Tipos De Aparelhos Bucais Para Ronco E Apneia Do Sono

01/03/2009 • Por • 4,603 Acessos

Tipos de Aparelhos Bucais para ronco e apneia do sono.

Dr. Fausto ITO - Dentista; Especialista em Anatomia Aplicada da Cabeça (ICB/USP); Membro da Associação Brasileira do Sono e Diretor da ITO Clínica (RJ). 

Historicamente, os dispositivos bucais utilizados para tratar o ronco e a apneia do sono são derivados do Monobloco idealizado por Pierre Robin, em 1934. Atualmente, podemos descrevê-los e classificá-los como:

1) Aparelhos Retentores de Língua (ARL): são dispositivos confeccionados com material flexível que tracionam a língua por sucção mantendo-a anteriorizada por meio de bulbo localizado na região dos incisivos superiores e inferiores. São indicados para pacientes edêntulos totais;

2) Aparelhos Elevadores de Palato (AEP): esses possuem hastes metálicas que sustentam botão de acrílico em sua extremidade para elevar o palato mole e impedir a queda da úvula em direção a orofaringe. Estão em desuso devido ao desconforto e ao reflexo de vômito que provocam;

3) Aparelhos de Avanço Mandibular (AAM): estes dispositivos são os mais utilizados e investigados na literatura médica e odontológica. São indicados para pacientes dentados com quantidade de elementos dentários suficientes para ancoragem e retenção do dispositivo. Podem ser classificados em: a) AAM imediato: Monobloco; NAPA; b) AAM ajustáveis: Herbst, Klearway, EMA; c) AAM dinâmico: Aparelho ITO.

Os aparelhos bucais são indicados para tratamento do ronco e da apneia leve e moderada, sendo considerados a primeira escolha para esses transtornos desde 1995 quando a American Sleep Disorders Association os reconheceu como alternativa eficaz à terapia com o CPAP.

É importante esclarecer que em casos de apneia grave (IAH≥30/hora), os aparelhos bucais também podem ser utilizados desde que outras modalidades terapêuticas tenham sido contra-indicadas ou recusadas.

3.1) Princípio de ação dos Aparelhos de Avanço Mandibular (AAM)

As principais estruturas ósseas do complexo craniofacial que influenciam na dimensão das vias aéreas superiores são: a mandíbula e o osso hióide. A anteriorização mandibular, realizada pelos AAM, aumenta a atividade dos músculos genioglosso e pterigóideos laterais transmitindo tensões à musculatura supra e infra-hióidea, que, por conseqüência, irá proporcionar um posicionamento ântero-superior do osso hióide em relação a coluna cervical e ampliará as dimensões do conduto faríngeo. Essa nova situação anatômica é capaz de reduzir a vibração dos tecidos moles da orofaringe e assim, permitir a ventilação adequada durante o sono.

Diversos estudos publicados na literatura, por análise cafalométrica, têm demonstrado, bidimensionalmente, que as alterações morfológicas produzidas pelos aparelhos de avanço mandibular nas vias aéreas superiores e no posicionamento do hióide de pacientes com apnéia do sono são capazes de promover aumento da porção posterior do espaço aéreo da faringe .

Outros estudos, como os de Ryan (1999), Gale et al (2000) e Kyung (2004) comprovaram por meio de tomografia computadorizada na posição supina e consciente, que o avanço mandibular, proporcionado pelos AAM, são capazes de ampliar tridimensionalmente o conduto faríngeo, mormente no plano lateral da região retropalatal e retroglossal, podendo este mecanismo ser o responsável pela redução significativa do IAH.

3.2) Aparelho ITO - Sistema Dinâmico de Placas Inteligentes

Diferentemente dos dispositivos apresentados na literatura, o Aparelho ITO possui mecanismo de ação dinâmico que atua considerando a fisiologia neuromuscular do sistema estomatognático e o estado de inconsciência (sono) do paciente. Assim, permite que a mandíbula realize todos os movimentos fisiológicos e suas combinações, quando em posição, durante o sono.

Esse mecanismo depende da ação de elásticos intermaxilares, os quais operam em sinergia e sincronia com os músculos da mastigação, principalmente com os músculos pterigóideos laterais de ambos os lados a partir da posição de isotonia muscular.

O Aparelho ITO é composto por duas bases metálicas (Cromo-Cobalto) para Prótese Parcial Removível (PPR) modificadas, com opção para fios ortodônticos de aço inoxidável de secção transversal de 0,9mm, e duas placas miorrelaxantes (superior e inferior) de acrílico quimicamente ativado sobre cada estrutura metálica. Essas placas miorrelaxantes são articuladas por meio de elásticos intermaxilares, em vetor Classe II (3/16¨ ou 1/8¨), que são adaptados bilateralmente em molas fechadas localizadas na região dos caninos superiores e alças do tipo Tie Back na região dos molares inferiores.

É fabricado utilizando o articulador semi-ajustável para personalizar a curva oclusal do paciente.

Conforme Ito et al em 2000, as contra-indicações do Aparelho ITO são: 1) pacientes com desordens clínico-odontológica (carie, gengivas, entre outros); 2) disfunção do sistema estomatognático em condição aguda ou subaguda e 3) pacientes não cooperadores e/ou desmotivados.

* Assista a entrevista completa Dr. Fausto ITO na Globo News sobre Distúrbios do Sono:

http://www.youtube.com/watch?v=vm8btdyw88g&playnext_from=TL&videos=MASrcXC2uzk

Referências:

1) INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL (INPI) - Patente de Invenção (PI) - nº 00016357. Rio de Janeiro, Abril de 2000.

2) ITO, F. A. Anatomia relacionada à síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono, ao ronco e ao Aparelho Anti-Ronco®. São Paulo, 2002. Monografia (Especialização) - Faculdade de Odontologia, Universidade de São Paulo.

3) ITO, F. A.; ITO, R. T.; MORAES, N. M.; BEZERRA, M. L. S. Mecanismo de ação dinâmico do Aparelho Anti-Ronco® (AAR). 9º Congresso Brasileiro de Sono. Hypnos - Resumo em Anais, ano 3, sup. 4, p. 87-88, 2003.

4) ITO, F. A.; ITO, R. T.; MORAES, N. M.; SAKIMA, T.; BEZERRA, M. L. S. Mecanismo de ação dinâmico do Aparelho Anti-Ronco® (AAR): Relato de um caso clínico. R Clin Ortodon Dental Press, v. 3, n. 1, p. 41-50, 2004.

5) ITO, R. T.; ITO, F. A.; MELO, A. C.; BRONZI, E. S.; YOSHIDA, A. H.; YOSHIDA, N.; SAKIMA, T. Aparelho anti-ronco: um enfoque multidisciplinar. Dental Press Ortodon Ortop Facial, v. 5, n. 2, p. 48-53, 2000.

6)  ITO, F. A.; ITO, R. T.; MORAES, N. M.; SAKIMA, T.; BEZERRA, M. L. S.: MEIRELLES, R. C. Condutas terapêuticas para tratamento da síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono (SAHOS) e da síndrome da resistência das vias éreas superiores (SRVAS) com enfoque no Aparelho Anti-Ronco (AAR-ITO®). Dental Press Ortodon Ortop Facial 2005; 10(4): 143-56.

7) ITO, F. A.; MORAES, N. M. Aparelho Anti-Ronco® (AAR-ITO) no tratamento da síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono. II Encontro Científico de Odontologia do Estado do Rio de Janeiro e V Fórum Odontologia para pacientes com necessidades especiais. Resumo em anais, T. 01, 2004.

 

Perfil do Autor

Dr. Fausto Ito

ITO CLÍNICA - RONCO & APNEIA DO SONO Ipanema (RJ) (21) 2512 5151 www.itoclinica.com.br