A Relação Família/Escola

Publicado em: 09/07/2008 |Comentário: 46 | Acessos: 630,157 |

 

A RELAÇÃO FAMÍLIA/ESCOLA

Por Sonia das Graças Oliveira Silva

Hoje em dia há a necessidade de a escola estar em perfeita sintonia com a família. A escola é uma instituição que complementa a família e juntas tornam-se lugares agradáveis para a convivência de nossos filhos e alunos. A escola não deveria viver sem a família e nem a família deveria viver sem a escola. Uma depende da outra na tentativa de alcançar o maior objetivo, qual seja, o melhor futuro para o filho e educando e, automaticamente, para toda a sociedade.

Um ponto que faz a maior diferença nos resultados da educação nas escolas é a proximidade dos pais no esforço diário dos professores. Infelizmente, são poucas as escolas que podem se orgulhar de ter uma aproximação maior com os pais, ou de realizarem algumas ações neste sentido. Entretanto, estas ações concretas, visando atrair os pais para a escola, podem ser uma ótima saída para formar melhor os alunos dentro dos padrões de estudos esperados e no sentido da cidadania.

Atualmente, os pais devem estar cada vez mais atentos aos filhos, ao que eles falam, o que eles fazem, as suas atitudes e comportamentos. E, apesar de ser difícil, a escola também precisa estar atenta. Eles se comunicam conosco de várias formas: através de sua ausência, de sua rebeldia, seu afastamento, recolhimento, choro, silêncio. Outras vezes, grito, zanga por pouca coisa, fugas, notas baixas na escola, mudanças na maneira de se vestir, nos gestos e atitudes. Os pais devem perceber os filhos. Muitas vezes, através do comportamento, estão querendo dizer alguma coisa aos pais. E estes, na correria do dia-a-dia, nem prestam atenção àqueles pequenos detalhes.

Por vezes, os jovens estão tentando pedir ajuda e, mesmo achando que o filho ultimamente está “meio estranho”, muitos pais consideram isso como normal, “coisa de adolescente”, vai passar, é só uma fase. Há que se observar estes sinais. Podem dizer muito de problemas que precisam ser solucionados, como inadequação, dificuldades nas disciplinas, com os colegas, com os professores, e outras causas.

Aí entra a parceria família/escola. Uma conversa franca dos professores com os pais, em reuniões simples, organizadas, onde é permitido aos pais falarem e opinarem sobre todos os assuntos, será de grande valia na tentativa de entender melhor os filhos/alunos. A construção desta parceria deveria partir dos professores, visando, com a proximidade dos pais na escola, que a família esteja cada vez mais preparada para ajudar seus filhos. Muitas famílias sentem-se impotentes ao receberem, em suas mãos os problemas de seus filhos que lhe são passados pelos professores, não estão prontas para isso.

É necessária uma conscientização muito grande para que todos se sintam envolvidos neste processo de constantemente educar os filhos. É a sociedade inteira a responsável pela educação destes jovens, desta nova geração.

As crianças e jovens precisam sentir que pertencem a uma família. Sabe-se que a família é a base para qualquer ser, não se refere aqui somente família de sangue, mas também famílias construídas através de laços de afeto. Família, no sentido mais amplo, é um conjunto de pessoas que se unem pelo desejo de estarem juntas, de construírem algo e de se complementarem. É através dessas relações que as pessoas podem se tornar mais humanas, aprendendo a viver o jogo da afetividade de modo mais adequado.

Percebe-se que muito tem sido transferido da família para a escola, funções que eram das famílias: educação sexual, definição política, formação religiosa, entre outros. Com isso a escola vai abandonando seu foco, e a família perde a função. Além disso, a escola não deve ser só um lugar de aprendizagem, mas também um campo de ação no qual haverá continuidade da vida afetiva. A escola que funciona como quintal da casa poderá desempenhar o papel de parceira na formação de um indivíduo inteiro e sadio. É na escola que deve se conscientizar a respeito dos problemas do planeta: destruição do meio ambiente, desvalorização de grupos menos favorecidos economicamente, etc.

Na escola deve-se falar sobre amizade, sobre a importância do grupo social, sobre questões afetivas e respeito ao próximo.

Reforço aqui a necessidade de se estudar a relação família/escola, onde o educador se esmera em considerar o educando, não perdendo de vista a globalidade da pessoa, percebendo que, o jovem, quando ingressa no sistema escolar, não deixa de ser filho, irmão, amigo, etc.
A necessidade de se construir uma relação entre escola e família, deve ser para planejar, estabelecer compromissos e acordos mínimos para que o educando/filho tenha uma educação com qualidade tanto em casa quanto na escola.

 

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 139 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ciencia-artigos/a-relacao-familiaescola-477589.html

    Palavras-chave do artigo:

    a relacao familia e escola

    Comentar sobre o artigo

    Família, escola...pilares imprescindíveis para que haja uma qualidade de ensino satisfatório num contexto escolar.

    Por: Adilene de Assunçãol Educaçãol 23/11/2009 lAcessos: 1,659

    A política educacional recente vem cobrando uma maior participação da família no âmbito escolar por entender que esta, aliada às práticas pedagógicas, poderá auxiliar nas aprendizagens dos sujeitos. A participação da família no contexto da escola desperta nos alunos mais interesse nas atividades e compensação tanto nas dificuldades individuais quanto nas deficiências escolares. Porém, nem sempre isso ocorre, existem famílias que por vários motivos não se mostram presentes na escola de seus filho

    Por: Erica Campos de Souzal Educação> Ensino Superiorl 13/11/2012 lAcessos: 441
    Antonia Matos

    Este trabalho tem finalidade de fazer uma breve reflexão sobre o papel da escola e da família no processo ensino-aprendizagem, a importância do trabalho conjunto dessas duas instituições tendo objetivos, estratégias e planos de ação conjuntos objetivando o sucesso acadêmico de seus filhos/alunos. Também será analisado o papel do psicopedagogo neste processo.

    Por: Antonia Matosl Educação> Ensino Superiorl 15/10/2012 lAcessos: 1,171

    O presente artigo consiste em uma revisão bibliográfica sobre a violência escolar, trazemos o conceito de bullying, as consequências dessa violência para a comunidade escolar. Para tanto usamos como referencial teórico autores que retratam esta temática como: Constanatini (2004); Fante (2005); Lopes Neto (2005) Fante e Pedra (2008); Guareschi (2008), Pereira (2009) dentre outros. Apresenta-se uma reflexão sobre a contribuição da família e da escola na minimização deste tipo de violência.

    Por: EURICLÉIA FAGUNDES RAMOSl Educação> Ciêncial 24/11/2011 lAcessos: 676
    Hilton Andrade dos Santos

    A presente obra é uma síntese de tudo que foi aprendido em sala de aula, na disciplina Família e Aprendizagem, onde o trabalho acadêmico foi apenas um meio de desenvolver e aplicar tudo o que foi ensinado pela professora Michele Pereira, UNIABEU, que serviu de mediadora no processo ensino e aluno, por conseguinte ressonou em conceitos imprescindíveis na formação destes discentes em formação técnico e profissional, na área de psicopedagogia. O caso apresentado é real e os nomes foram alterados.

    Por: Hilton Andrade dos Santosl Educação> Ensino Superiorl 02/04/2011 lAcessos: 5,482

    A escola atualmente está fazendo o papel que por obrigação é da família e dessa forma não consegue exercer direito nem o papel dela, o de mediador de conhecimentos afins para o mercado de trabalho, a vida social.

    Por: Fabíola Soares Maial Educação> Educação Infantill 29/05/2011 lAcessos: 1,698
    Maria Angela M. Gorayeb

    A famíla vem mudando ao longo da evolução da civilização, mas o seu papel continua o mesmo? Como evoluir sem perdermos as características de vida em grupo que garantiram nossa adaptação e sobrevivência até os dias atuais?

    Por: Maria Angela M. Gorayebl Educação> Educação Infantill 11/11/2011 lAcessos: 142

    O presente estudo é uma discussão teórica, que tem por objetivo repensar a visão que o próprio paciente, sua família e a sociedade têm em relação ás pessoas que sofrem com a doença mental, procuramos discutir a importância desta socialização para o doente, e a diminuição do preconceito com tais pessoas, pessoas estas que sofrem pela discriminação de não serem normais na visão da sociedade. Suas famílias precisam ser atendidas em suas reais necessidades e a equipe de saúde, tem um papel importante nesta socialização onde precisa estar organizada e preparada para assisti-los na sua própria comunidade.

    Por: Lucianal Psicologia&Auto-Ajudal 02/06/2009 lAcessos: 9,730 lComentário: 1

    Trata-se de um texto que produzi para orientar minhas reflexões no 2♂ Painel - Família e Educação Cidadã, no XX ENCONTRO ESTADUAL DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, realizado em fortaleza/Ce. Tema: Escola, Família e Educação Cidadã. Período: 16 a 18/09/2009 2º Painel: Família e Educação Cidadã.

    Por: Francisca Francineide Cândidol Educaçãol 08/12/2009 lAcessos: 2,116 lComentário: 2
    Luana Souza

    O presente artigo vislumbra apresentar discussões e esclarecimentos sobre a teoria das representações sociais, sua relevância enquanto instrumento de pesquisa, principalmente, no campo educacional. Para tanto, fundamenta-se teoricamente sob a égide de MOSCOVICI (2013), SOUSA et all (2012), GUARESCHI (1996), apresentando breve conceituação e argumentos que tornam relevantes sua compreensão em contexto educacional.

    Por: Luana Souzal Educação> Ciêncial 18/10/2014

    A presente investigação teve como finalidade, realizar uma análise acerca da Teoria das Representações Sociais (TRS) e sua possível aplicação no âmbito de pesquisas em educação. Tratou-se, assim, de um texto especificamente teórico e de pesquisa qualitativa, o qual teve como embasamento teórico os textos em teoria das representações sociais de Prado e Azevedo (2011), Rateau et al (2012), Mazzotti (1994) e, a técnica de investigação empregada foi bibliográfica e documental.

    Por: Carla Anne Marques Fariasl Educação> Ciêncial 28/09/2014 lAcessos: 16

    Este trabalho teve como proposta de estudo os Hidrocarbonetos, através deles a matéria-prima do plástico a nafta que é um subproduto do petróleo. Para compreender de que são feitas as sacolas plásticas e se elas podem ser substituídas por outro material biodegradável, que não polua tanto o meio ambiente e conhecer alternativas contra o uso excessivo de sacolas de plástico no Brasil e demais países, realizou-se várias pesquisas bibliográficas com a contribuição de autores.

    Por: Carmeli Caetanol Educação> Ciêncial 20/09/2014
    Paulo Azze

    Explicações sobre a corrente elétrica alternada (CA), seus os componentes (ativos e reativos) e o seu cálculo de forma simplificada.

    Por: Paulo Azzel Educação> Ciêncial 15/09/2014 lAcessos: 12
    Paulo Azze

    Aborda aspectos relacionados ao comprimento das resistências de chuveiros, atendendo uma dúvida de amigo sobre questões do ENAD.

    Por: Paulo Azzel Educação> Ciêncial 15/09/2014
    Zilda Ap. S. Guerrero

    Atualmente a cidade de São Paulo passa por uma das piores crises de falta de água, todos os dias em diversos jornais do país, o mesmo jargão em torno da questão do consumo consciente da água é abordado de diversas chamadas à população. Sendo assim, urge a necessidade de orientar e conscientizar as crianças e a população em geral para o problema social que estamos enfrentando na cidade de São Paulo, e no mundo.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Educação> Ciêncial 10/09/2014
    Luddy Travassos

    Os indivíduos que sofreram lesão no Sistema Nervoso Central, que comprometeram os neurônios motores, na coordenação dos impulsos, demasias dos reflexos, espasmos, alterações da fala e conduções, também podem ser apercebidas pelos familiares do paciente através de alterações comportamentais cotidianas desde a sudorese, anestesia labial, tremor de mãos e pés, e qualquer anomalia derivada de distúrbios de estresses ou demais descargas de tensão.

    Por: Luddy Travassosl Educação> Ciêncial 31/08/2014 lAcessos: 11

    Sugestões com técnicas de estudo e leitura. Texto destinado a estudantes do ensino médio. pode ser aproveitado por todo leitor

    Por: NERI P. CARNEIROl Educação> Ciêncial 10/08/2014 lAcessos: 15
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O professor (dirijo-me de forma genérica, pensando em professor ou professora) que trabalha direto com crianças precisa ter uma competência polivalente. Isso significa dizer que deverá trabalhar com conteúdos de naturezas diversas, que abrangem desde cuidados básicos essenciais até conhecimentos específicos provenientes das diversas áreas do conhecimento.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 354,817 lComentário: 17
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    A participação dos pais na educação dos filhos deve ser constante e consciente. A vida familiar e escolar se completa.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 341,057 lComentário: 29
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O papel fundamental da educação no desenvolvimento das pessoas e das sociedades amplia-se ainda mais no despertar do novo milênio e aponta para a necessidade de se construir uma escola voltada para a formação de cidadãos (PCNs, 1998

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 400,619 lComentário: 13
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    Sabemos que o papel dos pais na vida de um filho é único. O espaço destinado ao pai ou à mãe é algo singular na vida de qualquer ser humano. O papel de pai e de mãe exige primeiramente uma reflexão. Considere-se que o filho não solicitou sua existência aos pais, ao contrário, por ação dos pais e influência divina forma-se um novo ser, a terceira pessoa de uma relação.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 1,115
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    A televisão, a criança, a escola e o lar são alguns temas muito debatidos na atualidade e objeto de grande polêmica. São necessárias várias reflexões e muita pesquisa. É nesse contexto que se insere a questão de como a criança pensa a TV

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 5,471 lComentário: 2
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O que Sassaki imaginou para um futuro breve é que todas as pessoas acreditassem no paradigma da inclusão social como o caminho ideal para se construir uma sociedade para todos, e que todos por ela lutassem para que, juntos na diversidade humana, todos pudessem cumprir seus deveres de cidadania e gozar dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais e de desenvolvimento.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 85,721 lComentário: 1
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O tema “Televisão e Criança” tem sido objeto de controvérsias e carência de solução, e através de reflexão e pesquisa, tento mostrar o quanto a criança, pequeno telespectador, está inserida no ambiente televisivo. Analisando se existe saída para pais e educadores diante de tanta informação boa e má, concluí que não há mal intrínseco à TV, mas sim no uso que se faz dela. O desafio é fazer a criança descobrir outros prazeres, além da televisão.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 101,525 lComentário: 15
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    De modo geral a família é o primeiro grupo de pessoas com quem a criança tem contato assim que nasce. Sabe-se que o bebê logo apresenta suas preferências, seus gostos e suas diferenças individuais, então ao se integrar na família que já tem os seus hábitos, regras e seu modo próprio de viver, a criança aprenderá a se comportar e a modificar suas preferências, comunicando-se então, com esta família.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 1,714

    Comments on this article

    2
    luiza jesus 09/11/2011
    Achei ótimo, conseguir encontrar o que estava procurando, vcs estão de parabéns.
    0
    diana karla 01/11/2011
    qual a importancia da familia dentro da escola?
    5
    diana karla 01/11/2011
    estou cursando o ultimo semestre de pedagogia,e gostaria que vc me ajudasse a construir um artigo sobre a familia .
    4
    Gustavo 31/10/2011
    Muito boom seu trabalho !!!!!!
    -1
    ana 10/10/2011
    Gostei muito da leitura oferecida.Por favor pode me fornecer algo mais sobre família e escola caminham juntas. Obrigada.
    1
    Eurico Cunha 29/08/2011
    tive a ler o trabalho, esta muito bom. gostaria que me desses alguma ajuda a desenvover este tema: Proposta de acções para contribuir a diminuir a falta de comunicação entre os pais e o corpo docente, numa turma da 4ª classe. obrigada.
    0
    walderlene monteiro da silva 23/07/2011
    a participação da familia é fundamental para o desempenho do aluno em sua aprendizagem,tem que haver uma interação.
    0
    Paula 20/06/2011
    Gostei muito. gostaria que vocês m mandacem nomes de teóricos que abordem o tema falado pelo professor Agnaldo
    0
    MANOEL JOVELINO FORTES FILHO 19/05/2011
    Eu preciso saber mais pois sou um dos acadêmico da ufam de B. C. AM, e sou da etinia TIKUNA estou me formando na área de PEDAGOGIA. Beijssssssssssssss
    1
    MANOEL JOVELINO FORTES FILHO 19/05/2011
    quero que vocês entram em contatos comiga para falar mais sobre a relaçâo escola família
    3
    Márcia Neves da Rocha 17/04/2011
    Boa tarde!
    Estou elaborando meu tcc com este a participação da família no processo de escolarização de seus membros e gostária de alguma orientçõea a respeito das seções teóricas, se a senhora poderia me dar algumas sugestão?
    7
    simone 19/03/2011
    obrigada pelas contribuições que obtive em relação ao seu artigo.contnue assim.
    2
    Bárbara 11/03/2011
    Por Favor .. Gostaria de saber quais sãO as ações que a instituição deve tomar para que ocorra esse processo entre familia e escola infantil ??

    Obrigado
    5
    Glorinha Maria da penha 14/01/2011
    Amiga estou precisando de uma orientação para fazer uma monografia com o tema Familia e Escola , não sei por onde começar ,seria possivel me dar uma ajuda? pois li os seus relatórios e me interessei
    2
    Jocelita 24/12/2010
    Reintero suas considerações como extremamente fundamental. E como a instituição família sofre ataques terrorosos é de fato necessário uma parceria escola-família para que independente do tipo de família que o educando tenha (atualmente não o "modelo")possamos contribuir para cidadãos críticos, conscientes do seu papel e que acreditem sobretudo que a família é um "espaço", lugar de festa, de amor e a base sustentadora de valores.
    -2
    ELIENE RUMAO SILVA 17/12/2010
    Seria muito inportante os pais esta sempre presente na escola participando das reunios cobrando do professor do seu filho .para que ele possa ter um futuro util e agradavel
    2
    rose 10/12/2010
    estou terminando minha especialização meu tema e as relações familia/escola gostaria que me mandasse algumas sugestoes
    4
    jamile 19/10/2010
    eu adoro minha escola eu amo meus professores eles são bom pra todo mundo que chega la na eles tra muito,muito,muito bom e as pessoas e claro gosta se vc for la voces vai ser muito bem resebido e muito bom ficar com elas e otimo muito,muito,muito bommmmm mesmo...etc
    1
    kelly 05/10/2010
    axei muito interessante concordo plenamente que a familia e exencial na escola parabéns pela matéria muito bem feita.
    2
    amanda 05/10/2010
    a escola tem q ensina mas o pais rem de colaborar a escoola
    -3
    izabelle fernanda pimentel 29/09/2010
    gstei bastante , mais preciso saber qual ofuturo da relação familia e escola .
    2
    lizandra 28/09/2010
    queria poder falar um pouco dessa relaçao familia escola na italia como devo fazer....
    -2
    juliana 28/09/2010
    EU AMEI SUA HISTORIA
    -1
    Elis 14/09/2010
    O texto necessita de linguagem mais técnica. Utilizar o termo ai (deixou o texto com tom coloquial e narrativo)
    0
    Maria Sônia B. Moreira 13/09/2010
    Boa tarde!!!
    Quero agradecer pela contribuição do seu artigo, pois trouxe-me grandes motivações e idéias inovadoras quanto a relação: Escola e Família.
    Parabéns.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast