Ser Bem Sucedido, Como?

19/09/2009 • Por • 452 Acessos

Uma das maiores aspirações do homem moderno é ter sucesso profissional. Inegavelmente, o trabalho é inseparável da vida, propicia segurança e conforto familiar, além de ser excelente campo para ampliar o networking. No entanto, este artigo traz ao leitor elementos para a seguinte reflexão:

O sucesso profissional não é o maior objetivo da vida.

A sociedade atual está trocando os meios pelos fins. Ter um excelente emprego em uma ótima companhia e receber um salário generoso tornaram-se os maiores objetivos da vida das pessoas. Tudo isso, certamente, permite viver melhor; entretanto é preciso abrir os olhos do entendimento para perceber que isso é um meio, é uma parte da vida, e que a vida encerra algo maior.

Mas, afinal, o que é viver? O que é a vida?

A vida é como uma grande construção sustentada por pilares: a individualidade, a família, os amigos e a profissão. É lógico perceber que, se um pilar cresce de forma desproporcional aos demais, a edificação tende ao desequilíbrio e à ruína.

Porém, a base central desse equilíbrio deve residir no pilar da individualidade. É ali onde se deve empreender o mais nobre dos trabalhos: a construção de um ser humano melhor. Isso implica aprimorar e criar valores morais, bem como minimizar e eliminar deficiências psicológicas.

O constante aperfeiçoamento técnico exigido pela profissão deve ser amparado, então, por este outro tipo de conhecimento, o conhecimento de si mesmo. Esse conhecimento, que não se aprende nas escolas oficiais, possibilita que todos os campos da vida se ampliem de forma equilibrada. É dele que surge a vida de relação digna, a família unida e a verdadeira amizade.

Pode-se concluir que o verdadeiro conceito de “ser bem sucedido” transcende o aspecto profissional. O homem deve ser integralmente bem sucedido – eis a chave do sucesso! Para isso, é imprescindível compreender que viver é evoluir, que viver significa trabalhar todos os dias para se tornar um ser humano melhor em todos os seus aspectos.

Perfil do Autor

Felipe Ricardo Broering

felipe.broering@gmail.com