O Hominal

17/09/2009 • Por • 4,603 Acessos

O HOMINAL

O ser humano foi nominado de hominal para diferenciá-lo no reino animal. Por ser dotado de inteligência e livre-arbítrio, herdou por natureza o instinto, que é quase exclusivo dos animais irracionais. O hominal quando age pelo instinto arrepende-se de imediato, pois sua ação foi deletéria, e fora dos padrões humanos. Além desse velho hábito herdado, o ser humano é dotado do livre-arbítrio. Ele pode agir tanto pelo bem como pelo mal.

A decisão é puramente sua. Sendo o homem o produto do meio, ele se insere num ambiente auspicioso e salutar e com certeza será um homem de bem, mas se sua psicosfera for indolente se imantará no mal. A inteligência tem que ser bem avaliada e conduzida, pois com todo tesouro a ele destinado poderá haver o mau uso e a derivação tomará outra direção, fazendo com que ele ingresse no rol da imperfeição, transformando-se em escuso da sociedade.

O homem traz gravado em sua consciência vários aspectos do que foi no passado, de vez em quando quer colocá-los em prática, mesmo sabendo que sua ação daninha será direcionada a seus semelhantes. Como se estuda a história dos nossos antepassados? Pelos vestígios deixados por eles. Dos mais antigos aos chamados hominídeos. Pela história os hominídeos mais antigos que pisaram o solo terrestre são os Australopithecus e Homo habilis, esses seres somente foram encontrados em solos do continente africano.

Os pithecanthropus surgiram tanto no continente africano como no asiático. Os materiais de estudos dos arqueólogos são fósseis, pedaços de instrumentos, as formas de moradias, hábitos alimentares, vestimentas entre outros. O homem se caracterizava pela sua forma de viver, visto que a característica principal era a formação de grupos humanos. A comunicação entre eles era precária e na maioria das vezes rudimentar.

Gritavam, pulavam, faziam gestos, pois ainda não conseguiam ter uma língua para se comunicar e os sons estridentes eram comuns entre eles. O Homo sapiens neanderthalensis ou homem de Neanderthal surgiram na África, na Ásia e na Europa conhecida como o velho continente. Pelos aspectos inseridos e estudados aqui tiramos a conclusão de que o primeiro homem tenda surgido no grande continente africano.

Porém, como os estudiosos chegaram à conclusão de que seres humanos surgiram na Ásia e na Europa, podemos deduzir que a raça humana se originou de várias sementes. Quem nasce no continente africano tem uma postura diferente de quem nasce na Europa e na Ásia. Fica então a dúvida de como surgiram às diferentes raças humanas. Fala-se em grandes conflitos entre habitantes de uma mesma região para garantir seu território e sua sobrevivência. Nesta época a violência já fazia parte da imaginação humana, o poder da dominação pela força.

De choque em choque alguns grupos tenderam a exterminação, enquanto outros sobreviveram e mesmo aqueles considerados fugitivos foram a busca de novos espaços para viver. É a sina humana da dominação que se esticou até os dias atuais. A Terra passou por cataclismos (grande inundação, dilúvio. (Na Geologia - Grande revolução por que passaria a Terra, que lhe modificaria a superfície, qualquer que fosse a causa primordial).


Desastre e principalmente grande revolução alterou profundamente a organização de um estado, de uma sociedade. Palavra de origem grega vem de Kataklysmos. Aconteceu no ambiente terreno fortes chuvas, aumento substancial da temperatura, degelos, secas, enchentes alterando de forma consubstancial o ambiente da Terra e do planeta. Estes fatos segundo pesquisadores aconteceram entre 100000 a. C. e 10000 a.C., na calmaria ou estabilização climática, novos ambientes surgiram.

A forma atual da Terra vem desses cataclismos. A história do hominal é rica em detalhes bem como a dificuldade se estabelece pelo período em que ele mudava de feição e comportamento. Novos modos de vida surgiram. O Australopithecus tinha grande semelhança com os chipanzés atuais, o seu cérebro era um pouco maior do que os demais primatas, uma postura pouco ereta se deslocava usando com frequência os braços, por isso a habilidade em usar as mãos e construir instrumentos de defesas com ossos e pedras. A vida para eles ficava mais fácil a coleta de frutos para o sustento não tinha grau de dificuldade. O Neanderthal seus vestígios foram encontrados na Alemanha e supunha-se que os mesmos tenham vividos entre 200mil e 50 mil anos atrás. Seu aspecto já era muito diferente apresentando semelhanças do homem atual.

Nos primeiros fósseis foram encontrados restos de lanças e outros utensílios. Esses materiais fizeram com que os estudiosos afirmassem que eles eram grandes caçadores. Os vestígios do homem mais moderno foram encontrados no berço da civilização humana, na França. Data prevista de 40 mil anos atrás. A característica principal era a altura, visto que chegavam a medir 1, 80 metros de atura, com cabeça alongada e ossos bem delineados. Outros aspectos corporais: tinham testa alta, longa, dentes pequenos, e o queixo se elevava acima do que está em volta, e mais alto.

Sobressaindo-se as (feições proeminentes); salientes e era superior, notável, pelo poder, riqueza, inteligência, cultura, moral, já se afigurava uma grande transformação, esses predicados nominados aqui equivalem ao ilustre e preeminente. O homem moderno domina a linguagem e o fogo. A palavra proeminente é derivação latina de proeminens, entis. O homem se sobressaiu suplantou os outros animais pelo uso da inteligência, mesmo que em períodos anteriores ela estava ainda em formação. Pelo que denotamos, a presença do homem em diversos lugares, tais como Alemanha, França,  África e Ásia, haveremos de concluir que de certa forma pelos estudos, eles surgiram de modo diferenciado não como explicita algumas religiões, visto que o brotamento aconteceu em diversas regiões do planeta Terra. A conclusão final pode ser avaliada por estudiosos no assunto, mas se inserirmos a religião na formação humana a confusão estará formada e um grande nó será construído e para se desfazer esse nó será tarefa difícil e quem sabe incapaz e impossível. Pensem nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E DA ALOMERCE

Perfil do Autor

Antonio Paiva Rodrigues

Jornalista, Radialista,Gestor de Empresas(Administração), Bacharel em Segurança Pública, Acadêmico de Letras, Membro da ACI(Associação...