CFC - Clorofluorcarbono e a camada de ozônio

Publicado em: 19/12/2010 | Acessos: 3,704 |

CFC – Clorofluorcarbono e a Camada de Ozônio

Produção do gás que prejudica camada de ozônio caiu 99% desde 1986, desde 1 de janeiro de 2010 esta proibido sua fabricação, mas substância demora décadas para se dissipar na atmosfera.

CFC – aplicação

Os CFCs foram sintetizados em laboratórios, em 1912, para ser uma substância estável e segura para o uso humano, inicialmente usado para substituir, como fluido de refrigeração, a amônia e os hidrocarbonetos - substâncias mais tóxicas e inflamáveis-, os CFCs – clorofluorcarbonos - acabaram tendo seu uso amplamente difundido na indústria de eletrodomésticos. Mas só na década de 1970 os pesquisadores começaram a perceber os riscos trazidos por este gás à atmosfera, como a redução da espessura da camada de ozônio. Isso porque o poder destrutivo dos clorofluorcarbonos em relação ao ozônio é alarmante: cada molécula de CFC pode destruir até 3.000 moléculas de O3.

Protocolo de Montreal

Desde 1987, os países signatários do Protocolo de Montreal, um documento que estabelece normas para o controle das emissões de substâncias que destroem a camada de ozônio da Terra, comemoram a diminuição desses gases nocivos liberados para a atmosfera. Em termos concretos, a produção de CFCs caiu 99,7% entre 1986 e 2008: de 1,07 milhão de toneladas para 2.746. Desde 1 de janeiro de 2010, fica proibida a produção de CFC, em todo o mundo.

Os efeitos da redução podem demorar 100 anos

Esta redução, porém, vai demorar a ser sentida na própria atmosfera. Especialistas estimam que somente entre 2050 e 2075 a camada de ozônio voltará aos níveis da década de 1990. Pois tem como características ser uma molécula estável, o que faz com que demore até um século para se dissipar na atmosfera, somente podendo ser degradada pelo Sol, e por ser uma molécula pesada é influenciada pelas de correntes de ar sendo levada até a estratosfera – camada da Terra situada aproximadamente entre 12 quilômetros e 50 quilômetros acima do solo.

Depleção(*) do ozônio

Enquanto não é destruída pelo Sol, fica na atmosfera contribuindo para à depleção do ozônio, que acontece quando o Cloro da substância reage com um oxigênio presente no O3, espessando a camada, com o espessamento da camada de ozônio, a incidência de radiação ultravioleta fica mais nociva. Estas moléculas têm um comportamento anômalo, elas tendem a se atrair, ou seja, ficam praticamente em uma mesma região. E enquanto não são dissipadas, causam um grande estrago na atmosfera. Isso porque o poder destrutivo dos clorofluorcarbonos em relação ao ozônio é alarmante. Atualmente, o chamado "buraco na camada de ozônio" tem o tamanho da América do Norte.

Riscos à saúde

A camada de ozônio funciona como um "escudo protetor" da Terra, já que filtra os raios ultravioleta que o Sol emite em direção à Terra. Estes raios UV são ionizantes, e podem alterar as moléculas de DNA. Com o espessamento da camada de ozônio, a incidência de radiação ultravioleta fica mais nociva, e isso pode dar origem a doenças como catarata, conjuntivite, herpes, queimaduras e até mesmo o câncer.

Tipos de Radiação - UVA

Os raios UV são divididos de acordo com seu comprimento de onda. Os raios UVA são os que possuem de 320 a 400 nanômetros(**) de tamanho. Ao longo dos anos, este tipo de radiação provoca alterações das fibras colágenas e elásticas, favorecendo o envelhecimento precoce. A pele mais frágil também fica mais suscetível a queimaduras.

Tipos de Radiação – UVB

Esse tipo de radiação (UVB) é o mais perigoso, que tem têm entre 280 e 320 nanômetros, e são eritematosas, ou seja, geram uma reação de defesa do organismo que é o nosso famoso bronzeamento. Isso mesmo, aquela cor morena derivada de uma exposição prolongada ao Sol é uma resposta do corpo contra os raios UVB, considerados uma ameaça. O bronzeamento é uma defesa da pele para impedir que os malefícios da radiação penetrem. Nos olhos, este tipo de raio é particularmente danoso, podendo causar até catarata. Mas o maior risco de uma exposição prolongada aos raios UVB é o câncer de pele. E, ao contrário do que muita gente pensa, este tipo de radiação tem efeito cumulativo, ou seja, a chance de apresentar a doença aumenta conforme a pessoa se expõe mais ao Sol. Estes raios alteram as células dérmicas, propiciando estes tumores malignos. Procure logo um médico, porque se a doença for tratada em seus estágios iniciais, a chance de cura aumenta.

Tipos de Radiação – UVC

A radiação UVC, tem comprimento de onda de 200 a 280 nanômetros, são germicidas e esterilizantes, sendo quase totalmente filtrados pela camada de ozônio.

 

Texto adaptado com finalidades pedagógicas

Texto original em; http://www.pnud.org.br - documento gerado : 20/03/2010 - 12:43:35

http://www.pnud.org.br/meio_ambiente/reportagens/index.php?id01=3426&lay=mam

Glossário

(*)Depleção do ozônio - refere-se ao lento e constante declínio no volume total de ozônio na estratosfera da Terra (a camada de ozônio) desde o final da década de 1970.

(**)Nanômetro - Um nanômetro é uma unidade de medida. Por definição, um nanômetro é um bilionésimo de um metro. É uma medida tão pequeno que não se pode ver alguma coisa do tamanho de um nanômetro a não ser que se use microscópios muito poderosos, como os microscópios de força atômica. Átomos e moléculas, as menores parte de tudo ao nosso redor, são medidos em nanômetros. Por exemplo, uma molécula de água é menor que um nanômetro. Um germe típico tem cerca de 1.000 nanômetros.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ciencia-artigos/cfc-clorofluorcarbono-e-a-camada-de-ozonio-3878001.html

    Palavras-chave do artigo:

    cfc clorofluorcarbono aquecimento global

    Comentar sobre o artigo

    Sônia Regina Silva Silveira

    O presente artigo pretende demonstrar que o homem, desde os primórdios de sua existência, vem se organizando em sociedades para produzir seu desenvolvimento e melhorar suas condições de vida, relegando muitas vezes as condições da natureza que o abriga e da qual ele sobrevive. Concebe-se o centro do universo e a natureza como sendo algo externo a ele mesmo. Neste processo, torna a natureza um objeto passível de manipulação e conquista, legitimando uma prática de domínio.

    Por: Sônia Regina Silva Silveiral Direitol 01/12/2009 lAcessos: 802
    Antonio de Jesus Trovão

    Pequenas e breves considerações sobre a imperiosidade de uma consciência ecológica orientada pelo Direito Ambiental.

    Por: Antonio de Jesus Trovãol Direito> Doutrinal 26/09/2010 lAcessos: 245
    pedro paulo

    INTRODUÇÃO Este livro esta voltado aos alunos do ensino médio, vestibulando e concursos, além daqueles que pretendem aprofundar seus conhecimentos com relação ao Meio Ambiente e a Amazônia.

    Por: pedro paulol Educação> Ensino Superiorl 21/11/2011 lAcessos: 328
    Artur Livônio

    Detalhamento dos vários períodos históricos educacionais, evidenciando suas características e influências. Como a época em que os Jesuítas chegaram no Brasil e o que vieram fazer aqui, até os dias atuais. Com ênfase nas tantas críticas que o escritor, Dermeval Saviani, fez sobre cada período pedagógico da história educacional brasileira.

    Por: Artur Livôniol Educação> Ciêncial 24/03/2015 lAcessos: 17
    Fernando Corrêa manarim

    Analisando a Lenda de Sessa fica claro que o xadrez foi criado principalmente como instrumento para auxiliar os praticantes a encontrar respostas para seus dilemas existenciais, dúvidas, angústias, confirmações, etc. Enfim que a competição é apenas um reflexo do que ocorre em nossas vidas, sempre muito competitiva e de difícil conquistas.

    Por: Fernando Corrêa manariml Educação> Ciêncial 19/03/2015
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Ultimamente, o uso cada vez mais intenso do cérebro frontal, e o seu correspondente fortalecimento, tem levado à desativação progressiva da parte emocional do cérebro que é receptora dos lampejos intuitivos captados pelo cerebelo.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Educação> Ciêncial 13/03/2015

    Este artigo aborda uma pesquisa internacional, realizada por especialistas, sobre os aspectos cognitivos de pessoas que integram a terceira ou melhor idade, com seu comportamento típico e todas as dificuldades de aprendizado da Matemática. O estudo retrata também problemas enfrentados, por todos eles no cotidiano, junto das empresas e demais entidades, que não vêm se preparando adequadamente para receber nos próximos anos, cerca de 64 milhões de idosos que entrarão nesta faixa de idade

    Por: Luiz Carlos Vivanl Educação> Ciêncial 05/03/2015 lAcessos: 11
    Carlos Meine Morais

    existem pequena praticas que podem fazer diferença para toda a vida, quando adquiridas quando criança simplificam muitos processos e nunca são abandonadas. o que não impede de adquirirmos novos habitos, mesmo não sendo mais criança..

    Por: Carlos Meine Moraisl Educação> Ciêncial 05/03/2015 lAcessos: 11
    Marcos Eli da Silva

    Nos dias atuas as redes de saneamento em perímetros urbanos por serem subterrâneas, e pouco visíveis aos olhos da população, são colocadas em segundo plano. Existem inúmeros cronogramas para pavimentação de ruas e avenidas, sem nenhuma rede de saneamento, muito menos de águas pluviais. Entretanto obras de saneamento com o tempo tornam-se indispensáveis para a população e vão gerar custos adicionais, ao serem realizadas melhoram o espaço urbano e a qualidade de vida das populações.

    Por: Marcos Eli da Silval Educação> Ciêncial 13/01/2015 lAcessos: 18
    Marcos Eli da Silva

    RESUMO A degradação do meio ambiente é um fator que contribui para as alterações nos ecossistemas e ameaça a vida de espécies da fauna a e flora no planeta. Normalmente associa-se esse problema à ação do homem sobre a natureza. Para corrigir os estragos causados pela ação humana, os órgãos públicos costumam gastar centenas de bilhões de reais todo ano para recuperar áreas degradas por empreendimentos relacionados á mineração.

    Por: Marcos Eli da Silval Educação> Ciêncial 12/01/2015 lAcessos: 15

    O presente texto fala sobre as diferentes classes de escolarização, assim como as dificuldades de ensinos, de aprendizados e as mudanças ao longo do tempo que a educação no país está sofrendo; também fala sobre as reformulações necessárias para melhorias no campo da educação, e desvalorização financeira e social do magistério.

    Por: Reginaldo Posol Educação> Ciêncial 16/12/2014 lAcessos: 20
    Silvio Araujo de Sousa

    O nível de dióxido de carbono na atmosfera atingiu níveis máximos em 2013, mas essa não foi a primeira vez...

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educaçãol 30/05/2013 lAcessos: 47
    Silvio Araujo de Sousa

    Texto básico sobre essa Reunião onde estarão presentes 178 representantes de países da ONU para encontrar soluções para os principais problemas sociais e ambientais do planeta.

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educação> Ciêncial 25/05/2012 lAcessos: 693
    Silvio Araujo de Sousa

    Geografia - 3º ano do ensino médio - Hidrografia do Continente Africano - texto de apoio as atividades das páginas 14 e 15 do caderno do aluno volume 3 fornecido pela SEESP

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educação> Educação Onlinel 15/09/2011 lAcessos: 1,234 lComentário: 1
    Silvio Araujo de Sousa

    Texto rápido para ser desenvolvido em uma aula , com questão aplicada no vestibular da Unicamp

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educação> Educação Onlinel 11/09/2011 lAcessos: 439
    Silvio Araujo de Sousa

    Geografia - Texto suporte ao volume 3 pág. 4, 5 e 6 - Estruturas terrestres. O texto é apresentado num formato didático com o objetivo de levar o aluno a refletir, compreender e adquirir subsídios que o leve a solucionar as questões propostas no caderno do aluno.

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educaçãol 04/09/2011 lAcessos: 2,293
    Silvio Araujo de Sousa

    Texto-atividade com questão do vestibular sobre a relação entre placas tectônicas e terremotos, como o que ocorreu no Japão em março de 2011. Para aplicação em uma aula de 50 minutos.

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educação> Educação Onlinel 18/03/2011 lAcessos: 4,592
    Silvio Araujo de Sousa

    Uma rápida análise do crescimento do PIB nos últimos 10 anos, onde pergunta-se , será que cresceu ou será que só é uma recuperação ?

    Por: Silvio Araujo de Sousal Finanças> Investimentosl 07/03/2011 lAcessos: 344
    Silvio Araujo de Sousa

    IDH - Índice de Desenvolvimento Humano, é parte integrante do Relatório de Desenvolvimento Humano produzido pelo Pndu - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento Humano. O relatório de 2010 abrange 169 países. O IDH tem o objetivo de ser um indicador de qualidade de vida das populações. Foi desenvolvido em 1990 pelo economista paquistanês Mahbub Haq, esse relatório é emitido desde 1993.

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educação> Educação Onlinel 15/12/2010 lAcessos: 1,439
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast