O Valor Probante Do Laudo Pericial

Publicado em: 29/10/2008 |Comentário: 2 | Acessos: 27,351 |

O VALOR PROBANTE DO LAUDO PERICIAL







1. Introdução




Em perícia o documento que merece fé pública e judicial é o laudo pericial, que será tomado pelo juízo como documento oficial, que irá por um fim uma lide. Mas também é o laudo que é alvo de impugnação pelas partes, porém o perito deve ter o máximo de cuidado com o trabalho executado para expressar a verdade de maneira clara e objetiva, de forma inteligível que todos possam entender.


Entretanto com todo o esforço do perito em fazer seu trabalho com toda equidade possível, há quem possa por defeitos para querer obter proveito próprio e para outrem.


Mas deve o profissional manter seu laudo pericial quando tem a certeza de seu trabalho, que foi executado com convicção da verdade dos fatos que dele obteve.


Às vezes a falta de uma boa explicação ou de colocações das palavras claras leva a dúvida, ou até pensar que há erro, mas são apenas colocações das palavras. Por que palavras bem claras é que vão orientar as partes e o juízo a se posicionar em uma lide.


Portanto é o laudo que aduz para os autos uma força de comprovação dos fatos, e que dele depende uma decisão.


Por tudo isso é que deve o perito realizar o seu trabalho com diligência, pois o documento terá um valor muito significante para o juízo. Devendo assim o profissional ter os devidos cuidados na parte da digitação e da leitura do documento, e procurar coadunar as informações e tudo que foi exposto no documento, e verificar com cautela se ficou claro e objetivo, e que todos possam compreender o que ficou demonstrado através do laudo pericial.





2. Desenvolvimento




Quando o profissional é chamado a fazer parte dos autos através da perícia é posto em seus ombros a responsabilidade de realizar um trabalho de qualidade que de fato possa contribuir para o auxilio da justiça, por que esta é a função do perito nos autos.


E o perito deve levar para os autos uma comprovação de maneira convicta que possa expor tudo que está acontecendo, mas tendo o cuidado para não confundir, mas com palavras objetivas e bem colocadas poder falar da lide com conhecimento do objeto tratado.


O perito terá que ter conhecimento do objeto do laudo pericial e delinear o problema, de maneira que tenha a certeza da causa que irá expor, é por isso que requer estudo dos autos da inicial até as contestações, ou se for o caso a sentença prolatada do juízo a quo ou do juízo ad quem.


Embora saibamos que o juiz não estar adstrito ao laudo pericial conforme artigo 436 do código de processo civil, mas que o laudo pericial tem poder documental bastante forte, tendo em vista que o documento para chegar à conclusão de um laudo pericial tem-se realizado um trabalho que na maioria das vezes é muito demorado e minucioso, pois exige a busca do objeto e o conseqüente estudo desse objeto encontrado para se conhecer o porquê e o que causou determinado problema para levar ao conflito judicial.


Deve o perito se ater exclusivamente à busca deste objeto de análise e estudá-lo com o devido cuidado.


Temos visto em juízo que há consideração e acatamento ao laudo pericial como documento de valor probatório nos autos, entretanto por vezes no decorrer do processo o sucumbente se utiliza de meios escusos para tirar o “vis” do laudo pericial, surgindo uma situação extremamente desagradável para o perito ter que defender o seu trabalho, e então deve o profissional escrupulosamente esclarecer tudo que foi realizado, inclusive detalhando os pormenores do trabalho pericial.


Há uma necessidade do perito estar lendo temas diversos do direito, para ter como se estribar no seu trabalho no momento da defesa do laudo pericial; é função do perito auxiliar a justiça e por isso que deve ter conhecimento de direito. É necessário estudar disciplinas que estão atreladas ao trabalho executado; se estivermos com uma perícia para justiça do trabalho estudar o objeto do laudo dentro de direito do trabalho, se é uma perícia cujo objeto do laudo é contribuição previdenciária, estudar o objeto do laudo dentro do direito previdenciário, quando o objeto for tributário estudar este objeto em direito tributário, e assim por diante. É desta forma que o profissional logrará êxito em seu trabalho, porque só assim terá o laudo pericial força probante, pois há uma base sólida de estudo e análise, e sendo assim o perito terá como defender seu trabalho com segurança e certeza da verdade dos fatos ocorridos nos autos.



3. Considerações finais




O profissional perito judicial ao produzir seu trabalho para justiça deve ter escrúpulos no desempenho de suas atividades; devendo se policiar nos estudos, ao finalizar o laudo pericial com pleno êxito, pois mesmo sendo um trabalho bem feito, haverá sempre alguém para contestar, querendo assim impugná-lo; mas com o trabalho consubstanciado em prova robusta e estribado na legislação aplicada ao caso, certamente que será um laudo pericial conclusivo e enfático na lide tratada nos autos.


O profissional deve estar estudando cada caso individualmente e inclusive a legislação aplicada, e ainda o direito aplicado ao caso, pois sendo assim terá realizado o seu trabalho com certeza e precisão; e ao falar sobre o que foi feito terá segurança e certeza do que foi realizado. E, portanto ao defender perante o juízo o laudo pericial saberá falar com exatidão.


