Depilar é preciso

03/06/2012 • Por • 140 Acessos

Depilar é preciso, mas às vezes os pêlos são substituídos por manchas, espinhas ou irritações na pele. Para evitar o problema, é necessário escolher o método certo de depilação e aplicá-lo corretamente. Os prós e contras das várias opções e as dúvidas mais freqüentes sobre o tema foram respondidas aqui por médicos, esteticistas e fabricantes de produtos para depilação. 

Por Tatiana Bonumá

Dúvidas mais freqüentes 

rep_depilacao_a.jpg

A depilação pode engrossar ou afinar o pêlo?
Os métodos que eliminam o pêlo pela raiz, como as ceras depilatórias, quando repetidos muitas vezes, podem afinar o pêlo ou provocar falhas na região depilada. Mas basta usar uma ou duas vezes uma técnica de depilação superficial, que corte o fio rente à pele, como as lâminas, para engrossá-lo novamente. 

Por que depois da depilação aparecem espinhas na pele?
Esses sinais que surgem na pele têm aparência de espinhas mas na verdade são foliculites, inflamações na saída do pêlo (folículo). Sua principal causa são os pêlos encravados, que não conseguem romper a pele, causando inflamação.

Como livrar-se das foliculites?
É indicada a aplicação de um antiinflamatório, como Nebacetim, duas vezes ao dia. Em casos mais graves, sempre sob orientação médica, deve-se aplicar cremes com antibióticos. Quando nenhuma dessas medidas funciona, receitam-se antibióticos por via oral.

Foliculites podem se transformar em cistos? 
Não. A formação de cistos é causada por alterações no funcionamento das glândulas e não está relacionada com a depilação. 

A depilação pode deixar manchas na pele?
Sim. Toda vez que ocorre uma infecção na pele, há uma maior produção de pigmentos no local. É uma resposta natural do corpo. Essa mancha pode surgir quando há pêlo encravado ou foliculite e a região é manipulada. Isso traumatiza a pele e estimula seu escurecimento. 

Como eliminar essas manchas?
O mais indicado é o uso de cremes clareadores, à base de hidroquinona e/ou ácido kógico, receitados pelo dermatologista. Também é importante evitar o sol no local da mancha. Em casos mais graves o médico pode recomendar o peeling, que provoca uma renovação da pele e elimina os sinais. 

Existem mulheres com mais tendência a esses sinais?
Sim. As mulheres de pele morena têm maior capacidade de pigmentação, o que aumenta a tendência para manchas. Gestantes também devem tomar cuidados redobrados. 

Como preparar a pele para a depilação? 
Na véspera, deve-se esfoliar a pele e não aplicar cremes pesados ou óleos no corpo. No dia, o ideal é fazer a depilação depois do banho, com a pele limpa e livre de produtos que contenham álcool. Esses cuidados evitam infecções e o aparecimento de pêlos encravados.

Como cuidar da pele depois da depilação?
Ela deve ser higienizada com água e sabonete neutro. Em seguida aplica-se um hidratante suave ou gel à base de calêndula ou camomila para amenizar irritações. Se a intenção é se prevenir contra pêlos encravados, o uso de gel com azuleno é a melhor opção. Estão proibidos talco, antiinflamatórios, álcool, perfumes ou cremes pesados logo depois do procedimento. Além de desnecessários, esses produtos agridem a pele e podem estimular o aparecimento de pêlos encravados ou pequenos machucados no local aplicado.

Qual a melhor técnica para evitar pêlos encravados? 
A lâmina de barbear não costuma provocar esse problema. Como o método não arranca o pêlo pela raiz, não prejudica seu crescimento. 

Passar desodorante nas axilas logo depois da depilação pode irritar a pele? 
Sim. As substâncias químicas e o álcool presentes no desodorante agridem a pele que está sensível. O ideal é deixar a região sem nenhum cosmético por 12 horas. 

Por que é mais dolorido depilar no período pré-menstrual e durante a menstruação?
Nessas fases, as alterações hormonais deixam o corpo da mulher mais fragilizado. A depilação passa a ser um estímulo agressivo e doloroso. 

Por que algumas mulheres sentem mais dor ao depilar a pele durante o inverno?

Nos dias frios, involuntariamente, contraímos a musculatura, que fica mais tensa e sensível. Com isso, o ato de puxar a pele torna-se mais doloroso e traumático para o corpo. 

A eletrólise é um método eficiente?
O resultado é positivo, mas o método é dolorido e lento. Para que 40% a 60% dos pêlos sejam eliminados definitivamente, as sessões devem ser feitas durante cerca de dois anos. Esse tipo de depilação é feito com agulhas ou pinças que destroem a raiz do pêlo com pequenas descargas elétricas.

Perfil do Autor

spadepil

SPA DEPIL www.spadepil.com.br