SACRIFÍCIOS PAGÃOS E A RELIGIÃO CRISTÃ. EXISTE DIFERENÇA?

Publicado em: 05/06/2010 |Comentário: 1 | Acessos: 305 |

SACRIFÍCIOS PAGÃOS E RELIGIÃO CRISTÃ = EXISTE DIFERENÇAS?

Assisti há pouco tempo o filme ‘Os Maias' do Mel Gibson onde, em cultos, este povo sacrificava seres humanos para acalmar os ‘deuses'.

Quem vê o filme não tem como não se horrorizar com os sacrifícios praticados por aquele povo, mas que não foram os únicos dados a estas crueldades, num passado não muito longínquo.

O que é interessante é que uma boa parte dos seguidores do cristianismo, vai assistir a filmes como este, e se sentem horrorizados, assim como eu fiquei, claro, e não atentam que, segundo as suas crenças, que acreditam que a morte de Jesus foi necessária para as suas ‘salvações' estão nivelando o Cristianismo ao mesmo nível do culto cruel daquele assistido.

Nos cultos destes povos, os infelizes sacrificados eram prisioneiros ou até jovens ou crianças, conforme fosse ‘a seca ou a falta de caça', ou em alguns casos, até criados para esta finalidade e tratados como pessoas agraciadas e no caso de Jesus, ele mesmo teria se colocado à disposição para este sacrifício.

Até hoje a nossa sociedade civilizada ainda escuta, letárgica, que a missão de Jesus era simplesmente a de ter sido trucidado e não a de ter trazido a sua palavra de Amor e Verdade.

Neste caso estão considerando que Jesus, com a sua automutilação e morte, se entregou conscientemente como sacrifício para que nós fossemos vistos 'melhor na foto'.

Pensar desta forma é até subestimar a Inteligência Universal.

Primeiro olhe para o céu, se o tempo não estiver ruim, veja quantas estrelas você vai conseguir ver. Em muitos casos tem que se sair da cidade, mas quando sair olhe.

Agora imagine que o nosso satélite Hubble, que tirou a foto do ponto mais longínquo que se conseguiu mandar um objeto da nossa Terra e o que ele fotografou? Mais uma quantidade de zilhões de estrelas, galáxias e mais galáxias e mais galáxias, sem fim.

Agora observe na calçada da tua cidade, onde quebrou um pedaçinho, e olhe a plantinha que já está dando a sua cara por ali.

Aproveitando a divagação, feche os olhos e lembre-se do rio Tiete, mas não pense muito, pois é capaz de você até sentir o cheiro.
Agora pense que a setenta quilômetros rio abaixo a natureza já o recompôs e já dá para nadar e pescar. A natureza, que é a prova viva de uma força maior, não importa o nome que se dê, já o recuperou naturalmente.
Agora pense que Aquele Visitante mais ilustre que o nosso planeta já teve e que as religiões pregam (continua valendo)  e que, filho de Quem criou tudo isto que citamos, veio aqui para, neste minúsculo planeta, lá no meio de uma galáxia te tamanho médio, para ser trucidado pelos seus inimigos até a morte, para que esses mesmos homúnculos terrenos fossem perdoados das suas falcatruas.

Analise e sinta intuitívamente, raciocinalize e veja que absurdo estamos escutando há milênios por tantos religiosos, que se agarraram à esta sandice de hipótese e até mesmo com boa vontade divulgam isto para manterem seus fiéis aquietados e não acordarem para o grande crime que foi cometido.

A lógica existe em todo o universo, menos nas religiões.

E porque a vida teria que ser melhor só quando morrermos se já se estamos dentro do mundo que foi criado pelo mesmo Criador? Porque haveria esta divisão? Do lado de cá tantas perfídias, egoísmos, sofrimentos e tantas coisas erradas e do lado de lá, num passe de mágica, tudo maravilhoso?

Tem lógica esta colocação? Ou este pensamento não é só uma fuga ou uma indução para que não analisemos profundamente e com isto perdermos a influência que a religião tem sobre nós?

A nossa Terra já foi um paraíso, assim como voltará a ser no futuro.

A infelicidade e todas as tragédias humanas que acontecem é só resultado da má atuação do homem que sempre agiu contra as leis naturais do Criador, tanto antes, como depois da vinda de Jesus.

E não é a morte de Alguém especial que vai zerar tantos erros com que a humanidade se embolou. Seria muito simplório, injusto e impossível de assim ser.

Pensar assim é se igualar aos maias e astecas. 

E também temos que considerar as inquisições, tantas ocorridas em que milhares de pessoas morreram sobre os maiores suplícios enquanto uma multidão e diversos religiosos e os inquisidores se compraziam assistindo todo aquele sofrimento.

Nós só temos conhecimento dos casos em que pessoas ilustres como Galileu e Copérnico se safaram abrindo mão das suas convicções cientificas.

Imagine o quanto a evolução da ciência e da espiritualidade não se atrazou devido a estas brutais arbitráriedades.
É bem possivel que, sem estes fatos, hoje a Ciência e Espiritualidade poderiam estarem bem mais próximas.

Estamos passando pela época da Justiça divina. A época do amor já passou.

Estamos com a impressão que o nosso planeta vai partir a qualquer momento pelo meio, com ‘malucos' a toda hora querendo estourar algumas bombas e que acabarão estourando.

E este ponto, a morte de Jesus, se tornou o pilar principal da religião cristã ao invés da sua mensagem.

Analisando-se então, que diferença existem entre esta crença que restou do cristianismo, do resto destas outras religiões antigas que viviam a base também de sacrifícios?

Só se mudou o nome da religião.

Em um encontro histórico entre Montezuma, lider asteca quando da chegada dos espanhóis, consta o seguinte diálogo: Cortéz, criticando, solicitou que fossem interrompidos os sacríficios humanos, onde eram tirados os corações dos sacrificados ainda vivos e este respondeu: "Voçes criticam os nossos sacrifícios humanos, mas estas pessoas foram criadas para esta finalidade e se consideram privilegiadas por isto e voçes que mataram o vosso próprio Deus?"

Ser salvo é voltar a viver em harmonia com as Leis que regem o universo. É viver colhendo da fonte vivificadora da Verdade que só nos trás bênçãos e alegria.

Complementamos estas colocações com as palavras encontradas na Mensagem do Graal, Na Luz da Verdade, de Abdruschin:

'Todas as lendas que a respeito da vida de Jesus foram tecidas com o tempo têm de cair, para que ela finalmente saia límpida, de acordo com as leis de Deus, assim como de outra maneira nem poderia ter sido nesta criação. Tendes até aqui, com vossos cultos autocriados, renegado de modo injurioso e crédulo a perfeição do Criador, vosso Deus.'

www.hserpa.prosaeverso.net

‘Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo' Roselis Von Sass – graal.org.br

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cronicas-artigos/sacrificios-pagaos-e-a-religiao-crista-existe-diferenca-2551491.html

    Palavras-chave do artigo:

    amor

    ,

    amizade

    ,

    alegria

    Comentar sobre o artigo

    Maria Aparecida de Oliveira

    2-não morar sozinho..(a).., mas ter com quem trocar ideias, compartilhar refeições, lazer, alegrias...e até momentos difíceis...

    Por: Maria Aparecida de Oliveiral Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 05/05/2012 lAcessos: 63
    HAMILTON SERPA

    O amor tem que ser procurado? Será que ele não está bem perto de nós, mas não permitimos que ele brote? Questionamento de como devemos deixar ele brotar.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 15/05/2010 lAcessos: 236
    HAMILTON SERPA

    Título auto explicativo que dá algumas dicas para sabermos em que relação estamos entrando e nos posicionarmos de adordo com ela para não termos desilusões, traumas afetivos eou sofrimentos.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 03/04/2010 lAcessos: 173
    José Machado

    O amor entre um homem e uma mulher é fascinante e medicinal se houver conquista e não confisco, pois um sentimento nobre é divino e assim devemos vivê-lo. O amor exige atenção, carinho, dedicaçao, muito respeito e declarações de amor todos uma vez por dia, o dia todo e todos os dias.

    Por: José Machadol Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 11/09/2010 lAcessos: 893 lComentário: 1

    É uma poesia inspirada na natureza da mulher e no genuino sentimento do homem, como algo de subsistencia.

    Por: Oldemilsonl Literatura> Poesial 12/09/2009 lAcessos: 190

    O sonho do enamorado É ter o amor reconhecido, Não magoar o coração moldado... Pelo carinho da amada reduzido.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 03/04/2013 lAcessos: 14
    Miriam de Sales

    O AMOR E A AMIZADE.A DOAÇÃO DE SI MESMO.PESSOAS SOLITARIAS OU INCAPAZES DE EXTERNAR UM SENTIMENTO.AS ARMADILHAS DO AMOR E OS PERIGOS DA PAIXÃO.

    Por: Miriam de Salesl Literatura> Crônicasl 06/10/2008 lAcessos: 1,612 lComentário: 1

    Em muitas pesquisas realizadas, a maioria dos seus participantes revela que a intimidade com outros seres humanos é, isoladamente, o aspecto mais gratificante da vida. E qual é o prognóstico do mecanismo de casamento que a despeito dos seus inúmeros modelos, percursos e de, por vezes, estar desacreditado, freqüentemente esteve relacionado ao amor, ao menos para a sociedade ocidental? Será que o amor e os estados a ele relacionados, como a paixão, por exemplo, sempre foram tão valorizados?

    Por: Thiago de Almeidal Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 10/06/2008 lAcessos: 28,956 lComentário: 1
    Alberto Matos

    Em que consiste a alegria da vida? Em possuir coisas? Um patrimônio? Em recuperar coisas perdidas? A alegria da vida está centralizada em minha pessoa ou no serviço que posso desempenhar para o outro? O que é a alegria da partilha? Qual a verdadeira alegria da vida? Como compreender a alegria vivencial? Estas e outras respostas você achará neste artigo!

    Por: Alberto Matosl Religião & Esoterismo> Evangelhol 29/05/2009 lAcessos: 2,882 lComentário: 2
    Fábio Santos

    Recados de Amizade - Origem e significado da palavra Amizade. Saiba mais sobre os Recados de Amizade e veja como a internet facilitou o envio de Recados para Amigos.

    Por: Fábio Santosl Internetl 26/02/2010 lAcessos: 668

    O povo e a "Propaganda Eleitoral Gratuita" : um tipo de relacionamento muito próximo da indiferença, ou mesmo da rejeição.

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 17/09/2014
    Paulo Azze

    Picardias estudantis ocorridas no Pensionato do Colégio Santo Antônio na capital mineira, nos tempos do antigo científico, destacando-se o uso de baratas para assustar um colega.

    Por: Paulo Azzel Literatura> Crônicasl 15/09/2014
    Odalberto Domingos Casonatto

    Milhares de peregrinos cristãos dirigem-se para Israel, para celebrar o Natal na pequena cidade de Belém. Na Igreja de Santa Catarina, ligada a Basílica da Natividade os cristão que vivem na Palestina e Israel recebem os peregrinos do mundo inteiro. O texto procura descrever o local, os acontecimentos da véspera e noite de Natal em Belém. O lugar é único, as celebrações são emocionantes a participação dos cristão é acolhedora. O texto convida a você se preparar e vivenciar o Natal mais uma vez.

    Por: Odalberto Domingos Casonattol Literatura> Crônicasl 15/09/2014
    Odalberto Domingos Casonatto

    Nesta semana foi "anunciado a superação em venda dos e-books" em relação aos livros em brochura, nos USA. Nova era se defronta para o mundo dos livros, livrarias, bibliotecas e leitores. Depois do impacto do Computador agora é a facilidade de se dispor de informações e da leitura de livros, revista e jornais etc. nos chamados "tablets". Bem vinda à globalização dos livros.

    Por: Odalberto Domingos Casonattol Literatura> Crônicasl 15/09/2014
    Zilda Ap. S. Guerrero

    No mundo pós tecnologia da informação formar leitores críticos e atuantes na sociedade com capacidade de argumentação clara e concisa. Esse texto é uma forma de esclarecer que nem tudo está perdido e que podemos sim ainda com todos os recursos midiáticos formar jovens leitores e com grande senso critico.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Literatura> Crônicasl 15/09/2014

    Compara o episódio das fraudes na PETROBRÁS com o ataque de Alarico contra o Império Romano.

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 11/09/2014

    Ao meio-dia, como Cinderela à meia-noite, as repetições mudam de aspecto no "jornal da CBN".

    Por: Osorio de Vasconcellosl Literatura> Crônicasl 05/09/2014
    Roberto Velasco

    Neste artigo procuro expor o quanto desenvolvemos nossas vidas em uma velocidade que nos retira a percepção de nós mesmos, e o quanto isto nos afasta da Fonte-Deus. É importante observarmos a vida por prismas mais ampliados, e não tão engessados como aqueles que nos movem individualmente e a sociedade como um todo. Libertar a mente das amarras do pequeno pensar é fundamental para a evolução de nossa sociedade.

    Por: Roberto Velascol Literatura> Crônicasl 02/09/2014
    HAMILTON SERPA

    Na década de setenta houve uma explosão de seitas de todos os vieses que se espalharam pelo mundo. Muitas dessas alguns anos depois já tinham sumido ou perdido a sua áurea de novidade e caíram no esquecimento. Mas o que aqui queremos falar não é da filosofia destas seitas, mas lembrar que naquela época algumas delas tinham como linha doutrinária estocar provisões em face de um próximo "fim do mundo" ou para o caso de uma guerra nuclear.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 24/03/2014
    HAMILTON SERPA

    Andava, andava muito, pois se parasse as pessoas o veriam e poderiam querer conversar com ele e ele já a muito não estava preparado para isso, ou melhor não sabia nem mais como fazer isto, não sabia mais como conversar com alguém de tanto pânico que tinha na alma.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Ficçãol 03/12/2012 lAcessos: 18
    HAMILTON SERPA

    Eu estava no colégio em 1974, quando alguém apareceu com o disco "Para não dizer que não falei de flores", por baixo da camisa, mostrando para nós o disco proibido e que daria camburão e porão na hora, por trazer uma mensagem de insurgência e bastante subversiva. Eu tinha dezesseis anos e os meus interesses eram do autoconhecimento, que era outra vertente de via cultural daqueles anos, mais especificamente da contra cultura.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 25/11/2012 lAcessos: 12
    HAMILTON SERPA

    Eu sempre morei em apartamento e o contato direto com a natureza faz apenas uns cinco anos que tenho, mas já dá para ver que existe uma grande diferença em estar em seu apartamento defendendo a natureza e fazer isto convivendo com ela.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 19/11/2012 lAcessos: 13
    HAMILTON SERPA

    Mas lembro-me do questionamento feito a um professor de astronomia, lá no curso de Filosofia a 40 anos, para ele nos explicar como é que o homem calculava a vida que o nosso Sol, que na época, segundo ele, ainda teria trilhões de anos.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 17/11/2012 lAcessos: 24
    HAMILTON SERPA

    "Como podemos ser tão arrogantes? O planeta é, foi e será sempre mais forte que nós. Não podemos destruí-lo; se ultrapassarmos determinada fronteira, ele se encarregará de nos eliminar por completo da sua superfície, e continuará existindo. Por que não começam a falar em "não deixar que o planeta nos destrua?"

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 15/11/2012 lAcessos: 11
    HAMILTON SERPA

    Pela 240ª semana (um recorde) O ALQUIMISTA de Paulo Coelho se encontra na lista dos livros de ficção mais vendidos do Jornal americano The New York times. São simplesmente cinco anos. A "intelligêntsia" brasileira sempre gostou muito de meter o pau no Paulo Coelho e acredito que nem a metade destes leu alguma coisa dele, eu também não li, mas não preciso ter lido para reconhecer que se tem tantas pessoas o lendo no mundo todo algum valor ele deve ter.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 08/11/2012 lAcessos: 28
    HAMILTON SERPA

    Mas quantos de nós não passamos pela vida procurando algo que não existe mais, pensando que perdemos o grande amor da nossa vida, quando na verdade não seria assim. É como quando voltamos a algum lugar onde fomos muito felizes e quando chegamos lá vemos que o lugar já não tem nada a ver.

    Por: HAMILTON SERPAl Literatura> Crônicasl 06/11/2012 lAcessos: 27

    Comments on this article

    0
    Prepare se 02/11/2010
    Hipócrita , veja além do que os seus olhos podem ver...lá está a verdade.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast