A Língua Que Jesus E Seus Discípulos Falavam

Publicado em: 22/06/2008 |Comentário: 4 | Acessos: 126,216 |

A Língua Que Jesus e Seus Discípulos Falavam



Estamos tão acostumados a ouvir os textos sagrados em latim, que geralmente nos parece que Jesus Cristo e seus apóstolos praticavam esta língua. È uma idéia errônea. Quando Jesus Cristo, na agonia, pregado na cruz rodeado de verdugos, chorado por seus discípulos, pronunciou as amargas palavras: ELI! ELI!... não falava em latim, mas na língua popular de Israel, o aramaico.

O aramaico era o idioma do povo da época em que o Redentor, seguido pelos humildes pescadores da Galiléia, cruzava as terras áridas da Palestina; na época em que, do alto do Monte Sinai lançava aos ventos, para que se espalhassem pelo mundo, as frases de bondade e de bem-aventurança que hoje se conhecem com o nome de “sermão da montanha”. O aramaico idioma semítico originário da Ásia Menor havia suplantado, com a influência das esplendorosas civilizações assírios-babilônicas, o antigo e bíblico hebraico. No tempo dos apóstolos era falado em uma grande área da Ásia Menor, incluindo as regiões que hoje se conhecem com os nomes de Jordânia, Transjordânia, Líbano, Síria, Armênia e Israel.

São Mateus escreveu sua Vida de Jesus no mesmo idioma em que havia conversado com o senhor. Mas, como o aramaico só se falava nos distritos semitas que acima citamos, e como cada vez o cristianismo mais se estendia pelo mundo, fez-se indispensável traduzir o relato de São Mateus para um idioma universal; portanto apelou-se para o grego, língua mais difundida naquela época. Seguindo essa norma foram também vertidas para o grego as páginas escritas mais tarde por São Marcos, São João e São Lucas. Com o desenvolvimento do poder romano na ordem cultural, houve necessidade de traduzir os evangelhos para o latim em primeiro lugar e depois aos dialetos de cada região. Até o século IV haviam sido feitas tantas traduções, freqüentemente realizadas por pessoas incapazes, que o Papa Dâmaso, no ano de 382, interessou-se em conseguir uma versão melhor. Este trabalho foi encomendado a São Jerônimo, que revisou o Novo Testamento em latim, corrigindo-o de acordo com os melhores manuscritos gregos que se conheciam. Esta edição é geralmente conhecida com o nome de VULGATA. A Vulgata permaneceu como a melhor versão dos Evangelhos por mais de doze séculos, até que uns dignitários da Igreja perceberam que São Jerônimo havia cometido muitos erros.


Ao ser eleito, em 1569, o Papa Pio V resolveu que se devia fazer imediatamente uma revisão da versão de São Jerônimo. Assim é que, em 1590, se publicou a Vulgata Sixtina, em latim. No ano seguinte, o Papa Gregório XIV fez revisão dessa nova edição a que se chamou Vulgata Clementina, sendo esta a versão em latim da Igreja Católica Romana. Os Evangelhos tem sofrido diversas traduções através dos tempos, esses erros foram sanados pelo Professor Jorge M. Lamsa, em sua tradução direta do aramaico para o Inglês. Ele em sua tradução fez ressaltar vários erros dos primeiros tradutores. O conhecido milagre de Jesus caminhando sobre as águas não é referido, segundo o prof. Lamsa, mas o resultado de uma palavra mal traduzida. De acordo com o aramaico, “caminhou pelo mar” devia ser traduzido por “caminhou junto ao mar”, ou caminhou à beira – mar. Neste caso, São João havia usado a palavra se, que significa textualmente em ou por deixando implícito que Jesus caminhou perto do mar. Outra frase é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico se salvar.

Neste caso, a palavra aramaica gomala tem dois significados: camelo e corda; donde se deduz, por simples lógica, que foi tomado um significado por outro. O descobrimento de duas folhas de papiro e um pedaço adicional em que foram encontradas frases de Jesus. Segundo os peritos estas foram as primeiras escrituras. È a mais antiga que qualquer outro manuscrito ou parte do Novo Testamento. Seu estudo significa um valor histórico e um modo de verificar a verdade de algumas afirmações, senão também a emoção de Ter entre as mãos documentos que pertenceram aos primeiros cristãos. 




Antônio Paiva Rodrigues

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 24 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cotidiano-artigos/a-lingua-que-jesus-e-seus-discipulos-falavam-457963.html

    Palavras-chave do artigo:

    lingua

    ,

    jesus

    ,

    costumes

    Comentar sobre o artigo

    RESUMO Este artigo busca apresentar um panorama da língua latina e sua influência na religião nos séculos 4 e 5. Na Era Cristã, os romanos viveram seus dias prósperos, mas a partir do século 3, o Império começou a entrar em crise e mais tarde por volta do século 5, se desintegraria totalmente. Após, a queda de Roma a Igreja auxiliou a preservar o legado romano. Assim, surge o pensamento religioso agostiniano, ele fez uso do latim, para escrever suas idéias. As bases, a qual ele se apoiou, para

    Por: ELI DO NASCIMENTO LISBOAl Educação> Ensino Superiorl 13/05/2010 lAcessos: 1,043 lComentário: 1

    Este artigo ensina como uma pessoa pode a cada dia sentir o poder de DEUS flluindo de dentro de seu espirito, a biblia chama este poder de rios de agua viva.

    Por: Julio Nerisl Religião & Esoterismo> Evangelhol 22/03/2010 lAcessos: 4,551
    Cristiane Cardoso da Silva

    Este artigo tem como eixo temático as "Perspectivas Históricas do Livro Didático de Língua Portuguesa", e como objetivo geral: investigar como o livro didático de língua portuguesa se constituiu como o principal instrumento de ensino-aprendizagem no Brasil. Nessa perspectiva, como aporte, adotamos a pesquisa bibliográfica sem o propósito majoritário de fazer inferências comparativas ou críticas, mas sim de fazer com que a teoria de um autor pudesse desfechar-se na teoria do outro.

    Por: Cristiane Cardoso da Silval Educação> Línguasl 09/04/2011 lAcessos: 874

    No livro de Atos dos Apóstolos encontramos uma das passagens mais controvertidas, discutidas e, ao mesmo tempo, belas, do Novo testamento. Trata-se At, 2,1-11 que se popularizou como fundamentação para a festa do Pentecostes.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 1,102 lComentário: 2
    ELTON PEREIRA DE MELO

    Trata-se da continuação dos 10 mandamentos sendo esta a segunda parte, a se tratar do segundo mandamento. boa leitura.

    Por: ELTON PEREIRA DE MELOl Religião & Esoterismo> Religiãol 07/12/2010 lAcessos: 558
    marlucia pontes gomes de jesus

    O artigo faz uma retrospectiva do analfabetismo no Brasil desde o Império até os dias atuais.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 17/04/2011 lAcessos: 4,380
    Werkson Azeredo

    RESUMO Na visão Paulina o nascimento de Cristo ocorreu em momento oportuno "Plenitude dos tempos" que viria a favorecer a propagação da Fé cristã, porém Jesus foi uma figura controversa em seu contexto amado pelas massas, mas em constante conflito com os líderes Judaicos o que culminará na sua crucificação e morte de Jesus, evento relatado nos quatro evangelhos (Mt. 27.45-56; Mc. 15.33-41; Jo 19.28-30), contudo Jesus Ressuscita provando ser o messias, ressuscitando vencera a morte, sendo agora c

    Por: Werkson Azeredol Religião & Esoterismo> Religiãol 20/07/2014 lAcessos: 30
    Escritorcampos

    Jamais perca o norte, Cuidado com a língua, Ela é como uma espada Muito afiada, Que possuí dois corte. Tenha-a afinada, Para bendizer a sorte.

    Por: Escritorcamposl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 06/05/2010 lAcessos: 542
    PINHEIRO, Adriano Martins

    Um hipócrita jamais conseguiria ler este texto, por completo. Hipócritas odeiam escutar críticas contra a hipocrisia. Aliás, a história demonstra que pessoas morreram por falar contra a hipocrisia. Entre as mortes, podemos citar o próprio Cristo, que fora morto pelos fariseus, o maior exemplo de hipocrisia de todos os tempos.

    Por: PINHEIRO, Adriano Martinsl Religião & Esoterismo> Evangelhol 30/05/2014 lAcessos: 13

    O Ministério do Trabalho deve criar, nos próximos dias, um grupo de trabalho para estudar as melhores diretrizes para regularizar definitivamente as relações entre os profissionais autônomos da área da beleza e os locais onde os mesmos arrendam espaço para prestação de serviços – os salões

    Por: Central Pressl Notícias & Sociedade> Cotidianol 06/10/2014 lAcessos: 15

    O texto reflete sobre a obra Cibercultura do filósofo francês Pierre Lévy. Ele fala sobre como o ciberespaço está articulado com o território onde vivemos.

    Por: Fabio Rossol Notícias & Sociedade> Cotidianol 04/10/2014

    A equipe do Hospital Regional Público do Sudeste Dr. Geraldo Veloso, administrado pela Pró-Saúde e que fica em Marabá, no Pará, surpreendeu paciente e fez uma festa de debutante, com direito a coroa de princesa, bolo de aniversário e a companhia dos familiares.

    Por: Aline Limal Notícias & Sociedade> Cotidianol 03/10/2014
    Noivos de Fresco

    Precisa de dicas e ideias para o seu casamento? Casar no Ano Novo será sempre uma data memorável! Venha descobrir mais!

    Por: Noivos de Frescol Notícias & Sociedade> Cotidianol 01/10/2014
    José Souza Silva

    São Paulo ira receber os primeiros ônibus que possuem conexão 4G. Este tipo de tecnologia possibilitará os seus usuários a verem e-mail, acessarem sites, redes sociais e ouvirem músicas.

    Por: José Souza Silval Notícias & Sociedade> Cotidianol 26/09/2014 lAcessos: 13
    Daniel Paulo

    Quem busca maior qualidade de vida e mais saúde, normalmente busca a academia como principal auxílio, podendo este método ser sugerido por algum profissional da saúde, ou ainda passar a frequentar por vontade própria, no entanto, deve-se ter um objetivo.

    Por: Daniel Paulol Notícias & Sociedade> Cotidianol 20/09/2014

    Na sociedade hodierna, este tema milenar é mais que atual, pois, em todos os seguimentos encontramos esta inversão. O bem se transformou em mal, o bom, em ruim e a verdade em mentira. Enfim, este é um tema mundial, mas que em especial no nosso pais deveria ser passado a limpo.

    Por: Reinaldo Rodrigues Loureirol Notícias & Sociedade> Cotidianol 18/09/2014 lAcessos: 19
    Cibele Suzigan Randi

    Será que temos pensado em nossos dias? E se pensamos de que maneira isso acontece? Estamos sempre correndo, a mil por hora e pouco pensamos se isso está nos fazendo algum bem ou nos proporcionando algo. É isso que proponho ao escrever esse artigo.

    Por: Cibele Suzigan Randil Notícias & Sociedade> Cotidianol 16/09/2014 lAcessos: 11

    A política brasileira além de ferver virou um inferno. Um inferno com muitos diabos que não têm medo da cruz. Deus, o nosso Pai morreu e Jesus não estão mais em seus corações. A caridade, a fraternidade e os bons princípios não foram sublimados, e sim exterminados juntamente com a ética. No coração do brasileiro só resta esperança, as forças já estão combalidas, vítimas de uma politicagem escarnecida. O encanto do Brasil antigo evaporou-se diante das aberrações e das corrupções eleitorais.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 13/10/2014

    A felicidade imanta o meu ser, entro em êxtase vibracional, no entanto, meu ego se altera para todo mundo ver, o meu corpo se altera meio descomunal. Quando um grande amor amadurece, os tremores constantemente se alternam o corpo não resiste e a rosa não floresce, o íntimo se refina e, os desejos jornadeiam. O imã do amor me aconchega delicioso, o carinho e o afago do meu amor se transformam, a minha amada transborda em carinho astucioso e uma entrega sem pudor nos delicia e ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 08/10/2014

    Podemos afirmar que, muitas vezes, a verdade é mais interessante que a ficção. O Ciclo Cósmico pela qual a humanidade vem passando, ou pelo desenvolvimento intelectual do hominal, leva a um interesse maior pela vida do Grande Mestre, ou Grande Redentor, Jesus do que em qualquer outro período desde o início de cristianismo. Nunca na história humana, Cristo foi tão estudado, pesquisado por estudantes de psicologia, misticismo, metafísicas e ocultismo com sentido minucioso e analítico. Nesse estudo

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 07/10/2014

    A brisa suave nos acaricia e o sol envolto pelo arco-íris, encanta-nos no pingente solar. Buscamos a todo instante a incessante diretriz, altaneira e rediviva. Somos humanos imperfeitos, mas através do amor e do perdão, procuramos alcançar vencendo todos os obstáculos, entre suores, perfumes, barulho, pedras de tropeços, o que mais almejamos o dom de amar. O amor na feição extrema vive em seu próprio lugar e não encontra problema difícil de suportar.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 06/10/2014

    Pensei nas pessoas sofredoras e fui orando para as entidades protetoras. Vi no semblante de uma criança solitária, a fome que a consumia. Imantei o amor em prol de um pequeno ser. Vi no sol da primavera seus momentos bons e ruins, mas não almejamos sofrimentos, principalmente para os seres indefesos e inocentes. Como diria Cornélio Pires, sempre noto com reserva as dores que vêm do herdeiro; não sei se o choro é de mágoa ou de briga por dinheiro.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 03/10/2014

    Segundo Hammed (por Francisco do Espírito Santo Neto) a rigor, família é uma instituição social que compreende indivíduos ligados entre si por laços consanguíneos. A formação do grupo familiar tem como finalidade a educação, implicando, porém, outros fatores como amor, atenção, compreensão, coerência e, sobretudo, respeito à individualidade de cada componente do instinto doméstico. Uma expressão belíssima, esclarecedora, no entanto, vem se deformando nos dias atuais.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 25/09/2014

    Lágrimas são emoções materializadas que romperam bandeiras do corpo físico. Em realidade, representam os excessos de energia que necessitamos extravasar. Nem sempre são as mesmas fontes que determinam as lágrimas, pois variadas são as nascentes geradoras que as expelem através dos olhos. Em épocas de política o Brasil se transforma, e denotamos como são grandes os aparatos, que os candidatos fazem para chamar a atenção do eleitor. Festival de publicidades, bandeirolas são tremuladas pelo vento d

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 24/09/2014

    Ray Bradbury, escritor norte-americano, 1953 depois de Cristo, nos repassou essa lindeza, essa preciosidade que colocamos a disposição de quem gosta de auferir o que os grandes escritores colocam a nossa disposição. "O mundo está escuro e parece morto, feras e serpentes se escondem nas trevas… Então, tu apareces no horizonte… E a terra fica em festa. Os humanos se levantam do sono e partem para o trabalho. Ó sol, imagem do Criador, fogo inicial da Vida… Vamos colher, até o fim dos tempos,

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Ciênciasl 23/09/2014

    Comments on this article

    0
    ANTONIO PAIVA RODRIGUES 28/05/2011
    CARO CIRO DE JESUS RESPONDENDO A SUA INDAGAÇÃO TENHO A DIZER O SEGUINTE:"No sentido corrente, Vulgata é a tradução para o latim da Bíblia, escrita entre fins do século IV início do século V, por São Jerónimo, a pedido do Papa Dâmaso I, que foi usada pela Igreja Católica e ainda é muito respeitada.Nos seus primeiros séculos, a Igreja serviu-se sobretudo da língua grega. Foi nesta língua que foi escrito todo o Novo Testamento, incluindo a Carta aos Romanos, de São Paulo, bem como muitos escritos cristãos de séculos seguintes.Esdras também teve muita influência, mas são jerônimo praticamente o lançador da vulgata. No século IV, a situação já havia mudado, e é então que o importante biblista São Jerónimo traduz pelo menos o Antigo Testamento para o latim e revê a Vetus Latina.A denominação Vulgata consolidou-se na primeira metade do século XVI, sobretudo a partir da edição da Bíblia de 1532, tendo sido definitivamente consagrada pelo Concílio de Trento, em 1546. O Concílio estabeleceu um texto único para a Vulgata a partir de vários manuscritos existentes, o qual foi oficializado como a Bíblia oficial da Igreja e ficou conhecido como Vulgata Clementina.

    Após o Concílio Vaticano II, por determinação de Paulo VI, foi realizada uma revisão da Vulgata, sobretudo para uso litúrgico. Esta revisão, terminada em 1975, e promulgada pelo Papa João Paulo II, em 25 de abril de 1979, é denominada Nova Vulgata e ficou estabelecida como a nova Bíblia oficial da Igreja Católica .
    0
    Antonio Paiva Rodrigues 29/03/2011
    Estimada Geisi infelizmente não consegui entender bem o seu comentário. Podes fazer outro que te responderei com muito prazer. Jesus te ama. Abraços.
    0
    Giesi ferreira Da Cruz 29/03/2011
    ao meu ver Jesus nunca abadonou as mulheres para ser compaeiras dos homens
    trabalhar juntos mas ele escolheu 12 homens para ser seus apostolos, se acontecer
    esta reforma ao meu ver começa acrescentar há abiblia, é só uma visão os que faz
    as normas litúgicas pode falar melhor...
    0
    Ciro de jesus 04/12/2009
    quero saber quem foram os participantes do livro vulgata junto com jeronimo?
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast