O Amanhã Melhor Hoje, Que Foi Melhor Que Ontem

05/05/2009 • Por • 810 Acessos

O amanhã melhor que hoje, que foi melhor que ontem.

Cícero A Rocha

 Os caminhos para a excelência empresarial sempre foram iguais, ontem, hoje e que também serão amanhã e isto é visto e comprovado através dos tempos e das empresas BENCHMARK no Brasil e no mundo.

 Entretanto vale salientar que no futuro estes caminhos serão cada vez mais difíceis e trabalhosos, mas nada que dedicação, comprometimento, aprendizado, competência, talento e flexibilidade não possa resolver ou no mínimo amenizar os problemas a serem enfrentados e resolvidos para que possamos abrir e manter os caminhos para a excelência empresarial.

 Somente os empreendedores vencedores - aqueles com alto nível de liderança - poderão construir e conquistar os caminhos para a excelência empresarial, pois além das qualidades e características acima citadas deverá ser ético, observador, saber influenciar pessoas, ter um excelente relacionamento interpessoal, estar - a maior parte do tempo - sempre de bom humor, saber ouvir, bem como estabilidade emocional e ser extremamente carismático.

 A soma de todas estas qualidades pessoais e empreendedoras agregadas ao planejamento estratégico e programas de qualidade levará uma organização a trilhar sempre os caminhos da excelência.

 Mas para tudo isto acontecer é imprescindível do ser humano - o funcionário - altamente MOTIVADO e exaustivamente TREINADO, pois são as pessoas, somente elas capazes de correrem e percorrerem o caminho da excelência que elas ajudaram a construir ou construíram, seja ele empresarial ou pessoal.

 Essas pessoas são corajosas, destemidas e arrojadas possuem criatividade e iniciativa, são donos do seu presente e criadoras do seu futuro. Não tem medo - lembre-se que o medo é irmão gêmeo do fracasso - de errarem em busca de novos caminhos - errar no que se sabe e conhece é inadmissível, mas errar em busca do novo deve ser incentivado.

 Os que trilham o caminho da excelência empresarial, não ficam olhando só para os concorrentes e muito menos se preocupam em melhorar só o que tem de ser melhorado, focam sim em surpreender o mercado e os clientes, procuram ser eficientes e eficazes, lutam pelo título e não para sair da zona de rebaixamento.

 Empreendedores de sucesso e que buscam cada vez mais se manter no caminho da excelência, utilizam a política 80/20 - 80% das informações necessárias para uma decisão são geralmente conseguidas em curto espaço de tempo, então não espere pelos 20% restante - e ela deve ser a tonica no dia-a-dia das pessoas que querem seguir no caminho da excelência.

 Excelência não é um acontecimento mágico, é sim a soma das qualidades e características natas ou adquiridas por um empreendedor e líder. Para a conquista do caminho da excelência, não precisamos lançar novos produtos ou serviços, muito menos modificar o comportamento do cliente. Fazer negócios inovadores é, entre muitas coisas, estar sempre atento às decisões do dia-a-dia e seus desdobramentos. É detectar o quanto estamos sendo repetitivo nas decisões ou tendo atitudes sem sentido. A inovação deverá ser vista como parte do processo e não algo que pode ser deixado para depois.

 Não se iluda, nenhum plano ou programa de qualidade ou excelência terá sucesso, senão houver pessoas competentes, talentosas e principalmente comprometidas para implementar, mas, para isto acontecer é necessário saber transformar as adversidades encontradas no caminho para a excelência em oportunidades para crescimento e inovação. Então monte sempre um alazão - preferencialmente campeão - e nunca um pangaré, pois a excelência será proporcional à competência, talento e comprometimento dos contratados, então para que sua empresa conquiste, trilhe e mantenha-se no caminho da excelência contrate somente pessoas motivadas e pelo amor de Deus nunca as desmotive. Pois devemos estar sempre preparado para a busca de atitudes que poderão servir de suporte para as reações adversas que inevitavelmente surgirão em nosso ambiente de trabalho e eventualmente em nossa vida pessoal.

 E por último nunca menospreze a equipe por um simples gesto de bravura. Tome decisões pelos motivos corretos, com objetivos de longo prazo, evitando decisões superficiais que só lhe servirão para criar falsos instantes de glória e possíveis problemas futuros.

Perfil do Autor

Cícero A. Rocha