Dano Moral

Publicado em: 17/04/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 28,594 |

DANO MORAL

 

CONCEITO

Dano Moral é um dano não material, ou seja, aquele dano que não atinge o patrimonio da pessoa, ele atinge o sentimento a sensação dolorosa causada no intimo da pessoa, por exemplo algo que deperte na pessoa a vergonha, a ira, o ódio, trata-se de uma dor fisica ou moral, em geral uma dolorosa sensação provada pela pessoa.

Danos Morais seriam exemplificadamente, aqueles decorrentes das ofensas ao decoro, às crenças intimas, aos sentimentos afetivos, a honra, a correção estética, a vida, a integridade corporal, a paz interior de cada pessoa.

Perceba que o dano moral pode causar tambem o dano patrimonial, como por exemplo as despesas com tratamento psicológicos ou a perda do emprego em razão de danos morais causados a pessoa.

Como bem sabemos o individuo é titular de direitos integrantes de sua personalidade, é o que determina a CF em seu artigo 5º, V e X, ao estabelecer serem invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.

Veja que a ressarcibilidade dos danos morais é muito antiga, no Direito Romano quando alguém ficava privado de um objecto era permitido reclamar, além do seu valor patrimonial, o respectivo valor de afeição, cuja privação representava um inegável dano moral e que seria fixado pelo juiz.

FUNDAMENTO PARA A REPARAÇÃO DO DANO

Ja nos tempos mais antigos uma pessoa para se ressarcir da injuria (procedimento grave - injuria atrox, procedimento de pouca valia - injuria levis), por exemplo, propunha ação pretoriana denominada injuriarum aestimatória pela qual se podia reclamar uma reparaçã, consistente, sempre, em uma soma em dinheiro, prudentemente arbitrada pelo juiz. (Ex. aquele que chamasse de maneira insinuante, na via pública, uma donzela).

Varios países consagraram o instituto do dano moral em seus códigos, podemos citar os Códigos da Prússia e da Saxônia, o alemão etc., no Brasil o conceito germânico foi incorporado no Código Criminal de 1830, no capitulo IV "DA SATISFAÇÃO", artigo 21: "O delinquente satisfará o dano que causar com o delito".

DIFICULDADES NA REPARAÇÃO DOS DANOS MORAIS

A maior dificuldade é a cumulação da reparação do dano moral com o material:

Sendo que hoje é pacifico o entendimento, inclusive por súmula do STJ, de serem cumuláveis indenizações por dano material e moral oriundos do mesmo fato. O debate maior, hoje, é em torno da cumulação do dano estético e moral.

DOS VALORES DA INDENIZAÇÃO 

Este tema é abrangido por muitas dificuldades tanto pelo operador do direito como para as vitimas de danos morais, veja que a Lei de Imprensa e o Código de Telecomunicações previam, respectivamente, um sistema de tarifação para os danos causados, ou seja, era estipulado o valor de até 100 salários mínimos em caso de dano, sendo reincidente o valor era dobrado.

Tendo a Constituição Federal consagrado a reparação do dano moral, tem-se entendido nao mais existir limites para o ressarcimento. No entanto pernancece a dúvida na hora da fixação do quantum, dificuldade esta que nao paira nos danos materiais.

Seria possível através do arbitrio de determinado valor recompor sentimentos, insuscetíveis, por sua natureza de reconstituição?.

A indenização busca dar meios ao lesado para aliviar sua mágoa e sentimentos agravados, servindo tambem de pena para o autor.

Nas palavras de PEDRO LESSA, na Ap. Cível n.º3.585 (Revista Forense 27/202):

"Não indenizar o dano moral é deixar sem sanção um direito, ou uma série de direitos. A indenização, por menor e mais insuficiente que seja, é a única sanção para os casos em que se perdem ou se têm lesados a honra, a liberdade, a amizade, a afeição e outros bens morais, mais valiosos que os econômicos".

CONCLUSÕES  

Pode-se concluir que a Constituição de 1988 consagrou a reparação dos danos morais desprovida de limitação.

Na falta de parametros para fixar o quantum. devem os Tribunais, em atenção àquelas finalidades, arbitrar dentro de principios razoáveis e critérios de proporcionalidade, levando em consideração as condições do ofensor e do ofendido.

  

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/direito-artigos/dano-moral-871492.html

    Palavras-chave do artigo:

    dano moral

    ,

    fixacao dos valores da indenizacao hugo leonardo ribeiro

    ,

    advogado

    Comentar sobre o artigo

    No Brasil, a questão da defesa dos direitos do consumidor começou a ser discutida no início dos anos 70, com a criação das primeiras associações civis e entidades governamentais voltadas para esse fim (Ex: Conselho de Defesa do Consumidor – CONDECON, Associação de Proteção ao Consumidor – APC, etc.). Mas foi somente em 1988, com a promulgação da Constituição Federal, que estabeleceu como dever do Estado promover a defesa do consumidor e um prazo para a elaboração de um Código para esse fim.

    Por: Tiago Morlinl Direitol 27/03/2015 lAcessos: 16

    O presente estudo traz uma abordagem acerca do instituto de inquérito policial, sendo ele procedimento administrativo que busca apurar autoria e materialidade de infração penal. Trata-se de pesquisa qualitativa, realizada por meio de método dedutivo e de procedimento técnico bibliográfico e documental.Busca-se inserir o inquérito policial no condão constitucional analisando este instituto à luz dos princípios do contraditório e da ampla defesa, garantidos pela Constituição Federal de 1988. Adema

    Por: Jussana Gabrieli Machadol Direitol 25/03/2015 lAcessos: 13

    Vamos aproveitar este momento para explicar que os contratos de seguros de veículos tem que pagar pelos seguintes danos: * DANOS CORPORAIS * DANOS MORAIS * DANOS MATERIAIS OU PATRIMONIAIS

    Por: Bento Jr Advogadosl Direitol 23/03/2015

    Abordagem do surgimento e internacionalização dos Direitos Humanos e sua importância, a Declaração Universal como sistema global de proteção dos Direitos Humanos e demais convenções, incorporação no sistema Brasileiro e suas divergências sobre os tratados internacionais de Direitos Humanos, a Convenção sobre a eliminação de todas as formas de descriminação contra a mulher e sua fundamentação na igualdade.

    Por: RENATO PORTELA E VASCONCELOSl Direitol 04/03/2015 lAcessos: 13
    Giovanna Santos

    Encontrado em 1967 um importante relatório contendo detalhes sobre um terrível genocídio contra povos indígenas resultam em dizimação de tribos inteiras.

    Por: Giovanna Santosl Direitol 25/02/2015

    Objetivando-se um melhor entendimento da possibilidade de ocorrência deste fenômeno no meio comercial mundial, buscou-se realizar um estudo detalhado sobre a origem do crédito, sua evolução histórica e conceito, as principais espécies de títulos de crédito, características, e princípios fundamentais. Evidenciou-se ainda um foco nos estudos sobre o art. 889 do CC 2002 que instituiu a possibilidade de emissão de títulos de crédito a partir de caracteres criados em computador ou meio equivalente.

    Por: Francisco José Jácome de Melol Direitol 19/02/2015 lAcessos: 30

    No cenário atual diversos protestos, manifestações puderam ser vistos nas ruas, inicialmente contra o aumento das passagens de ônibus, mas, todos sabem que um conjunto de fatores desencadeou esse protesto em que parte da pauta das manifestações é um resultado das políticas do governo na ultima década.

    Por: Gleidson Mateus de Melol Direitol 16/02/2015 lAcessos: 23
    Natal Moro Frigi Frigi

    A indicada contribuição fora instituída pela Lei Complementar nº 110/2001, art. 1º, com a finalidade de remunerar os expurgos inflacionários dos Planos Collor e Verão, onde a multa sobre o saldo acumulado do FGTS que era de 40% passou a ser de 50%, todavia, o trabalhador continua recebendo os mesmo valor, pois o aumento (10%) ficaria para a União Federal com o objeto de  remunerar as correção indicadas.

    Por: Natal Moro Frigi Frigil Direitol 14/02/2015 lAcessos: 11
    Dr. HUGO LEONARDO RIBEIRO

    LOCAÇÃO DE IMÓVEL MOBILIADO BOM NEGÓCIO, A COPA DO MUNDO NO BRASIL TRARÁ NOVAS OPORTUNIDADES APROVEITE O MOMENTO

    Por: Dr. HUGO LEONARDO RIBEIROl Finanças> Investimentosl 20/09/2011 lAcessos: 220
    Dr. HUGO LEONARDO RIBEIRO

    PLANO DE SAÚDE, PAGAMENTO DO MEDICAMENTO XELODA, XELODA, QUIMIOTERAPIA XELODA, QUIMIOTERAPIA, HUGO LEONARDO RIBEIRO, TRATAMENTO XELODA, LIMINAR XELODA

    Por: Dr. HUGO LEONARDO RIBEIROl Direito> Doutrinal 15/09/2010 lAcessos: 528
    Dr. HUGO LEONARDO RIBEIRO

    Direitos dos portadores de câncer, medidas judiciais, medidas administrativas, através de um advogado você poderá fazer valer os seus direitos.

    Por: Dr. HUGO LEONARDO RIBEIROl Direito> Doutrinal 17/08/2010 lAcessos: 1,174 lComentário: 1
    Dr. HUGO LEONARDO RIBEIRO

    Plano de saúde nega autorização para tratamento de cancer, medida judicial garante em menos de 3 horas que o usuário do plano de saúde realize o tratamento sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 por dia de atraso.

    Por: Dr. HUGO LEONARDO RIBEIROl Direito> Jurisprudêncial 17/08/2010 lAcessos: 5,029 lComentário: 2
    Dr. HUGO LEONARDO RIBEIRO

    Fechamento de varanda uma questão polemica que deve ser enfrentada a luz da legislação vigente.

    Por: Dr. HUGO LEONARDO RIBEIROl Direito> Doutrinal 04/08/2010 lAcessos: 1,076
    Dr. HUGO LEONARDO RIBEIRO

    HOJE O DIVÓRCIO NAO É MAIS UM BICHO DE SETE CABEÇAS

    Por: Dr. HUGO LEONARDO RIBEIROl Lar e Família> Divórciol 15/01/2010 lAcessos: 952
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast