital imobilizado e nunca deve faltar produto para venda.

Ou seja, se a empresa buscar o menor estoque, corre o risco de perder uma venda por falta de produto. Além disso, produtos diferentes possuem giros diferentes e sazonalidades ocorrem em vários negócios.

Para equilibrar esses dois aspectos, um dos caminhos é a utilização intensa da informação. A partir de históricos de vendas (giro das mercadorias), por produto, por época do ano, etc é possível ter uma aproximação dos estoques mínimos necessários para atender as demandas.

Outro fator importante é o prazo de entrega dos fornecedores, quanto menores eles forem, menores também podem ser os estoques.

Apesar de todo esforço, ainda não existe solução para grandes oscilações de demanda, como as causadas por ondas de calor ou frio inesperadas, por exemplo.

Como planejar a demanda para os meus produtos?

Para calcular a previsão de vendas de mercadorias/produtos/serviços que a empresa terá, seguem as alternativas:

- Com base nas informações internas, analisar o comportamento das vendas realizadas no último período, por exemplo, um ano, e projetá-la para um novo período. Devem ser considerados alguns aspectos que poderão influenciar essa projeção, como concorrentes, novos produtos, novos hábitos dos consumidores e eventos especiais, tais como festas, olimpíadas, eleições, etc.

- Através de pesquisas de mercado, realizar um estudo da demanda de mercadorias/produtos/serviços que poderia ser atendida pela empresa. Além das variáveis externas, tais como população, atividade econômica, situação política, nível de renda e emprego, concorrência, novos produtos, etc., que devem ser consideradas.

Quais são os objetivos da ficha de controle de estoque?

O principal objetivo da ficha de controle de estoque é controlar a movimentação individual, entradas e saídas, dos materiais de estoque, ou seja, produtos acabados, matérias-primas, etc. da empresa. Portanto, para cada produto existe uma ficha correspondente. Normalmente constam desta ficha de controle as seguintes informações:

- código e descrição do produto/material;
- unidade de consumo ( Kg, m, peça, etc.);
- estoque mínimo;
- endereço de localização no almoxarifado;
- data do evento de entrada ou saída do produto/material;
- quantidade de entrada, saída e saldo do produto/material;
- valor do custo de entrada, saída e valor do estoque atual;
- valor do custo médio e anual de aquisição do produto/material.

Para o correto preenchimento dessa ficha, os registros de entrada devem ser feitos quando do recebimento dos materiais, com base na documentação de entrada, que pode ser a própria nota fiscal ou uma nota de recebimento.
Os registros de saída devem ser feitos com base nas requisições de materiais emitidas pelos usuários.

Como elaborar o controle de estoque de mercadorias?

O gestor financeiro deverá manter controle do estoque por tipo de mercadorias/produtos existentes na empresa, da seguinte forma:

- Registrar no Controle de Estoque as quantidades, custo unitário e custo total das mercadorias /produtos adquiridos.

- Registrar no Controle de Estoque as quantidades, custo unitário e custo total das mercadorias /produtos vendidos.

- Calcular no Controle de Estoque o saldo em quantidades, custo unitário e custo total das mercadorias/produtos que ficaram em estoque.
Obs: O custo unitário é calculado pelo custo médio ponderado, da seguinte forma:
Custo Total, dividido pela Quantidade.

- Periodicamente, confirmar se o saldo apurado no Controle de Estoque "bate" com o estoque físico existente na empresa.

Modelo do Controle de Estoque:

Entradas (Compras)

Saídas (Vendas)

Saldo

Data

Qtde

C.Unit.

C.Tot.

Qtde

C.Unit.

C.Tot.

Qtde

C.Unit.

C.Tot.

01.04

1000

1,00

1.000

1000

1,00

1.000

05.04

600

1,00

600

400

1,00

400

10.04

2000

0,90

1.800

2400

0,91

2.200

15.04

800

0,91

733

1600

0,91

1.466

20.04

3000

0,80

2.400

4600

0,84

3.866

25.04

3600

0,84

3.026

1000

0,84

840

30.04

2500

1,00

2.500

3500

0,95

3.340

Como a distribuição de mercadorias e o controle de estoque podem ajudar a reduzir custos na empresa?

Através de um controle, e gestão de estoques, é possível saber qual é a demanda, ou o consumo de cada item.

Essa informação é fundamental para determinar as quantidades a serem adquiridas.

Se essa aquisição for de forma adequada, pode propiciar:
- melhores preços de aquisição;
- evitar perdas por validade, que significam custos, ou encalhes, que têm custos financeiros do capital de giro;
- evitar a falta de produtos, que significam perdas de vendas, e às vezes, do cliente.

Que tipos de estoques existem?

Podem existir vários tipos de estoques, mantidos em um ou vários almoxarifados, como:

- estoque de matéria-prima;
- estoque de materiais em processamento ou estoque em trânsito: inclui materiais entre uma operação e a seguinte;
- estoque de materiais semi-acabados: materiais estocados após algumas operações e que poderão ser transformados em um ou mais produtos;
- estoque de materiais acabados: peças isoladas de reposição e semi-montadas;
- estoque de produto acabado: produtos prontos.

Necessariamente, uma empresa deve considerar dois tipos de controle de estoque: um físico, onde estão estocadas as mercadorias, e outro de valor monetário, onde se conhece o custo de cada item e do próprio montante investido pela empresa nos estoques.

É comum uma empresa manter em seu estoque peças paralelas, até por questão de custo; estas peças não são originais, não são de fabricação própria da empresa, são de concorrentes. Mas todas elas devem figurar do controle dos estoques e contabilizadas normalmente.

Não é aconselhável a guarda no almoxarifado de materiais que não constem nos registros, pois dificulta os controles e também a tomada rápida de decisões.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/administracao-artigos/estoque-e-logistica-1288159.html

    Palavras-chave do artigo:

    estoque

    ,

    logistica

    ,

    planejamento

    Comentar sobre o artigo

    O tema desse estudo é a logística na administração de materiais, visa a administração de materiais de uma forma onde os processos direcionem para custos mais baixos e um nível de serviço de alta produtividade, sem perder a qualidade e a confiabilidade do serviço prestado para o cliente interno e externo.

    Por: Julio Cesar Pereira Britol Negócios> Gestãol 05/07/2012 lAcessos: 1,850

    Discorremos a respeito da importancia da atividade de armazenagem dentro da logistica, ferramentas de auxilio à correta gestão do estoque e estratégias para melhorar a eficiencia da armazenagen e distribuição de produtos, com o objetivo de dar ao leitor uma noção geral dos assuntos, importantissimos na busca de maior lucratividade e fixação de uma imagem de qualidade e eficiencia da empresa junto ao consumidor.

    Por: Adilson Kochl Negócios> Administraçãol 07/12/2008 lAcessos: 69,826 lComentário: 10

    O planejamento da produção é um processo sistemático que requer métodos e atividades integradas é de nível operacional e tático e suas decisões devem ser pautadas na demanda de produção com requisitos sobre quantidade, qualidade e formas de produção.

    Por: Yuri Edmundol Negócios> Administraçãol 14/05/2013 lAcessos: 63

    Para enquadra-se no novo cenário da economia mundial, as organizações foram obrigadas a encontrar uma solução que possa juntar eficiência na produção e prestação de serviço com menor custo possível, e assim foi criada a produtividade. Com o avanço da tecnologia foram desenvolvidas diversas ferramentas de planejamento e controle, e também equipamentos e softwares para agilizar os processos de controle e produção, garantindo maior precisão nas informações e segurança no processo logístico.

    Por: Caroline Vilelal Negócios> Gestãol 21/11/2014

    Este trabalho em como objetivo destacar a importância de uma boa comunicação de estoques para evitar custos desnecessários e aumentar a vantagem competitiva no mercado cada vez mais acirrado

    Por: valerianol Negócios> Administraçãol 11/11/2014 lAcessos: 29

    Este trabalho faz um estudo sobre a história da logística desde o século lll A.C contando a historia da mesma desde o inicio até os dias atuais. Mostrando assim todos os passos, procedimentos e o crescimento do desenvolvimento das atividades dentro deste período.

    Por: Fernando Tavaresl Negócios> Gestãol 21/11/2014

    A logística pode através da melhora nos processos, reduzir custos, desperdícios e gerar agilidade as empresas. No artigo abaixo conheceremos um pouco da historia e a algumas funções da logística, além de, compreender sua importância dentro das organizações.

    Por: Wesley Daniel de Figueiredol Negócios> Administraçãol 14/11/2014 lAcessos: 23

    Logística, originaria na Grécia como processo que utiliza o cálculo e o raciocínio para otimizar tempo e organizar estoques, essa forma de programar entregas otimizar tempos e rotas vem desde o inicio da humanidade, já na idade media começou o uso de animais domésticos para deslocar mercadorias. Com o aumento de deslocamentos foram crescendo os meios de organização trazendo um aumento no consumo de produtos e o crescimento do comercio entre as pessoas.

    Por: Adrian Souza Alonsol Negócios> Gestãol 28/11/2014

    A logística existe desde os tempos mais antigos com diversos marcos na história da humanidade. Histórias como de Alexandre o Grande e Aristóteles, onde a logística teve uma vital importância nas guerras. No decorrer do tempoa logística vem se aprimorando e sendo uns dos principais recursos da gestão para executar diversas atividades envolvidase vem atuando em vários segmentos de serviços, por exemplo, Mkt, Compras, Transportes e etc.

    Por: Jorge de Oliveiral Negócios> Administraçãol 28/11/2014

    Dicas simples para você escolher o curso de coaching ideal para crescer na sua carreira profissional e em sua própria vida pessoal

    Por: Fabio Augustol Negócios> Administraçãol 19/12/2014

    O artigo dar dicas para corretores que estão iniciando sua carreira no mercado imobiliário e não sabe os primeiros passos a serem tomados.

    Por: villevoxl Negócios> Administraçãol 19/12/2014

    O estudo de campo foi realizado no Hospital UDI, onde foram coletados os dados referentes ao atendimento e pacote de serviços, bem como qualificá-los na opinião dos clientes e funcionários. Em linhas gerais, esse trabalho científico teve como finalidade afirmar a ideia de que um pacote de serviços bem estruturado e um atendimento sem falhas são essenciais na formação de uma imagem empresarial consolidada.

    Por: Leobruno Revil Torres Ferreiral Negócios> Administraçãol 15/12/2014

    Este artigo apresenta que na atualidade as fraudes atacam cada vez mais os empresários, tendo em vista a insuficiência nos controles internos das empresas, apresenta alguns tipos de fraudes e como elas podem ser detectadas e também a melhor forma para combate-las.

    Por: Mirielil Negócios> Administraçãol 10/12/2014
    michelly bonifacio

    Descubra as três pergunta que Rick e seu grupo usam para serem capazes de determinar de forma eficiente se cada candidato é ou não digno de admissão e de quebra, como estas questões podem te ajudar a prospectar clientes.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 08/12/2014
    michelly bonifacio

    Nesta mais nova série, veja semana a semana uma nova dica para melhorar o desempenho de sua empresa.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 04/12/2014
    michelly bonifacio

    Eu sei, controlar estoque é realmente chato! Mas, se você possui um negócio, eu nem preciso dizer que o seu estoque é um dos fatores mais importantes, certo? Pensando nisso, a Alfa Networks preparou um artigo super especial para você controlar de uma vez por todas o seu estoque.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 01/12/2014

    Este trabalho tem como objetivo demonstrar as variações de desperdício primeiramente explicando seu conceito e suas definições na área administrativa. O trabalho foi dividido em cinco partes em cada parte o assunto será abordado de forma diferente, cada vez mais com foco na logística citando exemplos dos problemas que o Brasil enfrenta com a falta de investimento nesta área e infraestrutura apropriada.

    Por: Wolgran Teixeiral Negócios> Administraçãol 28/11/2014

    Ser um líder não é simplesmente dar ordens de qualquer maneira. É aquele que sabe orientar a equipe para seguir a direção correta, aquele que sabe motivar as pessoas para alcançar o objetivo com planejamento, organização, disciplina e criatividade. Para ser um líder precisamos transformar conhecimento em ação. O verdadeiro líder não é alguém que nasce para ser líder, mas aquele que trabalha para que todos sejam líderes. Um líder deve ter capacidades especiais

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negócios> Gerêncial 01/12/2009 lAcessos: 3,020

    Como um dos componentes mais antigos associados a computadores, o sistema de gerenciamento de banco de dados, ou SGBD, é um software que foi concebido como objetivo de gerenciar todos os bancos de dados. Existem diferentes tipos de sistemas de gerenciamento de banco de dados, sendo que alguns deles concebidos para a supervisão e controle adequado das bases de dados configurados para fins específicos.

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Tecnologia> TIl 26/11/2009 lAcessos: 1,131

    A importância do planejamento estratégico objetivando adquir estabilidade no mercado. No Brasil não existe o habito de fazer planejamento estratégico desde a fundação da empresa. Nos paises de primeiro mundo tal pratica é um habito.

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negócios> Gestãol 25/11/2009 lAcessos: 1,993 lComentário: 9

    As respectivas responsabilidades de cada setor para o bom andamento do projeto

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negócios> Ger. de Projetosl 25/11/2009 lAcessos: 1,919

    os principais portos marítimos do Brasil e seus respectivos links.

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negóciosl 23/11/2009 lAcessos: 3,591

    Os principais portos marítimos do mundo descritos por região geografica

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negóciosl 23/11/2009 lAcessos: 11,220 lComentário: 1

    * Local de entrega * Definição de preços * Termo de pagamento * Garantia * Suporte ao produto * Seguros * Incentivos * Penalidades * Papéis e responsabilidade * Declaração de trabalho da entregas * Linha base do cronograma * Limitação de responsabilidade * Relatórios de desempenho * Remunerações e retenções * Período de desempenho * Local de desempenho do Fornecedor * Aprovação de subcontratadas * Solicitações de mudanças

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negócios> Ger. de Projetosl 16/11/2009 lAcessos: 1,764

    Publico uma lista com regras básicas e essenciais, independentemente da carga transportada, e que devem ser recordadas ou observadas durante uma operação de transporte. Se uma carga não for acondicionada de forma adequada, configura-se perigo para as pessoas envolvidas nas operações de transporte e para terceiros. A carga mal acondicionada pode tombar do veículo, provocar congestionamento de tráfego e a morte ou lesões a terceiros, logo devemos ter em mente a grande responsabilidade.

    Por: Sergio Lopes de Souza Juniorl Negócios> Administraçãol 28/10/2009 lAcessos: 1,772 lComentário: 1
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast