Os bordões de Félix em Amor à Vida

01/11/2013 • Por • 77 Acessos

Félix (Mateus Solano) caiu nas graças do telespectador desde a sua estreia em Amor à Vida, por conta, sobretudo, do seu humor sarcástico. Suas tiradas e piadas ácidas em pouco tempo caíram na boca do povo. Mas nem só de seu já clássico bordão "será que eu salguei a santa ceia?" -- e suas inusitadas variações - é feito o vilão mais adorado da televisão. Há pelo menos umas 25 frases ditas pelo novo presidente do hospital San Magno, com toda sua adorável maldade, nesses mais de 130 capítulos de Amor à Vidanovela da Globo, da faixa das 21h (horário de Brasília).

As pérolas venenosas de Félix geralmente são direcionadas a seus desafetos, mas nem mesmo sua "mamy poderosa" Pilar (Susana Vieira) escapou. A irmã Paloma (Paolla Oliveira), a esposa Edith (Bárbara Paz), a secretária Simone (Vera Zimmermann) e o médico Lutero (Ary Fontoura) são alguns dos seus alvos favoritos. Mas a verdade é que na hora da ironia ou da raiva tem sobrado para quem estiver por perto. Dentre as suas tiradas inspiradíssimas, destacam-se:

  • "Se você se ocupasse um pouco mais no cabelereiro e um pouco menos com os estudos, estaria cheia de homens fortes em sua volta" - conselho para Paloma;

  • "O sol está refletindo na sua careca e me ofusca" - para Lutero, ao colocar óculos escuros;

  • "Minha pele borbulha com comida gordurosa" - ao recusar empadas oferecidas por Alejandra (Maria Maya);

  • "Bofe bom é bofe burro" - comentário sobre Thales (Ricardo Tozzi) para Leila (Fernanda Machado);

  • "O amor é burro, Edith" - para sua esposa;

  • "As boas moças são as piores demônias" - falando com sua mãe sobre a amante de seu pai;

  • "Todo mundo adora chorar por pobres mocinhas bregas";

  • "Não tenho a menor vocação para a pobreza. Eu nasci para o luxo";

  • "Será que eu dancei pole dance na Santa Cruz para sofrer isso tudo?";

  • "Mamy até parece nova, mas acredite, é toda rebocada" - sobre sua mãe.