Auxílio ao dependente químico

Publicado em: 10/11/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 313 |

Normalmente os dependentes de álcool e drogas são pessoas que adquirem durante o tempo que estão no uso, uma infinidade de defeitos de caráter, muito difíceis de serem despojados.

Mas sobriedade não é apenas parar de beber e/ou usar drogas. O dependente tem que ter uma transformação ao qual faça com que ele passe a ser um bom cidadão, bom marido, bom pai, bom filho, bom amigo, bom irmão, bom profissional e um bom cristão.

Essa transformação necessária é conquistada com o auxílio de uma busca individual ou coletiva dentro da espiritualidade (igreja/religião) e no grupo de apoio onde, em reuniões com outros dependentes, as experiências ou dificuldades para se manterem na sobriedade são trocadas e sempre com a orientação de um coordenador são passadas orientações de como se comportarem diante de cada dificuldade.

Para o dependente de álcool e drogas não é possível manter-se sóbrio sem primeiro passar por um processo de mudança de vida.

É necessário ser consciente de que a pessoa se tornou totalmente impotente perante o álcool e as drogas e que perdeu o domínio sobre sua vida.

É necessário avaliar como está a sua relação afetiva com o álcool ou as drogas, essa relação pode fazer com que o dependente não tenha mais motivação pela recuperação.

O dependente deve avaliar as vantagens e desvantagens em usar ou não usar (álcool ou drogas), colocar tudo numa balança, talvez assim percebendo que o uso traz muito mais desvantagens ele possa adquirir mais motivação para continuar com a recuperação e a sobriedade.

Não existe nenhuma mágica para trazer a sobriedade ao dependente, somente á fé, coragem, determinação, muita força de vontade e sabedoria, percorrer um caminho de responsabilidade pode realmente levar a sobriedade.

Os dependentes de álcool e drogas não necessariamente fazem o uso sempre pelo mesmo motivo, cada dependente tem uma fraqueza diferente da outra.

O dependente deve avaliar as suas fraquezas e assim evitar ao máximo situações em que ele se depare com elas.

Deve também aprender a lidar com essas fraquezas uma vez que pode acontecer que, mesmo sem querer tenha que enfrentar situações de risco.

Se o dependente já passou pela sobriedade e teve uma recaída deve usar a sua experiência como arma em novas situações que lhe coloquem em risco.

 

SITUAÇÕES DE RISCO:

Emoções negativas: depressão, tristeza, desanimo ficar ansioso, estressado, angustiado, ter solidão, preocupação, frustração, timidez, rejeição, ser humilhado ou criticado, ficar na auto piedade, ter lembranças ruins, ciúme, inveja, raiva ou ressentimento, tédio da vida, etc..

Situações difíceis: compromissos, reuniões sociais, reunião de trabalho, falar em público, falar com estranhos, falar com o chefe, desentendimentos ou discussões, iniciar relacionamento amoroso, terminar relacionamento amoroso, ficar em companhia de pessoas que usaram drogas ou álcool, doença ou morte, noticias ruins, negócios, etc...

Diversão e prazer: festas, euforia, alegria, ficar exaltado, estar em momentos de alegria com amigos que bebem e usam drogas, receber boas notícias, dinheiro, estar apaixonado, sexo, pratica de esportes, viagens, fins de semana e feriados, férias, etc...

Problemas físicos ou psicológicos: insônia, problemas sexuais, dores físicas, doenças próprias, doenças de familiares, sono, cansaço, solidão, pensamentos desagradáveis, medo de sair á rua, etc...

Habito de usar álcool ou drogas: após o trabalho, quando chega em casa, quando vê bebida ou droga, quando vê alguém usando, quando é convidado para ir usar, quando recebe visitas de quem usa, quando tem vontade, quando vai a shows ou futebol, etc...

Lidar com a recuperação: quando percebe que o tratamento esta lento ou é muito difícil, quando senti que o caminho a percorrer é muito longo, quando está com excesso de confiança, quando pensa que a vida fica sem graça sem o uso, quando faltam metas e objetivos na vida, quando acha que está velho demais para parar, quando acha que ainda dá para aproveitar mais um pouco, quando pensa em experimentar de novo para testar o alto controle, quando foi forçado a se tratar, quando acha que o tratamento é uma bobagem, quando não está colocando em prática a recuperação, quando acha que o tratamento não está ajudando, quando acha que o (coordenador do grupo de apoio ou comunidade) não está ajudando, quando acha que a família não está ajudando, etc...

A cada situação de risco o dependente já sabendo que lhe é motivo de induzi-lo ao uso, deve (é obrigado) á traçar um plano de combate para cada situação. O dependente tem que assumir a sua fraqueza, tem que procurar ajuda, apoio, com familiares, na comunidade, na igreja, com amigos e acima de tudo no grupo de apoio.

Existe também o horário de risco, que são os horários que normalmente o dependente fazia o uso de drogas ou bebidas.

São nesses horários que o dependente deve firmar compromissos ou estar junto de pessoas que possam impedir ou ajudar para que não haja o uso.

Todo dependente também pode sofrer uma crise de abstinência (ou não), isso acontece mesmo que ele esteja bastante envolvido com o seu tratamento, o importante é saber que essa crise passa, é coisa de momento, o que pode ajudar nessa hora é a oração, pensar nas desvantagens que o uso pode ocasionar, telefonar para um amigo de recuperação, e até mesmo não sair de casa em hipótese alguma. É melhor perder um dia de trabalho ou um compromisso do que perder a sobriedade.

Existem alguns sinalizadores que podem levar á uma crise de abstinência, em cada dependente ele se mostra de maneira diferente, porém é bom ficar atento e quando distinguir um sinalizador procurar evitá-lo.

Exemplos de alguns sinalizadores: encontrar pessoas da época em que estava no uso, algum tipo de cheiro, lembranças dolorosas do passado, falta de perdão, raiva, lugares que já houve o uso, conversas, brincadeiras, etc...

Todo dependente não nasceu fazendo o uso das substâncias e a princípio tinha uma vida regrada, cumpria com seus horários, era responsável e também confiável. O álcool e as drogas tiraram todas essas características do dependente, daí vem a importância da mudança de hábitos e de costumes, passar por essa conversão e voltar a ser aquilo que era no passado.

Como já dito não se consegue a sobriedade sem passar por uma mudança de vida. E essa mudança de vida é radical.

O dependente deve fazer uma avaliação de sua vida identificando o que realmente é necessário ser mudado e colocar em prática o seu projeto de vida nova, com responsabilidade.

Essas mudanças incluem o seu estilo de vida na área física, psicológica e emocional, no seu comportamento e atitudes, na sua família, no seu relacionamento social, nas finanças e na espiritualidade.

Obs.: é muito importante para todo dependente incluir em sua nova vida de sobriedade, atividades físicas, esportes e lazer, uma vez que elas fazem bem para o corpo e para a mente.

A pessoa que está mudando o seu estilo de vida precisa planejar e administrar o seu tempo de maneira adequada e organizada, para não voltar a hábitos antigos que possam levá-la a uma recaída.

O dependente deve ter um equilíbrio entre deveres e compromissos a serem cumpridos e seus desejos e prazeres a que tem direito.

O dependente deve começar com um planejamento diário e depois um planejamento semanal, procurar segui-lo a risca, não desviar para outros objetivos se não forem realmente necessários. Com um planejamento o risco se torna bem menor em função de ser muito difícil algo novo pegá-lo de surpresa.

Existem "casos e casos de dependência e recuperação".

Alguns dependentes químicos conseguem se recuperar sozinhos, apenas pelo fato de sofrer algum prejuízo muito grande como: financeiro, perder relacionamento, saúde, perder emprego, conhecimento de morte de algum outro dependente, etc...

Outros conseguem se recuperar com acompanhamento: psicológico, psiquiátrico, terapias, etc...

Outros conseguem se recuperar participando em grupos de auto-ajuda, ou seguindo uma religião onde encontre em Deus o preenchimento dos vazios deixados pelo sofrimento e percas durante a vida;

Mas há um número muito grande de dependentes no uso que já tentaram de tudo e não conseguem atingir a sobriedade, tendo a necessidade de passar por um tratamento em regime interno em clinicas ou comunidades terapêuticas.

Para esses tipos de casos somente o tempo de desintoxicação não é suficiente para que o individuo permaneça sóbrio para o resto da vida, é necessário um tratamento onde ele aprenda a viver sem a necessidade de álcool ou drogas.

Ao contrario do que muitas pessoas pensam sobre clinicas e comunidades terapêuticas, existem um numero muito grande de estabelecimentos que realmente trabalham de forma correta na recuperação e os resultados são bastante satisfatórios.

É muito importante para quem for procurar tratamento para algum dependente tirar o máximo possível de informação sobre a clínica ou comunidade, saber bem como vai ser administrado o tratamento, ter a informação de outras pessoas que já estiveram em tratamento naquele lugar, saber da idoneidade das pessoas responsáveis pelo tratamento, saber se o tratamento será administrado com remédios ou não, saber se o dependente precisa realmente de remédio para a sua recuperação ou não, verificar se dentro do programa de recuperação consta também um trabalho relacionado à espiritualidade e se possível no momento da internação conversar com alguém que está se recuperando nesse lugar.

Nem sempre as clinicas ou comunidades mais caras, que têm maior luxo são as mais recomendadas para o tratamento, mas isso também não significa que clinicas caras e de luxo não podem também administrar um bom tratamento. (procure se informar).

PARA MAIORES INFORMAÇÕES ACESSE:

http://www.alcooledrogas.no.comunidades.net

http://drogasedroga.blogspot.com

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/auto-ajuda-artigos/auxilio-ao-dependente-quimico-5384345.html

    Palavras-chave do artigo:

    dependencia quimica

    ,

    drogas

    ,

    crack

    Comentar sobre o artigo

    Rogerio Fernando Cozer

    Matéria sobre dependência química, mostrando o mal que essa doença vem causando á nossa sociedade, que hoje já pode ser chamada de Praga do Milênio.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Notícias & Sociedade> Cotidianol 10/11/2011 lAcessos: 130
    Rogerio Fernando Cozer

    Esta matéria informa á todo dependente químico e a todas as pessoas interessadas como iniciar um tratamento para a recuperação da dependência química. Este trabalho já foi realizado com um grande número de dependentes químicos e até aqui vem apresentado excelentes resultados.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 10/11/2011 lAcessos: 348
    Rogerio Fernando Cozer

    Hoje sabemos que a Dependência Química, também é de ordem espiritual. Esta matéria tem a intenção de informar o porque que o uso de álcool e drogas está tão fortemente ligado á espiritualidade.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Religião & Esoterismo> Religiãol 10/11/2011 lAcessos: 194

    A dependência química é distinta do vício, que leva o usuário ao consumo excessivo e compulsivo da droga, gerando uma conexão psíquica mais profunda, uma ligação patológica com as substâncias utilizadas. Mas a sujeição química também é uma enfermidade, que exige tratamento eficaz e muitas vezes urgente.

    Por: natalia87l Saúde e Bem Estar> Medicinal 18/12/2012 lAcessos: 39
    Claudio Donato

    Como lidar com a dependência química! Alcoolismo tem cura? Sim tem cura basta lutar contra a doença! O grande problema das drogas ilícitas são as drogas lícitas. A própria sociedade que incentiva depois recrimina! É comum vermos pais oferecerem bebidas alcoólicas aos seus filhos ainda pequenos e o pior dando ênfase, "Bebe que você é macho". Os amigos que estão em volta participando desde momento todos acham graça e também dão incentivos.

    Por: Claudio Donatol Saúde e Bem Estarl 25/10/2009 lAcessos: 397

    Trabalho apresentado na disciplina de Saúde Mental, foi observado relatos de cinco pacientes vindo de uma clinica de recuperação em atendimento no Ambulatório de Saúde Mental. O Ambulatório de Saúde Mental tem por objetivo o tratamento, a reabilitação e reinserção social, como também a promoção da saúde mental.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Saúde e Bem Estarl 30/06/2011 lAcessos: 481

    TRATAMENTO PARA DEPENDENCIA QUIMICA. TRATAMENTO VOLUNTARIO. TRATAMENTO INVOLUNTARIO.CLINICA CONCEITUADA NA AREA DE DEPENDENCIA QUIMICA. EQUIPE MULTIDICIPLINAR,COM PSIQUIATRA RENOMADO A MAIS DE 26 ANOS NA ARÉA, PSICOLOGO COM PÓS GRADUAÇÃO EM DEPENDENCIA QUIMICA. TERAPEUTAS CREDENCIADOS. EQUIPE DE MONITORAMENTO 24 HORAS

    Por: Clinica A7l Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 30/06/2011 lAcessos: 169

    Muito se têm falado sobre o grave aumento de usuários de drogas, das mais leves as mais pesadas, entre jovens e adultos. As mais abordadas inclusive são as de mais difícil acesso, como a maconha, o crack e a cocaína, esquecendo, a mídia e órgãos responsáveis, de disseminar a prevenção e alertas sobre os perigos de drogas consideradas lícitas, e que estão presentes na vida das pessoas, quase que diariamente, como o álcool e o cigarro.

    Por: Pontes&Portela;l Direito> Legislaçãol 14/11/2012 lAcessos: 31
    Rogerio Fernando Cozer

    A dependência química além de a cada dia estar aumentando no mundo inteiro, também mata mais a cada dia, e nossos jovens hoje estão totalmente vulneráveis a essa praga em nosso meio. Esse artigo aborda a questão da família junto ao dependente químico, informando como ela pode auxiliar o dependente a iniciar um processo de recuperação.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 08/09/2011 lAcessos: 153
    Ton Braven

    Conheça a história sobre as drogas na vida de um jovem que com muita força de vontade e determinação, conseguiu vencer esse mal que vem assolando a juventude. As consequências da dependência química na vida de quem esta ao seu redor, os possíveis tratamentos e os efeitos colaterais que sofrem as famílias dos dependentes de maconha, crack e cocaína.

    Por: Ton Bravenl Notícias & Sociedade> Cotidianol 24/06/2012 lAcessos: 145
    Edison Candido Gonçalves

    "Chegamos a incrivel marca de 07 bilhões de habitantes no planeta. Neste cenário, a luta para conquistar um lugar ao sol torna-se cada vez mais acirrada. Não basta ser apenas humano. É preciso muito mais. Ser uma super máquina com mil habilidades para vencer toda sorte de competição. E tudo isso com um preço altíssimo. Desgate físico e emocional, doenças psicossomáticas, estress,frustação, pressão acima do que se pode suportar .

    Por: Edison Candido Gonçalvesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 13/10/2014

    A pesquisa teve como objetivo propor para adolescentes de 14 a 17 anos, uma breve orientação para a profissionalização, em busca de auxilia-los no desenvolvimento do processo de escolhas, na descoberta de suas habilidades e possíveis vocações e também levar informações sobre o possível acesso dos adolescentes da associação Proreavi em uma universidade, cursos profissionalizantes, técnicos entre outros, através de dinâmicas, questionários e estudos dirigidos com os mesmos.

    Por: Guilherme Beraldo Cesáriol Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 09/10/2014
    Edison Candido Gonçalves

    Vencer na vida todo mundo quer. Alcançar prestígio, reconhecimento pessoal e profissional, ter dinheiro sobrando etc. Enfim, eu quero, você quer e tudo isto é tudo muito natural,normal eu diria. Há uma minoria que diz não se importar com nada disso. Chegam ao cúmulo de afirmar que dinheiro não é importante. Contraditoriamente, essas pessoas são as mesmas que reclamam do preço dos alimentos que não param de subir, das tarifas de água, luz etc.

    Por: Edison Candido Gonçalvesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 09/10/2014
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Estamos decaindo num sistema rígido, perdendo o sentimento humano. Séculos se passaram sem que houvesse grandes preocupações com o preparo da população, principalmente nos países que permaneceram na condição de colônias. A liberdade é fundamental. Empresas e governos precisam definir claramente suas funções no objetivo da melhora geral.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 07/10/2014
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Em meio aos cenários de pânico e acontecimentos dramáticos de sofrimentos, a compaixão e a solidariedade vão aos poucos ficando frágeis, pois se avolumam as condições de emergência como pobreza, doenças, catástrofes. Semeia-se o medo da insegurança e da incerteza cuja origem se desconhece, e com o medo sobrevém o ódio.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 16/09/2014

    Este artigo fala sobre os fatores que influenciam as dificuldades de aprendizagem, buscando compreender a interferência do sistema escolar, familiar e socioeconômico nos problemas de aprendizagem. A importância de pesquisar tal assunto estar em aprofundar o conhecimento sobre as dificuldades de aprendizagem, assim como ampliar a visão a partir da literatura sobre o tema, proporcionando entendimento das representações e compreensão sobre os problemas de aprendizagem.

    Por: Daniel Soaresl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 26/08/2014 lAcessos: 38

    Quando a Luz da Verdade resplandece na Alma do Ser Humano a sua meta é a ascensão no Bem, causando a morte de tudo o que é ruim.

    Por: ADRASTIA ABNARAl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 26/08/2014
    Escritorcampos

    Como adicionar o sonho à vida real "Sonhar é viver" A ciência afirma ser o sonho produto da imaginação inconsciente, o esoterismo se apega aos ícones e suas coincidências. A religião o tem como profecia das divindades.

    Por: Escritorcamposl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 15/08/2014
    Rogerio Fernando Cozer

    Os estudos relacionados á dependência química a cada dia que passa tem se tornado maior e por mais que as pessoas especializadas em dependência química busquem soluções para ela, aparentemente ainda estamos bem longe de chegar a um denominador comum e resolver essa questão que vem ceifando vidas cada vez mais e mais. Conseguimos identificar uma enormidade de fatores que induzem o ser humano a fazer o uso de drogas, porém cada um, por uma questão diferente, um do outro, faz o consumo.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 18/06/2012 lAcessos: 175
    Rogerio Fernando Cozer

    Este artigo tem a intenção de mostrar o quanto a espiritualidade pode ajudar no combate a depressão.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 11/11/2011 lAcessos: 362
    Rogerio Fernando Cozer

    Infelizmente por falta de informação de muitas pessoas o uso da maconha esta sendo regulamentado. Esta matéria mostra que a maconha é tão destruidora quanto a qualquer outra droga, pois ela é a porta de entrada para as drogas mais pesadas.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Notícias & Sociedade> Cotidianol 10/11/2011 lAcessos: 64
    Rogerio Fernando Cozer

    Essa matéria apresenta a forma com que a doença da dependência química é tratada em nosso país. Infelizmente a dependência química não é olhada como doença, fazendo com que muitas pessoas deixem de ser solidarias com o dependente químico, que sozinho não consegue se libertar da dependência.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Notícias & Sociedade> Cotidianol 10/11/2011 lAcessos: 91
    Rogerio Fernando Cozer

    Esta matéria informa á todo dependente químico e a todas as pessoas interessadas como iniciar um tratamento para a recuperação da dependência química. Este trabalho já foi realizado com um grande número de dependentes químicos e até aqui vem apresentado excelentes resultados.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 10/11/2011 lAcessos: 348
    Rogerio Fernando Cozer

    Hoje sabemos que a Dependência Química, também é de ordem espiritual. Esta matéria tem a intenção de informar o porque que o uso de álcool e drogas está tão fortemente ligado á espiritualidade.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Religião & Esoterismo> Religiãol 10/11/2011 lAcessos: 194
    Rogerio Fernando Cozer

    Matéria com os 12 Passos Cristãos que é uma metodologia para o tratamento da dependência química bem como para a manutenção da sobriedade do dependente químico.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 10/11/2011 lAcessos: 610
    Rogerio Fernando Cozer

    Matéria sobre dependência química, mostrando o mal que essa doença vem causando á nossa sociedade, que hoje já pode ser chamada de Praga do Milênio.

    Por: Rogerio Fernando Cozerl Notícias & Sociedade> Cotidianol 10/11/2011 lAcessos: 130
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast