O COMPORTAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

Publicado em: 04/12/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 1,935 |

Cada indivíduo se comporta de maneira totalmente diferente.Neste artigo vamos conhecer alguns tipos de comportamento de indivíduos que compõem uma organização.

Segundo Bergamini (1990) entre as variáveis que afetam o comportamento dos indivíduos na organização estão as individuais e ambientais.

Nas variáveis individuais estão a infância, a adolescência e a fase adulta de cada um.

Nas ambientais estão os grupos sociais,cultura,fatores do ambiente físico,etc.As pessoas apresentam diferenças individuais no desempenho do trabalho por dois motivos principais: O primeiro é por cada um nascer diferente do outro e o segundo é por terem tido experiências de vida diferentes. E a personalidade do ser humano é resultante disto, ou seja, a vida das pessoas irá depender desde como nasceram e foram criadas.

Os profissionais de recursos humanos nas organizações verificam o comportamento no trabalho e tentam aumentar os comportamentos que estão contribuindo para o desempenho organizacional. Os comportamentos que não estão contribuindo são eliminados através de técnicas: treinamentos e dinâmicas de grupo.

Um profissional problemático pode levar um departamento ou uma empresa inteira a padecer de enorme dificuldade organizacional, desunindo equipes de trabalho, gerando intrigas e discórdia, expondo informações confidenciais, perseguindo colegas de trabalho ou subordinados e gerando baixa produtividade, desmotivação e prejuízo financeiro.

Tais comportamentos devem ser estudados, pois alguns são de fatores pessoais dos colaboradores, a tecnologia da empresa, as políticas da empresa ou aos estilos de liderança. Quando os objetivos do indivíduo não são atingidos, ocorre a frustração não encontrando outra saída a não ser mudar as pretensões iniciais e adotar outro comportamento. Através da frustração o indivíduo não desempenha seu próprio papel estando desmotivado.

Administrar pessoas em contextos de trabalho significa controlar os fatores que interferem nas condições de trabalho e de vida dos trabalhadores, não no sentido de manipulação de seus comportamentos, mas ajudando-as a melhorar seu próprio comportamento.

É necessário enfrentar este grave problema através de três procedimentos:

  • Conhecer o perfil destes funcionários problemáticos;
  • Saber como identificá-los nas organizações;
  • Aprender a lidar com eles de maneira adequada.

Algumas características de comportamento nas organizações:

O insatisfeito: São pessoas que costumam reclamar excessivamente, gostam de apontar falhas nos outros e culpam a todos.

O controlador: Este comportamento é mais freqüente em homens. Normalmente são pessoas excessivamente organizadas, presas a detalhes e perfeccionistas. 

O manipulador: São pessoas normalmente inteligentes, sedutoras e comunicativas. Utilizam estas habilidades para envolver as pessoas e atingir seus objetivos pessoais, valendo qualquer coisa para realizar seus propósitos.

O paranóico: São pessoas com manias de perseguição, megalomaníacas e provocam intrigas e confusão. Têm dificuldades sociais e de relacionamento. Suas histórias normalmente são bem construídas e elaboradas, por isto as pessoas desavisadas acreditam facilmente em suas invenções.

O instável: São pessoas que mudam de maneira freqüente e radical seus estados de espíritos. Oscilam entre a euforia e a depressão sem motivo aparente ou relevante. Suas instabilidades geram desconforto para todos que convivem com este profissional na organização.

O excêntrico: São pessoas com comportamento estranho, anti-social, demonstrando atitudes esquisitas e são introspectivos. Costumam imaginar coisas.Dentro das organizações elas têm dificuldade de socialização e adaptação, e por isto não trabalham bem em equipe, nem têm condições de assumir responsabilidade de chefia.

Conclusão

É preciso que os responsáveis pelo setor de Recursos Humanos das organizações compreendam que dificilmente poderão mudar estas pessoas, portanto, é necessário identificar estes profissionais problemáticos e fazer uma avaliação do nível de desajuste em seus comportamentos.

Deve-se pensar na possibilidade de manter estes profissionais dentro das empresas, entretanto, apenas se o nível de comprometimento for aceitável, e mesmo assim, é preciso atenção, acompanhamento e até tratamento se necessário.

Referências bibliográficas: Cyro Bernardes, Reynaldo C. Marcondes; Gerenciando Organizações.

           

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/administracao-artigos/o-comportamento-dos-funcionarios-em-uma-empresa-3786256.html

    Palavras-chave do artigo:

    comportamento

    ,

    pessoas

    Comentar sobre o artigo

    Já vi em comércios, empresas e principalmente em igrejas como os líderes tratam seus subordinados. Líder de ministério dando ordens com voz de autoridade, agindo como se fosse o "Cacique da Tribo". Quando identifico este perfil de liderança fico observando o seu comportamento dizer: "Me respeita, eu que mando, é a minha vontade que tem que ser feita, se não me respeitar conto para o pastor e vai para o banco, o ministério é meu quem manda sou EU". Tais palavras não precisam ser ditas, pois tais

    Por: Liderança e Gestão de Pessoasl Negócios> Gestãol 14/06/2013 lAcessos: 19

    Mostra como o comportamento de compra do consumidor da classe “C” está fortemente influenciado pela tecnologia virtual e a internet. Apresenta uma fonte de dados de como os turboconsumidores se comportam no cenário de compra de um mercado cada vez mais dinâmico e mostra como eles são fortemente influenciados pelos diversos fatores sociais, políticos, econômicos e culturais. O acesso à internet e a web 2.0 trouxeram ao mkt o desafio criar estratégias de divulgação dos produtos para a classe C.

    Por: Rogério Ávila de Araujol Marketing e Publicidadel 01/12/2008 lAcessos: 15,214
    Diego Gabriel Simas

    O presente artigo é fruto de uma pesquisa entre os consumidores brasileiros da Classe C, com o propósito de se diagnosticar e analisar o comportamento do consumidor online, visando estudar o processo de decisão de compra para identificar os reais motivos que levam os consumidores da Classe C a comprarem produtos e serviços online, estudando ainda novas tendências no comercio eletrônico.

    Por: Diego Gabriel Simasl Marketing e Publicidadel 21/02/2013 lAcessos: 167

    A ausência de motivação do indivíduo nas organizações de trabalho já foi identificada como a principal causa do absenteísmo, especialmente por motivo de doenças físicas e por transtornos mentais e comportamentais. As profundas mudanças sociais, econômicas e climáticas vivenciadas pela humanidade na última década favorecem a discussão sobre os novos rumos da administração, com a adoção de conceitos sintonizados com a abordagem transpessoal e a gestão holística de pessoas.

    Por: Rodrigo Pival Psicologia&Auto-Ajudal 20/09/2010 lAcessos: 1,558
    Rogerio Martins

    Quando lecionava a disciplina de Psicologia Organizacional nos cursos de Administração de Empresas e Ciências Contábeis em uma faculdade de São Paulo, tinha o desafio de levar aos alunos destes cursos o conhecimento e paixão que tenho sobre psicologia e comportamento humano.

    Por: Rogerio Martinsl Psicologia&Auto-Ajudal 14/05/2009 lAcessos: 63,473 lComentário: 16

    Existem pessoas que dizem que são como árvores, não mudam e nem querem mudar. Eu digo que não importa quem você é, você mais que pode, você DEVE mudar o seu comportamento constantemente, sempre com base no feedback do ambiente.

    Por: Ruben Zevallos Jr.l Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 24/01/2009 lAcessos: 732 lComentário: 1
    Valdelício Menezes

    Fatores que influenciam o comportamento de compra e suas variáveis.

    Por: Valdelício Menezesl Negócios> Administraçãol 07/09/2010 lAcessos: 6,873

    6 Passos para Estimular um Liderado a Mudar o Comportamento

    Por: Fred Graefl Negócios> Gestãol 02/05/2010 lAcessos: 391
    Paulo Cisneiros

    Este artigo busca estabelecer, através de uma visão critica, a distinção do comportamento humano nas administrações burocrática e gerencial, estabelecendo-se uma proposta de convivência entre os fatores envolvidos de tal sorte que permita a consecução dos objetivos organizacionais e individuais.

    Por: Paulo Cisneirosl Negócios> Administraçãol 17/08/2009 lAcessos: 8,343 lComentário: 2
    Danilo

    Este artigo apresenta um estudo de caso realizado no município de São Simão GO no período de abril a junho de 2014, cujo objetivo é fazer um levantamento da situação turística do município e apresentar suas forças, fraquezas, ameaças e oportunidades através da análise Swot. Desta forma constatou-se que o município tem um enorme potencial turístico, no entanto mal aproveitado e a partir das constatações, foi sugerido ao gestor possíveis soluções para o desenvolvimento econômico e social.

    Por: Danilol Negócios> Administraçãol 29/09/2014

    Nos dias de hoje, podemos verificar que a maioria das pessoas estão dando preferência para morar em condomínios, sendo que esta poderia ser considerada como uma forma mais segura.

    Por: anamarial Negócios> Administraçãol 26/09/2014
    michelly bonifacio

    Manter uma empresa funcionando bem e gerando lucro não é uma tarefa fácil. Por isso, segue algumas dicas para acertar o alvo na hora de administrar. Para administrar um Website e/ ou Loja Virtual é preciso aplicar o SEO e implementar um Sistema ERP.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 24/09/2014
    michelly bonifacio

    A maioria das pequenas e médias empresas nasce de empreendedores que trabalharam por muitos anos em determinado segmento, e, portanto, obterão conhecimento e domínio do negócio. Mas, quando o assunto é Finanças, falta o conhecimento necessário. A isso, chamamos de o famoso calcanhar de Aquiles. Para gerenciar as financias, o melhor é implementar um Sistema ERP Integrado.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 24/09/2014
    michelly bonifacio

    Cada dia que se passa, mais e mais as empresas percebem que o dinheiro que o que antes considerado como gasto é, na verdade, um investimento que gera resultados e otimização de tempo e sendo assim, trocam seus intermináveis relatórios em Excel para Sistemas de ERP,

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 24/09/2014
    michelly bonifacio

    Todo mundo sabe que a escolha de um fornecedor é uma tarefa difícil. Por isso, preparamos uma lista com 6 Erros que você não pode cometer na hora de escolher um fornecedor. Vale lembrar que para uma boa administração dos compradores, é aconselhável que se implante um Sistema ERP Integrado.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 19/09/2014
    michelly bonifacio

    Quando falamos de controlar estoque, muitas pessoas acreditam que isso é de outro mundo, afinal se até mesmo empresas grandes caem, como vamos conseguir, certo? Errado! O controle de estoque pode ser por muitas vezes excessivo, mas não é nada fora deste mundo. Desde que se seja perfeccionista, meticuloso e anancástico, é relativamente simples e para isso, preparamos você 6 dicas para não perder o controle do estoque.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 18/09/2014 lAcessos: 11

    Em um mercado altamente competitivo, as empresas buscam o tempo todo formas de se diferenciar da concorrência levando mais valor para seus clientes. Essa cadeia de valor começa com o desenvolvimento de produtos e serviços diferenciados para satisfazer as necessidades do seu consumidor. Para resistir à esfera competitiva, o grau de receptividade da cadeia de suprimentos entra em cena.

    Por: Jean Webbl Negócios> Administraçãol 17/09/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast