Tráfico De Órgãos

Publicado em: 22/05/2009 |Comentário: 16 | Acessos: 11,810 |

TRÁFICO DE ÓRGÃOS

Ao iniciarmos esta matéria queríamos dar conotação a uma mensagem que achamos bem ao estilo do assunto. “A fé anula o sofrimento. O sofrimento vive de má avaliação das circunstâncias, da falta de opções, de soluções. Preencha-se de fé, da certeza de que tudo se resolve, confiante no seu poder de eliminar problemas e ser feliz. A fé forte é como uma voz forte ecoa no coração, na mente, na alma. Tremem ao ouvi-la os pensamentos de incerteza, de medo e desesperança, que saem rapidamente. Creia que pode e já estará podendo. A fé verdadeira não teme obstáculos”. Fazemos uma indagação: “Por que existe o tráfico de órgãos? Porque a doação é possível. Será que sempre será preciso um irmão ter morte encefálica para dar vida a outros? Olha a inversão de valores no Brasil é grandiosa e envergonha a gregos e troianos. Tanto se falou em clonagem, mas esqueceram de que órgãos humanos podem ser clonados. A falta de fiscalização e a irresponsabilidade em IMLs (Institutos de Medicina Legais) e hospitais facilita e torna possível e viável a ação de máfias para alimentar o comércio clandestino que vende órgãos e até cadáver inteiro. Que País é este meu Deus?

Acoplamos a nossa crônica uma decisão judicial publicada na Revista “Isto É”, e que faz parte da matéria do jornalista Alan Rodrigues que tem o seguinte teor: “O Ministério Público do Estado de São Paulo, por meio dos Promotores de Justiça que esta subscreve, integrantes do Grupo Especial de Repressão do Crime Organizado – GEACO, nos termos do artigo 129, inciso I, da Constituição Federal e: Apurou-se que na data dos fatos Adelina Ribeiro dos santos faleceu junto ao Hospital Municipal Dr. Cármino Caricchio em decorrência de necrose de alças intestinais, septicemia. A remoção do globo ocular do corpo, de Adelina desobedeceu de forma intencional, todas as normas vigentes. Não havia, no momento da ação criminosa, equipe médica responsável pela realização da capacitação do material ocular. A justiça denunciou as pessoas envolvidas na trama, e sim outra equipe médica e que não pertencia ao hospital.

Coisa esquisita, ainda bem que alguém avisou a polícia e os envolvidos foram presos e são reincidentes. Que absurdo os mafiosos, os criminosos, ou ladrões de órgãos humanos movimentam por ano uma fabulosa quantia que vai d US$ 7 a US$ 12 milhões no mundo. Órgão humano tem tabela de preços: esta tabela é estipulada pela máfia. Relação de preços de órgãos humanos cobrados pelos criminosos: Coração; R$ 100 mil reais, córnea R$ 20 mil, Rim: R$ 80 mil reais, Fígado: R$ 30 mil, Pulmão: R$ 60 mil, Pâncreas: R$ 30 mil e o cadáver inteiro R$ 30 mil reais. Isto acontece nas barbas das autoridades médicas e nenhuma providência é tomada. O que o Ministro da Saúde no Brasil a respeito do caso? “São quadrilhas que se escondem atrás do nome de captadores e agem sem escrúpulos para cumprir a demanda”, isso é terrível e só acontece com a aquiescência de donos de hospital e de diretores de IMLs. Nem morto, na estagnação biológica o ser humano e sua família merecem respeito no momento de dor incomparável. O ser humano é capaz de tudo. Ainda existem boas pessoas, de procedimentos legais, mas a maioria faz a triste diferença. Deve existir muito cuidado e respeito com a família do paciente com morte cerebral.

Será que alguma pessoa teve este diagnóstico para beneficiar componentes da máfia. Assim como existe a máfia dos órgãos humanos, a máfia das funerárias não fica atrás, pois as artimanhas são as mais variadas possíveis. Uma componente da máfia chegou a ser presa com três corações, um fígado e um pâncreas no carro, a mulher chama-se Lubomira. “Na carta dos profissionais da saúde do Conselho Pont. para a Pasta da Saúde (1994) podemos ler no n. 87: "Para que um indivíduo possa ser considerado um cadáver, basta confirmar a ocorrência da sua morte cerebral, que consiste na cessação irreversível de todas as funções cerebrais. “Quando a morte cerebral é devidamente corroborada, isto é, depois de se ter procedido às verificações de rotina, é lícito efetuar a colheita de órgãos, bem como prolongar, por meios artificiais, as suas funções orgânicas, para assim os conservar vivos tendo em vista posteriores transplantações,"

O dilema é dramático: por um lado é urgentíssimo proceder à colheita de órgãos para salvar muitos; por outro, não só os fins não justificam os meios -- nunca é lícito fazer o mal para se conseguir o bem -- como, em caso de dúvida, de se há ou não vida, não é lícito presumir ou sequer dar o consentimento para a colheita, ou proceder à mesma. “Neste caso a lei não deveria ser melhorada, como se propõe no primeiro ponto, mas abolida”. Importa, pois, um esclarecimento de tal modo seguro que não deixe lugar a qualquer dúvida. Nuno Serras Pereira – estamos de acordo com o que afirma Nuno em seu artigo, visto que a verdade, porém, é que o Estado ao dispor dos órgãos de um cadáver age com uma "prepotência qualificada" porque, ao dar por pressuposta uma delegação que não lhe foi concedida, se arroga o poder de substituir a sua vontade à da pessoa concreta. Se a pessoa nada diz e não explícita nenhuma ato de vontade doadora. Não se pode, pois concluir que porque nada disse queria dizer sim. O dom não se presume. Importa que o consentimento seja explícito. Deveria, então, o Estado sensibilizar, por todos os meios ao seu alcance, recorrendo à comunicação social, às escolas, aos locais de trabalho, às famílias, centros de saúde, misericórdias para uma cultura da doação.

Todo o cidadão receberia um convite formal por parte do Estado para declarar a sua vontade de, em caso de morte certa, dar ou não os seus órgãos para transplante. Deveria, igualmente, informar, nesse convite, que, no caso de não haver resposta, os órgãos poderiam ser colhidos, uma vez pedido, se possível, o consentimento dos próximos. Estaria assim criado um pacto entre o Estado, que convidaria as pessoas a exprimirem-se, lhes garantindo o respeito por sua vontade, e os cidadãos que, informados de que, se propositadamente não respondessem, ficariam, a saber, o que lhes aconteceria depois de mortos. Pelas nuanças aqui expostas o Brasil tornou-se o País dos absurdos, pois tudo de ruim acontece e a falta de amor para com o próximo é constante, pois os urubus de plantam não respeitam o sofrimento alheio, visto que o azimute deles sempre está direcionado para o vil metal. E assim nosso Brasil pelo egoísmo, pela inveja e pela vontade desenfreada de ganhar dinheiro, muitos usurpadores preferem o mal para obter seu lucro custe o que custar. A nossa confiança nas autoridades brasileiras está maculada, pois todo dia surge um caso novo de corrupção e são anunciadas as famigeradas CPI (Comissões Parlamentares de Inquéritos) que no frigir dos ovos nenhum resultado positivo trará para a sociedade brasileira.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E DA ALOMERCE

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 25 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cronicas-artigos/trafico-de-orgaos-931850.html

    Palavras-chave do artigo:

    desumano criminoso impunidade

    Comentar sobre o artigo

    A cada dia que passa, as manchetes nos jornais, nas emissoras de Televisão e nas Rádios registram e noticiam mortes causadas por atropelamentos e acidentes no trânsito. Apesar da Lei Sêca, que poderia coibir tais crimes, pois presume-se que estes monstros assassinos que dirigem alcoolizados, ao se verem frente à frente com a fiscalização com uso do bafometro poderiam ter o senso de responsabilidade mais aguçado. Puro engano. Eles continuam, matando e aleijando cada vez mais. É um absurdo!!

    Por: Guerreiro Persistentel Notícias & Sociedade> Cotidianol 05/07/2009 lAcessos: 806 lComentário: 2
    Lourembergue Alves Júnior

    Crítica sobre a passividade do cidadão com a incongruência do cotidiano brasileiro. As agruras de viver no país sem exaltar-se com os acontecimentos e a corrupção dominante em todas as esferas.

    Por: Lourembergue Alves Júniorl Notícias & Sociedade> Polítical 18/11/2011 lAcessos: 63
    JAIR APARECIDO RIBEIRO

    Este trabalho tem a finalidade, em mostrar um pouco o Sistema Penitenciário Paranaense, suas políticas públicas desenvolvidas que valorizam o trabalho prisional, a assistência educacional formal e profissionalizante, com incentivos ao esporte, e ao lazer em referência a LEP (Lei de execução Penal). Tendo como objetivo principal deste trabalho, demonstrar como o tratamento penal nas diversas unidades penais do Estado do Paraná, na forma de um ideal científico, nos moldes da LEP.

    Por: JAIR APARECIDO RIBEIROl Direitol 29/11/2009 lAcessos: 1,809
    Cícera Wesllany Alves Silva

    O presente estudo tem por escopo analisar os instrumentos jurídicos que buscam efetivar as garantias constitucionais da dignidade da pessoa humana, da liberdade individual e dos valores sociais do trabalho, através do combate ao trabalho escravo, explanando alguns instrumentos utilizados para abolir a escravidão no Brasil.

    Por: Cícera Wesllany Alves Silval Direito> Doutrinal 11/02/2013 lAcessos: 62
    CARLEIAL. Bernardino Mendonça

    Trabalho de pesquisa Psicobiosocial em que o autor expõe e analisa o comportamento da maioria da população brasileira, diante dos mais graves e importantes problemas e dilemas nacionais.

    Por: CARLEIAL. Bernardino Mendonçal Notícias & Sociedade> Cotidianol 14/03/2014 lAcessos: 29
    Fábio Araújo de Holanda Souza

    O Brasil sempre regulou o uso das algemas, tácita ou expressamente. O art. 199 da Lei de Execução Penal deixou mais uma lacuna que a Súm. Vinc. 11/08 tentou preencher. Será que o STF atingiu seu intento? Precisa reformular a dicção da Súmula citada?

    Por: Fábio Araújo de Holanda Souzal Direitol 10/05/2009 lAcessos: 2,240
    ALDINEI RODRIGUES MACENA

    A lei 11.343/2006 instituiu a nova politica nacional sobre drogas, trazendo mudanças importantes para o ordenamento jurídico, principalmente sobre os tipos penais equiparados ao tráfico de drogas, diferenciando o tráfico do uso, de forma que o usuário de drogas, apesar de ainda se considerar que comete no mínimo uma contravenção, recebeu tratamento adequado no artigo 28, uma vez que a sanção imposta na lei para esse tipo penal passou a ter um caráter educativo com finalidade de ressocialização.

    Por: ALDINEI RODRIGUES MACENAl Direito> Doutrinal 17/04/2012 lAcessos: 1,327

    Tema muito discutido nos últimos anos em nosso país, espero ter colaborado com o artigo que escrevi.

    Por: Luiz Fernando Bertolil Direito> Legislaçãol 16/01/2014 lAcessos: 97

    Ultimamente temos ouvido muito falar sobre fazer justiça com as próprias mãos, o último caso que suscitou polemica em todo o país ocorreu no Guarujá, em SP, onde uma mulher foi barbaramente linchada no meio da rua acusada de assassinar crianças em rituais de magia negra. Notícia comentada no meu blog http://articulandoo.blogspot.com.br/

    Por: Tiago Guimarãesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 24/07/2014 lAcessos: 33
    RONALDO VAZ

    "Fico pensando o que aconteceria se, de repente, Deus baixasse uma lei proibindo a morte dos seres humanos. Pronto: ninguém mais morre!!!" O que aconteceria? A resposta está no texto a seguir. Divirta-se.

    Por: RONALDO VAZl Literatura> Crônicasl 26/02/2015

    Dentre os muitos escândalos surgidos no governo do Partido dos trabalhadores (PT), desde sua inserção na presidência da República, que os escândalos não param, pois assim que se chega ao fim uma investigação, começa outra. Mensalão, Propinoduto, Petrolão, BNDES e vem mais um o Eletrolão. São tantos escândalos que a Polícia Federal não terá condições de averiguar todos, visto que a demora em apontar nomes pode ser considerado o ponto fraco das investigações

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 19/02/2015

    Dizem alguns historiadores que uma grande maioria das festas cristãs tem um cunho pagão. Quem faz as afirmações baseia nas tradições dos povos antigos, pois os rituais eram mágicos religiosos e os religiosos usavam essa artimanha para controlar certos e determinados fatores que poderiam representar reveses em suas vidas. Com o passar do tempo tudo muda, no entanto, os desvios foram se sucedendo e nos dia de hoje esses rituais aparecem muito deturpados, nas mais diversas festividades cristãs.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/02/2015

    Segundo o dito popular amor de carnaval desaparece na fumaça. É igual a dor de cabeça, quando tomamos um comprimido, ela normalmente passa. Na vida tudo passa e o tempo se encarrega disso. Ao assistirmos os belos desfiles de carnaval pelo Brasil afora, denotamos que momentos de prazer se misturam a momentos dolorosos. Enquanto nosso País passa por momentos difíceis, o povo se esbalda, enche o papo de cachaça, cerveja e outras bebidas malfazejas.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/02/2015
    Evaní Dias Paes Landim

    O presente artigo aponta para a reflexão do gênero feminino no romance de maturidade de Machado de Assis,Dom Casmurro.De início é interessante destacar a Revolução Francesa como mola precursora para se repensar o papel da mulher no século XIX.Dentro dessa perspectiva, discorreremos sobre a forma abusiva do sexismo masculino e a diminuição do feminino. analisaremos a personagem Capitu, criada com intenções específicas, concentra em si a dissimulação e críticas sociais que o autor abordava.

    Por: Evaní Dias Paes Landiml Literatura> Crônicasl 16/02/2015

    A palavra cidadania é a qualidade ou estado de cidadão. Já cidadão é o indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um Estado, ou no desempenho de seus deveres para com este. Habitante de uma cidade, indivíduo, sujeito, homem, mas naturalmente um hominal de conduta ilibada. Cidadão do mundo é o homem que põe os interesses da humanidade acima da pátria; cidadão do Universo.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 14/02/2015
    Ellie Rocha

    Artigo escrito no ensino médio a cerca a necessidade da leitura para a existência de um futuro utópico onde todos sentiriam prazer ao receber conhecimento e onde a leitura seria a principal maneira de lazer

    Por: Ellie Rochal Literatura> Crônicasl 13/02/2015

    Meu amigo você continua a não me entender. Você afirma que foram criados todos esses órgãos, mas os mesmos não funcionam. Por que o chefão da quadrilha (O Barba está solto?) não teve coragem de dar um depoimento para amenizar a situação dos seus companheiros de partido. Ficou ausente o tempo todo. O que adianta criar órgãos que os próprios petistas não obedecem? Eu nada tenho contra ou a favor do governo Fernando Henrique.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 10/02/2015

    Numa esplendorosa noite de lua cheia, vislumbrei o céu estrelado que nos convidava para uma bela noitada de amor. Olhei para o belo e delicado semblante de meu amor, pisquei os olhos, mas ela sem entender de que se tratava perguntou-me em tom suave, o que eu estaria almejando. Pensei em dizer-lhe que desejaria unir nossos corações naquela noite de luar convidativa para uma sessão de afagos e carinhos.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 19/02/2015

    Dentre os muitos escândalos surgidos no governo do Partido dos trabalhadores (PT), desde sua inserção na presidência da República, que os escândalos não param, pois assim que se chega ao fim uma investigação, começa outra. Mensalão, Propinoduto, Petrolão, BNDES e vem mais um o Eletrolão. São tantos escândalos que a Polícia Federal não terá condições de averiguar todos, visto que a demora em apontar nomes pode ser considerado o ponto fraco das investigações

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 19/02/2015

    Dizem alguns historiadores que uma grande maioria das festas cristãs tem um cunho pagão. Quem faz as afirmações baseia nas tradições dos povos antigos, pois os rituais eram mágicos religiosos e os religiosos usavam essa artimanha para controlar certos e determinados fatores que poderiam representar reveses em suas vidas. Com o passar do tempo tudo muda, no entanto, os desvios foram se sucedendo e nos dia de hoje esses rituais aparecem muito deturpados, nas mais diversas festividades cristãs.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/02/2015

    Segundo o dito popular amor de carnaval desaparece na fumaça. É igual a dor de cabeça, quando tomamos um comprimido, ela normalmente passa. Na vida tudo passa e o tempo se encarrega disso. Ao assistirmos os belos desfiles de carnaval pelo Brasil afora, denotamos que momentos de prazer se misturam a momentos dolorosos. Enquanto nosso País passa por momentos difíceis, o povo se esbalda, enche o papo de cachaça, cerveja e outras bebidas malfazejas.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/02/2015

    A palavra cidadania é a qualidade ou estado de cidadão. Já cidadão é o indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um Estado, ou no desempenho de seus deveres para com este. Habitante de uma cidade, indivíduo, sujeito, homem, mas naturalmente um hominal de conduta ilibada. Cidadão do mundo é o homem que põe os interesses da humanidade acima da pátria; cidadão do Universo.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 14/02/2015

    Meu amigo você continua a não me entender. Você afirma que foram criados todos esses órgãos, mas os mesmos não funcionam. Por que o chefão da quadrilha (O Barba está solto?) não teve coragem de dar um depoimento para amenizar a situação dos seus companheiros de partido. Ficou ausente o tempo todo. O que adianta criar órgãos que os próprios petistas não obedecem? Eu nada tenho contra ou a favor do governo Fernando Henrique.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 10/02/2015

    O poder da palavra está na força do coração. A palavra simboliza a educação, a ética e a sabedoria… O poder da palavra está na vida e na dedicação. A palavra fortalece o poder e a sua força não negaria.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 08/02/2015

    Na minha vida compartilhei alegrias e tristezas, assim como nos céus brilham as estrelas, umas mais cintilantes, outras menos. Nos jardins brilham as flores e as rosas vertem perfumes, umas mais outras menos, mas são nos menores frascos que encontramos os melhores perfumes. Ouvi alguém afirmar: "No céu escolhi uma estrela de uma bela constelação, no jardim escolhi uma flor, para ser o meu grande amor e embelezar o meu coração".

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 04/02/2015

    Comments on this article

    1
    ANTONIO PAIVA RODRIGUES 11/07/2011
    OBRIGADO PELOS COMENTÁRIOS. ABRAÇOS
    1
    Jéssica Trindade 11/07/2011
    Parabéns pelo texto, E infelizmente eh mais um fato absurdo em nosso país, um paraíso dos criminos :(
    1
    Antonio Paiva Rodrigues 18/03/2011
    Obrigado estimado Nilvan pelos comentários. Abraços fraternos
    1
    nilvan 29/10/2010
    este é uma realidade vivida por muito gente ,pórem desconhecida por uma grande parte de brasileiro,gostei muito do assunto está bem detalhado.

    Esta ótimo.vc está de parabens!!!!!!!!
    1
    Antonio Paiva Rodrigues 21/10/2010
    Fique à vontade estimada amiga Ingrid. Paz e bem.
    1
    Antonio Paiva Rodrigues 18/10/2010
    Amiga èrica lamentável essa cena, mas aqui no Brasil de tudo acontece. Abraços e obrigado.
    1
    ANTONIO PAIVA RODRIGUES 15/10/2010
    AGRADEÇO POR TODOS OS COMENTÁRIOS FEITOS A MINHA MATÉRIA. ABRAÇOS
    1
    ANTONIO PAIVA RODRIGUES 14/10/2010
    VAMOS PRESTAR MAIS ATENÇÃO NA QUESTÃO DA MORTE ENCEFÁLICA, ALIADA AO ERRO MÉDICO. ERRAR É POSSÍVEL E NESSE POSSÍVEL ALGUÉM PODE TER SIDO CRUCIFICADO. FIQUEM COM DEUS. ABRAÇOS
    1
    ANTONIO PAIVA RODRIGUES 14/10/2010
    OBRIGADO AOS AMIGOS PELOS COMENTÁRIOS. QUE DEUS ABENÇOE A TODOS. ABRAÇOS FRATERNOS.
    0
    Leticia 09/10/2010
    Excelente a matéria! Estou pesquisando a dias sobre esse assunto e, cada vez mais fico perplexa! Pessoas sem coração tiram vidas de inocentes para garantir a vida de pessoas com alto poder aquisitivo, ainda se o governo estadual e federal incentivasse a doação ou informasse mais os civis dos procedimentos sobre a doação, diminuiria o tráfico de orgãos. Infelizmente nossa realidade é inversa.
    0
    luana barreto 18/05/2010
    Essa pesquisa me ajudou bastante sobre o assunto.Isso que estão fazendo não é humano,aqui em Recife estão roubando crianças e retirando seus orgão,essa semana foi encontrada uma criança na outra cidade em Paulista,isso é um absurdo,tem que acabar.Nós temedo até de sair de casa.
    3
    paulo 25/03/2010
    Na ilha do governador RJ estão sequestrando crianças para a retirada de seus orgãos,incrivel nos dias de hoje,o mundo está tomando uma direção lamentavél.....
    0
    erica 10/03/2010
    Otimo o tema tratado, são absurdos q só encontramos aqui. Li uma história outro dia no jornal:" Um homem q levou uma facada do nada no ombro direito e, na mesma hora apereceu um taxi do nada pra levalo ao hospital, chegando la conciente e andando normalmente ele foi levado a uma sala onde dóparam ele e, iniciaram sua sessão macabra de retirada de orgãos! Deixando apenas para a familia o tronco do corpo, sendo q não havia nada dentro deste tronco!"
    Quer dizer que vc não pode mais nem abaixar a cabeça, que vc pode ser golpeado a facadas? Em que mundo vivemos? Não existi mais racionalismo entre as pessoas, agem feito animais famintos!! Mas tambem o governo apoia e a medicina tambem.Fazer o que né mesmo vamos esperar a nossa vez!
    Obrigada!
    1
    ANTONIO PAIVA RODRIGUES 14/09/2009
    De nada minha amiga seja feliz e lembre-se de que Deus está com você. Abraços
    1
    sabrina 12/09/2009
    sua pesquisa é maravilhosa.... e e ajudou muito....obrigada!!
    1
    ingridi 20/07/2009
    olá antonio paiva, eu estou fazendo me tcc sobre tráfico de órgãos, e essa matéria q vc escreveu me ajudou, vou juntar com mais outras pesquisas, e acredito q farei um bom trabalho. obrigada...
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast