Ensino X Educacao

04/10/2008 • Por • 53,899 Acessos

ENSINO x EDUCAÇÃO

Por: João H. L. Ferreira.

            Muito se tem falado sobre a Educação no Brasil. O que mais se ouve é que, no Brasil, existe um déficit educacional; tendo o governo se comprometido (Sem cumprir) em envidar esforços para sanar o déficit. Sem “chover no molhado”, gostaria de levantar a questão sobre outro ponto de vista: Se não temos ensino; como teremos Educação?

            Para entender o que digo; é necessário explicar primeiro a diferença entre ENSINO e EDUCAÇÃO. Para isso, irei parafrasear o ilustríssimo professor e educador Albino Spohr. “O ensino, que é instrução, se dirige ao intelecto e o enriquece. A educação visa aos sentimentos e os põe sob o controle da vontade. Assim, pode-se adquirir um ótimo caráter de conduta com pouca instrução, o que já permite viver feliz. Por outro lado, pode ser cultivado, sem nenhuma educação, um péssimo caráter de conduta, que será tanto pior quanto mais instrução houver - é aqui que se enquadram todos os corruptos e grandes golpistas que tiveram muito ensino e pouca educação, e que nunca serão realmente felizes.” (Artigo, publicado no jornal Zero Hora de Porto Alegre)

            ENSINO, como pode ser visto acima, é o mero transmitir de conhecimento; enquanto EDUCAÇÃO é a transmissão dos valores necessários ao convívio, manutenção e desenvolvimento da sociedade como um todo; destinado a fazê-la funcionar como um único corpo orgânico.

            Talvez, para alguns, eu não tenha sido claro. Assim, vou tentar de outra maneira: Durante muito tempo, na minha vida de professor, cansei de assistir alunos meus, depois de uma aula sobre a importância de filtrar a água antes de beber, relatarem que, ao falar com os pais, os mesmos passaram a comprar filtros para dentro de suas casas; bem como outros, que relataram que os pais disseram que beber água filtrada era frescura; pois sempre haviam bebido água de poço, sem filtrar ou ferver, e estavam vivos até hoje. Tanto os primeiros quanto os segundos haviam aprendido; pois na prova, ambos responderam corretamente; mas apenas os primeiros tinham sido EDUCADOS. Assim, embora ambos tenha recebido ENSINO; tenham sido ENSINADOS; apenas os primeiros haviam incorporado o VALOR água filtrada em suas vidas; tendo assim, apenas os primeiros haviam se educado com êxito.

            Assim, ENSINO corresponde à mera transferência de informação ao educando, sem que junto com essa informação se tenha passado qualquer idéia de valor, ou se tenha orientado o educando em algum sentido. Particularmente, eu gosto de brincar que ENSINO é EDUCAÇÃO SEM VALOR, ou então que ENSINO É INFORMAÇÃO SEM VALOR; em todos os sentidos que se possa dar a essa frase; fazendo isso para chocar o ouvinte propositadamente.

            Dessa feita; EDUCAÇÃO é ENSINO AGREGADO DE VALOR. Assim, pode-se dizer que EDUCAÇÃO é constituída por um núcleo que é o ENSINO, que constitui o CONHECIMENTO e outro que são os valores sociais.

            No Brasil, apesar de termos SECRETARIAS DE EDUCAÇÃO, estas, na verdade, administram um SISTEMA DE ENSINO. Apesar do governo falar de EDUCAÇÃO, o que ele gere, na verdade, é um SISTEMA DE ENSINO. Assim, apesar do nome, o governo não fornece EDUCAÇÃO; mas sim ENSINO.

            Se o sistema de ENSINO se encontra “canibalizado”; com professores mal pagos, salas de aula sem as condições mínimas para abrigar os alunos; se não conseguimos fornecer ENSINO, que é uma EDUCAÇÃO SEM VALOR; então como iremos fornecer a verdadeira EDUCAÇÃO. Se, como dito no artigo acima, um ENSINO sem EDUCAÇÃO potencializa, no lugar de resolver, os problemas sociais; então, se nem sequer se tem ENSINO, como fica a sociedade? Como fica o país? Finalmente, se o governo gere um SISTEMA DE ENSINO, fornece ENSINO, a quem então cabe EDUCAR?

Perfil do Autor

Joao H L Ferreira

www.jhlf.net