Caramuru: A invenção do Brasil

Publicado em: 12/09/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 418 |

Caramuru: A invenção do Brasil

 

 

Tudo começa nos países europeus, com navegações há mais de 500 anos, que era privada somente ao mediterrâneo, até que os navegadores tiveram a ousadia de encarar o atlântico. Com isso os europeus encontraram uma nova terra, as Índias. A descoberta desse lugar no século XV foi como a chegada a Lua no século XX. De lá eles trouxeram muitas mercadorias como seda, porcelana, rubis, e o mais valioso deles: a pimenta. Nesta época o tempero era uma das coisas mais apreciadas na Europa, e a pimenta logo se tornou o maior deles — não é querendo sacanear não, mas, atravessar dois oceanos e arriscar a própria vida para queimar a língua com pimenta! Fala sério.

Bom, agora que já sabemos para que fins surgiram as grandes navegações, podemos agora falar como foi "descoberto" o nosso maravilhoso país.

O grande navegador responsável pela descoberta da nova rota para as Índias foi Vasco da Gama, e logo o rei de Portugal organizou outra nova expedição, como capitão o fidalgo Pedro Álvares Cabral, indicado pelo próprio Vasco. E é aí que começa a nossa história.

Enquanto isso no núcleo do filme o protagonista, Diogo Álvares, estás a procurar emprego no Ofício da Cartografia Real. Sendo admitido no trabalho, Dom Jaime, o seu patrão, lhe entrega o mapa que seria usado na expedição de Pedro Álvares Cabral para que fizesse umas ilustrações. Com suas grandes idéias sempre tentando mostrar o lado artístico das coisas acaba desenhando uma sereia no mapa que por causa disso leva uma bronca de Dom Jaime, que manda apagar o desenho, porém não o consegue apagar por completo, caso contrario iria danificar o mapa.

Dias antes da grande partida Correia rouba do Oficio Cartográfico Real o mapa que seria entregue a Cabral, para desenhar o corpo da Marquesa de Sévigny, que outrora já havia tramado isso com Vasco de Athayde. Dom Jaime toma conhecimento do roubo e denuncia Diogo. Antes do nosso protagonista ser preso a marquesa some com o mapa. Toda essa confusão foi para fazer com que Athayde chegasse ás Índias antes de Cabral, isso por vingança do Vasco de Athayde que estava furioso por Cabral ter ficado em seu lugar como capitão da expedição. Por esse motivo Diogo foi degredado, e a marquesa entrega ao Vasco uma cópia do mapa dizendo que só iria entregar o verdadeiro no dia da partida por meio de um amigo que também iria no mesmo barco com Athayde (depois fica claro que este amigo seria o degredado Diogo Álvares),só por garantia de que o Vasco não a trairia contando que ela teve participação no roubo do mapa. A cópia do mapa tivera sua rota um pouco alongada, e o senhor Athayde devolvera para o Ofício da Cartografia Real, o qual seria entregue a Cabral no dia da viagem. O verdadeiro mapa foi entregue a Diogo que iria, também na frota de Cabral, no barco dos degredados que seria comandado por Athayde.

Lisboa, 8 de março de 1500, é festa, pois é neste dia que a maior frota já vista até então está partindo de Portugal. 13 barcos, 10 naus e 3 caravelas, mais de 1500 homens irão se aventurar, e de cada 4 homens, 2 nunca mais irão voltar.

Cabral recebeu de Vasco da Gama instruções secretas sobre a melhor rota do caminho para as Índias, a principal delas era uma descoberta do próprio Vasco, que ficou conhecida como "a volta do mar". Para contornar a África deveriam se distanciar da costa para se livrar das correntes contrárias que atrasavam as viagens e também faziam com que os barcos se chocassem contra as pedras. Porém, segundo o filme, Cabral possuía uma cópia do mapa, olhando esse mapa da para se notar que comparado aos mapas de hoje esse ponto onde fora aumentada a rota bate no exato pondo onde fica o nosso Brasil. E o verdadeiro mapa que estava com Athayde também tivera certas modificações por Diogo quando trabalhava no ofício, aquela sereia que não havia sido apagada por completa ocultava rochedos, aos quais a caravela dos degredados chocou-se e naufragou. Segundo o filme os únicos sobreviventes foram Vasco e Diogo, que em um baú remaram até encontrar terra, até que Athayde ameaça matar Diogo, que este o derruba do baú com um remo, e então pisa no Brasil 3 dias antes de Cabral.

No dia 22 de abril de 1500 quando Diogo era perseguido por uma tribo e índios canibais, eles vêem a esquadra de Cabral se aproximar. Diogo fora encontrado por Paraguaçu, filha do chefe da tribo dos tupinambás, que começou a viver com eles e compartilhar suas culturas.

"Um paraíso de delícias com toda espécies de árvores formosas e de frutas doces pra comer, deste lugar de delícias sai um rio que corta e rega o paraíso, e nele habitavam todos os animais terrestres. O homem e sua mulher estavam nus e não se envergonhavam disso."

 

Era assim que a bíblia descrevia o paraíso, que por incrível que pareça era um retrato falado daquele Brasil, e não foi a toa que os navegantes achavam que o paraíso era aqui. Porém essa idéia de seres do paraíso os índios logo se tronaram demônios quando chegou à Europa a informação de que os índios eram canibais. A tribo onde Diogo estava também era de canibais, e quando ele descobre que estava só "engordando" para servir de comida para a tribo parte em disparada em direção a praia para se salvar, porém os índios não iriam deixá-lo ir e o perseguem com lanças e arcos. É aí que acontece o uma simples coincidência que muda toda a vida de Diogo e um grande passo para o nosso país, Correia encontra uma arma e atira para cima, acertando um pássaro. Os índios desconheciam armas de fogo e então acham que ele era o senhor do fogo, filho do trovão e começam a falar e repetir: "Caramuru! Caramuru! Caramuru!". E então ele fica conhecido como rei dos tupinambás, mais tarde Rei do Brasil.

Assim, Diogo Álvares, facilita o contato entre os índios e os navegadores, para o comércio. Mais tarde ele e Paraguaçu (seu amor e filha de Itaparica, o cacique dos tupinambás) vão para a França, e lá se casam em Saint - Malô, no dia 30 de julho de 1528. Vale lembrar também que havia outra índia por qual Diogo também se apaixonou, a irmã caçula de Paraguaçu, Moema. O que em outras épocas poderia ser uma história de sangue torna-se o primeiro triângulo amoroso da historia do nosso Brasil.

Enfim, o Caramuru ficou conhecido como Rei do Brasil e reinou entre os tupinambás por mais de 50 anos. Paraguaçu foi a primeira mulher do Brasil, a saber ler e escrever. Eles tiveram muitos filhos, e ajudaram a Tomé de Souza a fundar a primeira capital do Brasil, a paixão de todo baiano, a maravilhosa Salvador.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 13 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cinema-e-tv-artigos/caramuru-a-invencao-do-brasil-3252319.html

    Palavras-chave do artigo:

    caramuru a invencao do brasil

    ,

    descobrimento

    ,

    grandes navegacoes

    Comentar sobre o artigo

    Gabriel Zezo

    O que e porque devemos nos empolgar e nos preocupar com o futuro das duas.

    Por: Gabriel Zezol Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 10/11/2014 lAcessos: 17
    Vinicius Carlos Vieira

    Astro indicado ao Oscar estrela suspense sobre o desaparecimento da filha de um grande empresário que acaba trazendo de volta alguns erros de seu passado.

    Por: Vinicius Carlos Vieiral Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 16/10/2014
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Dois filmes com temáticas semelhantes mostram que na vida nada acontece por acaso.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 30/07/2014 lAcessos: 13

    A Vila está localizada na região Toscana em Catiglioncello, onde viveram atores e diretores de cinema de época do cinema Italiano: desde Marcello Mastroianni até Vittorio Gassman Aqui foram gravados filmes como Il Sorpasso de Dino Risi o Pellegrini d'Amore com uma joven Sofia Loren

    Por: Josy Escalonal Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 30/06/2014 lAcessos: 21
    Miriam de Sales

    O premiado filme brasileiro faz jus ao sucesso,pois,trata de um assunto polêmico,quase um tabú,sobre as consequências das relações extra - conjugais e o custo emocional,principalmente para as mulheres.É um filme denso,chocante,baseadoo numa história real,a de Neide,"A Fera da Penha",que matou ,por vingança,a filinha do amante.

    Por: Miriam de Salesl Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 22/06/2014 lAcessos: 13
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    A vida nos oferece coisas magníficas como o amor, mas será que nascemos só para isso ? Essa é uma questão raramente tratada em livros e filmes; aborda-se o tema com superficialidade, insinuando que a vida é uma só, absurdamente ilógica e incoerente

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 17/06/2014 lAcessos: 14
    Eduardo Kacic

    O Terror A FACE DO MAL (HAUNT) por incrível que pareça peca pelo excesso de simplicidade. Minha vontade é de dar uma nota até maior que este 6.5, mas infelizmente a falta de ambição do filme me impede de fazê-lo. A FACE DO MAL caminha em uma linha tênue entre os clichês do gênero e alguns momentos de esperteza em sua trama, que ganha pontos com alguns bons sustos e uma história geral bem amarrada.

    Por: Eduardo Kacicl Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 05/06/2014 lAcessos: 13
    Eduardo Kacic

    Este interessante drama me surpreendeu pela maneira sensível e realista com que aborda um tema difícil, nada menos do que os efeitos de um ataque nuclear.

    Por: Eduardo Kacicl Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 04/06/2014 lAcessos: 35
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast