Quanto Custa Seu Empregado?

Publicado em: 24/02/2009 |Comentário: 4 | Acessos: 56,144 |

Quanto custa seu empregado?

Vamos supor o seguinte:

Você tem um empregado que recebe um salário nominal e R$ 1.000,00. Ele recebe também um ticket de refeição no valor de R$ 8,00 e vale transporte de R$ 4,60 (valores diários). A sua empresa paga plano de saúde para seus empregados com custos nominais de R$ 68,00.

Vamos ver quanto esse empregado custa para a sua empresa ao ano:

Salários: (1.000,00 x 12) = R$ 12.000,00
Décimo terceiro: R$ 1.000,00
Adicional de férias: R$ 333,33
Ticket refeição (8,00 x 235 dias) = R$ 1.880,00
Vale transporte (4,60 x 235 dias) = R$ 1.081,00
Plano saúde (68,00 x 12) = R$ 816,00
INSS (aprox.): R$ 3.573,33
FGTS: R$ 1.533,33
Custo anual total da empresa: R$ 22.216,99

Custo nominal mensal: R$ 1.851.41

Custo nominal trabalhado (11 meses devido à dedução do período de férias): R$ 2.019,72


Custo por dias úteis/ trabalhados = 250 dias: R$ 88,86
Custo por hora (08): R$ 11,10

Agora vamos ver como fica o extrato anual do empregado:

Salários: (1.000,00 x 12) = R$ 12.000,00
Décimo terceiro: R$ 1.000,00
Adicional de férias: R$ 333,33
Total anual bruto: R$ 13.333,33
INSS: R$ 1.200,00
IRPF (base R$12.133,33, ajuste anual simplificado): R$ 0,00
Total anual líquido: $ 12.133,33
Ticket refeição (8,00 x 235 dias) = R$ 1.880,00
Vale transporte (4,60 x 235 dias) = R$ 1.081,00
Plano saúde (68,00 x 12) = R$ 816,00
Total anual líquido, com benefícios: $ 15.910,33
Depósitos FGTS : $ 1.066,67
Total anual líquido, com FGTS: R$ 16.977,00

Pelo exemplo o empregado recebeu em média mensal de R$ 1.414,75. Como ele trabalhou em média 250 dias, o seu rendimento diário foi de R$ 67,90, sendo assim sua hora/trabalho foi de R$ 8,48.

Com a empresa desembolsou por ano R$ 22.216,99 e o empregado só recebeu R$ 16.977,00, sabe-se que R$ 5.219,99 foi o custo que a empresa pagou para ‘o sistema empregatício brasileiro’. Ou seja, todos os dias úteis, a sua empresa pagou R$ 20,07 só para ter esse empregado em exemplo (um terço do que o empregado recebe ou um quarto do que a empresa pagou.

Enquanto isso a reforma trabalhista nunca consegue ser apreciada no Congresso Nacional. O (des)governo brasileiro não toca no assunto por questões virginais. A impressão que se tem de tudo isso é que o empregador brasileiro é um bobo pagador de impostos. Já o trabalhador, nos ares brasilianos é somente reconhecido como eleitor.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/administracao-artigos/quanto-custa-seu-empregado-787897.html

    Palavras-chave do artigo:

    custos

    ,

    demissao

    ,

    pessoal

    Comentar sobre o artigo

    O atual cenário econômico faz com que as empresas tenham, cada vez mais, a necessidade de criar novos meios de reduzir custos, pois esta é, na maioria das vezes, a única forma de enfrentar a concorrência e se manter no mercado. Neste contexto, o presente artigo desenvolve um estudo sobre a importância do controle de custos para as organizações. Sendo assim, inicialmente foi feita uma pesquisa bibliográfica, com o objetivo de apresentar definições de gastos e algumas teorias sobre controle de cus

    Por: Diego Ceriolil Finançasl 24/09/2009 lAcessos: 26,038 lComentário: 6
    Armando Terribili Filho

    A cultura de projetos está cada vez mais disseminada nas organizações. Os projetos têm diferentes finalidades, sendo que alguns visam reduzir os custos de recursos humanos. Isto, implica em demissões. A pergunta que se faz é: "como gerenciar projetos que envolvem demissão"?".

    Por: Armando Terribili Filhol Negócios> Ger. de Projetosl 15/02/2008 lAcessos: 995

    A mudança de foco no processo de redução de custos, com tratamento das ações, estudadas previamente, e não tratamento dos resultados, levou a empresa a ter preços mais competitivos, uma intensa prospecção de clientes e oportunidades de negócios, que faria história na companhia, e um retorno financeiro, com participação no lucro, jamais imaginado pelos colaboradores.

    Por: Ivan Postigol Negócios> Gestãol 15/02/2011 lAcessos: 36

    Antes de sair por ai demitindo seus empregados, faça corretamente as contas e saiba quanto custam essas operações ditas, às vezes necessárias e muitas vezes são desastrosas. Demitir empregados na maioria das vezes sai caro e muitas empresas não têm nem caixa suficiente para fazer essa operação atroz.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Administraçãol 24/02/2009 lAcessos: 40,335 lComentário: 4
    Tom Coelho

    Veja um ensaio abordando 15 importantes competências para o sucesso profissional e pessoal.

    Por: Tom Coelhol Notícias & Sociedade> Cotidianol 03/12/2012 lAcessos: 118

    Muitas empresas se encontram em situações financeiras preocupantes. Esse artigo busca propor algumas medidas para sair de situação deficitária a luz do estudo do fluxo de caixa,

    Por: Elisabeth Maria Moselel Negócios> Pequenas Empresasl 18/06/2010 lAcessos: 442
    Madalena Carvalho

    Como gerenciar um processo de demissão Recentemente, soube de uma empresa multinacional que demitiu alguns colaboradores, por telefone, em um domingo à noite. Sem contar que no domingo à noite as pessoas já estão se preparando para o dia seguinte, causa-me profunda tristeza, principalmente como profissional de Recursos Humanos, saber que ainda hoje empresas tomam atitudes como esta.

    Por: Madalena Carvalhol Negócios> Gerêncial 09/08/2009 lAcessos: 2,486
    Roberto Pierre Rigaud

    Não importa qual seja o termo utilizado para demitir funcionários, pode até mesmo ser uma medida estratégica da empresa. Muitas empresas cortam funcionários com a intenção de reorganizar com a finalidade de se projetar para o futuro. Como será que as demissões são encaradas pelas concorrentes e clientes? Será mesmo necessário demitir funcionários para se preparar para o futuro? Será que os empregados remanescentes irão ficar com a moral em alta? Será que para essas e outras perguntas...

    Por: Roberto Pierre Rigaudl Carreira> Recursos Humanosl 09/07/2009 lAcessos: 1,009 lComentário: 1

    Certa vez eu li sobre a comparação entre um atleta de nível olímpico e um executivo de nível gerencial. A semelhança ou diferença entre os dois é que o atleta treina, treina, treina incessantemente para que num único evento - as Olimpíadas - possa mostrar suas habilidades e se ele for particulamente bem sucedido será premiado com uma medalha.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Carreira> Gestão de Carreiral 21/01/2009 lAcessos: 5,217

    A logística atualmente assume papel fundamental nas organizações, buscando atender aos requisitos dos clientes – atendimento, tempo de entrega, custos, qualidade, flexibilidade, entre outros – com serviço qualificado. Com base nessa relação, pretende-se expor características sobre os temas transporte e nível de serviço, identificando se esses dois aspectos se relacionam – ou não – neste contexto. Serão apresentados conceitos para auxiliar a análise da influência do transporte no nível de serviço

    Por: Vanessa Bolico da Silval Negócios> Administraçãol 22/02/2015
    Fred Filho

    Algumas lições de Administração deixadas pelo acidente do voo 401 da Eastern Air Lines, nos Estados Unidos, no ano de 1972.

    Por: Fred Filhol Negócios> Administraçãol 19/02/2015

    Uma empresa que surgiu de uma simples ideia. A inspiração para a criação da FedEx, uma das maiores empresas de carreto do mundo, ocorreu em um trabalho de Frederick Smith ainda em sua época como universitário em Yale, quando abordou o setor de entregas do correio de sua época que utilizaram erroneamente aviões de passageiros para a entrega de suas mercadorias.

    Por: Adriano Bezerral Negócios> Administraçãol 19/02/2015

    O presente artigo apresenta a importância da relevância da motivação humana e suas aplicações no resultado do trabalho. Segundo pesquisas, revistas e jornais, o Brasil foi o segundo país em ranking de aumento de produtividade na década de 1990. Essa revolução transformou a vidas das pessoas, estabelecendo um ritmo de vida na qual excede as horas de trabalho e uma pressão para serem cada vez mais produtivos. Com base nas pesquisas, uma nova estratégia foi desenvolvida, proporcionando qualidades.

    Por: Jéssica Braz da Conceiçãol Negócios> Administraçãol 11/02/2015
    michelly bonifacio

    Você sabe, para o bem ou para o mal, é a primeira impressão a que fica. Pensando nisso, separamos 7 Tendências de Webdesign para Websites que vão bombar neste ano.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 10/02/2015 lAcessos: 11

    O artigo apresenta alguns passos para o corretor de imóveis que deseja ser mais produtivo no mercado imobiliário

    Por: villevoxl Negócios> Administraçãol 06/02/2015
    michelly bonifacio

    2015 chegou, um mês se passou, e já está mais do que na hora de definir se você precisa ou não implementar o SEO em seu Website e/ ou Loja Virtual. Quer descobrir se precisa ou não? Então, leia este artigo e descubra já as 5 Razões pelas quais você tem de contratar um serviço de SEO.

    Por: michelly bonifaciol Negócios> Administraçãol 03/02/2015
    Henrique Campaner

    O Plano de Comunicação é a ferramenta utilizada para definir quais canais de comunicação (publicidade, e-mail marketing, mídias sociais, relações públicas, venda pessoal, marketing direto, etc.) a empresa ira utilizar para atingir e influenciar o público-alvo.

    Por: Henrique Campanerl Negócios> Administraçãol 29/01/2015

    A clientela das clínicas médicas populares brasileiras é formada principalmente (algo em torno de 64%) por pessoas que não conseguiram, em tempo hábil, o atendimento nos serviços púbiclos de saúde, que em alguns casos demoram meses para ofertar o serviço médico.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Gestãol 06/12/2012 lAcessos: 1,170

    Enquanto uma consulta médica particular custava nesse período 1/3 do salário mínimo, essa mesma consulta custava nas clínicas particulares em média 10% do salário mínimo. Isso, obviamente, gerou uma debandada geral da clientela das clínicas particulares e um estupendo aumento de clientes de clínicas médicas ditas populares.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Administraçãol 31/03/2012 lAcessos: 893

    Há uma grande tendência nacional de se utilizar a tabela de preços da CBHPM como base dos preços das clínicas médicas populares. Esses valores menores, obviamente, atraem uma grande clientela o que acaba favorecendo a rentabilidade e liquidez do negócio. Por conta disso se ver um vertiginoso investimento em clínicas médicas populares em todo Brasil.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Administraçãol 30/09/2011 lAcessos: 1,748

    Nem tudo são flores no mercado de clínicas médicas populares no Brasil. Apesar de ser um excelente negócio no segmento de saúde, algumas clínicas não tem obtidos os resultados esperados devido a alguns erros considerados fatais para esse tipo de negócio.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Administraçãol 30/09/2011 lAcessos: 521

    A clientela das clínicas médicas populares é composta basicamente pelas parcelas de usuários que procuram o SUS e não encontram dentro das suas expectativas prontos atendimentos médicos. O chamado transbordo do SUS é hoje o responsável por metade da clientela das clínicas médicas populares. Enquanto uma consulta pelo SUS pode demorar em várias cidades brasileiras mais de 60 dias para ocorrer o atendimento, nas clínicas populares, na maioria dos casos, esse atendimento é feito no máximo em 48 hor

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Administraçãol 30/08/2011 lAcessos: 1,713

    O livro Sistema de Controle de Glosa - Como Evitar Glosas em Serviços Médicos foi elaborado a partir da nossa vasta experiência em gestão de empresas médicas e do nosso dia-a-dia lidando com os problemas de glosas dentro dessas organizações. Desta forma, procuramos ser objetivos e práticos para expor esses conhecimentos para os profissionais de gestão de medicina.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Gestãol 24/02/2011 lAcessos: 2,346 lComentário: 2

    Para um consultório de 40m2 em uma cidade média brasileira o custo do metro quadrado instalado está em torno de R$ 512,00. O que perfaz um custo aproximado de R$ 20.480,00 por consultório. O custo com reforma de imóvel para atuar como consultório médico custa em média R$ 347,50. Já ao custo do metro quadrado construído em terreno próprio está em R$ 1.832,00.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negóciosl 09/11/2009 lAcessos: 12,266 lComentário: 2

    O regimento interno para empresas médicas é um documento que normatiza, estabelece e oficializa os padrões legais de funcionamento de uma empresa ou organização, baseado em normas funcionais e conceitos operacionais. O seu principal objetivo é estabelecer um contrato de compromissos da empresa para/com os seus empregados e colaboradores. E vice-versa. Desta forma, cria-se um vínculo recíproco de confiança, respeito, responsabilidade, organização e ética profissional e pessoal.

    Por: Intercriar Ideias para Empresas inteligentesl Negócios> Administraçãol 23/04/2009 lAcessos: 13,519 lComentário: 9

    Comments on this article

    3
    BRUNA 11/08/2011
    Sim, a empresa quando contrata um funcionário está investindo nela. Pois sem funcionário ela não teria o lucro. Mais a carga tributária é muito alta, tanto pelo que se paga ao funcionário como ao governo (que não há nada em troca). Se os custos fossem menores, poderia ser contratados muito mais pessoas, o tempo de serviço dela poderiam ser menor. Ou seja se um funcionário fosse metade do valor, ele poderia trabalhar 6 horas diária, com muito mais benefícios. O que não acontece hoje, afinal o funcionário é muito caro e precisa render muito para ser útil. O problema está no governo e não nas pessoas que trabalham. E sim nas que recebem sem trabalhar. O brasil é uma vergonha!
    0
    diego luiz 17/05/2011
    tanto se faz para o empregado,que se tem a impressao que ele custa o olho da cara ,
    mas isso nao é verdade ,primeiro que ele nao é um empregado mas sim um colaborador
    da empresa,pois sem ele a empresa nao é nada,colocando na ponta do lapis, custo e beneficio ,veremos que para a empresa o funcionario(colaborador)custa menos do que
    do que realmente deveria custar,entao fazer o custo de um funcionario nao é o quanto ele se da de prejuiso mas sim,saber o quanto estamos investindo na empresa.pensem nisso!
    6
    cledinilson 15/03/2011
    ola e qual é o imposto que a empresa paga para governo deste funcionario.
    11
    David Silva Brito 30/10/2010
    Gostaria de saber quantos porcento um empresario paga de imposto por um funcionario.
    exemplo: ganho R$ 1.158,00 quanto ela paga de imposto sobre esse valor, em uma micro, peque, média e grande empresa, gostaria de saber se chega a ser de 102% em alguns casos.
    Desde já agradesço.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast