O Processo Da Criação Artística

Publicado em: 09/08/2009 | Acessos: 8,790 |

O processo da criação artística

Andersen Viana*

Desde as mais remotas eras o ser humano sempre procurou um meio de expressar-se. Ora para aplacar as forças da natureza, para invocar as divindades que as governavam ou para celebrar algo que fosse importante para o grupo, representando, de formas variadas, fenômenos e seres ao seu redor. O canto de um Xamã, invocando as divindades, esculturas entalhadas em pedra, imagens e pinturas representativas de animais, deuses e semi-deuses, são os primeiros passos da grandiosa aventura criativa da civilização.  A priori não poderia existir uma única fórmula que fosse apreendida e ensinada como um padrão efetivo no processo da criação conceitual e artística. O dilema e a grande dificuldade de qualquer forma de expressão de arte atualmente existente - ou ainda a ser desenvolvida - reside no fato da multiplicidade e diversidade da natureza do meio do realizador, bem como de seu modus operandi.

Se hoje vemos uma pintura rupestre ou o entalhe em rocha da Vênus de Laussel (28.000 AC) e "sentimos" que é uma arte dita "primitiva" - e por essa razão, extremamente pura e despojada de pretensão (?) -, podemos presumir de forma errônea, pois esses homens e mulheres tinham a intenção de ritualizar o que para eles era considerado algo mágico, sobrenatural, religioso - e posteriormente - cívico, político e social. Então, essas expressões, não tinham o olhar estético que hoje, desde a mais tenra idade possuímos, pois seu modo era, fundamentalmente, ritual, o que permaneceu desse modo por milênios. Há pouco mais de sete séculos vivemos a era estética. Desde J. S. Bach (e durante todo o século XVII -, quando o processo de criação musical estava subordinado a uma ordem e regras muitas vezes restritivas - o próprio Bach subverteu essa mesma ordem, enriquecendo sobremaneira a herança musical da humanidade -, até o presente momento, em que sofisticados software e hardware, gerenciados por tecnologias de última geração, realizam complexas operações) os inventores da arte atual deparam-se com grandes dilemas.

Se por um lado as facilidades trazidas pela moderna tecnologia realizam facilmente tarefas de extrema complexidade nunca antes imaginadas a um custo de produção muito baixo, a profunda compreensão dos meios de criação e produção de nossos antepassados não estão tendo a devida atenção. Essa constatação remete-nos a uma padronização conceitual e intelectual de baixo nível, superficial, com pouco conteúdo, baseando-se em valores que estruturaram-se e consolidaram-se nos últimos trinta anos. Esses mesmos valores e conceitos são direcionados exclusivamente pelo mercado, com suas relações de investimento e retorno financeiro, gerenciados pela fórmula dos quatro pês (do marketing). Por detrás do "conteúdo atrativo" de alguma criação artística - produto ou serviço, pessoal ou coletiva - de modo especial em música e cinema - existe um elaborado plano de promoção e venda. Claro que a cena atual está repleta de exceções, devido principalmente a esforços pessoais e de pequenos grupos organizados. Comparativamente, a relação entre a proporção aritmética desses oásis criativos e a proporção geométrica dos produtos de consumo de massa impostos por poderosos grupos econômicos detentores de organizadas estruturas comerciais e promocionais não chega a ser significante, mas o processo de pasteurização da arte e da cultura atuais influencia diretamente os criadores, que infelizmente, acabam - com o passar do tempo - por fazer mais e mais concessões, desfigurando, por completo, algo que poderia ser diferencial.  Fórmulas padronizadas estão sendo amplamente difundidas através dos mais variados meios. Que essas criações estereotipadas, essas meias verdades, objetivam o lucro não resta dúvida - o que não acontecia nos séculos passados, mesmo se uma obra fosse encomendada ou se o artista fosse um simples empregado que deveria produzir arte para o consumo do patrão.

Ao fruir os quadros de um Bruegel, um Boticelli ou de um Archinboldo, as esculturas e formas arquitetônicas de um Michelangelo, Bernini ou Borromini, os sons proféticos de um Gesualdo da Venosa , a fantasia das Mil e Uma Noites ou as maravilhosas aventuras do Quixote de Cervantes, deparamo-nos com algo desconcertante, pois constata-se que todos esses fazeres e meios vieram de um único local: a imaginação humana. Claro que a idéia inicial - matéria prima do todo criativo - foi, pode e deve ser filtrada, trabalhada, exaustivamente estudada, calculada, transformada, variada, adicionada e tantas vezes modificada e repensada. Mas mantém-se inalterada a sua essência - a engenhosidade da invenção. Podemos, hoje, visualizar uma página da web - através dos pré-fabricados templates - e o "pai da criança" garantirá que é uma obra de arte do mais alto nível, que não pode ser mudada em nada e ai daquele que discordar ou fizer alguma sugestão... Outro grande dilema: o que é arte hoje? Claro que o exemplo extremo acima citado deixa transparecer claramente o pouco ou nenhum conhecimento dos grandes mestres do passado - alguns de talento tão grande que algumas obras chegam a ser incompreensíveis para o público leigo.

Loops, templates, samplers, copy and paste são alguns exemplos do processo criativo contemporâneo. A técnica - computacional ou não - substituiu a criatividade e o processo de "artesanato artístico" por algo já esperado, padronizado e pasteurizado. Os fazedores de arte e de cultura reproduzem padrões, as agências anunciam, os comerciantes vendem e o público consome. Uma cadeia que nos remete ao conto de João do Rio, do início do século XX: O Homem da Cabeça de Papelão. Na "contra-cultura da mediocridade" anda, felizmente, a grande maioria dos escritores e dos cineastas, teatrólogos, pintores, companhias de balé e alguns músicos e grupos musicais alternativos os quais desenvolvem produtos, idéias e conceitos inovadores que podem trazer visões realmente diferenciadas em um mundo em constante transformação.

*Maestro-compositor, professor-doutor e produtor cultural brasileiro. Estudou em diversas instituições no Brasil, Itália e Suécia: UFMG, UFBA, Accademia Filarmonica di Bologna, Arts Academy of Rome, Accademia Chigiana di Siena e Royal College of Music - Estocolmo. Especializou-se na Itália em música para cinema com Morricone e Polizzi. Freqüentou também os seminários sobre cinema e música com Ettore Scola, Giuseppe Tornatore, Armando Trovaiolli e oficinas de roteiros cinematográficos, textos e cinema com Paulo Halm, Claudio MacDowell, Ana Miranda. Por sua obra musical recebeu dezenove premiações nacionais e internacionais. Seu catálogo atual consta de 266 obras musicais. Tem desenvolvido projetos artísticos e culturais nos seguintes países: Brasil, Suécia, Itália, EUA, Rússia, República Tcheca, Honduras, Reino Unido, Portugal, Grécia e Bélgica.

...........

Outros links do mesmo autor: www.andersen.mus.br

www.youtube.com/user/TheAmadeusProd

http://acigarraeaorquestra.blogspot.com

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 12 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/arteentretenimento-artigos/o-processo-da-criacao-artistica-1112252.html

    Palavras-chave do artigo:

    arte

    ,

    cultura

    ,

    entretenimento

    Comentar sobre o artigo

    Jouhilton Estevão

    O que queremos mostra para o mundo culturalmente? Que tipo de visão é esta que os meios de comunicação têm de ver a arte? Seja ela o grafite, musica, hip-hop, funk, pagode, samba, axé forró, swingueira, lambada, sertanejo(...) claro que em todos estes estilos citados há um apelo , mas também existem grupos que comunicam algo seja de forma alegre , triste, ou protesto.

    Por: Jouhilton Estevãol Arte& Entretenimento> Músical 28/02/2011 lAcessos: 314
    CARLEIAL. Bernardino Mendonça

    Esse Trabalho foi desenvolvido por CARLEIAL, em fevereiro de 2007, em consonância com alguns acontecimentos criminosos que chocaram a sociedade daquele ano, tendo em vista os requintes de crueldade com que os delinquentes praticaram tais crimes. Ele tenta explicar a sua teoria sobre as orígens da crescente agressividade e violência no mundo atual

    Por: CARLEIAL. Bernardino Mendonçal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 29/07/2010 lAcessos: 2,643 lComentário: 1

    O teatro é uma arte antiga que até hoje é muto utilizada tanto para divertir como para ensinar. Saiba mais sobre suas origens e algumas dicas de como fazer.

    Por: Felipe Ferreiral Arte& Entretenimento> Artel 09/09/2010 lAcessos: 373

    Este trabalho tem o caráter de divulgar os eventos realizados no Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro e ao mesmo tempo visa expor a importância do mesmo.

    Por: Esio Rocha Santosl Arte& Entretenimentol 03/03/2009 lAcessos: 1,670 lComentário: 2
    Tony Teófilo

    As experiências no campo da cultura que possuem características voltadas para a intervenção social de grupos e indivíduos não são matérias interessantes para a imprensa tradicional, conforme foi constatado por esta pesquisa realizada na Bahia a partir das publicações do Jornal A Tarde, o de maior circulação no estado, em uma análise entre os anos 2008 e 2009 com o tema da cultura.

    Por: Tony Teófilol Notícias & Sociedade> Polítical 11/04/2010 lAcessos: 928

    RESUMO O artigo aqui apresentado tem como objetivo, descrever, relatar, discutir a importância das lutas como forma pedagógica possível na cultura e na formação social de estudantes. Identificamos que as lutas se fazem presente e pode se manifesta de varias formas: o ato de se sentir oprimido, acuado, fome, injustiçado, sosobrevivência, defesa, conquista. Mudanças se fazem através de elaboração de metodologias inovadoras, pois a pratica das lutas atua como válvula de escape.

    Por: jose pinto da silval Educação> Educação Infantill 08/04/2010 lAcessos: 619
    Patricia Cassia Pereira Porto

    Nos dias de hoje, em que tudo nos parece "consumível" e "descartável", incluindo as relações entre as pessoas, significativo torna-se o papel de uma linguagem a favor da narrativa e de um rememorar que ao buscar diferenciadas feições para a construção do conhecimento torna-se também auto-conhecimento. Neste retorno ao que fomos, mesmo sem a exata dimensão do que "temos sido", novas interações comunicativas são criadas, (re)aproximando-nos, religando-nos em novas relações e conexões.

    Por: Patricia Cassia Pereira Portol Educação> Línguasl 23/02/2011 lAcessos: 970
    Os Coletivos

    O Peixe Urbano anunciou esta semana a criação de um departamento especializado em entretenimento, por este ser um dos setores que mais cresce dentro do seu mix de ofertas. A economia proporcionada aos consumidores com promoções deste segmento já ultrapassa de R$20 milhões.

    Por: Os Coletivosl Internet> Comércio Eletrônicol 02/12/2011 lAcessos: 94
    simiana ribeiro leal

    Resumo: Este artigo tem como objetivo analisar e discutir como a Arte tem contribuído de forma relevante para o processo de ensino e da aprendizagem dos alunos da educação básica, e de como através da educação estética se pode construir interfaces, com outras áreas do conhecimento. Pode-se afirmar que através da quebra do conceito que Arte está isolada de outros saberes tradicionais, e que trabalhar a Arte de forma articulada com outras disciplinas, viabiliza um novo modelo de aprendizagem menos

    Por: simiana ribeiro leall Educação> Ensino Superiorl 15/11/2011 lAcessos: 715
    Meio News RJ

    Cidade das Artes inicia sua programação, com Deborah Colker, Marco Nanini e Elza Soares. A partir desta quinta-feira (16/05), o carioca terá mais uma opção de lazer e cultura: a Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, inicia sua extensa programação de dança, teatro, música, artes visuais e literatura. Neste primeiro dia, o público terá a oportunidade de assistir ao mais novo espetáculo da Cia. de Dança Deborah Colker, um monólogo com o ator Marco Nanini e show da cantora Elza Soares. Tudo isso em

    Por: Meio News RJl Arte& Entretenimento> Artel 16/05/2013 lAcessos: 43

    Las Vegas é uma das cidades mais povoadas dos Estados Unidos da América (EUA). Esta cidade é bastante conhecida não só pela sua densidade populacional, mas também pelos seus casinos. Na famosa Las Vegas Boulevard mais conhecida por Strip existem os casinos mais grandiosos de todo o mundo.

    Por: Carla Ribeirol Arte& Entretenimentol 18/03/2015

    No jogo de casino Craps, os dados são soberanos. Os jogadores apostam no resultado de um ou vários lançamentos ou num par específico de dados. Nos casinos, é possível ver uma multidão de pessoas em torno da mesa famosa verde num frenesim de apostas.

    Por: Carla Ribeirol Arte& Entretenimentol 18/02/2015

    Nesta 5ª feira (5/2), às 16 horas, quem tiver curiosidade de conhecer as dependências do Antigo Palácio da Justiça terá um motivo adicional para ir ao Centro do Rio. O grande jurista brasileiro Ruy Barbosa e Têmis, a deusa grega das leis e dos juramentos voltam a apresentar o antigo Palácio da Justiça ao público, dentro do programa Por dentro do Palácio, realizado pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, através do Centro Cultural (CCPJ-Rio).

    Por: Elisabetel Arte& Entretenimentol 04/02/2015 lAcessos: 11
    vicente de percia

    O autor, Vicente de Percia, publicou com sucesso o Livro " Vertente do Amor e Morte" Editora Bow Art, 2009, Rio de Janeiro - "Reflexões Sobre Tristâo e Isolda na Ópera de Richard Wagner, Estudioso e critico de música clássica, especialista em óperas Percia tem lastros com essa arte cênica. Esteve presente nas mais importantes Salas de Espetáculos do mundo. Por ser crítico de arte sua visão é abrangente nos diferentes segmentos da arte. Esse ensaio é uma crítica a situação atual do clássico.

    Por: vicente de percial Arte& Entretenimentol 28/12/2014
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Especulação sobre o futuro dos quatro como músicos caso eles não tivessem se conhecido. "O que poderia ter sido se assim não fosse", uma abordagem tipo a utilizada no livro "O Homem do Castelo Alto" de Philip K. Dick.

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Arte& Entretenimentol 19/11/2014

    (*) Elza Lúcia Panzan Um povo culto é um povo desenvolvido. Bem informado, com acesso à educação de qualidade, uma sociedade se fortalece e torna-se apta a exercer sua cidadania. Vencer as limitações no campo da educação vai exigir, de nós brasileiros, muito empenho; seja do setor público ou do setor privado. Assim como nas demais áreas, a luta é árdua. Temos muito a construir, melhorar, equipar, transformar. Na saúde, educação, infraestrutura, na esfera sociocultural.

    Por: ana paulaignaciol Arte& Entretenimentol 28/10/2014 lAcessos: 14
    Fernanda Th. C. Schneider

    É uma estória contada com uma habilidade enorme de manejar o tempo, os encontros e o amor. É o talento da autora para amarrar causa e efeito num tempo não linear que torna "A Mulher do Viajante do Tempo" um dos livros mais geniais escritos nos últimos tempos.

    Por: Fernanda Th. C. Schneiderl Arte& Entretenimentol 23/10/2014 lAcessos: 25
    Fernanda Th. C. Schneider

    Sabe aquele livro que mantém você tentando adivinhar o final, mas você não adivinha? Aquele livro que guarda o segredo até o último capítulo? Aquele livro que faz você suspeitar de tudo e todos? Garota Exemplar, de Gillian Flynn, é aquele livro. Lançado em 2012. Você não pode perder!

    Por: Fernanda Th. C. Schneiderl Arte& Entretenimentol 23/10/2014 lAcessos: 21
    Andersen Viana

    Este trabalho reúne alguns tópicos para discussão, reflexão e crítica sobre cultura e arte - e mais especificamente sobre música -, propiciando um pequeno insight sobre determinados aspectos artístico-culturais e sua inserção no mercado, com seus conflitos, contradições e possibilidades.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 19/11/2011 lAcessos: 123
    Andersen Viana

    Descreve aspectos ligados ao cinema e sua relacao com a musica, alem de correlacionar determinados fatos a acontecimentos atuais e do passado ocorridos no Reconcavo baiano.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 06/04/2010 lAcessos: 134
    Andersen Viana

    Refere-se a uma obra litero-musical brasileira de cunho pedagógico, onde os instrumentos são apresentados para o público leigo de maneira lúdica, através da narração de uma fábula musical.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 21/10/2009 lAcessos: 760
    Andersen Viana

    Pretende-se descrever recursos sonoros não convencionais que foram utilizados especificamente na obra Rumos do compositor suíço-brasileiro Ernst Widmer, dentro de uma perspectiva criativa-educacional com ênfase em suas particularidades de inclusão social e citações análogas.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 21/10/2009 lAcessos: 656
    Andersen Viana

    Este artigo reúne informações e tópicos para reflexão sobre um dos aspectos mais fascinantes da orquestração: o timbre na Suíte Ma Mère l'Oye de Maurice Ravel. Procurou-se atingir o cerne de questões que se colocam como fundamentais no processo composicional: Qual a importância do timbre? Qual a razão de se utilizar um ou outro instrumento? Será a resultante de combinações orquestrais suficientes para expressar algo que vai além do sonoro?

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 21/10/2009 lAcessos: 213
    Andersen Viana

    Pretende-se descrever recursos sonoros utilizados especificamente na Terceira Sinfonia do compositor alemão Johannes Brahms, dentro de uma perspectiva criativa-meta-analística, também em relação ao trabalho dos musicólogos Kofi Agawu e Susan McClary, com ênfase em suas particularidades motívicas e suas relações entre os respectivos movimentos.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 09/08/2009 lAcessos: 213
    Andersen Viana

    Pretende-se, neste fragmento, perscrutar pontos polêmicos presentes na obra crítica de dois pensadores representativos da música culta da atualidade: Susan McClary e Kofi Agawu, dentro de uma perspectiva criativa, musical e educacional, com ênfase em algumas particularidades objetivas e subjetivas.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 09/08/2009 lAcessos: 532
    Andersen Viana

    Neste artigo pretende-se descrever aspectos históricos, técnicos e musicais da escrita para violão realizada por compositores e arranjadores não violonistas bem como exemplificar alguns processos pelos quais se pode desenvolver uma escrita idiomática para este instrumento.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 09/08/2009 lAcessos: 516
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast