Circuito comutador com duas lâmpadas

Publicado em: 25/08/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 275 |

Dando seguimento ao estudo do circuito de lanterna, vamos nesta mini-aula complicar um pouco as coisas, estudando um circuito em que em vez de uma lâmpada, terá duas lâmpadas que poderá ligar alternadamente com um comutador. Qual a diferença entre um comutador e um interruptor?

Um circuito deste tipo, chama-se circuito comutador. Dá-se esta designação já que é possível comutar entre uma coisa e outra. Neste caso, podemos comutar entre ligar a lâmpada vermelha ou a lâmpada verde.

Num circuito em que existe um interruptor (e não um comutador), como é o exemplo do circuito de lanterna estudado na última aula, interrompe-se, ou não se interrompe, a corrente que vai para determinado dispositivo, naquele caso, uma lâmpada (a lâmpada apaga quando se interrompe a corrente e a lâmpada acende quando não se interrompe e se deixa circular a corrente).

As aplicações para um circuito comutador são várias, como por exemplo, assinalar se um aparelho se encontra desligado (luz vermelha) ou ligado (luz verde).

Esquema do circuito de uma lanterna com interruptor abertoEsquema 1- Circuito de LanternaEsquema de um circuito comutador com duas lâmpadas

Esquema 2 – Circuito comutador

(Poderá consultar a aula sobre Simbologia electrónica, afim de ser auxiliado no significado de cada símbolo dos esquemas)

Comparando os dois circuitos, o circuito de lanterna do esquema 1 e o circuito que estamos a estudar, o circuito comutador do esquema 2, constatamos duas diferenças:

  • No circuito de lanterna temos uma lâmpada e no circuito comutador, temos duas.
  • No circuito de lanterna temos um interruptor, enquanto no circuito comutador existe um comutador. São semelhantes, mas diferem, na medida em que um comutador permite comutar (ou trocar) a passagem de corrente de um circuito para outro, ou neste caso, da lâmpada vermelha para a lâmpada verde, e vice-versa, mas nunca para as duas ao mesmo tempo.

Há que relembrar que, tal como no circuito de lanterna, que a tensão da lâmpada vermelha e da verde, terá que ser sempre igual ou superior à tensão da pilha, para as proteger de sobrecarga e de ficarem inutilizadas (fundidas).

Tal como se estudou o interruptor, nas aulas de simbologia electrónica e do circuito de lanterna e foi possível saber mais sobre a sua função e simbologia, verifiquemos agora a símbologia do comutador, que se assemelha bastante à do interruptor:

Esquema 3:
Símbolo do comutador, nas duas posições que pode tomar – passando a corrente de A para B (na primeira imagem) e passando a corrente de A para C (na segunda imagem)
Circuito comutador na Posição B

Como se pode verificar no esquema 3, nas duas imagens, este comutador pode assumir duas posições. No terminal A é feita a entrada de corrente, sendo os terminais B e C os terminais de saída da corrente.

No primeiro esquema a corrente passa de A para B (ficando C sem corrente), enquanto que no segundo esquema a corrente passa de A para C (ficando B sem corrente).Circuito-Comutador-com-duas-lampadas-comutador-posicao-C

O circuito comutador, apresentado nesta aula, tem o inconveniente de estar sempre ligado, estando sempre alguma das lâmpadas acesas. Por essa razão, não será complicado, conciliar o circuito de lanterna e este circuito comutador, para podermos desligar o circuito, algo que será estudado numa próxima aula.

 

Esta e outras aulas disponíveis no nosso site Tecnologia do Globo

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ciencia-artigos/circuito-comutador-com-duas-lampadas-5161427.html

    Palavras-chave do artigo:

    circuito

    ,

    circuito comutador

    ,

    comutador

    Comentar sobre o artigo

    Ricardo Miguel

    Nesta aula, vamos estudar o que é um circuito aberto e o que é um circuito fechado, eléctrica ou electronicamente falando.

    Por: Ricardo Miguell Educação> Ciêncial 26/08/2011 lAcessos: 2,271

    Principais topologias com a sua descrição, anel, estrela e barramento

    Por: Bruno Celio Simomural Tecnologia> TIl 24/06/2009 lAcessos: 7,931 lComentário: 4

    O presente texto fala sobre as diferentes classes de escolarização, assim como as dificuldades de ensinos, de aprendizados e as mudanças ao longo do tempo que a educação no país está sofrendo; também fala sobre as reformulações necessárias para melhorias no campo da educação, e desvalorização financeira e social do magistério.

    Por: Reginaldo Posol Educação> Ciêncial 16/12/2014

    o presente trabalho relata sobre a falta de etica em laboratorios de hospitais publico

    Por: perolal Educação> Ciêncial 11/12/2014

    O projeto surgiu da necessidade de entendermos melhor sobre a cultura indígena Paresi. Em língua Portuguesa foram trabalhados durante o ano letivo os clássicos da literatura brasileira do autor José de Alencar. Os livros foram Iracema, O Guarani e Ubirajara Em geografia foram trabalhados os impacto que houve na cultura com a globalização . Envolvemos os alunos do 3º G para visitarmos a aldeia Paresi e pudemos constatar as mudanças que houve ao logo dos anos.

    Por: Sortineide Navarro Segural Educação> Ciêncial 05/12/2014

    Espera-se que este projeto possa contribuir para formação de cidadãos mais conscientes, e esperando que todos os segmentos sociais, governo, escola e comunidade possam empenhar na modificação de modelos sociais para que um homem novo possa emergir, mais autentico e integrado com os valores sociais.

    Por: SUELY CARDOSO FURLANl Educação> Ciêncial 03/12/2014 lAcessos: 12
    Andréia Camargo Fleck

    O artigo visa apresentar um breve relato sobre a realização da IV mostra de Ciência e Tecnologia realizada na Escola Estadual João Nepomuceno de Medeiros Mallet no município de nova xavantina – MT, onde foram oferecidos aos alunos palestras e oficinas com o Tema: Ser Humano, Ciência e Tecnologia para o desenvolvimento social, os trabalhos foram confeccionados pelos alunos de acordo com a oficina escolhida e apresentados numa exposição no dia 19 de novembro de 2014. Andreia Camargo Fleck

    Por: Andréia Camargo Fleckl Educação> Ciêncial 29/11/2014
    Teresa Coutinho

    A palavra tempo pode referir-se a um período do definido com maior ou menor precisão, desde pouco tempo, que significa de breve duração, até o tempo dos faraós, que foi há três mil anos; pode igualmente designar uma duração contínua indefinida, tal como está expresso nos dicionários, no âmbito de qual todos os acontecimentos tiveram lugar, estão a ter lugar e irão ter lugar.

    Por: Teresa Coutinhol Educação> Ciêncial 29/11/2014
    Eros Bazan

    Promover a interdisciplinaridade e a busca e troca de conhecimentos entre participantes da Feira no sentido de estimular o interesse pelo estudo das Ciências, da Cultura e das Artes; Incentivar a participação e a construção de em eventos de natureza cientifica; Motivar e envolver todos os alunos na realização de métodos experimentais e busca de respostas de todos os fenômenos naturais; Envolver os estudantes em atividades participativas, de natureza conceitual, reflexiva e prática.

    Por: Eros Bazanl Educação> Ciêncial 25/11/2014

    Por um longo tempo, as ciências formaram uma grande unidade conhecida como filosofia Natural. Praticamente qualquer atividade desenvolvida no mundo atual envolve uma inter-relação entre as várias ciências e foi pensando nisso que o presente trabalho foi proposto para alguns alunos do 1° ano do ensino médio inovador, visando uma relação entre a física e a Biologia "Biofísica" .

    Por: anacleil Educação> Ciêncial 17/11/2014 lAcessos: 19
    Ricardo Miguel

    Apesar da Internet e de muita informação, existem vários mitos e dúvidas sobre as mulheres, sobre a sexualidade e sobre o seu corpo. Descubra 10 verdades e mentiras sobre as mulheres.

    Por: Ricardo Miguell Lar e Família> Mulherl 21/04/2014 lAcessos: 52
    Ricardo Miguel

    Ninguém gosta de limpezas, muito menos quando chega a hora de limpar os seus sanitários. Neste artigo ensinamos as 5 dicas principais para limpar corretamente os seus sanitários.

    Por: Ricardo Miguell Casa & Jardiml 09/04/2014 lAcessos: 15
    Ricardo Miguel

    Já conhece a stevia? Porque este novo açúcar não é prejudicial para a saúde? Conheça todos os benefícios e as diferenças que existem em relação ao açúcar convencional.

    Por: Ricardo Miguell Saúde e Bem Estar> Nutriçãol 02/04/2014 lAcessos: 56
    Ricardo Miguel

    Como surgiu a anestesia? Que tipos de anestesia existem? Para que serve e como é aplicada? Conheça a história e várias curiosidades sobre a anestesia.

    Por: Ricardo Miguell Ciências> Químical 31/03/2014 lAcessos: 40
    Ricardo Miguel

    Guia super completo com muitas dicas de como cuidar do seu bebé recem-nascido. Saiba com o alimentar, como cuidar dele, como reagir perante várias situações e muito mais.

    Por: Ricardo Miguell Lar e Família> Bebêsl 31/03/2014 lAcessos: 63
    Ricardo Miguel

    Conheça estas 8 dicas muito simples mas excelentes e bastante eficazes para perder peso e não engordar. Emagreça sem esforço e sem sofrimento, mudando pequenos hábitos do dia-a-dia.

    Por: Ricardo Miguell Saúde e Bem Estar> Nutriçãol 27/03/2014 lAcessos: 37
    Ricardo Miguel

    Sabia que com algumas dicas simples pode manter a sua casa sempre arrumada e organizada? Conheça várias dicas que vão ajudar a poupar tempo e trabalho.

    Por: Ricardo Miguell Casa & Jardim> Decoraçãol 24/03/2014 lAcessos: 42
    Ricardo Miguel

    Saiba o que é a massagem shiatsu, em que consiste, como é realizada e conheça os vários benefícios que pode trazer para a saúde.

    Por: Ricardo Miguell Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 14/03/2014 lAcessos: 32
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast