Testamento Particular

Publicado em: 01/12/2009 |Comentário: 4 | Acessos: 52,987 |

TESTAMENTO PARTICULAR

            De acordo com o Código Civil no seu artigo 1876 e seguintes, o testamento particular é aquele escrito pelo próprio testador sem que haja a intervenção do Estado.

            O testamento particular poderá ser escrito de próprio punho ou através de processo mecânico. Se for feito na primeira hipótese deverá ser lido e assinado por quem o escreveu na presença de no mínimo três testemunhas que o devem subscrever. Feito na segunda hipótese não poderá conter rasuras ou espaços em branco, devendo ser assinado pelo testador, depois de tê-lo lido na presença de pelo menos três testemunhas que o subscreverão.

            O testamento particular será publicado citando os herdeiros legítimos. Será designada uma audiência para comprovar a validade do testamento, tendo em vista que o mesmo precisa ser confirmado (a confirmação se dá pelas testemunhas) pelo judiciário.

            Em audiência as testemunhas de forma igual devem:

A)    Manifestar-se sobre o conteúdo do testamento.

B)     Não sendo possível, deverão dizer que o testamento foi lido para eles.

C)    Reconhecerem a assinatura do testador bem como as suas assinaturas.

Se sobra uma testemunha (Exemplo: morte das outras), se ela confirmar todos os requisitos o juiz poderá tornar válido o testamento(critério dele).

Se não houver testemunhas (Exemplo: as três mortas), não será válido o testamento.

            O testamento particular poderá ser feito em língua estrangeira desde que as testemunhas entendam.

            Segue modelo de testamento particular:

  1. Eu, P.O., me encontrando no meu perfeito juízo s entendimento, livre de qualquer coação, deliberei fazer esse meu testamento particular, como efetivamente o faço, sem constrangimento, em presença de três testemunhas, Senhores            (qualificar), que se acham todas reunidas em minha residência, na Rua ...... nº.., nesta cidade de .... Estado de..., no qual exaro minha última vontade, pela forma e maneira seguinte: sou brasileiro, solteiro, com   anos de idade, tendo nascido em       ,portador do CPF nº......, filho de       e de     , não tendo descendente ou ascendente vivo, instituo meu herdeiro na totalidade de meus bens, o Sr  ( nome e qualificação); nomeio testamenteiro o Sr        (nome e qualificação). Assim expressando este testamento particular minha última vontade, pedindo à Justiça de meu País que o faça cumprir como este se contém e declara e às testemunhas, perante as quais li este mesmo testamento, que o confirmem em juízo, de conformidade com a lei. Dou, assim, por concluído este meu testamento particular, que com as aludidas testemunhas, assino, nessa cidade de____ aos ____ dias do mês de___ do ano de dois mil e (200 ).

(Assinatura do testador e das testemunhas)

CONCLUSÃO

            Por fim, pode-se dizer que o testamento particular é a maneira mais simples de se fazer um testamento, mas , é considerado um ato imperfeito até que seja confirmado perante a justiça, dessa maneira , quando sobrevinda a morte do testador, é necessário, para que tenha força legal, a publicação em juízo, a citação dos herdeiros do "de cujos", e chamamento das testemunhas para confirmar o testamento, só assim o juiz considerará eficaz a vontade expressa no documento, conforme disposto nos arts. 1.877 e 1.878.

BIBLIOGRAFIA

VENOSA, Silvio de Salvo. Direito civil: sucessões. São Paulo: Atlas, 2006.

DINIZ, Maria Helena. Curso de Direito Civil Brasileiro – Vol 6º - Direito das Sucessões, 19ª ed. São Paulo, Saraiva, 2004.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 9 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/direito-artigos/testamento-particular-1527366.html

    Palavras-chave do artigo:

    testamento

    ,

    unaerp

    Comentar sobre o artigo

    Este trabalho tem por escopo abordar a respeito dos pressupostos e requisitos no tocante ao testamento cerrado, como forma de herança testamentaria, sendo uma das formas de testamentar.

    Por: Luiz Fernando da Silval Direito> Legislaçãol 23/11/2009 lAcessos: 3,887
    washington almeida

    Testamento é ato de ultima vontade do individuo. Dentre as varias formas de se testar uma delas é a forma publica feita no cartório de notas oralmente tomada a termo pelo tabelião ou seu substituto.

    Por: washington almeidal Direito> Doutrinal 04/11/2009 lAcessos: 18,953 lComentário: 6

    Com base no ordenamento jurídico compreendido no Código Civil de 2002, através do artigo 1868 a 1875, o testamento cerrado será escrito pelo próprio testador ou por uma pessoa designada, podendo ser escrito a punho, mecânica ou digitação no caso dessas duas ultimas sendo todas as folhas numeras e assinadas pelo testador e só terá eficácia após o auto de aprovação lavrado por tabelião diante de duas testemunhas.

    Por: Wendel Antonio Alvaresl Direitol 23/11/2014

    testamento é a manisfestação de vontade do autor da herança, que dispõe total ou parcial de seu patrimônio após a morte. testamento público é aquele escrito pelo tabelião ou seu substituto legal, no livro de notas, conforme manifestação do testador

    Por: joao flavio de oliveiral Direitol 02/12/2010 lAcessos: 3,763

    Este trabalho tem por finalidade discutir a respeito dos testamentos especiais visando aprofundar os conhecimentos sobre a matéria ministrada, com base na Lei 10.406/02(Código Civil) nos termos dos artigos 1862 ao 1880, que aborda no tocante aos testamentos Marítimo, Aeronáutico e Militar.

    Por: Vinicius de Barros Leonardol Direitol 25/11/2009 lAcessos: 2,201

    Este trabalho tem por escopo abordar aspectos relevantes a respeito do testamento particular, trazendo conhecimento a respeito da matéria nos termos da lei que rege a matéria.

    Por: Vandersonl Direitol 23/11/2009 lAcessos: 9,144 lComentário: 3

    O PRESENTE ARTIGO TEM POR FINALIDADE, TRAZER AOS INTERESSADOS NA MATÉRIAS ASPECTOS RELEVANTES A RESPEITO DO TESTAMENTO PÚBLICO, OFERENCENDO NORTE PARA QUEM PRETENDE UTILIZAR DESTE DISPOSITIVO OFERECIDO PELO NOSSO ORDENAMENTO JURÍDICO.

    Por: ALCIDES BELFORT DA SILVAl Direito> Legislaçãol 13/11/2009 lAcessos: 6,140

    O presente trabalho vem demonstrar algumas caracteristicas do testamento, com as respectivas validades e vedações para sua produção.

    Por: Paulo Henrique Corrêa de Souzal Direitol 29/11/2009 lAcessos: 1,626

    Testamento cerrado: forma,requisitos e execução.

    Por: Juliana F Freitas Maniglial Direito> Doutrinal 07/12/2009 lAcessos: 5,925

    Com base no ordenamento jurídico compreendido no Código Civil de 2002, através do artigo 1888 e seguintes, o testamento marítimo é feito de forma especial, sendo utilizado em situações de emergência: em viagem, a bordo de navio mercantil, pode testar perante o comandante, na presença de duas testemunhas, por forma que corresponda ao testamento público ou ao testamento cerrado.

    Por: sherika nonatol Direitol 16/11/2014

    O presente trabalho trata da possibilidade de reconhecimento jurídico das entidades familiares que surgiram após a Constituição Federal de 1988.

    Por: Jaianel Direitol 15/11/2014

    Quando uma empresa entra em falência, isto é, não possui mais formas ou bens de pagar suas dívidas a seus credores, ela entrará em estado de falência decretado pela justiça.

    Por: Sayuri Matsuol Direitol 14/11/2014

    Embora não seja um tema muito explorado, há leis que asseguram o direito de pessoas idosas à alimentação. O idoso tem esse direito resguardado pela Constituição e pelo Estatuto do Idoso, e ele poderá exigir esse encargo dos seus parentes. Contudo, se os familiares não tiverem condições de tomar essa responsabilidade, o Estado assumirá para si a obrigação alimentar o idoso, como esta previsto em lei.

    Por: Camila Ferreira Rossetil Direitol 14/11/2014
    Caroline Ferreira

    No ordenamento jurídico trabalhista o funcionário, em regra, é protegido por se tratar da parte hipossuficiente da relação. No caso de acidentes de trabalho existem uma série de medidas imediatas que resguardam os direitos do acidentado, mas existem também controvérsias sobre como deve ser tratado o acidente de trajeto. O presente artigo tem como objetivo a análise das teorias acerca da responsabilidade civil do empregador por acidente do trabalho de trajeto ("in itinere").

    Por: Caroline Ferreiral Direitol 13/11/2014

    Com o rompimento dos laços afetivos e, consequentemente, do vínculo conjugal, muitas vezes pode ocorrer um desequilíbrio socioeconômico. Com o intuito de restabelecer o equilíbrio financeiro e social, surgem os alimentos compensatórios.

    Por: Débora Stimamigliol Direitol 13/11/2014
    KELI PAVI

    A caracterização da visita íntima como direito fundamental do preso Sendo um dos problemas mais discutidos hoje no direito penitenciário, a visita íntima ou conjugal ainda não está regulamentada em lei, o que não significa que ela deve ser restringida, pois esse direito se apoia principalmente no princípio constitucional da dignidade da pessoa humana e dos direitos fundamentais.

    Por: KELI PAVIl Direitol 12/11/2014

    O presente trabalho é um estudo criterioso acerca da lei de alienação parental. Resumidamente, ocorre alienação parental quando um dos genitores incute na mente do filho ideias depreciativas a respeito do outro genitor, aproveitando-se da dificuldade acerca da percepção da realidade, buscando turbar a formação da percepção social da criança ou do adolescente. A lei de alienação parental foi instituída pela Lei nº 12.318/2010. Contudo, anteriormente ao seu advento, a alienação parental já era rec

    Por: Ana Paula Kapplerl Direitol 11/11/2014 lAcessos: 15

    Comments on this article

    4
    Farias 21/09/2011
    Foi de muito proveito os modêlos de Testamentos aqui encontrados
    9
    Emilia 17/07/2011
    Ola. Quero saber mais sobre esta cláusula de reserva de usufruto que será gravada na escritura. Como devo proceder? É necessário pagar alguma taxa?
    4
    Maria Batista Bezerra Amoedo 02/06/2011
    Maria Aparecida Mendes: O seu pai deverá ir até o Cartório de Registro Imobiliário (CRI), e mandar gravar na escritura do Imóvel uma cláusula de reserva de usufruto (direito à moradia) em favor do filho doente. Por cautela, todos os demais herdeiros deverão assinar como intervenientes anuentes.
    25
    MARIA APARECIDA MENDES 12/05/2011
    MEU PAI TEM 83 ANOS , TEM UM FILHO QUE MORA COM ELES QUE É ESQUISOFRENIO,SOMOS EM CINCO IRMÃOS, ELE GOSTARIA DE DEIXAR UM TESTAMENTO QUE O MESMO NÃO FOSSE TIRADO DA SUA RESIDENCIA, PODENDO OUTROS IRMÃOS MORAR JUNTOS, MAS NÃO VENDER O IMÓVEL. É POSSIVEL, EU COMO FILA SOU A FAVOR.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast