O Censo 2010 e a População Negra

Publicado em: 02/08/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 318 |
  1. O Censo 2010 e a População Negra 

Como no último censo onde o quesito cor foi utilizado, o Censo 2010 não avança muito com relação à população negra. Realizamos naquele censo a campanha Não Deixe Sua Cor Passar em Branco (1991).  Alegávamos que se o IBGE não havia conseguido acompanhar e incorporar os avanços obtidos na configuração do termo negro para identificar as/os descendentes de africanas/os no Brasil, deveríamos assinalar na opção "A sua cor ou raça" a cor preta.

Creio que obtivemos algum avanço, pois a partir daí iniciou-se a agregação de "pretos e pardos" que passaram a ser considerados negros, em várias pesquisas. Não é o bastante, porém, temos que ter mente que existem inúmeras batalhas a serem vencidas. E dentre as que devemos fazer frente é a de questionarmos o IBGE por não contemplar nossa postura identitária sócio-historica-cultural como povo Negro.

 

Agora temos o Censo 2010 que está caminhando até novembro para recensear novamente a população brasileira, e dentre ela nos encontramos.

Na Amostra encontraremos o item "6.06 – A sua cor ou raça é:" (IBGE, p. 192, 2010). No questionário Básico o item que registra é "6.04 - A sua cor ou raça é:" (IBGE, p. 192, 2010).

A recomendação dada, neste item, às/aos recenseadoras/es é a seguinte: "Leia as opções de cor ou raça para a pessoa e registre aquela que for a declarada. Caso a declaração não corresponda a uma das alternativas enunciadas no quesito, releia as opções para que a pessoa se classifique na que julgar mais adequada. Em nenhum momento você deve influenciar a resposta da/o entrevistada/o (IBGE, p. 192, 2010)

Conforme o caso, registre:

 

1 – Branca                 - Para a pessoa que se declarar branca

2 – Preta                    - Para a pessoa que se declarar preta.

3 – Amarela              - Para a pessoa que declarar de cor amarela (de  

                                    origem oriental, japonesa, chinesa, coreana,

                                    etc.).

 

4 – Parda                   - Para a pessoa que se declarar parda.

5 – Indígena              - Para a pessoa que se declarar indígena ou

                                     índia.

                                     Esta classificação se aplica tanto aos indígenas

                                     que vivem em terras indígenas como aos que

                                     vivem fora delas.

 

 

Como podemos observar não há nenhuma preocupação em explicitar quem são as pessoas pretas e muito quem são as pessoas "pardas" (que nas edições mais antigas do Aurélio trazia como verbete: pardo = Branco sujo).

 

No tocante às religiões de Origem Africanas, o item "6.12 – Qual é a sua religião ou culto", a questão é muito mais de assunção de nossa identidade religiosa, pois poderemos declará-la com toda tranquilidade uma vez que o PGA (o computador de mão do/a recenseador/a) poderá registrá-la (IBGE, p.194, 2010).

 

A metodologia utilizada para a coleta de dados obedecerá às informações obtidas por meio de entrevista presencial feita pelo/a recenseador/a sendo as respostas registradas em um computador de mão ou preenchimento do questionário via internet (a ser utilizado em último caso).

Para a coleta de dados, será usado um dos modelos distintos de questionário:

Básico ou da Amostra, em todos os domicílios do Território Nacional (IBGE, p. 16, 2010).

 

Necessitamos entender a importância deste momento, nem todas/os nós seremos contempladas/os com o questionário de Amostra para podermos declarar nossa Religião, contudo, não podemos abdicar de declararmos nossa Cor ou nossa Raça.

Logo, deveremos voltar àquela estratégia que utilizamos outrora, ou seja, DECLARAR QUE SOMOS PRETAS/OS para garantirmos a manutenção e continuação de políticas públicas para a população negra.

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/desigualdades-sociais-artigos/o-censo-2010-e-a-populacao-negra-5089668.html

    Palavras-chave do artigo:

    censo populacao negra identidade

    Comentar sobre o artigo

    O presente artigo consiste na apresentação do resultado de estudos e intervenção pedagógica que analisa o uso de expressões e piadas relacionadas às populações negras como expressão naturalizada do preconceito racial no interior da escola e na sociedade. A finalidade deste texto é estabelecer a relação entre as teorias norteadoras do estudo, com o modo do povo brasileiro se perceber racista e preconceituoso, identificando causas, efeitos e seqüelas, buscando o entendimento por meio de reflexões.

    Por: DAVI SAMUELl Educação> Ensino Superiorl 12/07/2011 lAcessos: 2,348
    raphael de morais dias

    Janary Gentil Nunes Nasceu na cidade de Alenquer, município do para, em primeiro de junho de 1912. Veio ao Amapá em 1940, quando ainda era primeiro Tenente do exercito, na época, comandava o pelotão independente do Oiapoque, na fronteira do Brasil com a Guiana francesa (atualmente, colônia militar de clevelândia do norte) onde permaneceu ate o final de 1941. Em 1943 tornou-se oficial de ligação em general-comandante da 8° legião militar e comandante das forças norte-americanas, o que lhe valeu a

    Por: raphael de morais diasl Notícias & Sociedade> Polítical 31/03/2014 lAcessos: 105

    A implantação de cotas nas universidades públicas é uma das questões conflituosas da proposta de reforma na educação apresentada pelo MEC. Forma-se que os exames vestibulares são claramente injustos. Tendo em vista, que a maioria dos que ingressam na universidade são componentes da classe média alta que cursaram o ensino médio em instituições particulares. O presente trabalho buscará averiguar a política de cotas. Como esta política é determinante, qual a sua eficácia, se existe alguma lacuna, s

    Por: juniorparentel Educação> Ciêncial 01/07/2014
    CLAUDIO TAVEIRA

    A região Sérido no Rio Grande do Norte está em processo de desertificação, está morrendo. A região do semi-árido brasileiro é uma área muito rica culturalmente e ambientalmente, mas também uma área de muito êxodo. A região é muito explorada pelas indústrias ceramistas locais que agem feito efeito manada, destruindo toda a vegetação (ou o que sobrou dela) para a produção de telha. O meio de análise deste assunto ocorreu por meio de literatura especializada e estudo de campo. Chega-se a conclusão

    Por: CLAUDIO TAVEIRAl Educação> Ciêncial 17/09/2010 lAcessos: 1,118
    Agta Amorim

    Este artigo tem por objetivo compreender como a política do Sistema Único da Assistência Social tem refletido na Instituição de Acolhimento de Crianças e Adolescentes (Casa-Lar) e assim identificar como o assistente social atua neste território. Mesmo que se trate de uma política voltada à um publico em vulnerabilidade social, as crianças tem sido assistidas em sua integralidade, buscando reintegrá-las a um lar que possa amá-las e respeitá-las como crianças e adolescentes portadoras de direi

    Por: Agta Amoriml Lar e Família> Adolescentesl 05/09/2014 lAcessos: 43
    Davi Santos

    Em busca do equilibrio A vida como ela é, já dizia o famoso escritor, Nelson Rodriguês, ou a vida é bela do filme de Roberto Benigni, Durante a Segunda Guerra Mundial na Itália, o judeu Guido, me vem o desejo de falar de algo que abrange a vida e o ser no que ele é, autêntico, ou hipócrita,honesto ou desonesto,forte ou fraco,onde ele vem a pensar nele criatura, como ser que pensa e executa, vive ou deixa a vida o levar, basicamente ele para e diz : O que realmente o equilíbra.

    Por: Davi Santosl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 18/11/2014

    Diariamente passo por um ser humano triste, sozinho que mendiga numa grande e bonita rua da cidade, que dorme a chuva. Será feliz?

    Por: arminda moraisl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 12/11/2014
    Mariana Chaves

    De forma subliminar estamos vivendo em uma guerra de aparências, não importa o que você realmente é como pessoa, e sim o que você parece ou faz.

    Por: Mariana Chavesl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 07/11/2014
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Texto denúncia, recebido por e-mail sobre a ação do PT e da PETRALHADA. Imperdível. Divulgue, pense no Brasil.

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 24/09/2014 lAcessos: 14

    O trabalho em questão vai retratar a importância de determinadas políticas públicas que asseguram os direitos dos cidadãos de nosso país, conforme a Constituição de 1988 que diz "São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição".

    Por: RENATA SOUZAl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 20/09/2014 lAcessos: 15
    Carla Jacques

    O TEXTO FAZ UMA ANÁLISE CRÍTICA ACERCA DA QUESTÃO DO RACISMO, À LUZ DA IDEOLOGIA DO BRANQUEAMENTO, DISCUTINDO O CASO RELACIONADO AO GOLEIRO ARANHA (VEICULADO NA MÍDIA) E UM OUTRO CASO DE UM BAIRRO DE UMA CIDADE DO INTERIOR DO PAÍS QUE É INTITULADO POR ALGUNS MORADORES COM O SEGUINTE VULGO: "PLANETA DOS MACACOS".

    Por: Carla Jacquesl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 15/09/2014 lAcessos: 26
    Leonardo Quintão 1500

    Em 2014 a Lei 7.716, que define os crimes resultantes de preconceito racial, completou 25 anos. A lei ficou conhecida como Caó em homenagem ao seu autor, o deputado Carlos Alberto de Oliveira e determina a pena de reclusão a quem tenha cometidos atos de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Com a sanção, a lei regulamentou o trecho da Constituição Federal que torna inafiançável e imprescritível o crime de racismo, após dizer que todos são iguais sem

    Por: Leonardo Quintão 1500l Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 11/09/2014
    Francisco Amado

    Como um reacionário honesto, eu naturalmente rejeito o Nazismo, Comunismo, Fascismo e todas as ideologias relacionadas que são, de fato, um reductio ad absurdum da chamada democracia e do "povo no poder". Eu rejeito os pressupostos absurdos do governo da maioria, do parlamento hocus-pocus,

    Por: Francisco Amadol Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 09/09/2014
    Adomair O. Ogunbiyi

    Enfoca aspectos da educação infantil, na sociedade brasileira, fazendo recorte dessa educação com relação às crianças negras. Aborda, ainda, como se dá a educação infantil de crianças negras no sistema escolar brasileiro. Apresenta, finalmente, observação de experiência com educação infantil, de crianças negras, em escola comunitária.

    Por: Adomair O. Ogunbiyil Educação> Educação Infantill 26/07/2011 lAcessos: 475
    Adomair O. Ogunbiyi

    Estudo de Caso sobre o Conselho Municipal das Populações Afrodescendentes (COMAFRO) com enfoque nas políticas públicas e na gestão democrática. O artigo analisa como se dão as políticas públicas relativas à população afro-brasileira nas áreas da educação e da saúde, dentro do escopo de políticas universalistas da Gestão Pública Municipal, de São Luís, Maranhão – Brasil, durante o período de 2004 a 2008, cotejando-as com as propostas oriundas de uma instituição de controle social como o Conselho

    Por: Adomair O. Ogunbiyil Negócios> Gestãol 22/07/2011 lAcessos: 991
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast