Créditos rápidos para resolver problemas urgentes

19/10/2010 • Por • 610 Acessos

Actualmente existem muitas instituições financeiras a providenciar créditos rápidos.

Desde o tradicional crédito à habitação, crédito para férias, crédito automóvel, crédito para casamento entre muitos outros.

O processo é muito rápido pois a maioria das instituições financeiras possuem bases de dados com dados cruzados que permitem uma avaliação automática e muito rápida.

Existem instituições financeiras que inclusive dão a pré-aprovação imediata, por telefone ou online.

Mesmo os bancos habitualmente mais lentos já conseguem aprovar um crédito pessoal de forma rápida.

Quanto precisa de um crédito rápido é porque tem alguma situação crítica e que precisa de dinheiro urgentemente, no entanto, não deve escolher o local onde vai pedir o crédito de forma precipitada.

Compare com cuidado as propostas de todas as instituições financeiras e veja quais os juros e encargos que estão associados a cada crédito.

A melhor forma de comparar é através das taxas de juro aplicadas a cada crédito. No entanto se para si é complicado comparar taxas de juro, peça simulações com os mesmos montantes e com o mesmo prazo para que possa comparar os créditos de forma equivalente.

Não se esqueça também de comparar outras taxas, como por exemplo a taxa de amortização do crédito, pois poderá pretender liquidar o crédito antes do previsto.

No entanto por vezes é preferível ir seu banco onde tem as suas contas e os seus principais empréstimos e renegociar os mesmos para baixar os seus empréstimos e taxas associadas, pois na maioria dos casos as instituições de crédito rápido podem ter taxas de juro mais elevadas.

Deixo um conselho, antes de avançar com um credito verifique sempre se a instituição financeira está autorizada para exercer a sua actividade, em Portugal verificar no site do Banco de Portugal e no Brasil no site do Banco Central do Brasil.

Perfil do Autor

SobreCreditosRapidos

Um blog financeiro sobre creditos rapidos e sobre o mercado financeiro.