Detetive Froxô Investiga O Bolsa Família

Publicado em: 21/10/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 166 |
>
AS AVENTURAS DO DETETIVE FROXÔ

JM Cunha Santos


Episódio de hoje:


Froxô investiga o Bolsa Família

- É o seguinte, detetive: os chefes não andam muito contentes com os resultados de suas investigações. Tive que me esforçar muito para que não fosses colocado em banho-maria, evitar uma suspensão. Consegui, entretanto, que te dessem uma última chance. Vás investigar o Bolsa Família. - Que diabos! É por isso que não dá certo. Porque eu tenho que investigar esse bando de pobre? Eles não têm nem o que roubar. - Pense detetive, pense. E trate de trabalhar. O detetive Froxô estava tenso. E quando estava tenso costumava mexer onde não devia. Depois de muitas idas e vindas tinha em mãos um calhamaço de papéis com os resultados da auditoria do Tribunal de Contas sobre o mais elástico programa social da história do país. Começou pelas contas bloqueadas, esmiuçou as revisões cadastrais, visitou algumas residências até que se desse por satisfeito. - E então, detetive? Qual o resultado das investigações? - Depende. O Bolsa Família de 1,5 milhão de beneficiários pode ser suspenso a qualquer momento. Mas tem os Bolsas das Famílias de Astrogildo Quental, Silas Rondeau e Ulisses Assad que vão muito bem, obrigado. - Mas do que diabos você está falando? - Se quer saber, o Bolsa da Família de Collor de Melo não vai muito bem. Eles não conseguem mais reunir R$ 2 milhões para restaurar aquele jardim. O Bolsa da Família de Renan Calheiros também ta ruim porque nunca mais nenhuma jornalista quis saber dele. Bom mesmo tá o Bolsa da Família de Sarney. Tem dinheiro pra Fundação, tem nomeação secreta, tem verba da Petrobrás, tem dinheiro pra arraial... - Froxô, não era pra investigar o Bolsa das Famílias! Principalmente DEEESSAS famílias. Era pra investigar o Bolsa Família. Ta suspenso!
Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cronicas-artigos/detetive-froxo-investiga-o-bolsa-familia-1364307.html

    Palavras-chave do artigo:

    detetive investiga o bolsa familia

    Comentar sobre o artigo

    Escritorcampos

    Se você achar que este livro relata fatos chulos, ou atroz do cotidiano, então vá ao livro santo, a Bíblia, e leia sobre as atrocidades relatadas em qualquer tempo, sobre o povo de Deus e suas façanhas e, verá que nada mudou até à nossa atualidade, ape­nas au­mentou a população.

    Por: Escritorcamposl Literatura> Crônicasl 06/05/2010 lAcessos: 275

    O ensinamento propiciado pela vitória do PT não se encontra no discurso da Presidenta reeleita, mas no cotejo desse discurso com a fala do Ministro Gilberto Carvalho.

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 30/10/2014

    Uma das palavras mais badaladas nesse período eleitoral foi democracia. Passaram um pano na politicagem, esqueceram os desmandos, as falcatruas, o mensalão, o valerioduto, o propinoduto e o petrolão. Acusaram a "Revista Veja" de ter denunciado antecipadamente os escândalos da Petrobras, afirmando os aficionados de Dilma e Lula e sua quadrilha de que a mídia imprensa agiu de má fé

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 27/10/2014
    José Guimarães

    Crônica sobre um homem que ficou sem poder andar e precisou usar muletas para se locomover. História de um doente necessitado de muletas.

    Por: José Guimarãesl Literatura> Crônicasl 27/10/2014

    Uma combinação da crua realidade de Serra Leoa com a miragem cinematográfica do diretor Akira Kurosawa, e sobrando alguns estilhaços para as eleições presidenciais de 2014.

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 24/10/2014

    Numa decisão política, a ética, as boas propostas deveriam ser o ponto alto da democracia, mas nos parece que todos os candidatos a cargos eletivos trocaram a política pela politicagem. A dúvida para alguns é real na hora da votação, mas vá a urna dizer qual o Brasil que você deseja. É bom frisar que os próximos quatro anos dependem do seu e dos nossos votos. É seu, é nosso direito querermos um país melhor mais democrático, onde haja disciplina, hierarquia e amor à pátria.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 23/10/2014

    O calidoscópio das eleições presidenciais de 2014 mostra hoje que tudo será decidido por gratidão, ou frustração. O papel decisivo do eleitor classe "C".

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 22/10/2014

    Carta a Dona Dilma Rousseff, mui digna Presidenta do Brasil e candidata a reeleição, pedindo que suspenda a propaganda "Ai, Minas Gerais, quem conhece o Aécio não vota jamais..."

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 17/10/2014

    Quando nos referimos à política, devemos fazer um paralelo, uma comparação entre duas palavras, política e politicagem. São sinonímias contraditas e que refletem diferenciais hercúleos, do que seja a verdade em sua plenitude. Sabemos, de antemão, que existe uma variedade enorme de políticas, desde a comercial, passando pela familiar e indo até a política monetária. Política é ciência, é arte, é a ciência dos fenômenos referentes ao Estado (ciência política).

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 15/10/2014
    J M Cunha Santos

    Uma sátira sobre o apagão no governo Lula AS AVENTURAS DO DETETIVE FROXÔ JM Cunha Santos EPISÓDIO DE HOJE Eu tenho medo do escuro

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 20/11/2009 lAcessos: 321
    J M Cunha Santos

    Nepotismo e desvio de recursos públicos,nas empresas estatais do país.

    Por: J M Cunha Santosl Arte& Entretenimento> Artel 29/10/2009 lAcessos: 86
    J M Cunha Santos

    Católicos ligados à renovação carismática e evangélicos pentecostais cometem absurdos na busca de mandatos eletivos.

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 23/10/2009 lAcessos: 212
    J M Cunha Santos

    O governo do Maranhão esconde a realidade da infra estrutura do estado

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 15/10/2009 lAcessos: 150 lComentário: 1
    J M Cunha Santos

    Uma crítica sutil aos que nos tempos modernos renegam a utilidade do passado e não respeitam a velhice

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 03/10/2009 lAcessos: 474
    J M Cunha Santos

    Prefiro sim os deuses e semi-deuses em contato constante com os mortais, com funções e atribuições específicas no universo, que a idéia de um Deus único a lutar sozinho contra legiões de demônios

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 03/10/2009 lAcessos: 141
    J M Cunha Santos

    Trata-se de uma crônica política sobre a censura na América Latina

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 30/09/2009 lAcessos: 240
    J M Cunha Santos

    Os sons podem indicar quem são os homens e, afinal do que somos capazes? Sons de pianos, de flautins,de explosões e gritos. Qual é, por exemplo, o som de uma fuga, quanto tempo ele dura em nossas mentes e que sons guardam nos corpos os que permanecem na luta enquanto tudo desaba ao redor, inclusive as ilusões juvenis?

    Por: J M Cunha Santosl Literatural 28/09/2009 lAcessos: 93
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast