Vantagem E Desvantagem Do Testamento Publico

03/11/2009 • Por • 1,727 Acessos

Temos varias formas de fazer um testamento em nosso ordenamento jurídico.

O Testamento Publico é uma delas  .Ele é publico ,porque é um documento que tem registro publico , e elaborado e registrado em um tabelião de notas .O beneficio de ser publico é a segurança , porque é feito por alguem que detem de fé publica .E também porque , se for perdido ou extraviado , é possivel extrair-se uma segunda via, uma vez que consta em um registro de orgão publico .É seguro , feito por um delegado do serviço publico .

VANTAGEM  do testamento publico: Por ser publico .Não corre o risco de o testador morrer e não ter a ultima vontade desobedecida .

DESVANTAGEM do testamento publico : Ser publico. Pode ser conhecido de todos , torna acessível a todos , oque pode fomentar a discórdia e a cobiça . 

Ao cego só se permite o testamento publico .Por razão de segurança , para que seja cumprida a sua vontade .O seu testamento será lido , em vóz alta , duas vezes , uma pelo tabelião ou por seu substituto legal , e a outra por uma das testemunhas ,designada pelo testador , fazendo-se de tudo circunstanciada menção no testamento . 

O nosso Código Civil  em seu artgo 1.864diz quais os requisitos essenciais do testamento publico :

I- ser escriro pelo tabelião ou por seu substituto legal em seu liuvro de notas , de acordo com as declarações do testador , podendo este servir-se de minutas, notas ou apontamentos ;

II - lavrado o instrumento , ser lido em voz alta pelo tabelião ao testador e a duas testemunhas , a um só tempo ;ou pelo testador , se o quiser ,na presença destas e do oficial ;

III- ser o instrumento ,em seguida a leitura ,assinado pelo testador ,pelas testemunhas e pelo tabelião .

Paragrafo unico. o testamento publico , pode ser escrito manualmente ou mecanicamente , bem como ser feito pela inserção de declaração de vontadde em partes impressas de livro de notas , desde que rubricadas todas as paginas pelo testador se mais de uma .

Perfil do Autor

daniel borges

Estudante de direito - 5°ano Faculdade de Direito de Ribeirão Preto UNARP.