Perda***

Publicado em: 08/03/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 31 |

Estou numa fase de transição, (não estamos todos?!) e estou ainda a tentar compreender o que isto significa para mim. Sempre ocorre um período destes, ocorrem perdas. Não é verdade?

É um momento que devemos acabar, ou deitar fora o que já não nos interessa e nos impede de evoluir. Não acredito que esta mudança seja uma coisa má, mas sim boa.

No entanto, a espectativa é sempre algo que nos destabiliza trazendo-nos instabilidade à nossa vida, independentemente de quem somos, ou do que fazemos na vida. A nossa vida é como se fosse uma casa que construímos aos poucos, conforme os conhecimentos e materiais que adquirimos. Se é uma construção forte e inabalável, não sabes ao certo. Só com um abalo forte é que podemos testá-la. Quando ocorre um abanão, as áreas mais frágeis ficam afectadas e muitas caiem. ´O que devemos fazer com as zonas danificadas, é procurar os erros e as faltas que se cometeram e seguidamente concertar tudo, reconstruir o que foi destruído e torna-lo mais forte.

Com a nossa vida, acontece a mesma. Somos testados a toda a hora para ver se aquele sector já está bem estruturado e depois somos apanhadas de surpresa, porque aquilo volta a cair e nós não entendemos o porquê. Mas também, muitas vezes não percebemos as coisas por pura e simples casmurrice, nós vemos as coisas só que fingimos não ver para não tomarmos uma decisão. Pois sempre que surge uma mudança, surge também uma posição e decisão a tomar.

Em certas situações, fazemos resistência face às mudanças porque bem no fundo estamos a adiar. Estamos a fugir. Temos um imenso medo de perder algo que conquistamos com tanta luta.

Porque temos tanto medo de perder?

Porque o que conquistamos dá-nos segurança, conforto e alegria, faz-nos sentir bem. Entao é ai que acabamos por cometer um grave erro, tornamos o que conquistamos como certo, como um bem adquirido e ai descuidamo-nos… Só ficamos a absorver o que nos querem e podem dar, e depois, deixamos de nos esforçar por retribuir o amor que recebemos e é por sermos tão egocêntricos, tão egoístas que a grande energia universal nos puxa o tapete e nós caímos com a cara no chão. Espalhamo-nos ao comprido e a grande voz diz: "─ Vá, agora sacode a poeira e levanta-te. Monta o cavalo e anda."

E nós obedecemos claro, mas não completa e nem imediatamente. Nós levantamo-nos do chão sim, mas ao invés de montarmos o cavalo, caminhamos a seu lado e questionamos o porquê daquela queda. Andamos quilómetros, milhas a pé se for necessário até compreendermos o porquê. Chegamos a atravessar desertos áridos, em busca de uma resposta que só nós podemos responder e que se encontra no nosso coração. É atravessando o imenso deserto que apuramos os nossos ouvidos e nos predispomos a ouvir o coração. E ele então fala connosco, mas indirectamente, através dos nossos sonhos. Por isso, devemos estar atentos aos sonhos que temos, porque essa é a linguagem do coração. Então, decifrado o enigma voltamos a montar o cavalo e percebemos que o final do deserto está já aqui e então conseguimos atingir as nossas metas.

Nada na vida é eterno, nem mesmo a tristeza. Às vezes perdemos para voltar a ganhar depois.

Que deste dia em diante, sejamos um pouco mais sábios e tenhamos aprendido a lição para que estas perdas não se voltem repetir no futuro.

Cris Henriques

Barreiro, 17 de Janeiro de 2012

Contactem-me pelo Blog:

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

Twitter:

http://twitter.com/crishenriques75

Facebook:

http://www.facebook.com/CrisHenriquesFlores/

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/auto-ajuda-artigos/perda-5725347.html

    Palavras-chave do artigo:

    perda

    ,

    amor

    ,

    crise afetiva

    Comentar sobre o artigo

    Os vínculos se iniciam logo após o nascimento. O primeiro e mais importante vínculo é com a mãe, um apego saudável leva à formação de vínculos também saudáveis, já um apego doentio leva à dependência emocional. Durante toda a vida, o vínculo afetivo inicial entre pais e filhos influenciará a capacidade de cada um se vincular afetivamente aos outros, seja de forma saudável ou prejudicial, se tornando o caminho das relações humanas.

    Por: Albertol Psicologia&Auto-Ajudal 28/11/2012 lAcessos: 74
    Nathália Alves de Oliveira

    O texto discute conceitos fundamentais para a aplicação da afetividade na escola entre professor-aluno e toda a equipe escolar. Demonstra a compreensão da dimensão afetiva e sua relevância no desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem. A primeira parte analisa o processo ensino-aprendizagem como unidade, na qual a relação interpessoal professor-aluno é fator determinante. A segunda identifica o papel do professor na relação de troca com seus alunos de forma que valorize a afetividade ...''

    Por: Nathália Alves de Oliveiral Educação> Educação Infantill 08/02/2012 lAcessos: 3,098
    Valéria Fátima da Rocha

    Reflexão sobre a Depressão, indústria farmacêutica, doença e saúde, como lidar com a doença assumindo as responsabilidades pela própria "cura" - o que cada um tem que se perguntar: Qual é a minha parcela de responsabilidade? Até quando ficarei no papel de vítima das circunstâncias? Qual é a recompensa para me manter em tal situação? Boa leitura!

    Por: Valéria Fátima da Rochal Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 06/09/2010 lAcessos: 462

    Trata-se de um texto que produzi para orientar minhas reflexões no 2♂ Painel - Família e Educação Cidadã, no XX ENCONTRO ESTADUAL DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, realizado em fortaleza/Ce. Tema: Escola, Família e Educação Cidadã. Período: 16 a 18/09/2009 2º Painel: Família e Educação Cidadã.

    Por: Francisca Francineide Cândidol Educaçãol 08/12/2009 lAcessos: 2,141 lComentário: 2
    claudio hideyo assato

    O Objetivo deste texto será : no primeiro momento , procurar um melhor entendimento do que é o Estresse e quais são os fatores a ele relacionados. Em um segundo momento será associar O estresse e a vida moderna.

    Por: claudio hideyo assatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/08/2009 lAcessos: 2,650 lComentário: 2
    Hellen Bessa de Oliveira

    A sociedade contemporânea apresenta um aumento crescente da população idosa, por isso, é de grande relevância um estudo sobre a velhice e família visualizando o convívio familiar da pessoa idosa, observando como a família se apresenta neste processo, compreendendo os aspectos socioeconômicos que incidem na qualidade de vida da pessoa idosa. Este trabalho proporciona uma análise e reflexão a respeito dos indicativos que possam contribuir para a construção do conhecimento profissional.

    Por: Hellen Bessa de Oliveiral Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 30/05/2013 lAcessos: 282

    A sociedade mudou e com ela evoluiu o conceito de família. Aquela família convencional, em que maridos e mulheres viviam juntos até que a morte os separasse, ainda é forte, mas está perdendo terreno numa velocidade assombrosa.Neste artigo procura-se compreender como as pessoas lidam com o fim da sociedade conjugal, e a interligação do direito e a psicanálise neste processo, que abrange o antes, ou seja, a possibilidade de rompimento, o durante e o depois desse rompimento.

    Por: Cláudia Mara Almeida Rabelol Direito> Doutrinal 08/02/2011 lAcessos: 362

    Pressupostos Teóricos, Vocábulo e Estágios dos três melhores pensadores: Piaget; Wygotsky; Wallon e suas respctivas explicações.

    Por: Lourdes de França Ramosl Psicologia&Auto-Ajudal 03/02/2009 lAcessos: 1,190 lComentário: 1

    Trabalhando com alunos do 1° ano A do Ensino Médio, do período matutino, durante o terceiro bimestre de 2009, ficou clara a necessidade de um trabalho sobre as drogas voltado a pesquisa, interpretação de dados matemáticos, associados com a ferramenta laboratório de informática. Assim é dever do professor uma vez detectado a necessidade, planejar suas aulas de modo a garantir aos alunos o debate e a inquietação sobre o tema proposto.

    Por: KELLY CRISTINA CEZAR DIASl Educação> Ensino Superiorl 09/07/2012 lAcessos: 1,533
    Terapia da Autonomia

    Um dos desafios para o nosso desenvolvimento pessoal é nos tornar quem somos. Mas, como me tornar quem sou?

    Por: Terapia da Autonomial Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 26/01/2015

    Ter a disciplina de agir, mesmo que o mundo não seja o ideal, continue seguindo em frente, faça as coisas com diligência, inteligência, persistência e consistência. Mantenha o foco de onde quer chegar. Comece a acelerar e seguir em frente, manter forte em sua disciplina, em seu reconhecimento, valorize mesmo que o seu resultado não seja gigantesco. Não se sabote, mantenha-se firme em seu ideal e em seu objetivo. Mantenha-se firme em continuar agir mesmo em pequenas ações. Use sua inteligência

    Por: Paulo Flausinol Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 25/01/2015
    Helder Marques

    Sempre que me surge uma oportunidade, uma inspiração ou uma ideia eu avalio-os imediatamente e tomo uma decisão se vou prosseguir ou não dentro dos primeiros 90 segundos. Se a decisão for positiva, inicio a acção de imediato. Porquê?

    Por: Helder Marquesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 24/01/2015
    Angélica Silva

    Sigmund Freud foi um dos pais da psicologia moderna e o inventor da terapia do "sente no sofá e me fale sobre os seus problemas". Freud acertou bastante, mas ninguém – nem mesmo ele – acerta sempre. Uma de suas ideias era a de que os pais desempenham um papel determinante na formação das personalidades e saúde emocional de seus filhos. Essa ideia persiste até hoje.

    Por: Angélica Silval Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 15/01/2015
    Angélica Silva

    Precisamos aprender a não esperarmos das pessoas aquilo que elas não conseguem nos dar. Acabamos percebendo, depois de vários tombos, que somos nós mesmos quem nos ferimos. Nunca foram as pessoas. Elas, na realidade, nunca me prometeram nada. Nós é que esperávamos mais delas.

    Por: Angélica Silval Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 15/01/2015
    José Guimarães

    Artigo focado na prática de viver feliz e com alegria. Isto é, ter alegria por estar vivo e ser abençoado pelo Senhor Deus, Criador dos céus e da Terra. Viver com alegria é viver feliz. Não importa que você esteja doente, seja alegre assim mesmo. Mostre às pessoas que você é feliz.

    Por: José Guimarãesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 07/01/2015

    Viver pode ser difícil mas na verdade, é mais que isto, é desafiador. O interessante de como sabemos e mesmo assim, esquecemos.

    Por: Priscila Pereira de Oliveiral Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 06/01/2015 lAcessos: 17

    Início de mais um ano, e o que muda em nossa vida? Permanecemos morando no mesmo lugar, com os mesmos amigos, mesmo emprego, tudo igual, mas o que muda é que temos mais 365 dias pela frente para sermos desafiados. Temos o dever com nós mesmos se procurar sermos melhor, fazer sempre o melhor em qualquer tarefa que nos for direcionada. Temos o desafio de aprender com nossos erros, erradicar sentimentos inúteis, procurar ser feliz independente da situação... Nesse novo ano, decidi virar algumas pá

    Por: Josianel Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 03/01/2015
    Cris Henriques

    Viver no presente trás muitos benefícios à nossa vida e à nossa saúde, no entanto nem sempre conseguimos isso devido à nossa ânsia e insatisfação natural de sermos seres pensantes, seres humanos.

    Por: Cris Henriquesl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 08/03/2012 lAcessos: 89
    Cris Henriques

    O passado em termos de tempo, as regressões a vidas passadas e o motivo pelo qual não nos lembramos. Fazer ou não fazer regressões? Eis a questão! Conheça os benefícios e os possíveis malefícios de fazer uma regressão.

    Por: Cris Henriquesl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 08/03/2012 lAcessos: 63
    Cris Henriques

    Associação de sentimentos profundos, como o Amor e as Saudades com a informática que amo conhecer, descobrir e aprender. É uma crónica poetica mas meio humoristica, para amenizar o sentimento forte que é sentir saudades de quem se ama e de quem se está distante por situações inevitáveis da vida...

    Por: Cris Henriquesl Literatura> Crônicasl 08/03/2012 lAcessos: 39
    Cris Henriques

    Este texto fala da minha experiência pessoal em relação ao meu encontro face ao caminho espiritual e de como é importante recorrermos aos métodos da Auto-Ajuda, da PNL - Programação Neuro Linguística para recuperarmos das crises que passamos na vida, neste caso as crises nos relacionamentos amorosos.

    Por: Cris Henriquesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 08/03/2012 lAcessos: 112
    Cris Henriques

    Na mediática Rede Social Facebook, existem diversos aplicativos, aplicações, anúncios publicitários de grandes empresas e dos seus produtos, jogos, criação de páginas, notas, etc., mas também existe o popular botão "Gosto" nos mais vastos idiomas do mundo. Este botão serve efetivamente para marcarmos os conteúdos de que gostamos que podem ser os conteúdos dos nossos amigos e familiares, etc. Mas e se não gostarmos? Este artigo sugere a criação de um novo botão, o "Não Gosto".

    Por: Cris Henriquesl Internetl 08/03/2012 lAcessos: 62
    Cris Henriques

    Este texto é uma análise ao futuro, que se baseia nos meus estudos relacionados com espiritualidade e esoterismo, mas também com a minha vivência espiritual.

    Por: Cris Henriquesl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 07/03/2012 lAcessos: 60
    Cris Henriques

    Como se deve amar uma mulher? Neste artigo tento realçar as características das mulheres, valorizando a sua sensibilidade e seu caracter.

    Por: Cris Henriquesl Relacionamentos> Relações Amorosasl 07/03/2012 lAcessos: 122
    Cris Henriques

    A vida desde o nosso nascimento até ao momento do desencarne, vista de forma poetica e espiritual.

    Por: Cris Henriquesl Literatura> Crônicasl 07/03/2012 lAcessos: 52
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast