Superação - O Poder Da Conquista

Publicado em: 06/05/2008 |Comentário: 5 | Acessos: 14,970 |

Provavelmente quando você pensa em histórias de superação de limites vem logo aquela imagem da maratonista suíça cambaleando quase desfalecida para cruzar a linha final. Ela não venceu a prova. Sua classificação nem foi importante. Mas a imagem de alguém que contrariando as próprias fraquezas busca forças para atingir o objetivo é emblemática.

Na história da humanidade há diversos casos de pessoas que se destacaram em meio às mais diversas dificuldades. Beethoven, mesmo surdo, continuava compondo. Grande parte de suas obras foi realizada no período de maior gravidade de sua doença.

Clodoaldo Francisco da Silva é outro exemplo de história da vida real. Até pouco tempo desconhecido e talvez com grande possibilidade de ser “mais um”, destacou-se ao vencer não só seis medalhas de ouro na natação das últimas Paraolimpíadas, como venceu o preconceito. Mostrou que é possível ser um atleta de alta performance mesmo “imperfeito”. Os antigos gregos foram mestres em criar histórias de pessoas e seres extraordinários. Destaca-se a história de Hércules e seus doze trabalhos. E você? Sabe como se forma um campeão? Entre tantas características importantes uma se destaca: a superação!

A superação vem basicamente da vontade de realizar algo maior, de superar os limites, de alcançar o topo. É isso que torna algumas pessoas especiais. Vencedoras!

O esporte mundial é um catalisador de situações de superação humana. Uma das mais destacadas foi o bicampeonato mundial da seleção brasileira masculina de vôlei. Costumo usar o exemplo desta equipe vencedora em minhas palestras, pois traduzem o mais alto espírito de superação do ser humano. Pessoas comuns capazes de atingir o mais elevado posto em sua atividade: o sucesso!


Como é possível? A fórmula é simples e ao mesmo tempo trabalhosa: trabalho em equipe + dedicação pessoal + emoção + garra + paixão = conquista!

O trabalho em equipe é cada vez mais um diferencial competitivo. Se sozinho é possível alcançar elevados índices de produtividade, em equipe os resultados se multiplicam. Aqui cabe lembrar a diferença entre equipe (ou time) e grupo.

Uma equipe é constituída de pessoas que tem objetivos em comum. Trabalham para o mesmo propósito e por isso não competem entre si, mas cooperam. O grupo é um amontoado de pessoas que estão juntas por alguma afinidade, mas que não garante o alcance de resultados comuns. Voltando ao diferencial que uma equipe proporciona, vale destacar que quando se trabalha em equipe a diversidade é importante para o resultado positivo. Visões diferentes podem auxiliar na tomada de decisões que sozinho você talvez demorasse mais para encontrar. A sensação de pertencer a uma equipe é por si só motivadora. Ayrton Senna e Michael Schumacher não seriam grandes vencedores sem o apoio de uma equipe. Pense nisso quando surgir aquela oportunidade na empresa de fazer parte de um time para solucionar um problema que aparentemente não tem a ver com você.

A dedicação pessoal é a parte que cabe a cada um para fazer a diferença. É notória a história que, na época áurea do Santos Futebol Clube, por volta de 1965, um dos destaques era a dedicação pessoal do maior jogador de todos os tempos: Pelé. Aqueles que acompanharam de perto a trajetória do “Rei do Futebol” contam que após os treinos ele se dedicava exclusivamente à cobrança de faltas. Com isso muitos de seus gols de falta foram decisivos para o brilhantismo da era Pelé. Na empresa também é assim. O profissional que dedica um tempo extra para aprender algo novo ou simplesmente busca a qualidade no que faz, faz a diferença.

Por fim vem a tríade: emoção-garra-paixão. Para transformar estes sentimentos e sensações em ações práticas na gestão organizacional é preciso entusiasmo.

A palavra entusiasmo vem do grego e significa "sopro divino". Os antigos gregos eram politeístas, isto é, acreditavam em vários deuses. Entendiam que a pessoa entusiasmada era aquela que era possuída por um dos deuses. Sendo assim, poderia transformar a natureza e fazer as coisas acontecerem. Se traduzirmos para os dias de hoje é fazer tudo com prazer e ter prazer em tudo que faz. Quando colocamos nossas emoções positivas em prol de uma atividade certamente nos sentimos contagiados pelo sucesso e também influenciamos os que estão por perto.

É muito gratificante trabalhar com pessoas que vibram com o que realizam. Demonstram prazer no trabalho que desenvolvem. E todos nós podemos sentir assim. Basta entregar-se de paixão àquilo que gosta de fazer. Caso esteja em uma atividade que não se sinta tão feliz, procure outra. Caso não seja possível busque formas de tornar esta atividade mais prazerosa. Para isso converse com seus pares, chefia, colegas e outras pessoas que possam contribuir para uma visão diferente da sua. Sempre há uma solução.

Tenha certeza que, para um indivíduo ou uma equipe obter o sucesso é necessária muita superação. Acreditar em seu potencial de realização e fazer acontecer.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 17 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/carreira-artigos/superacao-o-poder-da-conquista-405128.html

    Palavras-chave do artigo:

    superacao

    ,

    motivacao

    ,

    auto estima

    Comentar sobre o artigo

    O presente artigo trata dos principais fatores motivadores para os colaboradores e como os líderes podem atuar nas empresas, de forma que mantenham a equipe sempre com um objetivo principal, que é a melhora na relação fornecedor e consumidor dos produtos. O foco principal são micro e pequenas empresas, com a aplicação de teorias para a ascensão da empresa no âmbito em que está inserida, buscando utilizar-se disso para atender a necessidade de todos.

    Por: João G. S. Stadlerl Negócios> Administraçãol 22/09/2013 lAcessos: 104
    marco mammoli

    Para Seyle,o estresse é uma resposta inespecífica que o organismo "desenvolve ao ser submetido a uma situação que exige esforço para a adaptação".O bullying se encaixa com perfeição a essa forma de estresse altamente nocivo.É um comportamento complexo, composto de ações agressivas intencionais,repetitivas,adotadas de maneira individual ou grupal contra um ou mais indivíduos,sem motivação justificável. Levam a lesões físicas,sociais e emocionais causando dor,medo, depressão, entre outras.

    Por: marco mammolil Saúde e Bem Estar> Medicinal 09/02/2011 lAcessos: 1,473
    Tania Maria da Silva Nogueira

    Sabemos que as atividades artísticas desenvolvidas pelo aluno na escola, nem sempre são valorizadas pela família , que muitas vezes por falta de espaço ou mesmo pela falta de interesse dos responsáveis as atividades vão parar no lixo. O projeto visa utilizar essa produção artística como fonte de motivação para que a criança busque novos horizontes através da arte.

    Por: Tania Maria da Silva Nogueiral Educação> Educação Infantill 19/05/2010 lAcessos: 288

    apresentamos as ferramentas para superar, administrar e evitar conflitos. Uma delas é a resiliência, as demais trataremos na parte V.

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 19/09/2014
    Pr. Suedem Medeiros

    Avaliar é dinamizar oportunidades de auto-reflexão, num acompanhamento permanente do professor. O professor deve assumir a responsabilidade de refletir sobre toda a produção do conhecimento do aluno, promovendo o movimento, favorecendo a iniciativa e a curiosidade no perguntar e no responder, construindo assim, novos saberes junto com o aluno.

    Por: Pr. Suedem Medeirosl Educação> Ensino Superiorl 03/12/2009 lAcessos: 7,988
    simiana ribeiro leal

    Resumo: Este artigo tem como objetivo analisar e discutir como a Arte tem contribuído de forma relevante para o processo de ensino e da aprendizagem dos alunos da educação básica, e de como através da educação estética se pode construir interfaces, com outras áreas do conhecimento. Pode-se afirmar que através da quebra do conceito que Arte está isolada de outros saberes tradicionais, e que trabalhar a Arte de forma articulada com outras disciplinas, viabiliza um novo modelo de aprendizagem menos

    Por: simiana ribeiro leall Educação> Ensino Superiorl 15/11/2011 lAcessos: 680

    A maioria das pessoas deseja realização pessoal e profissional. Caminhar na direção da auto-realização nos traz felicidade e entusiasmo, e a jornada se torna prazerosa, os problemas se parecem menores porque...

    Por: CERSI MACHADOl Negócios> Administraçãol 12/08/2008 lAcessos: 3,115

    O presente estudo vem a ser uma resposta que desejo dar a mim mesma desde quando iniciei minha carreira de professora, sempre vi os professores acarretados de tarefas, na preparação de aula, preocupados com novas dinâmicas de ensino para tornar a aula mais interessante, mais atraente aos olhos dos alunos. Como resultado desses esforços sempre via os professores infelizes e desanimados, porque as atividades não foram recebidas como o planejado pelo professor, enfim este teve suas expectativas fru

    Por: MARRUSHl Educação> Educação Infantill 10/06/2012 lAcessos: 439
    EDSON BARBOSA DE SOUSA JUNIOR

    PARTE II - TRABALHO DE CONCLUSÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO - GESTAO EM MARKETING E VENDAS

    Por: EDSON BARBOSA DE SOUSA JUNIORl Negócios> Gestãol 28/05/2010 lAcessos: 529 lComentário: 1

    Nenhuma técnica consegue abrir mais portas, ou lhe trazer mais oportunidades profissionais, do que saber falar em público.

    Por: Ernesto Bergl Carreiral 09/12/2014

    Conseguir um emprego requer mais do que ser um profissional dedicado e cheio de garra para vencer. O mercado é competitivo e profissionais qualificados serão sempre um diferencial aos olhos de empregadores.

    Por: Josyl Carreiral 25/09/2014 lAcessos: 15
    Zilda Ap. S. Guerrero

    Saber se escolhemos ou não a opção adequada ao nosso perfil, nossos desejos de consumo, nossos ideais, princípios morais, religiosos, nossas qualidades, aptidões, entre outros fatores que nos inspiram a indicar com "xis" na área, carreira e vaga na inscrição para o vestibular, é realmente muitas vezes, uma decisão muito difícil, principalmente quando pinta um ponto de interrogação em nossa mente: Ser ou Não Ser???

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Carreiral 03/09/2014 lAcessos: 12
    Gustavo Rocha

    Sabe, eu já fui um carro novo, hoje sou um carro considerado velho. Há 40 anos atrás, eu era um sucesso. Arredondado, com prateado no meio e nos acessórios, todos queriam andar comigo. Era potente, podia ter 1500 cilindradas e fazia um barulho que todos sabiam quem eu era e onde estava passando. Era o desejo dos homens e mulheres e bastava me ter, que o sucesso era garantido. Eu era um Fusca, 1500, do ano de 1974. Os anos passaram e com eles vieram todas as emoções, corridas, fizeram até u

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 18/08/2014
    Gustavo Rocha

    Uma etapa difícil da carreira: Formado em direito, passado na OAB, e agora? Passa zilhões de coisas pela cabeça, dificuldades financeiras e de todas as ordens, e ainda a dúvida: Como agir, como proceder. Em Agosto, na semana do Advogado, traremos um manual enxuto sobre vários temas voltados para advogados em início de carreira. Hoje, faremos a reflexão do livro do fundador do Twitter, e mais algumas reflexões minhas: O americano Christopher Stone, o Biz, de 40 anos, tem uma daquelas trajetór

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 23/07/2014

    Dados das Nações Unidas indicam que 80% dos participantes de militância ecológica são mulheres, o que talvez se deva ao movimento feminista, que desde a década de 70 defende a ideia de que o meio ambiente natural é feminino e, por este motivo, a proteção da natureza estaria ligada à emancipação da mulher e sua maior influência no desenvolvimento local e global.

    Por: Central Pressl Carreiral 14/07/2014 lAcessos: 22
    Gustavo Rocha

    14 de Julho de 1789, data da queda da Bastilha. Naquele ano uma prisão foi derrubada por ideais de liberdade, igualdade e fraternidade. Hoje, séculos depois, convido você a fazer uma mudança e lutar por estes 3 ideais. Qual a mudança? A queda da sua bastilha. Todos temos situações, convenções, pré-conceitos que nos tornam menos preparados para o mercado. Esta é a nossa bastilha, a nossa prisão. Vivemos como se tudo sempre for ser o mesmo, como se nada fosse mudar, como se sucesso fosse eter

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 14/07/2014

    Saber lidar com conflitos é fundamental para o sucesso, tanto empresarial, quanto pessoal e profissional. O teste é útil para sua autoavaliação.

    Por: Ernesto Bergl Carreiral 07/07/2014 lAcessos: 40
    Rogerio Martins

    Você já passou pela experiência de trabalhar com um chefe sem noção? Tipo aquele que pede as coisas em cima da hora da reunião mensal de departamento? Ou aquele que mistura o ambiente de trabalho com a vida pessoal e faz você resolver coisas que só caberiam a ele resolver, algo como buscar o terno na lavanderia? Pois é, cada vez mais nos deparamos com chefes sem noção. Isso está se transformando em uma praga.

    Por: Rogerio Martinsl Negócios> Gerêncial 05/02/2013 lAcessos: 54
    Rogerio Martins

    Neste artigo comento sobre a importância do planejamento na vida profissional baseado em minha experiência em esportes de aventura, caminhadas e trilhas.

    Por: Rogerio Martinsl Carreira> Recursos Humanosl 23/03/2011 lAcessos: 160
    Rogerio Martins

    Networking é uma palavra que foi se incorporando ao cotidiano profissional e logo se tornou símbolo de reconhecimento e prestígio. Por trás da expressão há muito mais do que um simples significado de rede de relacionamentos.

    Por: Rogerio Martinsl Carreiral 09/10/2009 lAcessos: 345
    Rogerio Martins

    Motivação é um tema complexo e que tem merecido constantes estudos e pesquisas. Seguindo o objetivo de trazer dicas rápidas e úteis sobre temas do mundo corporativo abaixo apresento cinco dicas para ficar mais motivado no trabalho.

    Por: Rogerio Martinsl Carreiral 24/07/2009 lAcessos: 6,742
    Rogerio Martins

    Quando lecionava a disciplina de Psicologia Organizacional nos cursos de Administração de Empresas e Ciências Contábeis em uma faculdade de São Paulo, tinha o desafio de levar aos alunos destes cursos o conhecimento e paixão que tenho sobre psicologia e comportamento humano.

    Por: Rogerio Martinsl Psicologia&Auto-Ajudal 14/05/2009 lAcessos: 63,793 lComentário: 16
    Rogerio Martins

    Falar em público é uma atividade cada vez mais corriqueira para empresários, executivos, profissionais liberais, administradores, consultores, palestrantes e o cidadão comum. Seja em uma ocasião solene ou em uma reunião de condomínio ou da faculdade, falar em público requer alguns cuidados especiais.

    Por: Rogerio Martinsl Carreiral 25/01/2009 lAcessos: 2,547
    Rogerio Martins

    O que a neurociência vem comprovando cientificamente hoje e os psicólogos estudam há anos, já era verdade a mais de mil anos em outras culturas: somos o resultado do que pensamos!

    Por: Rogerio Martinsl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 11/12/2008 lAcessos: 900
    Rogerio Martins

    Em momentos de crises há grandes oportunidades para serem descobertas. Nenhuma novidade. Muitos “especialistas” comentam a respeito. Mas eu vou além: em momentos de crises e oportunidades o que vale mais são os seus valores.

    Por: Rogerio Martinsl Carreira> Recursos Humanosl 12/11/2008 lAcessos: 501

    Comments on this article

    0
    Gisele Alves 26/03/2011
    No mundo em que vivemos atualmente, não basta somente esperar com que as coisas aconteçam mais sim ter muita força de vontade e sequentemente de muita caracter e paixão pelo que faz.....
    1
    Lucimar 23/03/2011
    Muito bom, vivemos numa era de competitividade até para a nossa sobrevivência, e superar as advercidades é algo extremamente necessário e que devemos aprender dia a dia a valorizar o bem maior que temos; que é a nossa oportunidade de VIVER.
    2
    André Motta 23/11/2009
    FANTÁSTICO GOSTEI MUITO DO QUE VI E LI SOBRE VOCÊS A SUPERAÇÃO REALMENTE E IMPORTANTE;
    PORQUE TODOS UM DIA SE ENCONTRARÃO COM O FRACASSO E PARA UNS O FRACASSO É O VENENOQUE MATA; PARA OUTROS A REMÉDIO QUE CURA.
    E PARA MIM RSTAR SENDO UM REMÉDIO INFALIVEL. DESEJO MUITO SUCESSO PARA TODA EQUIPE.
    23/11/2009 AS 10:45 HS.
    1
    paulo alberto tessarin 06/06/2009
    acho impressionante a historia de um ser humano com deficiencia que supera seus proprios limites,isso nos mostra que somos um ser perfeito
    2
    Beto Newmann 27/05/2008
    Não é fácil passar por certos momentos da vida, mas com determinação e objetivos bem definidos podemos chegar lá. Este artigo é um grande estímulo para traçarmos nossas metas e seguirmos aditante.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast