A Globalização E A Nova Ordem Mundial E As Formas Em Que Estes Aspectos Influenciam Nossas Vidas

01/11/2009 • Por • 15,475 Acessos

 

1.     INTRODUÇÃO

 

A globalização é vista como a forma mais recente de expansão do capitalismo, modo de produção adotado em quase a totalidade dos países do mundo. Esse fenômeno faz com que o mundo esteja a cada dia mais global, conectado, informado.

É neste contexto que se fez esse trabalho, discutindo a organização mundial no pós Guerra Fria, os rumos tomados pela nova ordem mundial e a influência da Globalização no cotidiano da população mundial. Procurou –se salientar o uso mais freqüente das tecnologias no dia- a- dia das pessoas.

2.     A GLOBALIZAÇÃO E A NOVA ORDEM MUNDIAL E AS FORMAS EM QUE ESTES ASPECTOS INFLUENCIAM NOSSAS VIDAS.

Com a derrubada do muro de Berlim que dividia a Alemanha em Ocidental capitalista liderada pelos Estados Unidos e oriental socialista defendido pela União Soviética no ano 1989 estava no fim o conflito Leste x Oeste ou Guerra Fria como ficou conhecido pelo fato de não haver conflitos diretos, mas sim uma competição ou corrida para mostrar ao mundo qual dessa potências, as maiores na época, era a mais influente politicamente ou com o maior arsenal bélico. 

Terminada a Guerra Fria e a crise do socialismo, o mundo caminha para uma nova organização geopolítica e econômica, liderada pelos Estados Unidos capitalista que passa ser agora a maior potência mundial, o capitalismo toma corpo se expande mundo a fora, mudando o cotidiano de muitos países.

De acordo com Moreira e Sene (2005, p.164)

“O Capitalismo, como sistema econômico e social, constitui-se com o declínio do feudalismo e passou a se expandir no mundo ocidental no século XVI. A transição do feudalismo para o capitalismo, porém ocorreu de forma bastante desigual no tempo e no espaço: mais rápida na parte ocidental da Europa e muito mais lenta em suas porções central e oriental, para, então, disseminar-se pelo mundo”

 

 A partir de então as relações econômicas mundiais estão declaradamente ligadas pela visão de lucro, característica principal do capitalismo que nada mais é do que uma forma de organização da sociedade ou um modo de produção. Onde a divisão do trabalho tem outros moldes e passa a existir a divisão de classe, ou, seja quem tem os meios de produção ou quem é dono do capital e quem vende sua força de trabalho.

Além do capitalismo essa nova ordem mundial traz uma multipolaridade, com a criação dos blocos econômicos como a União Européia, NAFTA, CEI, MERCOSUL, Tigres Asiáticos e muitos outros, todos com o mesmo objetivo, provar que são fortes economicamente. Outra característica marcante é divisão entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos que tem sua origem nos períodos de colonização, e tudo isso é uma forma de regionalização do espaço geográfico. De acordo com MAGNOLI E ARAUJO (2005, p. 371) “Globalização e regionalização representam dimensões complementares do espaço mundial: os blocos regionais funcionam como plataformas para integração das economias nacionais na economia – mundo.”

Agregado a esse contexto o capitalismo no seu processo de expansão avassalador mais recente, traz uma carta na manga, que é Globalização um fenômeno que busca formas ou técnicas para deixar o mundo cada vez mais global, ou seja, na era da informação é uma forma de expansão dos interesses capitalistas na era da Internet. De acordo com MOREIRA E SENE (2005. P. 175) “A Globalização é o atual momento da expansão capitalista”.

Quando se despertou no homem a curiosidade ou o interesse pelo resto do mundo ai teve-se inicio então a globalização, que tem como um dos objetivos inserir culturas e estilos de vida em outras comunidades, esse aspecto ficou muito evidente durante as grandes navegações que foi o período onde o homem passar a desvendar os segredos “Além Mar”.

De acordo com MAGNOLI E ARAUJO (2005, P.371)

“Globalização é o processo pelo qual o espaço mundial adquire unidade, por meio da intensificação da rede de fluxos que conecta os lugares, as regiões, os países e o mundo. Suas raízes remontam às grandes navegações e à configuração de uma divisão internacional do trabalho. No mundo contemporâneo, o processo, o processo de globalização é ritmado pela ação dos conglomerados transnacionais, pelos tratados econômicos e comerciais”.

 

Com a globalização se tornaram possíveis a intensificação de fluxos de mercadorias, serviços, tecnologias e informações e pessoas. Com uso de tecnologia que se inova a cada dia em todas as áreas tanto na medicina, como nas comunicações, na informática o mundo diminui a cada dia. Hoje é possível estar em tempo real em várias partes do planeta ao mesmo tempo, com um simples toque passar informações para pessoas ao mesmo.

Sofrer a influência da nova ordem mundial e dos efeitos globalização não é um mérito somente das transnacionais, multinacionais ou mesmo dos detentores do capital mundial, a globalização está o dia – a – dia das populações do mundo inteiro. Poderia se ter uma lista imensa de produtos e fatos que demonstram isso.

Fazer compras pela internet é um fato novo, mas que passou a ser comum nos grandes centros, então com um computador conectado a internet e um cartão de crédito na mão, em apenas cinco dias uteis ou mesmo antes, sua mercadoria estará em sua casa, simples assim. Em tempo de globalização fazer amigos ou mesmo encontrar um namorado só basta algumas horas na frente do computador ou ter um celular e você estará integrado a algum site de relacionamentos.

Quando nasceu a primeira criança de proveta ninguém imaginava que anos mais tarde a tecnologia possibilitaria a clonagem, o estudo das células tronco, os transgênicos ou geneticamente modificados e o estudo de vacinas. Muitas famílias tiveram suas vidas mudadas com estes estudos.

É interessante como essas tecnologias se modificam se aperfeiçoa rápido e as pessoas precisam se aperfeiçoar junto para não ficar par traz no mercado de trabalho, hoje é preciso ter noções de informática para se trabalhar em várias áreas e se percebe que a cada ano, as pessoas têm mais acesso, está longe de se atingir toda a população mundial, mas percebe – se que mais pessoas têm acesso à informática, a internet, por exemplo, através dos programas de inclusão digital. Celulares, computadores, televisão digital, máquina fotográfica digital, MP3, MP4, MP7 e vários outros chips têm feito parte da vida de pessoas, uma explicação para isso se da talvez pela baixa nos preços dessas mercadorias nas lojas, então, assim um maior numero de pessoas tem a oportunidade de ter acesso a essas tecnologias.

 

3.    CONCLUSÃO

Conclui – se que com a crise e queda do socialismo o capitalismo se torna o modo de produção vigente no mundo, a busca pelo lucro e por territórios lucrativos são as metas das grandes empresas pelo mundo.  A criação dos blocos econômicos configura as características da nova ordem mundial, que possibilita a regionalização mundial em outros moldes, um exemplo é a divisão em países desenvolvidos e subdesenvolvidos que se torna mais evidente.

A globalização sendo uma ferramenta do capitalismo faz parte do cotidiano das pessoas que estão conectadas ao resto do mundo, notícias, informações, sites de relacionamentos, celulares compõem as necessidades básicas das pessoas atualmente. Esse excesso de informações e tecnologia tem mudado a vida das pessoas.

Essas mudanças como tudo na vida tem suas duas faces, enquanto alguns usam essas inovações para desenvolvimento de tecnologias em beneficio da humanidade, em contra partida esse fácil acesso a internet, por exemplo, instigam algumas pessoas e mais uma vez vemos o homem usando de forma indevida a tecnologia que ele mesmo criou.

 

4.     REFERÊNCIAS  

 

ARAUJO, Regina, MAGNOLI, Demétrio. Geografia: A construção do Mundo. 1.ed. São Paulo: Moderna, 2005.

 

Material de apoio UNIASSELVI.

 

MOREIRA, João C.; SENE, Eustáquio de.Geografia Geral e do Brasil: Espaço Geográfico e Globalização.São Paulo: Scipione, 2009.

 

Perfil do Autor

SERGIO DARIO BALDI

ACADEMICO DO CURSO DE GEOGRAFIA DA UNIASSELVI - SC, PROFESSOR DA REDE PUBLICA DO ESTADO DO PARANÁ.