FORMAÇÃO CONTINUADA: um instrumento para atualização de docentes

Publicado em: 14/06/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 929 |

FORMAÇÃO CONTINUADA: um instrumento

para atualização de docentes

A FORMAÇÃO CONTINUADA de profissionais da educação está prevista no artigo 63, inciso III da LDB (Lei 9.394 de 20 de dezembro de 1996). E o que significa a formação continuada? A professora Isabel Alarcão, no livro Formação continuada como instrumento de profissionalização docente, diz que formação continuada é "um processo dinâmico por meio do qual, ao longo do tempo, um profissional vai adequando sua formação às exigências de sua atividade profissional". A formação continuada é um processo que faz parte da readequação da força de trabalho dos professores às novas exigências dos processos produtivos inerentes a manifestação flexível do capital.

Em outras expressões: a formação continuada deve ser vista como desenvolvimento das possibilidades de cada indivíduo, considerando o desenvolvimento do profissional como um processo inacabado, um processo que sempre se adequa as necessidades históricas inerentes à profissão; a autora ressalta, ainda, que a formação continuada deve se constituir numa reflexão na prática e sobre a prática, por meio de dinâmicas que envolvem a investigação, a ação, a investigação e a formação, valorizando os saberes de que os professores são portadores. Entendido por essa epistemologia, a formação continuada é o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à forma e ao conteúdo do trabalho executado.

O que as condições concretas atuais tem nos mostrado que a formação continuada recebida pelos profissionais da educação, que atuam no ensino básico, não passa de cursos aligeirados e palestras promovidas por técnicos das Secretarias de Educação ou por entidades que promovem eventos educativos visando lucro. Essa perspectiva de formação continuada deixa de considerar a experiência do professor no sentido de refletir sobre a prática pedagógica desenvolvida no seu cotidiano escolar. É importante salientar que, muitas vezes, os professores ficam impossibilitados de participarem dessa formação, uma vez que a maioria tem dupla jornada de trabalho, a fim de atender às suas necessidades mais elementares (transporte, alimentação etc.).

É uma vergonha o salário pago àqueles que são responsáveis pela formação das pessoas que futuramente ocuparão diversos lugares no mercado de trabalho, mas que também deverão exercer sua cidadania compromissada com o Outro. Não se valoriza os trabalhadores do magistério somente oportunizando que esses profissionais do ensino ingressem em cursos de nível superior. A melhoria da qualidade do ensino passa, também, pela questão salarial, que, por sua vez, está relacionada à realização social do homem. Eis a razão do insucesso dos escolares do Ensino Fundamental e do Ensino Médio das escolas públicas brasileiras no processo de medição realizado pelo INEP (SAEB E ENEM).

Professor bem pago produz mais, mal pago produz menos. Queremos, ainda, registrar que as orientações dos Organismos Internacionais, principalmente as do Banco Mundial, direcionam a FORMAÇÃO INICIAL e a FORMAÇÃO CONTINUADA dos trabalhadores da educação para uma formação aligeirada (tanto no conteúdo quanto na duração) e, preferencialmente, na modalidade à distância. Na realidade, as ações governamentais para a formação dos professores objetivam atender às exigências do Banco Mundial e chanceladas pelo FMI, que são estratégias para ajustar a educação pública aos interesses do capital do que qualificar os professores para a realização de um trabalho de qualidade em sala de aula.

Nós que trabalhamos em cursos de graduação e pós-graduação que buscam formar o professor para atuar na Educação Infantil e, também, no primeiro segmento do Ensino Fundamental, entendemos que o acúmulo de informações passadas por intermédio de cursos rápidos de atualização ou aperfeiçoamento e outros não tem sido suficientes para que os trabalhadores da educação construam um arcabouço teórico, metodológico e prático consistente e essencial, objetivando a esse mesmo profissional a formação da capacidade de refletir e redefinir sua prática pedagógica. Uma prática pedagógica que deve estar direcionada para o esclarecimento, para o exercício da cidadania plena e para a construção coletiva de uma sociedade mais justa e fraterna.

Os cursos destinados à formação inicial e a formação continuada consubstanciadas ao qualificativo mínimo (mínimo de leitura, mínimo de conteúdo, mínimo de tempo, mínimo de reflexão etc.) não permitem que os profissionais da educação desenvolvam uma visão crítica qualificadamente revolucionária (que supera a crítica ingênua tão criticada pelo professor Paulo Freire) sobre a complexidade e a totalidade do processo educativo, nem sobre as mudanças que ocorrem na sociedade burguesa contemporânea. É, sem dúvida, um esquema tradicional, conservador e bancário que considera o profissional do ensino como uma coisa, ou seja, como alguém que nada tenha a dar, mas que muito tem a aprender.

Não temos dúvida que a FORMAÇÃO CONTINUADA deve, pois, proporcionar aos trabalhadores da educação não só atualizações tecnológicas, se apoiando numa reflexão enviesada sobre a prática educativa e focalizando a escola como lócus dessa formação. Esse é o conteúdo e a manifestação objetiva que compõem o discurso hegemônico dos gestores educacionais, reproduzindo tecnologias importadas de outras realidades, que geralmente não servem para os brasileiros. Portanto, é necessário que todos entendam que a formação continuada é um processo contínuo e permanente que deve privilegiar o espaço pedagógico da escola, fortalecendo e aprimorando as práticas educativas desenvolvidas dentro e fora da escola.

Elizeu Vieira Moreira é Professor da SEDUC e do PARFOR/FACED/UFAM.

Rubens da Silva Castro é Professor da Faculdade de Educação da UFAM.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ciencia-artigos/formacao-continuada-um-instrumento-para-atualizacao-de-docentes-4906875.html

    Palavras-chave do artigo:

    continuada

    ,

    docente

    ,

    discente

    Comentar sobre o artigo

    Jaguaracy Conceição

    Os resultados das avaliações educacionais deveriam servir para orientar a política educacional no nosso país. Os gestores da educação devem buscar meios de congregarem todos os responsáveis pelo processo educacional, inclusive as famílias dos(as) discentes, com o intuito de transformar os indicadores apontados nas avaliações.

    Por: Jaguaracy Conceiçãol Educaçãol 20/01/2010 lAcessos: 301
    marlucia pontes gomes de jesus

    O texto discute a recomendação do Conselho Nacional de educação de que os alunos do ensino fundamental não sejam retidos nos dois primeiros anos de estudos, principalmente levando em consideração a grande rejeição da progressão continuada por professores e até mesmo pela população. Nesse contexto, faz uma distinção entre progressão continuada e progressão automática, procurando demonstrar a importância da recuperação contínua para que a sua adoção tenha sucesso.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 25/07/2011 lAcessos: 1,782
    Jaguaracy Conceição

    A formação continuada é necessária e fundamental em todas as profissões e com a docência não deve ser diferente. Assim, é de fundamental importância que o(a) docente seja o(a) responsável pela sua formação contínua.

    Por: Jaguaracy Conceiçãol Educaçãol 18/07/2010 lAcessos: 466 lComentário: 1
    leone pereira de souza

    O objetivo deste trabalho foi investigar os saberes docentes e discentes sobre drogas, violência no âmbito escolar e sua influência no processo educacional, em uma Escola Estadual no Município de Boa Vista/RR/Brasil, conscientizando assim os alunos e demais segmentos da comunidade escolar. Tenta-se responder a seguinte problemática: De que forma o professor aborda esta temática em sala de aula? e com qual frequência o faz? A pesquisa tem cunho quali-quantitativa, utilizando o método Hermenêutico

    Por: leone pereira de souzal Educaçãol 17/02/2010 lAcessos: 2,165 lComentário: 1
    Ilma Aparecida Gonçalves

    Este trabalho busca investigar os conflitos, condições de trabalho e o bem estar dos professores, bem como verificar seus suas angústias e, principalmente, sua autoestima no cotidiano escolar. Com o interesse de conhecer e mostrar a realidade docente, o presente estudo verifica se as condições de trabalho e saúde relacionam-se com a com a construção da práxis docente. Os resultados demonstraram que há uma precariedade nas condições de trabalho docente e algumas considerações a mais.

    Por: Ilma Aparecida Gonçalvesl Educação> Ensino Superiorl 21/06/2010 lAcessos: 778 lComentário: 1
    GUTEMBERG MARTINS DE SALES

    RESUMO O objetivo deste artigo é a busca pela compreensão sobre a prática docente da Educação Física no ensino superior. Para tal partiu-se do estudo sobre as noções sobre educação, delineando-se o papel do docente no ensino superior, destacando ainda algumas de suas funções didáticas metodológicas. Tudo isso sem deixar de mencionar sobre o papel e funções do Estado e do governo na universalização brasileira.

    Por: GUTEMBERG MARTINS DE SALESl Educação> Ensino Superiorl 06/07/2011 lAcessos: 302

    Apresentação de algumas questões referentes à formação docente universitária, mas precisamente, identificar as atitudes na prática docente que o transforme em um intelectual transformador. Para isso, foi tomado como base legal a legislação atual sobre a formação de professsor universitário. Destacou-se os processos seletivos nas universidades de âmbito públicas e privadas no Munícipio de Niterói, do Estado do Rio de Janeiro. Evidenciou-se as concepções de docente como intelectual transformador.

    Por: Ana Paula Moreira Machadol Educação> Ensino Superiorl 21/05/2009 lAcessos: 12,775 lComentário: 6
    Jaguaracy Conceição

    A educação no Brasil vem necessitando de mudanças substanciais que proporcionem resultados diferentes dos que vêm sendo alcançados nas diversas avaliações a que é submetida.

    Por: Jaguaracy Conceiçãol Educaçãol 21/04/2011 lAcessos: 661

    RESUMO A educação brasileira encontra-se num momento de crise, pois, a função da escola vem mudando gradativamente, com essa mudança os professores estão sendo sobrecarregados durante o desenvolvimento de seu trabalho, já que além de ter que repassar seu conhecimento acadêmico, tem tido que repassar valores que até pouco tempo eram recebidos em casa, de seus responsáveis.

    Por: Eraldo Pereira Madeirol Educação> Educação Onlinel 27/09/2010 lAcessos: 17,287 lComentário: 2
    Paulo Azze

    Explicações sobre a corrente elétrica alternada (CA), seus os componentes (ativos e reativos) e o seu cálculo de forma simplificada.

    Por: Paulo Azzel Educação> Ciêncial 15/09/2014
    Paulo Azze

    Aborda aspectos relacionados ao comprimento das resistências de chuveiros, atendendo uma dúvida de amigo sobre questões do ENAD.

    Por: Paulo Azzel Educação> Ciêncial 15/09/2014
    Ademar dos Santos Lima

    Este trabalho teve como objetivo o estudo e esclarecimento sobre o dilema da teoria social, por meio de pesquisas bibliográficas e documental, com base nos artigos científicos de Dalbosco (2010), Carvalho (2013), Lília (2009), Morigi (2004), Netto (2012 e Maia in Connell (2009).

    Por: Ademar dos Santos Limal Educação> Ciêncial 04/09/2014 lAcessos: 22
    Ademar dos Santos Lima

    Resumo O presente artigo teve como finalidade, efetuar uma análise acerca da Teoria das Representações Sociais (TRS) e possível aplicação desta no âmbito de pesquisas em educação. Tratou-se, portanto, de um texto especificamente teórico e de pesquisa qualitativa, o qual teve como embasamento teórico os textos em teoria das representações sociais de Prado e Azevedo (2011), Rateau et al (2012), Mazzotti (1994) e, a técnica de investigação empregada foi bibliográfica e documental. Palav

    Por: Ademar dos Santos Limal Educação> Ciêncial 04/09/2014
    Luddy Travassos

    Os indivíduos que sofreram lesão no Sistema Nervoso Central, que comprometeram os neurônios motores, na coordenação dos impulsos, demasias dos reflexos, espasmos, alterações da fala e conduções, também podem ser apercebidas pelos familiares do paciente através de alterações comportamentais cotidianas desde a sudorese, anestesia labial, tremor de mãos e pés, e qualquer anomalia derivada de distúrbios de estresses ou demais descargas de tensão.

    Por: Luddy Travassosl Educação> Ciêncial 31/08/2014

    Sugestões com técnicas de estudo e leitura. Texto destinado a estudantes do ensino médio. pode ser aproveitado por todo leitor

    Por: NERI P. CARNEIROl Educação> Ciêncial 10/08/2014

    Ensinar as crianças a ler, a escrever e a se expressar de maneira competente na língua portuguesa é o grande desafio dos professores das quatro primeiras séries do Ensino Fundamental. Existem mudanças importantes sendo realizadas: vários Estados estão remodelando seus currículos e investe-se mais na atualização dos professores.

    Por: Lecy Aparecida Martinsl Educação> Ciêncial 28/07/2014 lAcessos: 30
    Milene Macedo

    O mundo e os seres vivos não são constituídos por substâncias puras, no dia a dia a maioria dos sólidos, líquidos e gases aos quais se conhece são formados por misturas. Essas são constituídas por duas ou mais substâncias, e estão presentes no cotidiano de um laboratório e de indústrias. As misturas podem ser classificadas de diversas maneiras, por exemplo, como heterogêneas ou homogêneas. Muitas vezes os componentes de uma mistura são aplicáveis apenas quando separados.

    Por: Milene Macedol Educação> Ciêncial 15/07/2014 lAcessos: 46
    Elizeu Vieira Moreira

    Constituição de 1937. A Carta foi instituída durante o governo de Getúlio D. Vargas (1882* 1954†) inspirou-se nas constituições fascistas. Muitos dispositivos não foram implementados, posto que seu "segredo estava nas disposições finais e transitórias", que concedia amplos poderes ao Presidente da República para nomear os interventores nos Estados; demitir funcionários civis e militares; governar mediante expedição de decretos-leis; etc.

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educaçãol 28/01/2014 lAcessos: 61
    Elizeu Vieira Moreira

    No século 20, que pode ser considerado como o século das preocupações com as questões sociais advindas da necessidade de se manter certo consenso em relação à sociedade capitalista, burguesa, surge a Constituição de 1934..., a mais avançada de todas as constituições brasileiras, dentro da perspectiva da democratização da oferta da educação pública, o que fica claro pela quantidade de títulos de fundamental importância que não estavam contemplados nas Cartas anteriores.

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educação> Ciêncial 22/01/2014 lAcessos: 81
    Elizeu Vieira Moreira

    Apresentamos três concepções na análise das crises cíclicas no processo de desenvolvimento de um projeto educativo na Região Amazônica: o abandono da região e a aplicação de políticas incompetentes. Apresenta-se uma terceira concepção, que não é dominante: as crises cíclicas como conseqüências vinculadas a escolhas de políticas educacionais comprometidas com o acúmulo rápido e em alta escala de capitais, principalmente através da especulação e não do trabalho.

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educaçãol 15/01/2014 lAcessos: 27
    Elizeu Vieira Moreira

    Diferentemente da Constituição dos Estados Unidos da América, de 17 de setembro de 1787, que tem apenas 10 artigos e 10 emendas, formando a Carta de Direitos, o Brasil, com a Carta Magna de 1988, completou oito constituições. Três delas foram outorgadas (impostas pelo Executivo: 1824, 1937 e 1969). As de 1891, 1934, 1946 e 1988 foram promulgadas (votadas no Congresso Nacional).

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educação> Ciêncial 15/01/2014 lAcessos: 37
    Elizeu Vieira Moreira

    O livro "Novos comentários à LDB: 15 anos depois", produzido intencionalmente pelos professores amazonenses Jorge Gregório da Silva e Rubens da Silva Castro, é uma espécie de "magna scientifica opus" a serviço daqueles que se põem historicamente a enfrentar o estado de riqueza e pobreza em que se encontram homens e mulheres no século XXI e, também, um registro...

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educaçãol 09/01/2014 lAcessos: 25
    Elizeu Vieira Moreira

    Paulo Réglus Neves Freire (1921* 1997†) assevera que a esperança é a marca ontológica do ser humano. Ela não é uma doação. Ela não floresce na apatia. No momento em que você perde a esperança, você cai no imobilismo.

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Notícias & Sociedade> Cotidianol 07/01/2014 lAcessos: 13
    Elizeu Vieira Moreira

    O que vem a ser esperança? Os judeus tiveram de ver os milagres realizados por Jesus para sentir a esperança entrar de modo abrupto no mundo. Não é que no mundo judeu a esperança fosse completamente inexistente..., havia a ideia da vinda do Messias, todavia, nunca qualquer otimismo poderia ser algo assim tão facilmente disponível às nossas mãos, como parecia a eles o que Jesus prometia.

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Notícias & Sociedade> Cotidianol 31/12/2013 lAcessos: 12
    Elizeu Vieira Moreira

    Quando o povo esteve na festa da escolha da cidade de Manaus como uma das "cedes" dos jogos da Copa de 2014 ninguém parou para pensar que maioria dos hospitais, prontos-socorros, unidades básicas de saúde (a famosa "Casinha Branca") etc. não possuem quantidade (e nem qualidade) suficiente de médicos, enfermeiros e outros profissionais da área de saúde para melhorar a qualidade do atendimento...,

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Notícias & Sociedade> Polítical 18/12/2013 lAcessos: 15
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast