A evolução dos Computadores Ao longo da História

Publicado em: 20/05/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 1,531 |

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO  

                                                                                                                                              DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO

CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM COMPUTAÇÃO

DISCIPLINA DE PORTUGUES INSTRUMENTAL

PROFESSORA REGIANE CALDEIRA

ACADEMICO: GENIVALDO PEREIRA DA ROCHA

ARTIGO CIÊNTIFICO DE COMPUTAÇÃO

A evolução dos Computadores

Ao longo da História

Introdução

O objetivo deste artigo e demonstra a Evolução do Computador ao longo da historia, a evolução passo a passo de maquinas enorme a aparelhos que cabe na palma da mão, notara que o melhoramento do computador mudou da água par a o vinho.

Computadores já chegaram a pesar 30 toneladas e custar dois milhões de dólares, Não é segredo que o seu computador atual é fruto de uma evolução que levou décadas para chegar a onde está e ainda está muito longe de chegar ao seu final. Se pensarmos que cerca de dez anos atrás os processadores ainda nem conheciam os núcleos múltiplos, imaginar as máquinas que inauguraram a informática é uma tarefa ainda mais complicada, no início da década de 1950 já existiam computadores não se parecia nem um pouco com o que temos hoje, mas já realizavam alguns cálculos complexos em pouquíssimo tempo. Os primeiros computadores, como o ENIAC e o UNIVAC eram destinados apenas a funções de cálculos, sendo utilizados para resolução de problemas específicos.

Os computadores da primeira geração não contavam com uma linguagem padronizada de programação. Ou seja, cada máquina possuía seu próprio código e, para novas funções, era necessário reprogramar completamente o computador.

Esses computadores gigantescos ainda sofriam com o superaquecimento constante. Isso porque em vez de microprocessadores, eles utilizavam grandes válvulas elétricas, que permitiam amplificação e troca de sinais, por meio de pulsos, elas funcionavam de maneira correlata a uma placa de circuitos, sendo que cada válvula acesa ou apagada representava uma instrução à máquina. As gigantes máquinas não estavam sendo rentáveis, pelos constantes gastos com manutenção.

Foi então que os transistores criados em 1947 pela empresa Bell Laboratório passaram a integrar os painéis das máquinas de computar, os componentes eram criados a partir de materiais sólidos conhecidos como Silício, os materiais utilizados até hoje em placas e outros componentes, extraídos da areia abundante.

 Existia uma série de vantagens dos transistores em relação às válvulas, para começar as dimensões desses componentes eram bastante reduzidas, tornando os computadores da segunda geração cem vezes menores do que os da primeira geração, além disso, os novos computadores também surgiram mais econômicos, tanto em questões de consumo energético, quanto em preços de peças. Para os comandos desses computadores, as linguagens de máquina foram substituídas por linguagem Assembly.

 Esse tipo de programação é utilizado até hoje, mas em vez de ser utilizado para softwares ou sistemas operacionais, as fábricas de componentes de hardware trabalha com instruções mais diretas no próprio hardware.

 Em vez das 30 toneladas do ENIAC, o IBM 7094 versão de maior sucesso dessa segunda geração de computadores pesava apenas 890 Kg, e por mais que pareça pouco, essa mesma máquina ultrapassou a marca de 10 mil unidades vendidas os computadores dessa segunda geração foram inicialmente desenvolvidos para serem utilizados como mecanismos de controle em usinas nucleares, um modelo similar pode ser visto no desenho "Os Simpsons", mais especificamente no posto de trabalho de Homer, técnico de segurança na Usina Nuclear.

O emprego de materiais de silício chamado de semicondutor, Esse novo componente garantiu aumentos significativos na velocidade e eficiência dos computadores, permitindo que mais tarefas fossem desempenhadas em períodos de tempo mais curtos.

Com a terceira geração dos computadores, surgiram também os teclados para digitação de comandos. Monitores também permitiam a visualização de sistemas operacionais muito primitivos, ainda completamente distantes dos sistemas gráficos que conhecemos e utilizamos atualmente, Apesar das facilidades trazidas pelos semicondutores, os computadores dessa geração não foram reduzidos, sendo que um dos modelos de mais sucesso (o IBM 360, que vendeu mais de 30 mil unidades) chegava a pesar mais do que os antecessores, na década de 70 os computadores passaram a ser mais acessível, um grande avanço da terceira geração foi adição da capacidade de upgrade nas máquinas as empresas poderiam comprar computadores com determinadas configurações e aumentar as suas capacidades de acordo com a necessidade, pagando relativamente pouco por essas facilidades.

Em 1971, já eram criados processadores com esse novo formato, mas apenas na metade da década começaram a surgir comercialmente os primeiros computadores pessoais.

O Altair 880 podia ser comprado como um kit de montar, vendidos por revistas especializadas nos Estados Unidos. Foi com base nessa máquina que Bill Gates e Paul Allen criaram o "Basic" e inauguraram a dinastia Microsoft, Na mesma época, os dois Steves da Apple Jobs e Wozniac criaram a empresa da Maçã para se dedicarem a projetos de computação pessoal facilitados para usuários leigos, surgiu o Apple I, projeto que foi primeiramente apresentado para a HP, que foi sucedido pelo Apple II, após uma injeção de 250 mil dólares pela Intel. Essa segunda versão dos computadores possuía uma versão modificada do sistema BASIC, criada também pela Microsoft.

O grande avanço apresentado pelo sistema era a utilização de interface gráfica para alguns softwares. Também era possível utilizar processadores de texto, planilhas eletrônicas e bancos de dados.

A Apple foi responsável pela inauguração dos mouses na computação pessoal, juntamente com os sistemas operacionais gráficos, como o Macintosh. Pouco depois a Microsoft lançou a primeira versão do Windows, enfim chegamos aos computadores que grande parte dos usuários utiliza até hoje.

 Os computadores da quarta geração foram os primeiros a serem chamados de "microcomputadores" ou "micros". Esse nome se deve ao fato de eles pesarem menos de 20 kg, o que torna o armazenamento deles muito facilitado, Considerando o progresso da informática como sendo inversamente proporcional ao tamanho ocupado pelos componentes, não seria estranho que logo os computadores transformassem-se em peças portáteis. Os notebooks surgiram como objetos de luxo assim como foram os computadores até pouco tempo, eram caros, como a abertura de mercado grobal aumentou abrangência comercial, Ainda estamos em transição de uma fase em que os processadores tentavam alcançar clocks cada vez mais altos para uma fase em  o que importa mesmo é como podem ser melhor aproveitados esses clocks.

Deixou de ser necessário atingir velocidades de processamento superiores aos 2 GHz, mas passou a ser obrigatório que cada chip possua mais de um núcleo com essas freqüências, chegaram ao mercado os processadores que simulavam a existência de dois  núcleos de processamento, depois os que realmente apresentavam dois deles, hoje, há processadores que apresentam quatro núcleos, e outros, utilizados por servidores, que já oferecem oito, com tanta potência executando tarefas simultâneas, surgiu uma nova necessidade, Sabe-se que, quanto mais tarefas sendo executadas por um computador, mais energia elétrica seja consumida. Para combater essa máxima, as empresas fabricantes de chips passaram a pesquisar formas de reduzir o consumo, sem diminuir as capacidades de seus componentes.

Foi então que nasceu o conceito de "Processamento Verde", Os novos processadores são fabricados com a microarquitetura reduzida, fazendo com que os clocks sejam mais curtos e menos energia elétrica seja gasta, Ao mesmo tempo, esses processos são mais eficazes logo, a realização de tarefas com esse tipo de componente é boa para o usuário e também para o meio ambiente, os fabricantes buscam, incessantemente, formas de reduzir o impacto ambiental de suas indústrias. Os notebooks, por exemplo, estão sendo criados com telas de LED, muito menos nocivos à natureza do que LCDs comuns, não sabemos ainda quando surgirá a sexta geração de computadores. Há quem considere a inteligência artificial como sendo essa nova geração, mas também há quem diga que robôs não fazem parte dessa denominação. Porém, o que importa realmente é perceber, que ao longo do tempo, o homem vem trabalhando para melhorar cada vez mais suas máquinas,

Quem imaginava, 60 anos atrás, que um dia seria possível carregar um computador na mochila? E quem, hoje, imaginaria que 60 anos atrás seria necessário um trem para carregar um deles, Hoje, por exemplo, já existem computadores de bolso, como alguns smartphones que são mais poderosos que netbooks, qual será o próximo passo nessa evolução das máquinas Aproveite os comentários para dizer o que você pensa sobre essas melhorias proporcionadas ao longo de décadas.

Hoje estamos na era dos tabletes e ultra book, o que vira a seguir algo novo e revolucionário eu espero estamos caminhado para um mundo conectado sem fios, logo teremos em casa um robô fazendo trabalhos domestico, pois já temos no mercado uma geladeira que faz  compras via internet,  temos celulares com inteligência artificial que você fala o conteúdo da mensagem e escreve e envia para seu contado sem que para isso você aperte botão algum, as cirurgias estão menos evasivas você é operado e recebe alta no mesmo dia sem corte e cicatrizes, os carros ate andam sozinhos  o que o futuro reserva para nosso netos.

                           REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, Brasília, v. 26. n.3, 1997. Disponível em :<http://www.ibict.br/cionline>. Acesso em: 01 maio 2012.

Stallings, W. Arquitetura e Organização de

Computadores, Pearson Hall, 5 ed. SP: 2002.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ciencia-artigos/a-evolucao-dos-computadores-ao-longo-da-historia-5919894.html

    Palavras-chave do artigo:

    computadores

    ,

    evolucao

    Comentar sobre o artigo

    Desde a década de 60 os computadores veem evoluindo. Essas evolução, não param no computador. Várias coisas também evoluíram, desde como se compra produtos à como se faz um exame médico.

    Por: Pedro Henrique Ferreira Mendesl Tecnologia> Tecnologiasl 03/06/2010 lAcessos: 5,471

    Objetivando-se um melhor entendimento da possibilidade de ocorrência deste fenômeno no meio comercial mundial, buscou-se realizar um estudo detalhado sobre a origem do crédito, sua evolução histórica e conceito, as principais espécies de títulos de crédito, características, e princípios fundamentais. Evidenciou-se ainda um foco nos estudos sobre o art. 889 do CC 2002 que instituiu a possibilidade de emissão de títulos de crédito a partir de caracteres criados em computador ou meio equivalente.

    Por: Francisco José Jácome de Melol Direitol 19/02/2015 lAcessos: 28

    Com o passar dos tempos, a humanidade veio aperfeiçoando seu processo de comunicação. Primeiro veio comunicação através da fala, depois a escrita, após o telefone e por fim, a magnifica internet. Mas será que evolução não está acabando aos poucos com o relacionamento humano?

    Por: Amauri Dias Teixeiral Carreira> Recursos Humanosl 15/10/2009 lAcessos: 4,441

    Estamos vivendo um momento muito especial. A evolução chegou pra valer. Aqui todos precisam acompanhar o tempo atual ou fica bem para trás, mas será que isto é bom ou é ruim? O que precisamos melhorar para sermos pessoas evoluídas mesmo?

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Educaçãol 25/02/2010 lAcessos: 163
    Manoel Oliveira

    Para iniciar a historia do computador, vamos começar esse suplemento contando como aconteceu a evolução da informática, dos programas e do computador. Você vai perceber que, desde o começo de 1900, a ideia de informatização já estava sendo trabalhada em vários lugares. Verá, também, o que influenciou as empresas a entrarem na corrida pela informática e como isso trouxe lucro pra muitas delas.

    Por: Manoel Oliveiral Tecnologia> Tecnologiasl 07/10/2013 lAcessos: 38
    Ricardo Miguel

    Apesar de ainda não ter nome, este micro computador é até agora o computador mais pequeno do mundo. Criado por investigadores da Universidade de Michigan, este micro computador foi criado para ser um implante na parte interna do olho de doentes que sofrem de glaucoma.

    Por: Ricardo Miguell Tecnologia> Tecnologiasl 12/09/2011 lAcessos: 108

    Logo que se popularizou pelo Brasil, em meados dos anos 90, o computador era a sensação e sinônimo de status. Enormes, com caixaria do monitor que mais parecia uma caixa, as máquinas foram evoluindo rapidamente. Desde o design à velocidade e capacidade de armazenamento.

    Por: Alinel Tecnologia> Laptopsl 09/11/2010 lAcessos: 545

    Muitas assistências técnicas dizem resolver o problema, mas ao chegar em sua casa você simplesmente se depara com outro problema, depois disso você tem que ir até seu técnico ou procurar outro e pagar mais alguns R$. Isso é cansativo, gastando muito nosso dinheiro e tempo.

    Por: Ademirl Tecnologia> Softwarel 28/12/2012 lAcessos: 22
    coraci machado araujo

    O que estamos fazendo que ñ conseguimos preparar nossos alunos para a nova sociedade que nos desafia a todo momento?

    Por: coraci machado araujol Educaçãol 14/07/2012 lAcessos: 71
    Artur Livônio

    Detalhamento dos vários períodos históricos educacionais, evidenciando suas características e influências. Como a época em que os Jesuítas chegaram no Brasil e o que vieram fazer aqui, até os dias atuais. Com ênfase nas tantas críticas que o escritor, Dermeval Saviani, fez sobre cada período pedagógico da história educacional brasileira.

    Por: Artur Livôniol Educação> Ciêncial 24/03/2015
    Fernando Corrêa manarim

    Analisando a Lenda de Sessa fica claro que o xadrez foi criado principalmente como instrumento para auxiliar os praticantes a encontrar respostas para seus dilemas existenciais, dúvidas, angústias, confirmações, etc. Enfim que a competição é apenas um reflexo do que ocorre em nossas vidas, sempre muito competitiva e de difícil conquistas.

    Por: Fernando Corrêa manariml Educação> Ciêncial 19/03/2015
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Ultimamente, o uso cada vez mais intenso do cérebro frontal, e o seu correspondente fortalecimento, tem levado à desativação progressiva da parte emocional do cérebro que é receptora dos lampejos intuitivos captados pelo cerebelo.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Educação> Ciêncial 13/03/2015

    Este artigo aborda uma pesquisa internacional, realizada por especialistas, sobre os aspectos cognitivos de pessoas que integram a terceira ou melhor idade, com seu comportamento típico e todas as dificuldades de aprendizado da Matemática. O estudo retrata também problemas enfrentados, por todos eles no cotidiano, junto das empresas e demais entidades, que não vêm se preparando adequadamente para receber nos próximos anos, cerca de 64 milhões de idosos que entrarão nesta faixa de idade

    Por: Luiz Carlos Vivanl Educação> Ciêncial 05/03/2015 lAcessos: 11
    Carlos Meine Morais

    existem pequena praticas que podem fazer diferença para toda a vida, quando adquiridas quando criança simplificam muitos processos e nunca são abandonadas. o que não impede de adquirirmos novos habitos, mesmo não sendo mais criança..

    Por: Carlos Meine Moraisl Educação> Ciêncial 05/03/2015 lAcessos: 11
    Marcos Eli da Silva

    Nos dias atuas as redes de saneamento em perímetros urbanos por serem subterrâneas, e pouco visíveis aos olhos da população, são colocadas em segundo plano. Existem inúmeros cronogramas para pavimentação de ruas e avenidas, sem nenhuma rede de saneamento, muito menos de águas pluviais. Entretanto obras de saneamento com o tempo tornam-se indispensáveis para a população e vão gerar custos adicionais, ao serem realizadas melhoram o espaço urbano e a qualidade de vida das populações.

    Por: Marcos Eli da Silval Educação> Ciêncial 13/01/2015 lAcessos: 18
    Marcos Eli da Silva

    RESUMO A degradação do meio ambiente é um fator que contribui para as alterações nos ecossistemas e ameaça a vida de espécies da fauna a e flora no planeta. Normalmente associa-se esse problema à ação do homem sobre a natureza. Para corrigir os estragos causados pela ação humana, os órgãos públicos costumam gastar centenas de bilhões de reais todo ano para recuperar áreas degradas por empreendimentos relacionados á mineração.

    Por: Marcos Eli da Silval Educação> Ciêncial 12/01/2015 lAcessos: 15

    O presente texto fala sobre as diferentes classes de escolarização, assim como as dificuldades de ensinos, de aprendizados e as mudanças ao longo do tempo que a educação no país está sofrendo; também fala sobre as reformulações necessárias para melhorias no campo da educação, e desvalorização financeira e social do magistério.

    Por: Reginaldo Posol Educação> Ciêncial 16/12/2014 lAcessos: 20
    GENIVALDO PEREIRA DA ROCHA

    Resumo O objetivo deste estudo é discutir a implantação da Informática Educativa como disciplina curricular nos Cursos de Licenciatura da Unemat, constituindo uma estratégia facilitadora para a integração de conhecimentos, em uma abordagem interdisciplinar. O estudo partiu de uma situação-problema que ocorre nas Escolas Publicas de nossa Cidade, Os Professores em sua Maioria Oriundos dos cursos de licenciaturas da Unemat, quando questionados sobre a utilização do Computador como ferramenta de a

    Por: GENIVALDO PEREIRA DA ROCHAl Educação> Ensino Superiorl 18/11/2014
    GENIVALDO PEREIRA DA ROCHA

    Esqueça tudo o que lhe ensinaram na escola: o homem nunca pisou na Lua. A célebre imagem da nave americana pousando na lua no dia 20 de julho de 1969, o passo em câmera lenta de Neil Armstrong, a bandeira do Tio Sam fincada no solo lunar... Tudo isso foi encenado em um estúdio de TV no Estado de Nevada, nos Estados Unidos.

    Por: GENIVALDO PEREIRA DA ROCHAl Educação> Ciêncial 20/05/2012 lAcessos: 205
    GENIVALDO PEREIRA DA ROCHA

    Este texto apresenta uma breve discussão acerca do internetês, linguagem que se firma cada dia mais entre os usuários da rede de computadores. Mostra que esta forma de escrita não pode ser considerada uma ameaça à Língua Portuguesa, mas apenas ser empregada numa situação específica.

    Por: GENIVALDO PEREIRA DA ROCHAl Educação> Ensino Superiorl 16/05/2012 lAcessos: 472
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast