Profissional Autônomo: Indicação, Divulgação E Busca De Serviços Autônomos

Publicado em: 24/05/2009 |Comentário: 2 | Acessos: 8,441 |

Introdução

O profissional autônomo ou liberal é aquele que possui determinadas habilidades técnicas, manuais ou intelectuais e decide trabalhar por conta própria, sem vínculo empregatício, assumindo os riscos de sua atividade. Os autônomos têm a vantagem de negociar mais livremente as relações de trabalho, como horários mais flexíveis e salários. Porém, não possuem direitos trabalhistas, como 13º salário, FGTS, férias, dentre outros.

Exemplos de trabalhadores autônomos são: médicos, advogados, enfermeiros, contadores, consultores, pedreiros, eletricistas, boleiras, doceiras, costureiras, esteticistas, dentre tantos outros. Nessa lista, observa-se que tanto profissionais com formação acadêmica quanto profissionais com formação prática são profissionais autônomos. Além disso, observando as especialidades apresentadas nessa lista é de conhecimento geral que alguns desses profissionais liberais são melhores sucedidos que outros e, também, que alguns escolhem sua especialidade por aptidão e outros por necessidades impostas pela economia nacional e internacional.

O profissional autônomo presta serviço para uma pessoa física ou jurídica e deve divulgar suas especialidades. Por outro lado, a pessoa física ou jurídica deve localizar a mão de obra especializada para realizar um determinado serviço. Essa relação de prestação de serviço apresenta duas dificuldades básicas: divulgação e busca de um determinado serviço  realizado por um profissional autônomo. Neste sentido este artigo tem o objetivo de apresentar um portal para facilitar essa relação de prestação de serviço, além de permitir, também, que um profissional seja indicado por quem o contratou. É o www.autonomos.srv.br.

O Futuro é do Trabalho

Algumas pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que: 1) a economia informal urbana revela que os fatores que levam homens e mulheres ao mercado de trabalho informal são distintos: homens se tornam informais pelo desemprego e mulheres. para complementar a renda familiar; 2) em dezembro de 2002, eram 3,53 milhões de ocupados por conta própria e em setembro de 2003 esse número foi acrescido em 290 mil pessoas, passando para 3,82 milhões de pessoas; 3) em 2009 mais de 4,1 milhões de pessoas trabalham como autônomas no país, 22% a mais de autônomos que entraram no mercado de 2002 a 2008. 

O professor do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec), Ruy Quintans, avalia que o aumento da informalidade tende a prosseguir e se deve a dois fatores principais: o momento conjuntural de desaquecimento da economia e um movimento estrutural de redução do emprego formal em todo o mundo.

"O futuro é do trabalho, não do emprego", acredita Quintans. Segundo ele, no Brasil a questão da informalidade se agrava por causa da legislação trabalhista "paternalista" e que desestimula contratações com carteira assinada pelas empresas. Além disso, prossegue, os esforços dos empresários para manter a margem de ganhos apesar da queda do consumo incluem as contratações informais.

Em 2008, com as turbulências do mercado internacional, observou-se um número elevado de desemprego no mundo, aumentando a disponibilidade de mão de obra especializada informal e trazendo de volta para seu país muitos profissionais que estavam no exterior. Com tanta concorrência, quem precisa do serviço, deve tomar cuidados na hora da contratação. E quem oferece o serviço deve atestar e garantir sua idoneidade e qualidade na realização desse serviço.

No século XXI, como se trata de uma era onde a tecnologia auxilia a todos, fazer uso das tecnologias disponíveis para facilitar essa relação de prestação de serviço é uma tarefa bastante promissora. Dessa forma, surge a idéia do portal www.autonomos.srv.br a fim de permitir que o profissional autônomo ofereça seus serviços e que aquele que necessita dos serviços do profissional autônomo o encontre.

O Portal

O portal foi desenvolvido pela Ghelt Componentes de Software Ltda, que conta com o conhecimento e experiência de profissionais que gostam muito da área de computação, interessados em novas tecnologias e a favor do uso da tecnlogia para auxiliar a vida de todos.

O portal oferece o serviço de cadastramento de profissionais autônomos e prestadores de serviço que desejam ter seu nome e profissão divulgados na Internet deixando, assim, disponíveis a todos os usuários da Rede que se interessarem pelos serviços.

Ao se cadastrar no portal o profissional autônomo dispõe de informações com seu nome, especialidade, serviços executados e contatos, disponíveis na Internet durante 24 horas todos os dias da semana. Além disso, também é disponibilizado um pacote de serviços de construção e manutenção de página personalizada (site) e publicidade no portal, vinculados ao cadastro de autônomos do portal.

O profissional autônomo deve se cadastrar informando dados pessoais, endereço, telefone, email, especialidade e fotos de seus serviços. Aquele que deseja encontrar um profissional autônomo também deve se cadastrar para que possa localizar um prestador de serviço informando dados pessoais, endereço, telefone e email. Um login e senha devem ser informados para que a área restrita aos participantes do portal seja acessada.

O portal também permite que pessoas que contratam profissionais autônomos façam a indicação destes, permitindo a divulgação dos bons profissionais no site.

O portal exige que documentos sejam informados para dar maior segurança aos participantes do portal, tanto para quem oferece tanto para quem procura um serviço. Em nenhum momento o portal divulga tais informações.

Bibliografia

[1] http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2005/mercadoinformal

[2] http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u96466.shtml

[3] http://www.financeone.com.br/noticia.php?lang=br&nid=8351

[4] http://www.youtube.com/watch?v=9NHVE5rfhLA

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/carreira-artigos/profissional-autonomo-indicacao-divulgacao-e-busca-de-servicos-autonomos-934339.html

    Palavras-chave do artigo:

    profissional liberal

    ,

    profissional autonomo

    ,

    prestador de servico

    Comentar sobre o artigo

    Antonio Trovão

    Ensaio sobre a importância dos princípios constitucionais da razoabilidade e proporcionalidade e sua aplicação no Direito do Trabalho.

    Por: Antonio Trovãol Direito> Doutrinal 26/10/2009 lAcessos: 2,538
    Ricardo Zani

    A responsabilidade técnica dos contadores aumentou com o do novo Código Civil. São os artigos 1.177 e 1.178 que tratam da responsabilidade do profissional em contabilidade:

    Por: Ricardo Zanil Direito> Direito Tributáriol 25/10/2010 lAcessos: 865
    Alessandro Marques de Siqueira

    No presente trabalho se abordou, a partir do Código de Defesa do Consumidor, a posição do fornecedor. Viu-se que seu papel mudou nos últimos tempos, especialmente em razão da Lei 8.078/90 e a crescente concorrência. Examinando a responsabilização objetiva do fornecedor no CDC inferiu-se as bases em que esta se assenta: o dano e o nexo de causalidade. Não foi adotada, desta forma, a teoria do risco integral.

    Por: Alessandro Marques de Siqueiral Direito> Doutrinal 28/10/2010 lAcessos: 1,177

    Nosso trabalho insere-se na área de Cooperativismo, e na subárea de Cooperativismo Urbano. Queremos abordar o contexto histórico das cooperativas em geral e cooperativas de saúde, como também, versar sobre o perfil de cooperativas de trabalho médico ou cooperativas de saúde, citando o caso da Cooperativa UNIMED e buscando o enfoque da importância de rede solidária, citando o caso da Organização Não Governamental- ONG Médicos Sem Fronteira.

    Por: FERNANDO ANTONIO DA SILVAl Educação> Ensino Superiorl 05/12/2011 lAcessos: 229

    A busca incessante de meios hábeis para propiciar a segurança jurídica ao trabalhador, garantindo-lhe a prestação da tutela jurisdicional do Estado, sempre foi o alvo da sociedade civil e organizada. O cerne do presente estudo, em um primeiro momento, consistirá na análise superficial da nova competência da Justiça do Trabalho após a criação de um desses mecanismos – a Emenda Constitucional n. 45 de 2004. Num segundo momento, aprofunda-se este estudo, desta feita, focando no art. 114 da CF/88, p

    Por: JOSÉ ORLANDO COSTA SILVAl Direito> Doutrinal 12/06/2012 lAcessos: 219

    Antes do advento do Sistema Único de Saúde (SUS), a atuação do Ministério da Saúde se resumia às atividades de promoção de saúde e prevenção de doenças (por exemplo, vacinação), realizadas em caráter universal, e à assistência médico-hospitalar para poucas doenças; servia aos indigentes, ou seja, a quem não tinha acesso ao atendimento pelo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social.

    Por: Marta Nunes e Sirleide Carvalhol Educação> Ensino Superiorl 15/10/2012 lAcessos: 1,673

    RESUMO: Este estudo tem sua importância na crescente discussão sobre o aumento da utilização da Terceirização de mão-de-obra nos mais variados ramos de atuação organizacional, no enfraquecimento dos sindicatos, na crescente precarização do trabalho no Brasil, na responsabilidade social intrínseca a normas reguladoras vigentes que preconizam o Trabalho decente.

    Por: João Carlos Peixel Notícias & Sociedade> Polítical 02/08/2011 lAcessos: 626

    Este estudo teve como objetivo de fazer uma breve analise diante das dificuldades que a Administração Pública tende a enfrentar com as atuais e possíveis mudanças na legislação brasileira sobre a terceirização de mão de obra no setor público. Dentro do ponto de vista dos resultados e riscos previstos com a manutenção da terceirização. Para tal serão expostos os conceitos de terceirização e Administração Pública e a Responsabilidade Civil, pontuando e confrontando os entraves com a terceirização.

    Por: suzartel Negócios> Administraçãol 21/03/2014

    Durante o dia, somos virtualmente bombardeados sobre a importância e os benefícios de oferecer feedback, mas por que uma ferramenta tão vital para a saúde de uma equipe, tem uma realidade tão difícil. Por que, na prática do dia-a-dia, não utilizamos adequadamente as técnicas do feedback?

    Por: Eduardo Varelal Carreiral 19/03/2014 lAcessos: 14
    Gustavo Rocha

    Segundo o Ibope, sim, sentimo-nos escravos do tempo e muitos, gostariam até de comprar mais tempo. No universo dos negócios, isto se aflora com facilidade, uma vez que o tempo parece escasso para tantas decisões, oportunidades, reuniões e principalmente comunicação, seja pessoal, email ou telefone. Vejamos os resultados do Ibope: Você se sente escravo do tempo? Gostaria que o dia tivesse mais que 24 horas? Compraria mais horas para o seu dia? Para 35% dos brasileiros a resposta é sim e o

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 04/02/2014

    O escritório, embora possa ter um ambiente descontraído, não é o mais indicado para ter atitudes e conversas informais, mesmo na pausa para o café.

    Por: Victor Forcinitol Carreiral 22/01/2014
    Gustavo Rocha

    O Google admitiu recentemente que fazia perguntas "estranhas", "impossíveis" a seus candidatos de emprego, e que tal prática se revelou numa absoluta perda de tempo. Não adianta mil perguntas desconexas, cara feia na hora da entrevista e fazer de tudo para o candidato se sentir nervoso. Isto mesmo, perguntar coisas não direcionadas ao negócio em si não vale a pena. Vejamos um trecho desta reportagem: (…) É o que Laszlo Bock, vice-presidente de operações para pessoas do Google, afirmou em e

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 29/11/2013
    Gustavo Rocha

    Uma decisão recente do TST trouxe a tona novamente a questão da contratação dos advogados pelos escritórios. De um lado, poucos escritórios usam advogado empregado dentro das regras da CLT. De outro, temos a figura do associado, amplamente usado e poucos de maneira correta. Temos também a figura do sócio, em muitos casos apenas para mascarar uma relação de emprego. Qual a melhor? Algumas dicas importantes foram dadas em uma reportagem do Valor Econômico, que transcrevemos abaixo: Ao contrári

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 06/11/2013 lAcessos: 20

    Para que tudo saia bem na vida de um corretor, é necessário um pouco de segurança, porque muitas vezes alguns "malandros" gostam de passar a perna nos corretores, passando-se por clientes interessados em imóveis.

    Por: icuritibal Carreiral 05/11/2013 lAcessos: 17

    Os aparelhos eletrônicos, ou, as tecnologias em geral, servem para facilitar as nossas vidas, e em certas profissões, são indispensáveis. Mas na corretagem de imóveis? Será que um corretor realmente precisa de um notebook ou tablet?

    Por: icuritibal Carreiral 29/10/2013 lAcessos: 16

    Trabalho, muitas vezes não quer dizer felicidade. Muitas pessoas trabalham apenas para ganhar dinheiro, e nada mais. Mas a profissão da corretagem, segundo um estudo realizado nos EUA, é a profissão em que tem os funcionários mais felizes.

    Por: icuritibal Carreiral 24/10/2013 lAcessos: 13

    Comments on this article

    1
    manoel messias de santana 07/03/2011
    formato computadores conserto alguns aparelhos eletricos e jardinagen sou pedreiro troco lampadas fasso forro de teto
    0
    Moises 03/11/2010
    Musicas p/ eventos Violino e Violão
    contatos Falar com : MOISES
    FONE: (91) 8242-4797/ 3224-5538
    Cidade: Belém Pará
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast