Psicologia e estetica

Publicado em: 14/05/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 1,472 |

Desde os tempos mitologicos que a auto-imagem , vem provocando uma visão erronea nas pessoas ,pois a decodificação estetica do seu corpo vem assumindo um parametro até certo ponto  anormal e falso.

O objetivo da estetica é a busca do belo.So que o meios de comunicaçao e a midia mostram modelos  padrões expecificos de beleza, que infelizmente são ditado as pessoas como uma realidade.

As cirurgias esteticas hoje estão em alta,sendo simplesmente para correçaões de deformidades como tambem para remodelamento do corpo.Dessa forma a canalizaçaõ da moda do corpo sarado esta virando uma  febre.

Diversas emoções e sentimentos negativos  são projetados na imagem fisica de  certas pessoas e, o resultado muitas vezes não são satisfatorios, provocando uma baixo-auto-estima.O sentimento de inferioridade  decorre   de uma fragilidade na personalidade e de uma inadequaçaõ no que voce vê,sente e quer.

Esse processo esta atrelado a problemas de rejeiçaõ associados aos sintomas de ansiedade vindas do organismo e do meio social. É o somatorio de experiencias de  vida ,desajuste com a propria imagem em relaçao as imagens que são projetadas pela midia como  corpo esteticamente perfeitos e bem delineado.

A dualidade entre mente e corpo compreende o homem como um ser que possui realidade fisica e mental.Essa relaçaõ dualista e a valorizaçaõ da aparencia nem sempre vem acompanhada de conteudo.

A negação do corpo e a sua valorizaçaõ exagerada acontecem simultaneamente.Os corpos moldados possuem um padrão de beleza distante da realidade concreta, e estão longe da perfeiçaõ.Por isso antes mesmo de modela-lo, uma avaliaçaõ psicologica deve ser feita e, um acompanhamento pos-cirurgico muitas vezes é aconselhavel para pessoas que apresentem padrões de estabilidade emocional.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/auto-ajuda-artigos/psicologia-e-estetica-4770431.html

    Palavras-chave do artigo:

    baixo auto estima

    ,

    sentimento de inferioridade

    ,

    estetica

    Comentar sobre o artigo

    Auricleide Carvalho

    Conheça os 7 Top Segredos que vão lhe ajudar a começar 2015 em grande estilo, são dicas valiosas, que farão a difereça para você alcançar melhores resultados.

    Por: Auricleide Carvalhol Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 07/12/2014 lAcessos: 25
    Auricleide Carvalho

    Descubra preciosos Segredos de Como Alavancar seu Sucesso em 7 passos. Trago 7 passos que vão ajudá-lo a alavancar o seu Sucesso, para que o seu Sucesso seja Sustentável.

    Por: Auricleide Carvalhol Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 03/12/2014 lAcessos: 41

    O riso é usado como remédio por vários grupos de pessoas, portanto sorrir traz saúde e equilíbrio ao nosso corpo.

    Por: Raquel C. werlang GUIMARAESl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 27/11/2014

    A mente consciente e inconsciente são diferentes. Uma seleciona o que houve e a outra apenas recebe a informação quando esta consegue passar pelo consciente. Por isso é importante observarmos melhor as nossas crenças.

    Por: Raquel C. werlang GUIMARAESl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 27/11/2014
    José Guimarães

    Artigo focado no fato da necessidade de a pessoa pensar de maneira positiva para viver melhor. Pensar de maneira positiva faz com que a pessoa crie ânimo para executar tarefas. A pessoa fica motivada a fazer aquilo que antes não conseguia fazer.

    Por: José Guimarãesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 25/11/2014

    A vida de hoje é muito estressante e estamos o tempo todo procurando novas saídas em busca de uma melhoria na qualidade de vida. Aqui vão algumas sugestões.

    Por: Chirlane Possol Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 20/11/2014

    O Conhecimento muda muito a vida das pessoas, o que tem em comum esses dois homens? A resposta é: determinação e força de vontade. As vezes temos projetos e idéias, mas desistimos de colocá-los em prática com as dificuldades que nos deparamos,ou somos velhos demais,ou não temos dinheiro o suficiente,ou não temos tempo e por aí vai,poderia citar mais uma infinidade de desculpas que costumamos dar a nossa preguiça de agir e correr atrás daquilo que queremos.

    Por: Alexandra Meirelesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 18/11/2014

    Todos nós temos períodos belíssimos e outros não tão bons.Pois a vida é feita de momentos bons e ruins,mas somente quando passamos por uma situação difícil é que nos questionamos o porquê de todas essas coisas ruins está a nos acontecer. Em primeiro lugar,o mundo é uma escola, na vida aprendemos no nosso dia-a-dia, e só nos damos conta que estamos na estrada errada quando algo de ruim ou algo que não gostamos nos acontece.

    Por: Alexandra Meirelesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 18/11/2014
    Silvia Ramos

    O texto esclarece a utilização dos exercícios de Pilates como um recurso maior para a melhora da postura e alongamento da musculatura.

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 29/07/2014 lAcessos: 14
    Silvia Ramos

    O presente texto tem apretensão de enfatizar a Melancolia como sentimento patologico muito agregados aos poetas do seculo passado, e que destroi ate hoje as pessoas, que não sabem lhe dar com suas emoções.

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 30/04/2012 lAcessos: 259
    Silvia Ramos

    O presente texto prioriza o desapego a objetos que são guardados por muito tempo dentro de armários ou dentro de nos mesmos sem utilidade real. Temos que nos desfazer dos sentimentos afetivos incluso dentro de ojetos que nos foram dados por avõs,pais,colegas e ate adquiridos em bincos e festinhas familiares.Ficamos guardando ,sapatos vestidos a espera de uma festa que por vezes é imaginaria,fruto de fantasias organizada durante um tempo de nossa vida inconscientemente.

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 27/08/2011 lAcessos: 378
    Silvia Ramos

    O presente texto pontua uma nova mudança de vida no comportamento humano baseando-se numa nova direção e um novo comportamento.Mudança de script simplesmente mostra que as mudanças começaõ de dentro para fora e, por isso muitas coisas que deasejamos simplesmente não se realizam.Temos que vivenciar os sentimentos interiorizados no nosso coraçaõ. Temos que ficar atentos aos sinais que aparecem na nossa vida,pois eles vão nos guiar para a soluçaão dos mesmos.

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 21/08/2011 lAcessos: 203
    Silvia Ramos

    O tema escolhido tenta nos mostrar como os sentimentos negativos modificam o comportamento dos seres humanos que não sabem lidar com suas emoções .Cada pensamento que criamos cada fantasia que desenvolvemos gera um sentimento no nosso corpo o qual fica gravado em nossa alma. Tudo o que somos é o resultado daquilo que temos pensado.Nossos pensamentos são os árbitros da nossa saude ou da nossa doença,sendo assim,nós nos frustramos , desiquilibramos e enrugamos o nosso emocional.

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Redução de Stressl 13/08/2011 lAcessos: 123
    Silvia Ramos

    RESUMO Podemos repro-gramar nossa vida e exercer um auto controle se estamos decididos a melhorar a nossa vida,no aqui e agora. O nosso corpo apresenta doenças que se formam por aprisionamento de energias que nos desequilibram como: ódio, raiva, ciúmes baixa estima e a pior delas a rejeição. O nosso emocional guarda os pensamentos negativos e consequentemente o nosso corpo adoece. Comece a não se levar muito a serio,esqueça atitudes que talvez lhe tenham sido boa num passado e hoje se tor

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 27/05/2011 lAcessos: 124
    Silvia Ramos

    SINOPSE O PRESENTE ARTIGO PROCURA DAR UM ESCLARECIMENTO SIMPLES DO PODER DA ESCUTA DENTRO DE UM SETTING PSICOTERAPICO .PROCURA MOSTRAR ESSA FERRAMENTA COMO SENDO O CAMINHO POSSIVEL PARA A COMPREENSÃO DO SUJEITO, TRADUZINDO-SE NUMA MELHORA DE SUA AUTO-ESTIMA.

    Por: Silvia Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 08/03/2011 lAcessos: 142
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast