Velho Demais

Publicado em: 21/10/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 217 |

VELHO DEMAIS

 

Tornei-me obsoleto e não sirvo mais.

 Meu filho já não precisa de mim e não vejo alegria em seu rosto quando me vê. Devo estar mais velho do que penso, minhas mãos estão tremulas e meus olhos  não enxergam como antes. O meu corpo dói e sinto frio.

O sono foi-se com a idade e fico na cama imaginando como deverá ser chato o novo dia, sem ter com quem conversar, não ter pra onde ir e continuar me sentindo como um móvel velho que ninguém mais agüenta ver na sala.

Devem conversar entre si o que fazer com o velho que não tem mais graça e serventia e estou em suas mãos aguardando o momento que me levarão para algum asilo dizendo que será melhor pra mim.

Meus netos querem brincar de vídeo game,  mas meus reflexos não me permitem participar e quando chego perto, ouço aquela frase terrível e dolorida.

- Agora não vovô, depois brincamos com o senhor

Esse depois nunca chega e eu tenho tantas coisas pra falar, tantas historias para contar e tanta experiência para compartilhar que dói só em pensar que ninguém precisa mais delas.

Peço todas as noites para Deus os abençoar, pois eu não preciso de mais nada, sou inútil, velho demais para sonhar.

 Estou com sede, mas estão todos na cozinha e não quero constrange-los com minha presença, posso esperar saírem de lá. Daqui a pouco me trarão um prato de comida para que eu coma na varanda, para não sujar o tapete da sala de jantar. Lembro-me de quando o comprei para agradar minha esposa, que Deus a tenha em um lugar sagrado, e dou-Lhe graças todas as noites por ela não ter tido tempo de ficar obsoleta também.

 Hoje vai ter passeio, irão todos para o sítio.

 Que saudades daquele lugar!

 Lembro-me como se fosse hoje o dia que o comprei e como minha esposa tinha um carinho especial por ele, plantando suas roseiras em volta da casa e eu cuidando tão bem do gramado.

 Mas eu não vou poder ir, lá é longe demais e estou velho para suportar uma viagem dessas.

  Já ouvi tantas vezes essa frase que acabei me convencendo que estão certos.

  Ficarei sozinho, somente com a empregada que me chama de velho e nem sabe o meu nome. Aliás, será que alguém ainda sabe o meu nome?

  Vou ficar aqui sentado na cadeira de balanço até que saiam e eu possa tomar o meu copo de água. E o meu remédio, que horas mesmo eu tenho que tomá-lo?

  Será que fará alguma diferença se eu não tomá-lo mais?

  Hoje estou sentindo-me estranho, acordei com saudades da minha esposa e sinto o seu perfume toda vez que fecho os meus olhos. Está um tanto frio aqui fora que vou voltar para o meu quarto.

  Perdi a sede, só quero minha cama.

  Sinto que já saíram e o engraçado é que se esqueceram de me dar o prato de comida, mas estou sem fome, talvez tenham adivinhado isso também.

  O silêncio é tão gostoso às vezes!

  O frio aumentou e estou todo coberto, mas ainda o sentindo..

  Que cheiro gostoso desse perfume, faz tempo que não o sentia.

  Sinto tocarem em minha face com as duas mãos.

  Mãos macias, abro os meus olhos e percebo que estou sonhando. Talvez a saudade me faz ver o rosto de minha esposa e os seus braços me chamando para me levantar e seguir, de mãos dadas com ela.

   Preciso me despedir do meu filho e dos meus netos, mas não tenho mais tempo, tenho que ir.

  Espero que eles não chorem quando voltarem.

  Sentirei saudades, mas estou partindo ao encontro de alguém para quem eu sempre fui prioridade.

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/cronicas-artigos/velho-demais-1364358.html

    Palavras-chave do artigo:

    velho demais

    Comentar sobre o artigo

    Existem grandes empresários e excelentes executivos da área de Tecnologia da Informação capazes de equilibrar equipes de trabalho, utilizando as principais virtudes dos jovens na casa dos vinte e poucos anos e dos nem tão jovens, já passados dos 40 anos. Mas ainda há muitos empregadores engessados, que de antemão condenam o interessado na vaga disponível ou por ser ‘jovem demais', ou ‘velho demais'.

    Por: Vítor Margatol Tecnologia> TIl 04/09/2013 lAcessos: 51

    Acossado por manifestações da sociedade brasileira, o velho lobo, imperador do Maranhão, José Sarney, mas eleito pelo Estado do Amapá - uma anomalia histórica da política nacional -, não teve dúvida para enfrentar a chuva ácida de acusações que lhe foram irrogadas. Do plenário do Senado, partiu para o ataque desafiando a todos os "santos" presentes que jogassem a primeira pedra. Velho marinheiro de longas jornadas, sabe como poucos navegar em mar tempestuoso e cheio de tubarões.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedade> Polítical 02/07/2009 lAcessos: 45

    Trata-se de um estudo de caráter descritivo com abordagem quantitativa, cujo objetivo geral foi investigar a Atenção Medicamentosa aos Idosos pelos profissionais Odontólogos (as), Médicos (as) e Enfermeiros (as) das Equipes Saúde da Família da Área Urbana do Município de Porto Velho-RO. A coleta de dados se deu através de questionários com perguntas fechadas e abertas a uma população de 48 profissionais das Equipe de Saúde da Família.

    Por: Josué da Silva Sicsúl Saúde e Bem Estarl 10/12/2008 lAcessos: 904 lComentário: 1

    Cultuar o velho e ultrapassado é uma atitude inteligente, como inteligente é respeitar e admirar esse mesmo passado? Defensores exacerbados do passado têm o direito de refutar os que pensam diferente, chegando ao ponto de distorcer e mentir sobre os que opinam de modo diferente?

    Por: Ebenézer Anselmol Negócios> Administraçãol 03/05/2009 lAcessos: 182
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Todos os "entendidos" vêm sugerir alternativas supostamente eficientes para a Educação dos filhos pelos pais, mas ninguém para pra pensar se alguma coisa não estaria certa na Educação antiga.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Educaçãol 29/05/2013 lAcessos: 47

    É uma crônica,onde conto o que sempre senti pelo Rei Roberto Carlos.

    Por: Tereza Tavaresl Literatura> Crônicasl 19/10/2009 lAcessos: 121

    Investigar as formas de apropriação do espaço geográfico ocupado pelos Kalungas, mapeando algumas diferenças de gênero, tem por finalidade compreender a geografia econômica e a geografia social.

    Por: Leda Arminda Machado Barrosl Educaçãol 02/02/2009 lAcessos: 1,275 lComentário: 1
    Alexandra Meireles

    O Conhecimento muda muito a vida das pessoas, o que tem em comum esses dois homens? A resposta é: determinação e força de vontade. As vezes temos projetos e idéias, mas desistimos de colocá-los em prática com as dificuldades que nos deparamos,ou somos velhos demais,ou não temos dinheiro o suficiente,ou não temos tempo e por aí vai,poderia citar mais uma infinidade de desculpas que costumamos dar a nossa preguiça de agir e correr atrás daquilo que queremos.

    Por: Alexandra Meirelesl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 18/11/2014
    Gustavo Rocha

    O seriado Friends já acabou há mais de 9 anos e ainda pode nos ensinar sobre emprego e carreira. Seus personagens tinham características que vão além do humorismo. Buscavam seus sonhos, tinham objetivos, perseguiam cada oportunidade de maneira única, enfim, bons exemplos (pelo menos em alguns aspectos). Não apenas nas lições pessoais de amizade, de relação pessoal, de namoro e manutenção dos valores intrínsecos entre as pessoas, eles tinham no próprio seriado trabalhos, relações com os colegas

    Por: Gustavo Rochal Carreiral 05/08/2013 lAcessos: 21

    Dentre os muitos escândalos surgidos no governo do Partido dos trabalhadores (PT), desde sua inserção na presidência da República, que os escândalos não param, pois assim que se chega ao fim uma investigação, começa outra. Mensalão, Propinoduto, Petrolão, BNDES e vem mais um o Eletrolão. São tantos escândalos que a Polícia Federal não terá condições de averiguar todos, visto que a demora em apontar nomes pode ser considerado o ponto fraco das investigações

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 19/02/2015

    Dizem alguns historiadores que uma grande maioria das festas cristãs tem um cunho pagão. Quem faz as afirmações baseia nas tradições dos povos antigos, pois os rituais eram mágicos religiosos e os religiosos usavam essa artimanha para controlar certos e determinados fatores que poderiam representar reveses em suas vidas. Com o passar do tempo tudo muda, no entanto, os desvios foram se sucedendo e nos dia de hoje esses rituais aparecem muito deturpados, nas mais diversas festividades cristãs.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/02/2015

    Segundo o dito popular amor de carnaval desaparece na fumaça. É igual a dor de cabeça, quando tomamos um comprimido, ela normalmente passa. Na vida tudo passa e o tempo se encarrega disso. Ao assistirmos os belos desfiles de carnaval pelo Brasil afora, denotamos que momentos de prazer se misturam a momentos dolorosos. Enquanto nosso País passa por momentos difíceis, o povo se esbalda, enche o papo de cachaça, cerveja e outras bebidas malfazejas.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 17/02/2015
    Evaní Dias Paes Landim

    O presente artigo aponta para a reflexão do gênero feminino no romance de maturidade de Machado de Assis,Dom Casmurro.De início é interessante destacar a Revolução Francesa como mola precursora para se repensar o papel da mulher no século XIX.Dentro dessa perspectiva, discorreremos sobre a forma abusiva do sexismo masculino e a diminuição do feminino. analisaremos a personagem Capitu, criada com intenções específicas, concentra em si a dissimulação e críticas sociais que o autor abordava.

    Por: Evaní Dias Paes Landiml Literatura> Crônicasl 16/02/2015

    A palavra cidadania é a qualidade ou estado de cidadão. Já cidadão é o indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um Estado, ou no desempenho de seus deveres para com este. Habitante de uma cidade, indivíduo, sujeito, homem, mas naturalmente um hominal de conduta ilibada. Cidadão do mundo é o homem que põe os interesses da humanidade acima da pátria; cidadão do Universo.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 14/02/2015
    Ellie Rocha

    Artigo escrito no ensino médio a cerca a necessidade da leitura para a existência de um futuro utópico onde todos sentiriam prazer ao receber conhecimento e onde a leitura seria a principal maneira de lazer

    Por: Ellie Rochal Literatura> Crônicasl 13/02/2015

    Meu amigo você continua a não me entender. Você afirma que foram criados todos esses órgãos, mas os mesmos não funcionam. Por que o chefão da quadrilha (O Barba está solto?) não teve coragem de dar um depoimento para amenizar a situação dos seus companheiros de partido. Ficou ausente o tempo todo. O que adianta criar órgãos que os próprios petistas não obedecem? Eu nada tenho contra ou a favor do governo Fernando Henrique.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 10/02/2015

    Queremos mostrar a realidade dos nossos governos, visto que em pleno século XXI, ainda temos profissionais da mídia que fogem a sua destinação legal, que é o compromisso com a verdade, e passam a integrar a "imprensa marrom", com um único intento de ganhar dinheiro, que no linguajar da radiofusão nomina-se de "jabá".

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 29/01/2015

    Quado ocë decidi fazer diferente, mudar o rumo das coisas, dar o grito de libertação e encontrar a felicidade perdida.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatura> Poesial 02/11/2009 lAcessos: 714 lComentário: 1

    Quado nao estiver mais histórias para contar aos seus filhos antes de irem dormir, conte essa. Esse ato fará com que jamais esqueçam desses momentos magicos e unicos na vida deles.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatura> Ficçãol 02/11/2009 lAcessos: 1,219

    O mundo vem sofrendo uma revoluçao e alterando rapidamente o nosso modo de modo de viver. Novas tecnologias surgindo a cada dia e quando nos lembramos do ontem, percebemos o quando progredimos, mas ao mesmo tempo, bate uma saudade das coisas simples que não existem mais.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatura> Crônicasl 02/11/2009 lAcessos: 454

    Uma de muitas histõrias que eu ouvi morando no Amazonas

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatural 02/11/2009 lAcessos: 290

    Muito do que somos hoje aprendemos em nossa infância. Algumas experiencias vividas na fase da inocência nos traz ensinamentos para a vida inteira. Essa é uma das muitas liçôes que eu tive em minha vida.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatura> Crônicasl 02/11/2009 lAcessos: 211

    Existem cenas muito engraçadas em nosso dia a dia e estou retratando duas ocorridas a algum tempo, porém utilizando nomes e locais fictícios para não ferir ninguem.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatural 23/10/2009 lAcessos: 97 lComentário: 1

    Muitas vezes cometemos erros durante quase toda a vida sem nos dar conta de como isso pode interferir na vida de outras pessoas. Quando esse erro atinge nossos filhos, aí então ao vemos o quanto fomos egoístas e faríamos de tudo para voltar atrás.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatural 23/10/2009 lAcessos: 197 lComentário: 1

    O ser humano tem enraizado em si o erro de pré-conceituar as pessoas pelo que elas vestem, possuem, crêm, se manifestam etc. Muitas vezes perdemos lições valiosas por nos distanciar de pessoas cuja primeira imagem nos cause arrepio.

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Literatural 23/10/2009 lAcessos: 92
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast