NÃO EXISTE RESPEITO NO MUNDO

Publicado em: 16/09/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 363 |

Todo mundo fala de respeito ao próximo, que o respeito é essencial, que respeita a todos os seres humanos e coisa e tal, mas ninguém cumpre o respeito subentendido no amor ao próximo

 

Em nossa época de extrema hipocrisia, semi-pacifismos e descarada demagogia, não falta quem não venha a nós e se declare defensor do respeito ao próximo, incluindo-se no rol daqueles que respeitam ou mais respeitam os seus semelhantes. Até aí nenhuma de novidade na corte, e se não fosse a incômoda irritação provocada pela Palavra de Jesus, o assunto morreria aqui. Porém o Senhor foi mais longe, como sempre.

Tomemos por base a questão do adultério. Só se falava em pegar uma mulher infiel num tremendo flagra e levá-la ao juiz (ou ao sacerdote) e esperar a sentença de morte, geralmente por apedrejamento. Jesus veio e mostrou três novas óticas, uma em quem pratica, outra em quem julga e outra nEle, como Juiz de Deus. (1o) Para um homem que julga o seu próximo, Ele disse que tal sujeito deveria, de fato, era tirar a trave de seu olho, antes de ver o cisco do adultério de quem foi pego no flagra. (2o) Para quem pratica o ato, Ele disse que o adultério já foi praticado no momento em que uma pessoa olha para o(a) próximo(a) com desejo no coração, sobretudo homens que devoram mulheres com a visão. (3o) Para quem vai julgar a ambos, atribuição exclusiva dEle mesmo, o perdão é infinito, se e somente SE houver genuíno arrependimento e abandono do vício.

Pronto. São estes os novos postulados do entendimento do pecado carnal. Mas este não é o tema do presente artigo, até porque ele já foi bastante explorado. Nosso assunto é o RESPEITO ao próximo, para o qual todos dizem ser diligentes e solícitos. Vamos examinar isto.

Virou clichê enjoado e repetido ad nauseam qualquer um sair por aí a declarar que respeita a todas as opiniões, e que todos merecem respeito. Até em assuntos de política, religião e futebol, todos saem com o jargão de que nesses assuntos o único jeito é RESPEITAR a opinião alheia, EMBORA isto não significa que concorde, etc. e tal. Há até mesmo uma grande máxima que orienta sociedades e organizações humanas nas quais se diz, para seus membros ou servidores, o seguinte: "Não exigiremos que todos aqui se amem, como deveriam se amar; porém se isto não for possível, exige-se pelo menos que todos se respeitem, sem exceções".

Dita desse modo, a máxima parece contemplar bem o que Jesus estipulou, e se não fosse o teor do Evangelho, esta talvez fosse a sentença final das Relações Humanas neste Planeta. Todavia mais uma vez Jesus foi mais longe, como no caso do adultério. O raciocínio dEle para o caso do "olhar com intenção impura no coração" nos autoriza a deduzir o seguinte.

Se para um homem praticar o pecado da fornicação, nem precisará transar com a mulher, ou que bastará olhar e desejar uma transa (Mateus 5,28), então é lícito inferir que para um homem desrespeitar outro bastará "pressupor" no seu pensamento que "aquele cara é falso, ignorante ou mentiroso". O contrário também é verdadeiro: para que haja o RESPEITO LEGÍTIMO, o indivíduo precisará considerar mentalmente e previamente as virtudes do próximo, pelas quais ele merecerá o respeito público ou exterior! Então, é forçoso deduzir que SEM o respeito prévio na mente, não haverá respeito ALGUM na contabilidade de Deus, pois se o respeito se der apenas no mundo EXTERIOR do semelhante, ele não respeita de fato ninguém. É assim que Jesus pensava, e por suas explicações do adultério é exatamente isto que devemos concluir.

Com efeito, nos voltamos para nós mesmos e perguntamos: "A QUEM respeitamos assim? A quem consideramos tão bem que o indivíduo nem precisa falar nada, ou fazer nada, e nós já lhe devotamos as mais honrosas impressões?"... Temo que a resposta seja mesmo NINGUÉM. Alguns poderão dizer: "um respeito assim só devemos devotar a Deus, pois é o único SEM pecado!". Sim, é verdade. Mas se aplicarmos a regra a qualquer outra pessoa, esta regra também se volta contra nós e assim merecemos o mesmo tratamento. E este Deus que você diz ser o único que merece respeito, foi Ele mesmo que nos deu a regra chamada "áurea", a qual declara: "Tudo aquilo que queremos que os outros nos façam, devemos fazer também a eles". E agora?

O mecanismo é este: se você quer ser respeitado, deve respeitar todo mundo. Mas isso só acontecerá se você pressupor mentalmente um enorme respeito por virtudes e qualidades alheias que você nem chega a perceber no próximo (aquelas pessoas que estão ou vivem perto de você), e por isso a melhor regra é a do Evangelho, ou seja, crer que há um "deus" dentro do coração do próximo, mesmo que você não veja esse deus ou nem creia nisso. Se você agir assim, formará uma corrente INVISÍVEL de respeito recíproco, de tal maneira que erradicará do mundo todas as brigas por inveja, orgulho, desconfiança, ciúme, etc., e contribuirá para salvar o mundo. As pessoas lhe tratarão bem, como se você fosse um deus, e a multiplicação desta virtude formará um novo paraíso na Terra. Entenda: é um compromisso íntimo de crença nas virtudes alheias, crença que pensa, analisa e descobre (ela é, inexoravelmente, a única ferramenta capaz de levar alguém a crer intimamente em SUAS virtudes, gerando uma atmosfera de respeito, este sim, tão verdadeiro quanto Deus; é preciso DECIDIR mudar a forma de pensar sobre o ser humano, para alcançar este nível de bem-querença universal, absolutamente divinizadora do Planeta Terra).

Você dirá, como sempre, que tudo isto não passa de mais uma utopia evangélica! Sim, pode ser; mas se tratarmos as coisas de Deus como utópicas, estaremos apenas cobrindo mais ainda o mundo da escuridão que já o domina há milênios, e nós dentro dela! E nesta escuridão morreremos, até o dia em que, sem enxergar nada, a única Luz passará despercebida. Aliás, esta escuridão já está nas mentes que não enxergam Jesus no próximo, quando Ele mesmo disse que não O enxergamos no pobre e no excluído, ou "nos pequeninos" (Mt 25,40).

Por último, perdendo toda a sua popularidade, pare de dizer que respeita o próximo, pois se não pressupor este respeito previamente no nascedouro de seus pensamentos, não estará respeitando ninguém e coisa nenhuma, e certamente nem merecerá o respeito de Deus.

 

...........................................................Prof. João Valente de Miranda (eatjvs@gmail.com)

.........................................................................................................Visite: www.e-a-t.info.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cotidiano-artigos/nao-existe-respeito-no-mundo-3280797.html

    Palavras-chave do artigo:

    respeito pressuposto

    ,

    respeito subliminar

    Comentar sobre o artigo

    Paulo Roberto Frantz Bonilla

    O presente trabalho tem por objetivo oferecer uma contribuição para o desenvolvimento da prática da leitura de textos, em especial propagandas televisivas, nas aulas de Língua Portuguesa dos ensinos fundamental e médio, uma vez que a leitura é condição básica para acesso à cultura e à participação do indivíduo nos diferentes espaços sociais.

    Por: Paulo Roberto Frantz Bonillal Educação> Línguasl 13/09/2009 lAcessos: 3,414

    O analisa decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo, envolvendo julgamento de crimes contra a propriedade intelectual

    Por: Franklin Gomesl Direito> Doutrinal 04/03/2011 lAcessos: 388
    Gilmar Caramuru

    O presente artigo foi elaborado fazendo uso dos conhecimentos obtidos na disciplina de Artes da Educação II do curso de Pedagogia da Universidade Federal da Paraíba e que tem o intuito de abordar a importância e necessidades do jogo no dia-dia educacional da criança. Uma vez considerando a escola, um meio social de inter-relações, não apenas social, mais também psicológico, e que é um ambiente no qual a criança pode permanecer uma boa parcela do seu dia, nas suas horas de maior frustração ou alegrias, em seus melhores anos de vida, que também podem ser os piores, caso não seja assistido por um educador que tenha um olhar sensível e cuidadoso, podendo assim transformar desejos infantis em traumas psicológicos. È focado a necessidade da realização de atividades através do jogo para potencializar esse época infantil como uma consolidação de suas estruturas psicossociais.

    Por: Gilmar Caramurul Educação> Educação Infantill 25/08/2009 lAcessos: 2,007
    Angélica Silva

    Para a maioria das pessoas, "ser produtivo" significa terminar um projeto da faculdade, entregar o relatório para o chefe, ir à academia ou fazer uma faxina geral na casa. Na verdade, uma grande parte de ser "produtivo" é dizer aos outros o quão produtivo você é.

    Por: Angélica Silval Notícias & Sociedade> Cotidianol 15/01/2015

    Entenda todo o processo de autorização do concurso público do INSS. Essa autorização tem sido objeto de muita polêmica, por isso resolvemos esclarecer tudo sobre ela.

    Por: Guilhermel Notícias & Sociedade> Cotidianol 13/01/2015 lAcessos: 13

    Em 1915 uma seca devastadora castigou sem piedade o brasileiro inclusive o povo nordestino, os mais velhos contam que naquele ano foi uma época de muito sofrimento

    Por: Erandirl Notícias & Sociedade> Cotidianol 06/01/2015

    "É necessário que eu diminua e o Cristo cresça." (João Batista - João, 3:30). Eis algumas respostas à indagação proposta: Antídoto de muitos males, formadora de novos hábitos, indicadora eficaz do encontro consigo mesmo. Ressarcimento perante a consciência, fornalha renovadora das densas energias de culpa

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 05/01/2015

    Mais que em outros tempos, o orbe tem desenganado e tornado mais difícil à vida hominal. Numa sociedade egoísta, desumana e competitiva por excelência, massificante e indiferente, tornamo-nos quase sempre embrutecidos, pessimistas e passamos a achar natural o egoísmo, o egocentrismo e o "cada um para si" e Deus para todos, como se a responsabilidade, a altivez e a ética não fossem atribuições de cada um. O homem tem seus atributos, suas ações benéficas ou maléficas, independente ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 05/01/2015

    Por um caminho estreito sem proteção e com muitos pedregulhos, ansiávamos por uma diretriz, por uma matriz, por um azimute que nos posicionássemos mais tranquilos, e fora de perigo. Estávamos sem lenço e sem documento num lugar esquisito, tenebroso, assombroso que nos fazia arrepiar quando algo começava a piar. Folhas secas ao sabor do vento se misturavam a folhagem do local, os pirilampos com sua luz genial davam um tom especial ao local.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 04/01/2015

    Somos botões viçosos de espinheiros fortuitos não nascemos com destino gratuito, precisamos regar adubar e melhorar, nosso jardim, nosso coração, enfim de rosas, papoulas e jasmins. Precisamos nos livrar do egoísmo e conter a intolerância, pois somos normais, além de hominais somos normais, mas a nossa imperfeição pode nos levar a caminhos tortuosos em verdadeiros desalinhos.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 03/01/2015

    Podemos dizer que o amor é o combustível das almas. Estamos sempre em busca do alimento espiritual condizivel com a nossa formação, origem, geração e constituição. Na medida em que o tempo passa, apesar dos apetrechos legais colocados a disposição do hominal, ele não tem crescido o esperado em termos de comportamento. Se ainda não sabemos ou não aprendemos a amar é porque não nos desenvolvemos o bastante para alcançarmos o objetivo

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 03/01/2015
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Uma produção grandiosa para um tema já muito batido na história do cinema, nos trouxe a surpresa de uma obra extraordinária produzida por um diretor de performance até certo ponto mediana.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 26/01/2015
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Comentário da Escola de Aprofundamento Teológico (EAT) para a SEMANA LEWIS de 2014, realizada em Fortaleza, por alunos da Universidade Federal do Ceará.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Religião & Esoterismol 12/11/2014 lAcessos: 14
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    A estória subliminar que uma música contou – Duas canções de Alice Cooper, executadas uma mixada à outra no disco original, permitem uma "tradução" da letra de ambas para uma estória muito mais condizente com as suas melodias.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Arte& Entretenimento> Músical 06/10/2014 lAcessos: 19
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Ao dizer que "temos a mente de Cristo", Paulo sentenciou que nenhum pensador não cristão pode produzir qualquer raciocínio que invalide ou suplante a hegemonia da teologia cristã.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Religião & Esoterismo> Religiãol 02/07/2014 lAcessos: 68
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Numa onda onipresente de demagogia mal explicada, o governo corrupto continua a defender um Sistema cujo maior beneficiário é ele mesmo e sua injusta carga tributária.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Arte& Entretenimento> Músical 24/06/2014 lAcessos: 45
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Como o Capitalismo, o Socialismo e até o Comunismo pós-modernos cortaram todas as possibilidades de atendimento das reivindicações de melhoria salarial das classes trabalhadoras perante chefias e proprietários cada vez mais bem pagos.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Finançasl 14/03/2014 lAcessos: 17
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Acreditando na loucura de um Deus empedernido, que não abre mão de um suposto egoísmo nem na hora de inventar criaturas apropriadas para seu amor ("só o amor voluntário vale a pena ser recebido"), os filhos de Calvino vão curtindo sua estranha Teologia da Desesperança.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Religião & Esoterismo> Evangelhol 16/02/2014 lAcessos: 44
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Uma razão sinistra é apresentada para explicar a morte de uma personagem famosa e idosa, e todos a recebem como uma sentença definitiva e irreversível, mas o seu significado é muito maior.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Religião & Esoterismo> Evangelhol 07/02/2014 lAcessos: 64
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast