Análise do artigo 122 do Código Penal Brasileiro

Publicado em: 01/12/2013 | Acessos: 51 |

Artigo 122 Código Penal Brasileiro

 

Nomen Iuris: Induzimento, Instigação ou Auxílio a Suicídio.

Nesse delito existem três núcleos, ou seja, três elementos constitutivos do crime.

 "Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou prestar-lhe auxílio para que o faça:

Pena - reclusão, de dois a seis anos, se o suicídio se consuma; ou reclusão, de um a três anos, se da tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza grave.

 

Tipicidade: é um crime de ação múltipla, também conhecido como plurinuclear ou de conteúdo variado, é o crime que pode ser praticado com várias condutas, nas hipóteses de suicídio pode ser verificado na forma moral ou material:

- Participação Moral: é caracterizado pelo induzimento e pela instigação

- Participação Material: é observado pela contribuição material para que ocorra o suicídio, é verifidado no auxílio ao suicídio.

 

Sujeitos do delito:

Sujeito Ativo: Qualquer pessoa

Sujeito Passivo: pessoa determinada e essa pessoa deve ter a capacidade de discernimento, se não será homicídio.

 

Consumação: A consumação se dá com a morte ou lesão grave, pois o preceito secundário do tipo incriminador prevê as duas hipóteses.

Caso a lesão não seja grave o fato será atípico.

 

Tentativa: É impossível.

 

"Parágrafo único - A pena é duplicada:

I - se o crime é praticado por motivo egoístico;

II - se a vítima é menor ou tem diminuída, por qualquer causa, a capacidade de resistência."

As hipóteses elencadas no Parágrafo único do artigo 122,CP, são causas de aumento de pena. Elas são avaliadas na terceira fase da dosimetria da pena.

 

A Ação Penal é Pública Incondicionada.

 

 

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/doutrina-artigos/analise-do-artigo-122-do-codigo-penal-brasileiro-6848284.html

    Palavras-chave do artigo:

    artigo 122

    ,

    cp

    ,

    suicidio

    Comentar sobre o artigo

    Stella Dalvi

    Um breve resumo sobre INDUZIMENTO, INSTIGAÇÃO OU AUXÍLIO A SUICÍDIO. O Direito Canônico comparava o suicídio ao homicídio. Excomunhão e negativa à sepultura cristã. Hoje: "deliberada destruição da própria vida".

    Por: Stella Dalvil Direito> Doutrinal 13/12/2011 lAcessos: 1,170
    Stella Dalvi

    EUTANÁSIA E ORTOTANÁSIA - Comentários à Resolução 1.805/06 CFM ASPECTOS ÉTICOS E JURÍDICOS - As principais diferenças e conceitos de eutanásia, ortotanásia e distanásia!

    Por: Stella Dalvil Direito> Doutrinal 20/12/2011 lAcessos: 308

    O presente texto, tem como escopo estudar a organização e as contradições perpetradas pelos ditames constitucionais ao Instituto Tribunal do Júri brasileiro, especialmente, no que concerne ao silenciamento e à ausência de motivação da decisão proferida, em total desarmonia com a Constituição da República que estabelece que o Brasil é um Estado Democrático de Direito fundado no exercício pleno da democracia e na dignidade da pessoa humana.

    Por: MARIANA GUIMARÃESl Direito> Legislaçãol 28/05/2012 lAcessos: 211
    Bira Paulino

    Desaposentação, um nome tão complicado, mas com um significado simples e prático. Caros leitores, desaposentação nada mais é que a renúncia de uma aposentadoria já concedida seja ela por idade ou tempo de contribuição, em favor da concessão de um novo benefício, em razão da continuidade de contribuições pós aposentação.

    Por: Bira Paulinol Direito> Doutrinal 14/10/2014

    A Família é a base do Estado. O poder familiar resume-se em responsabilidades e direitos que envolvendo a relação entre pais e filhos. A separação judicial, o divórcio e a dissolução da união estável não alteram as relações entre pais e filhos. A Alienação Parental é uma prática de desmoralização da figura de um dos genitores para com a criança. A Síndrome da Alienação Parental é o resultado desta prática. A atuação do advogado é de extrema importância para ajudar a dar fim nessa prática.

    Por: Cleidel Direito> Doutrinal 13/10/2014
    André Boaratti

    O presente texto aborda a hierarquia das fontes do Direito Internacional Público, ressaltando a relação entre eles, principalmente entre os Tratados e os Costumes.

    Por: André Boarattil Direito> Doutrinal 07/10/2014
    Isabel Cochlar

    Advogada adverte que a Guarda Compartilhada, como direito da criança,foi suprimida no texto legal anterior, em claro desrespeito ao princípio da dignidade humana

    Por: Isabel Cochlarl Direito> Doutrinal 06/10/2014
    André Boaratti

    Qual a relação entre o Direito Internacional Público e Privado? Quais as diferenças entre Tratado, Acordo e Contratos Internacionais? Essas e outras questões serão o foco do presente texto.

    Por: André Boarattil Direito> Doutrinal 05/10/2014

    Buscando demonstrar que a mediação é um método adequado para solucionar e prevenir conflitos advindos das relações sociais, este trabalho tem como objeto de estudo a mediação no âmbito das Delegacias de Polícia do Estado do Ceará. Tendo em vista que grande parte da demanda de casos que chegam às Unidades Policiais do Estado versam sobre infrações de menor potencial ofensivo, em geral envolvendo pessoas da própria comunidade, as quais anseiam por serem ouvidas e terem suas lides solucionadas.

    Por: klezerl Direito> Doutrinal 03/10/2014

    Será abordado neste artigo além de polêmico na sociedade brasileira é também de suma importância para o futuro dos ex-detentos, ou seja, aqueles que após cumprirem suas penas, saem do sistema prisional e vão de encontro com a sociedade a busca de sua ressocialização frente a sociedade. Serão abordados os vários conceitos que o termo ressocialização recebe dos doutrinadores, e as alternativas de reinserção dos ex-detentos no mercado de trabalho.

    Por: klezerl Direito> Doutrinal 02/10/2014

    Tanto a maioria da sociedade brasileira como a mídia vê o pedófilo como um criminoso e não um doente. Quanto, ao ordenamento jurídico, não há uma definição da pedofilia como um crime, entretanto aquele pedófilo que comete ato libidinoso responde por abuso de natureza sexual cometido contra criança.

    Por: Gleidson Mateus de Melol Direito> Doutrinal 01/10/2014

    Esse artigos traz diretrizes básicas para o entendimento do artigo 138 do Código Penal Brasileiro.

    Por: Daniellal Direito> Doutrinal 02/12/2013 lAcessos: 35

    Esse artigo traz as diretrizes principais para o entendimento do artigo 137 do código penal brasileiro.

    Por: Daniellal Direito> Doutrinal 01/12/2013 lAcessos: 37

    Esse artigo tem por base a análise do artigo 121 do Código Penal Brasileiro. Ele traz diretrizes principais para o entendimento do tipo penal.

    Por: Daniellal Direito> Doutrinal 01/12/2013 lAcessos: 36

    Apontamentos sobre o Artigo 171, caput do Código Penal "Art. 171 - Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento: Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa."

    Por: Daniellal Direito> Doutrinal 11/09/2013 lAcessos: 65

    O presente artigo traz esclarecimentos quanto as categorias de empregado conforme a Consolidação das Leis Trabalhistas.

    Por: Daniellal Direito> Doutrinal 13/05/2013 lAcessos: 41
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast