Administrador: Cargo Ou Profissão?

15/09/2009 • Por • 2,564 Acessos

      Nós administradores temos muito a comemorar, porém muito ainda para conquistar.  Infelizmente, o Administrador é vítima da “moda”. Você deve estar pensando: o que Administração tem a ver com moda? O que será que ela quer dizer com isso? Eu falo a respeito do que vejo, tanto na mídia como no dia a dia. E se você prestar um pouco de atenção certamente vai ver que existe algum fundamento no que eu digo. Se tem uma coisa que me aborrece é uma pessoa que não é graduada em Administração (às vezes até não é graduado em profissão alguma), ser intitulado ou intitular-se Administrador. Quando isso acontece, penso nos 4 anos que passei numa universidade, assistindo as aulas com sacrifício, nas noites que passei estudando, nos estágios opressores, nos diversos livros da área que já estudei (e ainda estudo), nos diversos artigos que leio procurando me atualizar, na anuidade que pago para ter o registro no Conselho Regional de Administração (CRA)...

 

            A palavra Administrador não é tratada somente como profissão, assim como Médico, Advogado, Engenheiro... Administrador agora é moda: algumas dessas acho que você já ouviu:

 

  • Administrador Paroquial/ Diocesano - Pároco de Igreja Católica. O Padre que comanda sua paróquia/ diocese.

 

Exemplo ¹:

1)      A Igreja que retiver Imposto de renda e INSS na fonte e não recolhe-los aos cofres públicos, comete crime de apropriação indébita. O administrador (PADRE?BISPO) responde por esse crime”.

 

  • Administrador Municipal -Prefeito (Prefiro não comentar agora).

 

Exemplo ¹:

 “Um dos pontos relevantes a ser trabalhado pelo Administrador Municipal é a gestão das contas públicas e o planejamento das ações futuras, gerando um melhor uso dos recursos e permitindo a identificação de externalidades e desequilíbrios que antes passavam despercebidos.”

 

  • Administrador Público - Políticos em geral, mesmo sem a formação adequada. (Agora sim, eu vou comentar. Chamar político de Administrador é um desrespeito à profissão e a nós administradores. Em minha opinião- e acredito que todos os brasileiros concordariam unanimemente nessa questão- é que todo político deveria ter formação superior em Administração, Direito e Contabilidade. Acredito que assim, teríamos menos episódios desagradáveis, escandalosos, vergonhosos e absurdos como tem acontecido no cenário político do nosso país, desde os primórdios da democracia... Eu sei, o nosso presidente não tem curso superior. E já que ele é tão popular e conseguiu chegar no topo duas vezes, deveria aproveitar a oportunidade para dar o exemplo em relação a formação Superior a partir dele mesmo. Não sou “petista” e muito menos “Lulista”, apenas penso que ele perde uma boa oportunidade de mostrar que a Educação é realmente importante.)

 

Exemplo ¹:

 O administrador público sabe que o CERTAM, na seara das assessorias públicas municipais, trabalha com os melhores e mais completos produtos e serviços.”

            Ainda sobre essa questão de Administração e política, é importante ressaltar um trecho de Peter F. Drucker, considerado o pai da Administração Moderna.

 

“Uma carreira administrativa não é em si uma preparação para uma carreira política - assim como não assegura capacidade de liderança nas forças armadas , na igreja ou numa universidade . As habilidades, competências e experiências comuns , e portanto transferíveis, são analíticas e executivas - extremamente importantes mas secundárias à construção dos objetivos fundamentais das diversas instituições não-empresariais. Se Franklin D. Rooosevelt foi um grande presidente ou uma calamidade nacional é algo que vem sendo discutido calorosamente nos EUA desde o New Deal.  Mas, o fato evidente que ele era um péssimo administrador público nunca é debatido, mesmo seus inimigos mais ferrenhos consideram-no irrelevante. O que está em jogo são suas decisões políticas fundamentais. E ninguém em sã consciência pode afirmar que estas decisões (políticas) devem ser determinadas pela oferta de bens e serviços desejados pelo consumidor a um preço que esteja disposto a pagar, nem mesmo pela manutenção ou aperfeiçoamento dos recursos produtores de riquezas. O que para o administrador é o enfoque principal, para o político é apenas um fator dentre inúmeros outros."

 

            Só pra concluir: nada contra as pessoas que não tem formação de Administrador entrar na política, mas sim ao completo desentendimento de Gestão e políticas públicas, além da total falta de respeito e também falta de empatia por parte das governanças.

 

  • Empresários, Gerentes e gestores em geral-volto a ressaltar, sem a formação adequada- muitas vezes já os vi sendo chamados de Administradores. Alguns usam até crachá de Administrador (isso é crime!!!).

 

            A solução para essa falta de respeito é mudar esse termo para Gestor. No meu entendimento Administrador é aquele graduado em Administração, que exerce sua profissão e tem registro no Conselho de seu Estado.

            É óbvio que existem Administradores formados que não sabem administrar, assim como existem alguns poucos que, mesmo com baixa escolaridade sabem administrar. Porém, o que se deseja ressaltar é o respeito a profissão de Administrador. Habilidades para administrar qualquer um pode ter ou ainda, desenvolver, seja através de estudo ou da própria experiência. Outros profissionais podem administrar sim. Acho mais fácil um médico administrar um hospital, pois ele já conhece as rotinas. Porém, ele nem sempre tem habilidades de administrador, por isso eu defendo que profissionais de outras áreas que venham a ocupar cargos ligados a gestão, que façam uma especialização em Administração para desenvolver essas habilidades. Mas pelo amor de Deus, não use cargo de Administrador!!

            Se eu amanhã resolvo abrir um consultório de Medicina em uma especialidade qualquer, certamente serei processada e presa. Ou então se resolvo comprar um diploma de advogada (aliás, mais uma coisa que está na moda: venda de diplomas... mais um absurdo), vai acontecer a mesma coisa (mais cedo ou mais tarde porque vão perceber que eu não entendo profundamente sobre a área.

            Mas porque então acontece isso com a profissão de Administrador? Talvez, seria porque temos apenas 44 anos de reconhecimento? Ou porque não existem leis que regulem de fato a contratação desses profissionais?

            Sou administradora, por vocação e por amor. E mesmo que seja difícil, continuarei lutando para conseguir meus objetivos. Parar de estudar? Nunca! Quem fica parado, enferruja.. e é atropelado, seja da geração X ou da Geração Y. O tempo não para pra ninguém.

¹OBS.: Os trechos foram extraídos da internet – a fonte não será informada mas se quiser conferir, digite o texto em um site de busca como o Google por exemplo.

Perfil do Autor

Lenice Alvim Gomes

Especialista MBA em Gestão Estratégica de Pessoas Administradora de Empresas Consultora em Gestão de Pessoas (LC Con - Consulting &...