O profissional ao estudar os autos e o objeto, e o direito relacionado ao caso, estará se preparando para comparecer a audiência, caso seja necessário, conforme o artigo 435 do código de processo civil; sendo este estudo profícuo não só para o caso em análise, mas também para o preparo do perito como profissional.


O profissional estará se habilitando no seu trabalho a cada laudo que apresenta, e sendo seu trabalho bem apresentável, claro e objetivo, respaldado na boa técnica e no direito, certamente obterá sucesso profissional.


Para que o laudo pericial seja uma peça documental de valor probante perante o juízo terá que ser fundamentado no direito e na técnica; sendo bem elaborado e embasado nos estudos dos autos será um documento de auxilio a justiça. É o laudo pericial que servirá de balizamento para o juízo tomar sua decisão, isto é, deverá levar em consideração quando da tomada de decisão. Embora saibamos que o juiz não está adstrito ao laudo pericial, mas se o laudo for bem elaborado e explicativo, será para o juiz uma peça de valor probante e de força para o decisum.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/doutrina-artigos/o-valor-probante-do-laudo-pericial-620889.html

    Palavras-chave do artigo:

    laudo

    ,

    pericia

    ,

    valor probante

    Comentar sobre o artigo

    Luiz Fernando Sicoli

    ABSTRACT Expert is a person who has the power granted by authorities, to clarify through a position report, a question to be solved with his specialized knowledge, being subject by laws and judiciary discipline. Aiming to protect justice's administration in its interest to get to the truth, as written in article 342 of Brazilian Criminal law, about the crimes of false witnessing and false forensics, doctors are frequently demanded as justice assistants to make testimonials before an authority.

    Por: Luiz Fernando Sicolil Direito> Doutrinal 30/01/2012 lAcessos: 183
    Fernando Rubin

    No presente ensaio buscar-se-á destacar os principais aspectos que circunscrevem o processamento judicial de uma demanda de reparação de dano movida pelo empregado contra o empregador para a percepção de uma indenização por danos morais e materiais em virtude de um acidente de trabalho. Para tanto, serão almagamados conhecimentos técnicos de diferentes áreas do Direito (constitucional, civil, previdenciário, trabalhista e processual), com os entendimentos jurisprudenciais mais relevantes.

    Por: Fernando Rubinl Direito> Doutrinal 19/03/2012 lAcessos: 1,358
    Fernando Rubin

    O presente ensaio busca destacar os principais aspectos que circunscrevem o processamento judicial de uma demanda acidentária contra o INSS para a percepção de um benefício por incapacidade. Desenvolver-se-á a competência exclusiva da Justiça Estadual para a hipótese, o procedimento tendente a concessão do benefício, inclusive via ordem liminar, e outros relevantes temas como a prescrição, a instrução, a sentença e a importância do recurso de apelação.

    Por: Fernando Rubinl Direito> Doutrinal 12/09/2011 lAcessos: 994
    Fernando Rubin

    O presente trabalho objetiva lançar bases mais sólidas, teóricas e científicas, a respeito da possibilidade de utilização da carta psicografada como meio de prova em processos judiciais. Não sendo desconsideradas as vozes que se colocam contra a utilização desse atípico meio de prova, desenvolver-se-á tese que auxilie na adequada e ponderada valoração da psicografia, juntamente com os demais meios lícitos de prova admitidos no direito processual brasileiro.

    Por: Fernando Rubinl Direito> Doutrinal 19/08/2011 lAcessos: 181
    Bira Paulino

    Desaposentação, um nome tão complicado, mas com um significado simples e prático. Caros leitores, desaposentação nada mais é que a renúncia de uma aposentadoria já concedida seja ela por idade ou tempo de contribuição, em favor da concessão de um novo benefício, em razão da continuidade de contribuições pós aposentação.

    Por: Bira Paulinol Direito> Doutrinal 14/10/2014

    A Família é a base do Estado. O poder familiar resume-se em responsabilidades e direitos que envolvendo a relação entre pais e filhos. A separação judicial, o divórcio e a dissolução da união estável não alteram as relações entre pais e filhos. A Alienação Parental é uma prática de desmoralização da figura de um dos genitores para com a criança. A Síndrome da Alienação Parental é o resultado desta prática. A atuação do advogado é de extrema importância para ajudar a dar fim nessa prática.

    Por: Cleidel Direito> Doutrinal 13/10/2014
    André Boaratti

    O presente texto aborda a hierarquia das fontes do Direito Internacional Público, ressaltando a relação entre eles, principalmente entre os Tratados e os Costumes.

    Por: André Boarattil Direito> Doutrinal 07/10/2014
    Isabel Cochlar

    Advogada adverte que a Guarda Compartilhada, como direito da criança,foi suprimida no texto legal anterior, em claro desrespeito ao princípio da dignidade humana

    Por: Isabel Cochlarl Direito> Doutrinal 06/10/2014
    André Boaratti

    Qual a relação entre o Direito Internacional Público e Privado? Quais as diferenças entre Tratado, Acordo e Contratos Internacionais? Essas e outras questões serão o foco do presente texto.

    Por: André Boarattil Direito> Doutrinal 05/10/2014

    Buscando demonstrar que a mediação é um método adequado para solucionar e prevenir conflitos advindos das relações sociais, este trabalho tem como objeto de estudo a mediação no âmbito das Delegacias de Polícia do Estado do Ceará. Tendo em vista que grande parte da demanda de casos que chegam às Unidades Policiais do Estado versam sobre infrações de menor potencial ofensivo, em geral envolvendo pessoas da própria comunidade, as quais anseiam por serem ouvidas e terem suas lides solucionadas.

    Por: klezerl Direito> Doutrinal 03/10/2014

    Será abordado neste artigo além de polêmico na sociedade brasileira é também de suma importância para o futuro dos ex-detentos, ou seja, aqueles que após cumprirem suas penas, saem do sistema prisional e vão de encontro com a sociedade a busca de sua ressocialização frente a sociedade. Serão abordados os vários conceitos que o termo ressocialização recebe dos doutrinadores, e as alternativas de reinserção dos ex-detentos no mercado de trabalho.

    Por: klezerl Direito> Doutrinal 02/10/2014

    Tanto a maioria da sociedade brasileira como a mídia vê o pedófilo como um criminoso e não um doente. Quanto, ao ordenamento jurídico, não há uma definição da pedofilia como um crime, entretanto aquele pedófilo que comete ato libidinoso responde por abuso de natureza sexual cometido contra criança.

    Por: Gleidson Mateus de Melol Direito> Doutrinal 01/10/2014

    O profissional de hoje sempre se preocupou com futuro de sua profissão, isto por que nunca se sabe como serão os procedimentos para os dias do futuro; o amanhã é sempre motivo de preocupação para o homem pensante que quer dias melhores.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Carreira> Gestão de Carreiral 05/07/2009 lAcessos: 3,895

    A base fundamental dos serviços em contabilidade é que o profissional esteja apresentando o trabalho com a máxima clareza, sendo leal ao seu trabalho profissionalmente e também sendo honesto para com sua clientela. No dias atuais fala-se muito de transparência seja ela pública ou privada, o excelente profissional deve manter-se fiel a ela, pois só assim ganhará mercado, e será conceituado perante a sociedade.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Negócios> Atendimento ao Clientel 28/06/2009 lAcessos: 561

    A empresa familiar é no Brasil a que mais oferece emprego para população, mas também é a que mais entra em falência devido a má administração dos recursos aplicados, por isso que saber como gerir estas empresas é que irá salvar da extinção.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Negócios> Pequenas Empresasl 15/02/2009 lAcessos: 12,385 lComentário: 1

    O pensamento gera riqueza para o homem, basta que se auto discipline naquilo que deseja alcançar em sua vida. É necessário conhecer a regras do mercado e como fazer investimentos, e praticar o pensamento positivo e determinado para riqueza que o sucesso virá.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Finanças> Finanças Pessoaisl 04/01/2009 lAcessos: 1,119 lComentário: 1

    A rede de relacionamento é de muita importância na vida de todo profissional, pois contribui para o crescimento profissional, e também nas necessidades de informações profissionais.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Relacionamentos> Relações Amorosasl 28/12/2008 lAcessos: 3,077 lComentário: 1

    A crise econômica mundial tem aspectos positivos para as pessoas e as profissões, mas é necessário que estejamos atentos a fatia de mercado que nos cabe, e buscar quando esta oportunidade está sendo oferecida. É neste momento que se deve buscar através dos meios eficazes a oportunidade do mercado, pois ela existe e está próxima a você.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Negócios> Administraçãol 23/11/2008 lAcessos: 1,543 lComentário: 1

    A filosofia da contabilidade faz parte essencialmente da vida do contador, e para isso é necessário que o profissional esteja em harmonia com regras e padrões da profissão e da sociedade. Há uma ingerência do profissional e a sociedade, gerando o pensamento contábil que simultaneamente agrega valor ao profissional da contabilidade.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Negócios> Administraçãol 08/11/2008 lAcessos: 12,029 lComentário: 1

    A formulação de quesitos nos autos deve ser de forma a esclarecer o ponto principal dos autos, onde há dúvida a ser solucionada pelo perito. Mas como se deve fazer as indagações e a linha de raciocinio em que se conduz através dos autos, deve ser seguida com todo zelo pelo profissional, para assim auxiliar ao juizo e a bem da verdade.

    Por: FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOSl Direito> Doutrinal 01/11/2008 lAcessos: 46,692 lComentário: 4

    Comments on this article

    2
    eduarda 04/12/2010
    quanto eu cobro, por um laudo pericial, sendo que eu não respondi os quesitos...
    ...fiz a introdução, a razão dos embargos, a impugnação, a réplica, e só os esclarecimentos iniciais da prova pericial, e transcrevi os quesitos... isso são os itens de um laudo só.. dá pra ver com alguém, quanto eu cobro por isso?


    preciso disso com urgencia. por favor. obrigada
    1
    Denis dos Anjos 26/03/2009
    o seu trabalho foi de grande ajuda para a conclusão do meu TCC. Obriga-da.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast