Ai Que Vida! O Filme

Publicado em: 26/03/2010 |Comentário: 2 | Acessos: 4,185 |

AI QUE VIDA!, O FILME

(Por Cícero Rodrigues)*

Ficha Técnica:

TÍTULO ORIGINAL: Ai que vida!

ANO: 2207/Brasil

PRODUTORA: TVM filmes

DURAÇÃO: 100 minutos

DIREÇÃO: Cícero Filho

ELENCO: Irisceli Queiroz, Rômulo Augusto, Toinha Catingueiro, Feliciano Popô, Wellington Alencar, dentre outros.

O filme Ai que vida! é uma comédia da vida real do nordestino piauiense. O filme inicia-se mostrando  o que realmente acontece com as pessoas das pequenas cidades do Piauí, que distantes de grandes centros e desprovidas de boas condições de transportes como estradas e veículos adequados, locomovem-se de um povoado a outro, principalmente por ocasião das feiras e romarias a santuários, em carrocerias de caminhonetes, dividindo espaço com animais e artigos alimentícios. O filme também discute a prática da política nestes mini municípios, historicamente marcada pela corrupção, má formação dos políticos e enganação do povo. Zé Leitão é um político analfabeto e corrupto que juntamente com a vereadora Chica do Pote tenta se reeleger, usando de promessas ludibriantes e prática de superfaturamento das contas da prefeitura através das notas fiscais da funerária da cidade, de propriedade de um dos vereadores ligados ao grupo político de Zé Leitão.

O filme também abre espaço para as típicas estórias e histórias de traição, tradicionalmente contadas e vivenciadas nestes pequenos povoados, ao relatar o caso amoroso da mulher de Zé Leitão com Waldir, jovem rapaz, filho de D. Cleonice, esposa do vereador dono da funerária. Waldir é flagrado na cama com a mulher do prefeito e perseguido por este até chegar em casa. Além de relatar tais acontecimentos, como todo e bom filme, Ai que vida! conta uma bela estória de amor mostrando o triângulo amoroso entre Charlene, Valdir e Gerald. Valdir conhece Charlene num parque de diversões ao ter sua camisa manchada pelo vômito da jovem. No mesmo evento, Waldir envolve-se com o roubo de um perfume. Por causa disso é julgado a prestar serviços voluntários na Casa de Taipa, uma instituição que cuida de crianças carentes. Lá, reencontra Charlene trabalhando como instrutora de dança. Por ela se apaixona. O problema é que a garota está noiva com Gerald, um boy metido a granfino (o único que tem um carro), que trai Charlene com uma mulher de mais idade.

Toda a trama do filme se desenrola no município fictício de Passo Fundo e chega ao seu clímax quando D. Cleonice revolta-se com a situação de abandono em que está a cidade, sem atendimento médico, mergulhada em um mar de corrupção. A gota d'água para o descontentamento de Cleonice é a morte de uma criança pobre, cuja avó pediu auxílio ao prefeito, recebendo dele uma caixa de remédios vencidos, que piorou o estado de saúde do garoto, levando-o a óbito. Indignada, Cleonice rompe com o marido e resolve candidatar-se a prefeita pelo Partido das Viúvas Passofundenses. Apoiada pelos filhos e pela comunidade, vence as eleições com 99,99% dos votos. Zé Leitão acaba derrotado, na praça da cidade com sua mulher adúltera e a vereadora Chica do Pote, planejando mudar-se para outra cidade no intento de enganar as pessoas de lá  e reclamando: "oh vida desgraçada, meu Deus! Ai que vida!" Além deste desenrolar, o triangulo amoroso mencionado tem fim quando o casamento de Charlene com Gerald é interrompido pelos gritos de uma mulher acusando o noivo de tê-la abandonado, grávida. Charlene, desesperada, deixa a Igreja, arruma suas malas e intenta ir embora. Ao saber disso, Valdir imprime, com angústia, uma busca desvairada a sua amada pelas ruas da cidade. Os dois encontram-se na estrada, resolvem ficar juntos e presume-se que serão felizes para sempre

Este filme, nascido da coragem de seus idealizadores e produtores, mostra que é possível produzir o retrato da realidade de um povo através do cinema, mesmo que a qualidade tão exigida pela telona, devido aos poucos recursos e pouca formação cênica dos atores, não esteja presente. Ai que vida! é um presente para o Piauí e o cinema brasileiro. Vários aspectos culturais do povo nordestino, em especial do piauiense, podem ser observados através desta obra. Um deles é a maneira espontâneo de se expressar que tem o piauiense. Ditados populares, expressões e palavras típicas do piauiês estão presentes no filme, tais como mermã, nã, muier,mais notáveis na fala da personagem Mona. Nota-se, portanto, grande variação lingüística de características que priorizam o regionalismo, a linguagem coloquial e informal. Vários gêneros linguísticos também aparecem, como, por exemplo, discurso político, sermão, cantiga de roda, repente, conversação espontânea, ladainha, festival de dança, dentre outras. Enfim, o filme é uma verdadeira fonte de pesquisa e entretenimento para aqueles que quiserem conhecer, de forma divertida crítica, um pouco mais da história e da identidade do povo do Piauí.

*Cícero Rodrigues é professor de filosofia e Inglês da rede pública do Piauí e de Filosofia  e Metodologia da Unversidade Estadual do Maranhão, no Programa Darcy Ribeiro e especializando em PROEJA.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/arte-artigos/ai-que-vida-o-filme-2054052.html

    Palavras-chave do artigo:

    ai que vida

    ,

    nordestino

    ,

    piaui

    Comentar sobre o artigo

    Odalberto Domingos Casonatto

    A descrição fala da aventura de dois universitários, moradores no sul do Brasil em Vacaria, Odalberto Domingos Casonatto e Ary Cesar Minella ávidos em conhecer o nordeste Brasileiro. Eles se dispuseram na volta da visita ao nordeste brasileiro enfrentar o caminho e o transporte dos "paus de araras", na BR 020 pelo sertão nordestino percorrendo o trajeto de São Raimundo Nonato no Piauí até Brasília.

    Por: Odalberto Domingos Casonattol Turismo e Viagem> Dicas de Viageml 14/09/2014 lAcessos: 38
    FABRÍCIO DE CARVALHO PIMENTA

    Este artigo enfoca a questão da sexualidade tendo como ponto de partida o discurso religioso que visa a estabelecer a repressão corporal a fim de dominar a sociedade, objetivando provocar uma reflexão sobre questões ligadas à sexualidade que sempre foram tratadas pelas religiões com muito preconceito e provocar um diálogo das escolas com o tema visto sob um prisma contemporâneo.

    Por: FABRÍCIO DE CARVALHO PIMENTAl Educaçãol 21/05/2009 lAcessos: 3,366 lComentário: 1
    Miriam de Sales

    A literatura nordestina é uma das mais importantes do país e deve ser mais estudada e divulgada.Com características peculiares,um rico folclore e com uma plêiade de escritores reconhecidos universalmente,como Jorge Amado,Graciliano Ramos,Manoel Bandeira,Clarice Lispector,Ariano Suassuna,Gilberto Freyre etc não pode ser considerada uma literatura regionalista ,já que apresenta mestres da literatura universal.

    Por: Miriam de Salesl Arte& Entretenimento> Artel 08/12/2014

    Curadora dá a dica de visitas a museus como programa de férias. O Museu da Moda é o único do gênero no mundo

    Por: Terezinha Tarcitanol Arte& Entretenimento> Artel 04/12/2014

    Aulas totalmente grátis de desenhos e pinturas de retratos artísticos, paisagens, natureza...etc. Técnicas e métodos explicados passo a passo de forma direta e profissional. Desperte o talento que existe em você. Comece hoje mesmo a desenvolver as sua capacidades artísticas.

    Por: Anildo Mottal Arte& Entretenimento> Artel 22/11/2014

    Conheça 4 incríveis fatos sobre o show de humor em eventos e confraternização que deixar seu superiores de "boca aberta"!

    Por: Desenroladosl Arte& Entretenimento> Artel 19/11/2014

    Descubra o os impactos que um show de humor tem em um evento, confraternização ou treinamento. Você vai se surpreender!

    Por: Desenroladosl Arte& Entretenimento> Artel 19/11/2014
    vicente de percia

    O autor desse texto, o crítico de arte vicente de Percia, acompanha o desenrolar das Bienais de Artes Plásticas em diferentes países. Já foi júri de premiação em diversas, principalmente no exterior. Seus pareceres são referências para um conhecimento mais detalhado desse macro evento.

    Por: vicente de percial Arte& Entretenimento> Artel 07/11/2014 lAcessos: 11
    vicente de percia

    Um mergulho à reflexão acerca das armadilhas existentes na tanto no circuito da arte como na tarefa de realização do artista. A questão da opressão, angústia e satisfação que os grandes centros urbanos impõe e assinalada para com o Ser

    Por: vicente de percial Arte& Entretenimento> Artel 06/11/2014
    Talita Stein

    Depois de muitas tentativas, criei uma massa de papel machê mais resistente a bichos e a umidade.

    Por: Talita Steinl Arte& Entretenimento> Artel 04/11/2014 lAcessos: 19

    Parte da experiência de vida e profissional do escritor para analisar aspectos negativos de uma educação não voltada para a promoção do homem, estática e arcaica. Sugere novas posturas dos profissionais da educação principalmente no que diz respeito ao relacionamento com os alunos e a visão que todos os envolvidos no processo educacional devem ter sobre as várias realides que os cercam. Convida professores e alunos a sonharem com uma nova realidade transformada pela educação.

    Por: Cícero Rodriguesl Educação> Ensino Superiorl 03/05/2010 lAcessos: 189 lComentário: 1

    O filme "Sorriso de Monalisa" é comentado e relacionado com a evoulução do pensamento humano sobre as conquistas dos direitos das mulheres ao longo da história. Destaca a dicotomia entre métodos tradicionalistas de aprender e ensinar e inovações na prática educativa. Analisa a postura do professor e poder que este tem de transformar as diversas realidades e destaca o caráter mutável do ser humano, dos costumes, das instituições sociais, enfim da sociedade e do mundo.

    Por: Cícero Rodriguesl Arte& Entretenimento> Artel 21/04/2010 lAcessos: 344

    O texto mostra, de forma rápida, um importante embate entre ideologias que buscam manter o status quo e a formação da liberdade por espíritos e indivíduos que foram além dos padrões pré-estabelecidos e contribuiram significante e positivamente para a construção de um mundo melhor e o aperfeiçoamento da vida humana. Cita figuras importantes como Sócrates, Jesus Cristo e Eisntein, dentre outros, que ajudaram a construir visões diferentes e interessantes sobre a sociedade e o homem.

    Por: Cícero Rodriguesl Educação> Ensino Superiorl 30/03/2010 lAcessos: 281

    Comments on this article

    2
    debora 29/07/2011
    meu Deus esse filme é muito bom e ingraçado....demais.........♥
    1
    VictoriaLabelle 23/12/2010
    Já cansei de assistir ar maria muler fica com Gerodi ele tem um carro , ai qee viidaaa ,
    s2
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast