Aposentadoria tem que ser preparada com antecedencia

29/08/2010 • Por • 171 Acessos

Muitos aguardam a proximidade do cumprimento do tempo de contribuição para procurar o INSS ou começar a pesquisar sobre o assunto e muitas vezes começam a receber o benefício meses após a data prevista ou até com um valor menor do que teria direito. É comum no processo de requerimento da aposentadoria haver problemas devido as regras internas da previdência, que normalmente não se tem conhecimento. Se tais problemas tiverem de acontecer, eles acontecerão mesmo com a assistência de um profissional, se for feito de última hora.

Trabalhamos por décadas, contribuindo para ter o tão esperado benefício e quando chega o momento de requerermos, podemos fazê-lo sem necessidade de contratação de advogado ou despachante, a não ser que não se queira disponibilizar tempo para pesquisas e algumas visitas ao posto da previdência ou não se importe em ter mais algumas despesas com profissionais. Porém, em ambos os casos, o processo deve se iniciar com antecedência.

Pesquisa no Portal da Previdência, organização de todos os documentos trabalhista, ou seja, carteiras de trabalho, recibos de pagamentos e termos de quitações, sempre contemporâneos aos fatos, são o mínimo para iniciar o processo.

Atualmente o INSS possui uma base de dados, Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), onde são registradas todas as informações referentes aos registros empregatícios dos contribuintes, tais como: razão social das empresas e salários. Esta base de dados atualmente não está atualizada e ainda faltam muitos dados, principalmente aos registros mais antigos. Com o aperfeiçoamento da inclusão de dados neste sistema, futuramente será muito fácil, o segurado terá que apenas se identificar para requerer os direitos.

Como o sistema não chegou a este ponto ainda, temos que tomar alguns cuidados. O valor do benefício é estipulado de acordo com alguns critérios da Lei, como expectativa de vida e a media de 80% dos maiores salários de julho de 1994 para cá. Como em muitos casos o CNIS não está completo, faltando lançamentos, é necessário ficarmos atentos, pois poderá prejudicar o valor do benefício e temos que corrigir durante o processo de requerimento do benefício, ou melhor, antes, pois teremos que apresentar documentos, que poderá levar algum tempo para conseguir e consequentemente atrasar o primeiro pagamento.

Podemos ter acesso ao CNIS, pela internet, no site do Ministério da Previdência e Assistência Social, Portal da Previdência Social, no link "Extrato de Informações Previdenciárias", através de uma senha que pode ser conseguida em qualquer agência da Previdência e na falta de acesso a internet, diretamente na agência.

De posse das informações, o segurado irá conferir os lançamentos ou a falta de algum, para providenciar a correção. A retificação ou inclusão de dados é realizada na Agência da Previdência, com apresentação de provas que podem ser carteira, profissional, recibos de pagamento, extratos analítico de FGTS, e outras conforme for o caso.

Estando o CNIS atualizado, o requerimentos da aposentadoria será um processo simples, somente com apresentação das Carteiras de Trabalho.