Materialismo Prejudicial

Publicado em: 15/06/2008 |Comentário: 0 | Acessos: 17,929 |
MATERIALISMO PREJUDICIAL

“Não sobrecarregueis teus dias com preocupações desnecessárias, a fim de que não percas a oportunidade de viver com alegria.” (Chico Xavier).

A palavra materialismo sempre esteve em voga. Vem da junção da palavra material, acrescida do sufixo ismo. Tem uma vasta sinonímia essa palavra, e os materialistas estão sempre atrelados aos ditames religiosos. Pessoas muito apegadas às coisas do orbe em que vivemos são consideradas materialistas. Existem outros significados representando a vida voltada unicamente para os gozos e bens materiais. Na filosofia a materialidade mostra a tendência, atitude ou doutrina que admite, ou que a matéria, concebida segundo o desenvolvimento paralelo das ciências, ou que as chamadas condições concretas materiais, são suficientes para explicar todos os fenômenos que se apresentem à investigação, inclusive os fenômenos mentais, sociais ou históricos. O materialismo se afirma, sobretudo ante o problema da origem do mundo (que dispensa a criação divina e se explica em termos evolutivos), o problema ético (dele resultando moral hedonística), o problema psicológico (orientando a pesquisa no sentido de estabelecer as relações diretas entre os fenômenos psíquicos e as reações do organismo aos estímulos ambientais), e o problema do conhecimento (em que afirma a adequação da razão ao conhecimento do mundo, adequação que se evidencia pelo incessante progresso do conhecimento científico). Nesta acepção podemos delineá-la como idealismo. Existe uma variação ou classificação quando se fala de materialismo.
Ele pode ser o dialético tendo como doutrina fundamental do marxismo, cuja idéia central é que o mundo não pode ser considerado como um complexo de coisas acabadas, mas de processos, onde as coisas e os reflexos delas na consciência, e os conceitos, estão em incessante movimento, gerado pelas mudanças qualitativas que decorrem necessariamente do aumento de complicação quantitativa. Já no materialismo histórico a doutrina do marxismo que afirma que o modo de produção da vida material condiciona o conjunto de todos os processos da vida social, política e espiritual. No materialismo mecanicista. Filosoficamente falando é a doutrina que explica os fenômenos da natureza reduzindo-os a processos mecânicos, e, a processos que se explicam pelas leis do movimento dos corpos no espaço e por mudanças puramente quantitativas. Pode está ligado ao Positivismo de Augusto Comte. No Brasil ele esteve presente na época da Proclamação da República, destacando-se o coronel Benjamim Constant. “Segundo Comte, o ser humano é "total", isto é, uma realidade completa e o seu sistema deve se referir à totalidade humana: afetiva, intelectual e prática, individual e coletiva, etc. Comte concluiu - na obra "Sistema de Política Positiva" (1851-1854)- que deveria criar uma religião - pois, de seu ponto de vista, as religiões não se caracterizam pelo sobrenatural, mas pela busca da unidade moral humana.
Daí o surgimento de uma religião agnóstica ou sem deus, a Religião da Humanidade. Foi profundamente influenciado - pela figura de sua amada Clotilde de Vaux, e elaborou um sistema ético, centrado em diversos cultos da história da Humanidade. Os ensinamentos éticos são resumidos por acrósticos tais como: "Viver às Claras. “Viver para outrem”. O idealismo, a fenomenologia, marxismo, filosófico, dialético, o pseudomaterialismo, juntando-se ao existencialismo foram fortes em termos de materialidade. Na concepção de mundo A Ciência, ao se defrontar com um novo problema, busca solucioná-lo através de um método: o da experiência. O cientista observa, experimenta, faz hipóteses e tira conclusões. Confirmadas as conclusões, os fatos observados transformam-se em teoria. Por exemplo: há a hipótese de que o calor dilata os corpos. O cientista fará uma série de experiências, a fim de estabelecer os limites de tal hipótese. Depois, transforma-a em lei. Significa dizer que nas mesmas circunstâncias, as conclusões serão sempre as mesmas. O oposto ocorre no campo da filosofia, pois não existe uma concepção de mundo admitida por todos, como existe na Física, na Química, na Biologia. (Centro Espírita Ismael). Já em relação à religião podemos ver o seguinte: “Com efeito, uma religião é, em certo modo, uma concepção de mundo. Elas são em grande número e cada uma pretende estar na posse exclusiva da verdade.
“Somente essa mostra aos homens o caminho a seguir na vida e o meio de alcançar outra vida feliz depois da morte”. (Thalheimer, 1934, p.13) O caráter fundamental da religião pode ser assim definido: é um produto da fantasia, da inspiração, contrariamente à concepção do mundo moderno, que é um produto da ciência. A diferença entre ciência e religião pode ser visualizada da seguinte forma: suponha o fenômeno chuva. Para as religiões primitivas, havia o Deus da chuva ou o Deus do trovão. Quer dizer, uma força sobrenatural fazia trovejar e chover. A ciência busca as causas: o que faz chover e o que faz trovejar. E o que descobre faz parte das leis naturais. O materialismo deixa ou transforma o ser humano em egoísta, invejoso, quanto mais tem mais quer e esse quadro puramente material estava convivendo com ele todos os dias, quando relatamos fatos ligados a política, distribuição de bens, troca de favores entre outras mazelas que transforma o homem num animal irracional, esquecendo que em seu convívio estão seres iguais a ele, pessoas de sua família, amigos e seres do ciclo da sociedade em que vive. É difícil convencer o homem a uma mudança radical. O dinheiro, o poder sempre esteve no escalão mais alto do materialismo que inócua o homem deixando-lhe as expensas da maldita materialidade.
Dizer que os ateus são materialistas, não é bem assim, na realidade eles são agnósticos, visto que a sinonímia ateísta pode ser decifrada como (A e Téo) (a=procura e Téo, do grego theós, oû =Deus), está sempre à procura de Deus. O agnóstico não acredita na existência de Deus e é materialista desde pequenininho. Existem pessoas que pensem e defendem arduamente que Deus foi uma figura antropormofisada pelo homem. Acrescentando mais detalhes podemos dizer que o “materialismo” provém do latim materialis, aquilo que é feito de matéria. Possui como denominador comum - idéia de que a matéria é ou a substância, negando peremptoriamente o que seja supramaterial. A matéria é decisiva e está presente nos processos psicológicos históricos e sociais. Difundiu-se nas expressões “materialismo Histórico”, e dialético da doutrina de Marx (Maxista). Frederic Engels (1820 – 1895) criou o materialismo histórico para sinonimizar a doutrina econômica de Karl Marx (1818-1883), afirmando que Oe fatos econômicos, materiais sobre todos os aspectos, foi à causa que determinou todos os fenômenos sociais e históricos. Desenvolve a teoria marxista da evolução geral do Universo. Com isso, um homem imperfeito como nós joga a figura de Deus para escanteio. O dialético no plano das idéias comanda a evolução da matéria e da história. Ainda bem que esses mitos perniciosos foram derrubados, os paradigmas foram quebrados e estraçalhados e assim o homem pode se achegar a Deus ter Jesus como seu Mestre.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E ACADÊMICO DA ALOMERCE



 

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 22 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ciencia-artigos/materialismo-prejudicial-450327.html

    Palavras-chave do artigo:

    materialismo

    ,

    filosofia

    ,

    religiao

    Comentar sobre o artigo

    André Leandro

    O Espiritismo é ou não uma religião? Esta pergunta não deveria ser um embate entre as pessoas religiosas ou não, principalmente entre os Espíritas ou seus detratores. Mas, se ainda o é; é pela falta de informação e reflexão mais profunda que o tema exige. Até porque, algumas pessoas pensam em religião como se fosse um clube, com bandeira, símbolos e regras à serem defendidos até a morte. Religião não é assim. Não é um ser tirando a vida de outro por discordar de sua crença.

    Por: André Leandrol Religião & Esoterismo> Religiãol 11/06/2012 lAcessos: 210
    Elizeu Vieira Moreira

    Sabemos que as onze reflexões filosóficas escritas por Karl Heinrich Marx (1818* 1883†), publicadas por volta de 1845 como Teses sobre Feuerbach, são muito importantes para o entendimento dos fundamentos filosóficos que repousam sobre a síntese das objetivações humanas conhecida como "práxis".

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educação> Ciêncial 27/12/2012 lAcessos: 66
    Edjar Dias de Vasconcelos

    No entanto, no mundo moderno, sobretudo, depois do racionalismo e do desenvolvimento da Filosofia Crítica de Kant, mais tarde com o materialismo histórico de Karl Marx, a introdução também do método dialético de Hegel, é mais perto do século XX, a formulação do pensamento de Nietzsche.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 19/02/2013 lAcessos: 34
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Filósofo nascido na Alemanha na cidade de Landshut, no começo da sua produção filosófica era eminentemente seguidor de Hegel, posteriormente passou a fazer parte do um grupo determinado de hegelianismo de esquerda.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 21/05/2013 lAcessos: 50

    Pensamos em Deus como indivíduo que escreveu dogmas em livros sagrados,... Mas talvez sua linguagem seja mais sutil e profunda, e através das leis da natureza, da beleza e da ordem do universo, dos processos quânticos, ele esteja se comunicando conosco, e vivificando a tudo e a todos, a todo o momento

    Por: Vinicius C. da Silval Ciênciasl 08/02/2010 lAcessos: 1,088 lComentário: 1
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A Europa passa viver a ideia defendida por Nietzsche um mundo sem Deus, fundamentado numa Filosofia solerte do indivíduo sozinho, fruto do liberalismo econômico, de certa forma abandonado quanto sua perspectiva de seu futuro existencial nesse mundo, na verdade o insignificado da própria existência.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 31/01/2013 lAcessos: 32

    Heisenberg, em "Física e Filosofia", propõe uma nova visão da natureza, na qual o materialismo é repensado como um modelo incompleto e paradoxal da realidade.

    Por: Vinicius C. da Silval Ciênciasl 18/09/2009 lAcessos: 187
    Edir Araujo

    Uma crônica exaltando o grande missionário cristão italiano Pietro Ubaldi, professor, escritor e filósofo. Seus grandes feitos. Sua vida no Brasil e todo o seu carisma e abnegação.

    Por: Edir Araujol Literatura> Crônicasl 14/05/2012 lAcessos: 52

    Estou disponibilizando duas aulas sobre o Marxismo. Esta é a primeira parte, e é um breve apanhado do pensamento marxista, dito de maneira popular, de modo a ser mais acessível e menos acadêmico.

    Por: Cláudio Antônio Arantes Pompeul Notícias & Sociedade> Polítical 24/10/2010 lAcessos: 252

    O presente texto fala sobre as diferentes classes de escolarização, assim como as dificuldades de ensinos, de aprendizados e as mudanças ao longo do tempo que a educação no país está sofrendo; também fala sobre as reformulações necessárias para melhorias no campo da educação, e desvalorização financeira e social do magistério.

    Por: Reginaldo Posol Educação> Ciêncial 16/12/2014

    o presente trabalho relata sobre a falta de etica em laboratorios de hospitais publico

    Por: perolal Educação> Ciêncial 11/12/2014

    O projeto surgiu da necessidade de entendermos melhor sobre a cultura indígena Paresi. Em língua Portuguesa foram trabalhados durante o ano letivo os clássicos da literatura brasileira do autor José de Alencar. Os livros foram Iracema, O Guarani e Ubirajara Em geografia foram trabalhados os impacto que houve na cultura com a globalização . Envolvemos os alunos do 3º G para visitarmos a aldeia Paresi e pudemos constatar as mudanças que houve ao logo dos anos.

    Por: Sortineide Navarro Segural Educação> Ciêncial 05/12/2014

    Espera-se que este projeto possa contribuir para formação de cidadãos mais conscientes, e esperando que todos os segmentos sociais, governo, escola e comunidade possam empenhar na modificação de modelos sociais para que um homem novo possa emergir, mais autentico e integrado com os valores sociais.

    Por: SUELY CARDOSO FURLANl Educação> Ciêncial 03/12/2014 lAcessos: 12
    Andréia Camargo Fleck

    O artigo visa apresentar um breve relato sobre a realização da IV mostra de Ciência e Tecnologia realizada na Escola Estadual João Nepomuceno de Medeiros Mallet no município de nova xavantina – MT, onde foram oferecidos aos alunos palestras e oficinas com o Tema: Ser Humano, Ciência e Tecnologia para o desenvolvimento social, os trabalhos foram confeccionados pelos alunos de acordo com a oficina escolhida e apresentados numa exposição no dia 19 de novembro de 2014. Andreia Camargo Fleck

    Por: Andréia Camargo Fleckl Educação> Ciêncial 29/11/2014
    Teresa Coutinho

    A palavra tempo pode referir-se a um período do definido com maior ou menor precisão, desde pouco tempo, que significa de breve duração, até o tempo dos faraós, que foi há três mil anos; pode igualmente designar uma duração contínua indefinida, tal como está expresso nos dicionários, no âmbito de qual todos os acontecimentos tiveram lugar, estão a ter lugar e irão ter lugar.

    Por: Teresa Coutinhol Educação> Ciêncial 29/11/2014
    Eros Bazan

    Promover a interdisciplinaridade e a busca e troca de conhecimentos entre participantes da Feira no sentido de estimular o interesse pelo estudo das Ciências, da Cultura e das Artes; Incentivar a participação e a construção de em eventos de natureza cientifica; Motivar e envolver todos os alunos na realização de métodos experimentais e busca de respostas de todos os fenômenos naturais; Envolver os estudantes em atividades participativas, de natureza conceitual, reflexiva e prática.

    Por: Eros Bazanl Educação> Ciêncial 25/11/2014

    Por um longo tempo, as ciências formaram uma grande unidade conhecida como filosofia Natural. Praticamente qualquer atividade desenvolvida no mundo atual envolve uma inter-relação entre as várias ciências e foi pensando nisso que o presente trabalho foi proposto para alguns alunos do 1° ano do ensino médio inovador, visando uma relação entre a física e a Biologia "Biofísica" .

    Por: anacleil Educação> Ciêncial 17/11/2014 lAcessos: 19

    A semente pequenina, frágil tem por dentro, uma força gigantesca. Na terra, rompe a si mesma, expande raízes, vence impedimentos, mostra-se à luz e surge árvore resistente e produtiva. Existe uma semente que surge aparentemente pequena, começa a crescer as raízes e a se espalhar por bolsos, contas bancárias viajam até paraísos fiscais, dão trabalho a Polícia e a Justiça e no final das ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 18/12/2014

    A honestidade é o verdadeiro caminho para independência. O respeito por nós mesmos começa ao compreendermos os sonhos dos ouros, enquanto mantemos o foco direcionado para nossa vida. Quando aprendemos a respeitar os outros passamos a nos respeitar também. O grande escrito Jennifer O' Dell nos ensina que o respeito é primordial para a nossa vida, e também devemos compreender as aspirações de nossos irmãos

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/12/2014

    Um governo que tem a sigla e que supostamente defende os trabalhadores, não lida conforma á razão e nem defende a harmonia de qualquer coisa com o fim a que se destina; não lida com a coerência e nem com a congruidade. A propriedade de dois inteiros cuja diferença é divisível por um terceiro. Propriedade de dois ângulos cuja diferença é de 300 graus. Refere-se a razão; congruente e razoável, acertado e justo.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 16/12/2014

    Quer queiram quer não a corrupção é uma droga, um tóxico que traz inúmeros prejuízos para uma nação. A politicagem pode ser considerada um câncer metasteseado, e que se, não for duramente combatido se transformará num mal sem cura, que poderá dizimar os mais miseráveis, os mais sofridos, os mais necessitados, pois são eles os mais prejudicados pela politicagem, daqueles que não saber fazer política. Sempre fazemos alusões à importância da política para qualquer nação, pois é a ciência dos ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Ficçãol 15/12/2014

    Como tem gente pretensiosa sugando o sangue dos brasileiros, e em consequência a riqueza monetária de nosso País. Somos explorados em tudo. No pagamento de impostos, nas contas de energia, água e esgoto, telefone, IPTU, IPVA, multas de transito, taxa de iluminação pública, ICMS, IPI, e muitos outros. É um verdadeiro suga - suga, enquanto larápios travestidos de políticos açambarcam os nossos esforços e levam tudo de roldão. No país dos impostos, se perguntássemos ao cidadão comum...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 12/12/2014

    A presidente Dilma que tanto criticou o programa de seu opositor nas eleições de 2014, Aécio Neves do PSDB, agora quer implantar em seu segundo governo, algumas propostas defendidas em campanha eleitor pelo Senador tucano. Em seu programa eleitoral, Dilma Rousseff mostrou famílias passando fome e atribuía aquele cenário à possibilidade de entregar aos banqueiros um grande poder de decisão sobre a vida das famílias brasileiras. Ao iniciar a montagem do seu novo ministério, especialmente,...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 11/12/2014

    A renovação para o homem é uma medida salutar e de muita importância para a sua evolução. Tanto materialmente como espiritualmente. O homem não deve se assoberbar de ações daninhas, principalmente quando a ética e sua honorabilidade estão em jogo. A ética, o comportamento e os bons princípios levam ao homem a titularização de cidadão. Sinonimizar cidadão não é muito difícil, pois se trata do indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um Estado...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 10/12/2014

    É de espantar, é de estarrecer como a maioria dos nossos representantes no parlamento ou no Congresso Nacional só pensa na locupletação. A Polícia Federal tem tido um trabalho ferrenho, para descobrir as falcatruas e levar os culpados e envolvidos em corrupção às barras da justiça. O que lamentamos são as penas brandas que os criminosos de colarinho de branco têm recebido por atos insanos e prejudiciais a sociedade brasileira.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 08/12/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast