A Globalização E A Nova Ordem Mundial E As Formas Em Que Estes Aspectos Influenciam Nossas Vidas

Publicado em: 01/11/2009 |Comentário: 2 | Acessos: 15,003 |

 

1.     INTRODUÇÃO

 

A globalização é vista como a forma mais recente de expansão do capitalismo, modo de produção adotado em quase a totalidade dos países do mundo. Esse fenômeno faz com que o mundo esteja a cada dia mais global, conectado, informado.

É neste contexto que se fez esse trabalho, discutindo a organização mundial no pós Guerra Fria, os rumos tomados pela nova ordem mundial e a influência da Globalização no cotidiano da população mundial. Procurou –se salientar o uso mais freqüente das tecnologias no dia- a- dia das pessoas.

2.     A GLOBALIZAÇÃO E A NOVA ORDEM MUNDIAL E AS FORMAS EM QUE ESTES ASPECTOS INFLUENCIAM NOSSAS VIDAS.

Com a derrubada do muro de Berlim que dividia a Alemanha em Ocidental capitalista liderada pelos Estados Unidos e oriental socialista defendido pela União Soviética no ano 1989 estava no fim o conflito Leste x Oeste ou Guerra Fria como ficou conhecido pelo fato de não haver conflitos diretos, mas sim uma competição ou corrida para mostrar ao mundo qual dessa potências, as maiores na época, era a mais influente politicamente ou com o maior arsenal bélico. 

Terminada a Guerra Fria e a crise do socialismo, o mundo caminha para uma nova organização geopolítica e econômica, liderada pelos Estados Unidos capitalista que passa ser agora a maior potência mundial, o capitalismo toma corpo se expande mundo a fora, mudando o cotidiano de muitos países.

De acordo com Moreira e Sene (2005, p.164)

“O Capitalismo, como sistema econômico e social, constitui-se com o declínio do feudalismo e passou a se expandir no mundo ocidental no século XVI. A transição do feudalismo para o capitalismo, porém ocorreu de forma bastante desigual no tempo e no espaço: mais rápida na parte ocidental da Europa e muito mais lenta em suas porções central e oriental, para, então, disseminar-se pelo mundo”

 

 A partir de então as relações econômicas mundiais estão declaradamente ligadas pela visão de lucro, característica principal do capitalismo que nada mais é do que uma forma de organização da sociedade ou um modo de produção. Onde a divisão do trabalho tem outros moldes e passa a existir a divisão de classe, ou, seja quem tem os meios de produção ou quem é dono do capital e quem vende sua força de trabalho.

Além do capitalismo essa nova ordem mundial traz uma multipolaridade, com a criação dos blocos econômicos como a União Européia, NAFTA, CEI, MERCOSUL, Tigres Asiáticos e muitos outros, todos com o mesmo objetivo, provar que são fortes economicamente. Outra característica marcante é divisão entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos que tem sua origem nos períodos de colonização, e tudo isso é uma forma de regionalização do espaço geográfico. De acordo com MAGNOLI E ARAUJO (2005, p. 371) “Globalização e regionalização representam dimensões complementares do espaço mundial: os blocos regionais funcionam como plataformas para integração das economias nacionais na economia – mundo.”

Agregado a esse contexto o capitalismo no seu processo de expansão avassalador mais recente, traz uma carta na manga, que é Globalização um fenômeno que busca formas ou técnicas para deixar o mundo cada vez mais global, ou seja, na era da informação é uma forma de expansão dos interesses capitalistas na era da Internet. De acordo com MOREIRA E SENE (2005. P. 175) “A Globalização é o atual momento da expansão capitalista”.

Quando se despertou no homem a curiosidade ou o interesse pelo resto do mundo ai teve-se inicio então a globalização, que tem como um dos objetivos inserir culturas e estilos de vida em outras comunidades, esse aspecto ficou muito evidente durante as grandes navegações que foi o período onde o homem passar a desvendar os segredos “Além Mar”.

De acordo com MAGNOLI E ARAUJO (2005, P.371)

“Globalização é o processo pelo qual o espaço mundial adquire unidade, por meio da intensificação da rede de fluxos que conecta os lugares, as regiões, os países e o mundo. Suas raízes remontam às grandes navegações e à configuração de uma divisão internacional do trabalho. No mundo contemporâneo, o processo, o processo de globalização é ritmado pela ação dos conglomerados transnacionais, pelos tratados econômicos e comerciais”.

 

Com a globalização se tornaram possíveis a intensificação de fluxos de mercadorias, serviços, tecnologias e informações e pessoas. Com uso de tecnologia que se inova a cada dia em todas as áreas tanto na medicina, como nas comunicações, na informática o mundo diminui a cada dia. Hoje é possível estar em tempo real em várias partes do planeta ao mesmo tempo, com um simples toque passar informações para pessoas ao mesmo.

Sofrer a influência da nova ordem mundial e dos efeitos globalização não é um mérito somente das transnacionais, multinacionais ou mesmo dos detentores do capital mundial, a globalização está o dia – a – dia das populações do mundo inteiro. Poderia se ter uma lista imensa de produtos e fatos que demonstram isso.

Fazer compras pela internet é um fato novo, mas que passou a ser comum nos grandes centros, então com um computador conectado a internet e um cartão de crédito na mão, em apenas cinco dias uteis ou mesmo antes, sua mercadoria estará em sua casa, simples assim. Em tempo de globalização fazer amigos ou mesmo encontrar um namorado só basta algumas horas na frente do computador ou ter um celular e você estará integrado a algum site de relacionamentos.

Quando nasceu a primeira criança de proveta ninguém imaginava que anos mais tarde a tecnologia possibilitaria a clonagem, o estudo das células tronco, os transgênicos ou geneticamente modificados e o estudo de vacinas. Muitas famílias tiveram suas vidas mudadas com estes estudos.

É interessante como essas tecnologias se modificam se aperfeiçoa rápido e as pessoas precisam se aperfeiçoar junto para não ficar par traz no mercado de trabalho, hoje é preciso ter noções de informática para se trabalhar em várias áreas e se percebe que a cada ano, as pessoas têm mais acesso, está longe de se atingir toda a população mundial, mas percebe – se que mais pessoas têm acesso à informática, a internet, por exemplo, através dos programas de inclusão digital. Celulares, computadores, televisão digital, máquina fotográfica digital, MP3, MP4, MP7 e vários outros chips têm feito parte da vida de pessoas, uma explicação para isso se da talvez pela baixa nos preços dessas mercadorias nas lojas, então, assim um maior numero de pessoas tem a oportunidade de ter acesso a essas tecnologias.

 

3.    CONCLUSÃO

Conclui – se que com a crise e queda do socialismo o capitalismo se torna o modo de produção vigente no mundo, a busca pelo lucro e por territórios lucrativos são as metas das grandes empresas pelo mundo.  A criação dos blocos econômicos configura as características da nova ordem mundial, que possibilita a regionalização mundial em outros moldes, um exemplo é a divisão em países desenvolvidos e subdesenvolvidos que se torna mais evidente.

A globalização sendo uma ferramenta do capitalismo faz parte do cotidiano das pessoas que estão conectadas ao resto do mundo, notícias, informações, sites de relacionamentos, celulares compõem as necessidades básicas das pessoas atualmente. Esse excesso de informações e tecnologia tem mudado a vida das pessoas.

Essas mudanças como tudo na vida tem suas duas faces, enquanto alguns usam essas inovações para desenvolvimento de tecnologias em beneficio da humanidade, em contra partida esse fácil acesso a internet, por exemplo, instigam algumas pessoas e mais uma vez vemos o homem usando de forma indevida a tecnologia que ele mesmo criou.

 

4.     REFERÊNCIAS  

 

ARAUJO, Regina, MAGNOLI, Demétrio. Geografia: A construção do Mundo. 1.ed. São Paulo: Moderna, 2005.

 

Material de apoio UNIASSELVI.

 

MOREIRA, João C.; SENE, Eustáquio de.Geografia Geral e do Brasil: Espaço Geográfico e Globalização.São Paulo: Scipione, 2009.

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 11 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/a-globalizacao-e-a-nova-ordem-mundial-e-as-formas-em-que-estes-aspectos-influenciam-nossas-vidas-1407539.html

    Palavras-chave do artigo:

    globalizacao capitalismo geopolitica

    Comentar sobre o artigo

    Este breve trabalho pretende analisar os aspectos econômicos referentes, principalmente `a Segunda Grande Guerra, embora trate também do primeiro grande conflito mundial. Buscaremos empreender uma investigação histórica do processo em questão, bem como das ideologias subjacentes `as teorias econômicas típicas do período estudado. Queremos averiguar quanto custou tais conflitos de grandes proporções, e qual a dinâmica da macro economia durante tais acontecimentos. Para tanto, nosso metodologia consistiu na pesquisa de textos de História, bem como textos complementares de economistas e filósofos.

    Por: Vinicius C. da Silval Notícias & Sociedade> Polítical 14/01/2010 lAcessos: 4,871
    Prof. Tião

    Neste estudo realiza-se uma reflexão do que se denominou de Revoluções sociais do nosso tempo, a partir do posicionamento sociológico de Anthony Giddens, o qual relativiza as questões relacionadas às posições políticas de direita e esquerda, que em certo momento da história se colocaram em posições antagônicas, com ampla repercussão.

    Por: Prof. Tiãol Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 12/05/2012 lAcessos: 2,273

    Goiana está localizada na Microrregião da Mata Norte Pernambucana, economicamente representada pela agroindústria canavieira. Em 2010 (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA, 2011) possuía uma população de 75.644 habitantes. Cidade interiorana com infraestrutura simples e segundo o INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (2008) caracteriza uma área de influência de Centro de Zona A. As indústrias desse município apresentam três tipos de situações: as indústrias de característica

    Por: albapazl Negócios> Administraçãol 09/10/2012 lAcessos: 196
    Mauro Kiithi

    O propósito do autor é analisar a situação política peculiar do Congo durante a segunda metade do século 19, em especial após a intensificação das conquistas territoriais diretas pelas potências europeias.

    Por: Mauro Kiithil Notícias & Sociedade> Polítical 25/11/2014 lAcessos: 15
    RICHARD E. S. D'AVILA

    Esta obra aborda a idéia da inversão da sociedade atual, onde depois depois de sua leitura, ou frente a suas reflexões tendemos a enchergar nossa crise de identidade.Nossa "Deusa" publicidade se encarrega de seduzir corpos e almas em nome de um sistema econômico o capitalismo, que em sua sede desmedida torna-se globalização, do desesperol.

    Por: RICHARD E. S. D'AVILAl Educaçãol 27/06/2010 lAcessos: 747
    Antonio Carlos Brites Ortega

    Este trabalho tem como precípua finalidade demonstrar como as relações comerciais internacionais foram se desenvolvendo ao longo dos anos, enfatizando que um país não sobrevive sem que tenha que manter laços comerciais com outros países. Demonstra, ainda, com alguns exemplos como as diferenças culturais podem interferir, às vezes de forma negativa, nas relações comerciais internacionais. Entretanto, tais diferenças podem ser um fato positivo, desde que os negociantes saibam lidar com elas. Enfat

    Por: Antonio Carlos Brites Ortegal Educação> Ensino Superiorl 10/11/2009 lAcessos: 3,812

    O Desenvolvimento Sustentável vem se pulverizando desde o Relatório Brundtland, conquistando seguidores de diferentes classes sociais. Porém o que não é abordado por esses seguidores é a verdadeira funcionalidade do conceito que vem permear um discurso ideológico de uma classe dominante vigente, se utilizando de pensamentos conservacionistas para mascarar a crise ambiental em que vivemos na atualidade. São fatos como esses que levam o ensino de geografia a refletir o termo em nossa prática.

    Por: MARCOS VINICIUS N. DE MELOl Educação> Ensino Superiorl 18/06/2010 lAcessos: 1,786

    O presente texto não tem a pretensão de esgotar os conhecimentos sobre a relação Estado-Sociedade, bem pelo contrario, tal tema é bastante amplo e complexo, sendo impossível conceituar o mesmo em poucas palavras, ate mesmo por que se trata de pontos de vistas distintos sobre o mesmo assunto

    Por: Robson Stigarl Educação> Ensino Superiorl 22/03/2010 lAcessos: 3,860
    Silvio Araujo de Sousa

    A origem da União Européia (UE) confunde-se com a origem dos Blocos Econômicos.

    Por: Silvio Araujo de Sousal Educação> Educação Onlinel 11/12/2010 lAcessos: 406
    Fernando Corrêa manarim

    afirmamos que existem outras formas de jogar xadrez além da competição, ou seja, que o xadrez é uma ferramenta que pode trabalhar o praticante pedagógica e terapeuticamente, ensinando a se conhecer, conhecer os outros e conhecer o mundo a qual pertence. Isso pode ser comprovado na Lenda de criação do xadrez, conhecida como a Lenda de Lahur Sessa, lenda que pode ser encontrada na obra de Malba Tahan, "O Homem que calculava".

    Por: Fernando Corrêa manariml Educaçãol 16/03/2015

    1. Por que o regime de ciclos e a progressão continuada são tão criticados? 2. Qual a real eficácia da progressão continuada e quais são os problemas gerados por esta prática? 3. Quais suas implicações políticas? 4. Quais os aspectos negativos deste sistema? 5. Qual o papel do professor, do coordenador e supervisor escolar? 6. Qual a importância da avaliação neste processo?

    Por: EULER DE CASTRO SANTOSl Educaçãol 15/03/2015

    RESUMO A violência é sem duvida, além de uma das grandes preocupações da sociedade, o grande problema a ser enfrentado, principalmente na dura realidade das escolas públicas do Brasil. Atinge a todos na escola, contudo a grande vitima deste problema é o professor, cada vez mais desmotivado e que se encontra quase sempre acuado e de mãos atadas diante do problema. Ocorre de maneira velada e de diversos modos, sendo, obviamente causada pela falta de limites e de ações efetivas para enfrentar o pro

    Por: EULER DE CASTRO SANTOSl Educaçãol 15/03/2015

    Nesta Sociedade de Informação a comunicação assume um papel no desenvolvimento humano como ferramenta de leitura social numa intervenção libertadora na perspectiva social sobre a tecnologia num processo de diminuição das disparidades sociais na criação de políticas publica para a formação de uma cidadania. Atuando numa dimensão social e política através de programas sociais de inclusão digital para reduzir os problemas sociais relativos à marginalização e pobreza

    Por: Daniela Rosseti silval Educaçãol 12/03/2015
    Alinne do Rosário Brito

    O presente artigo tem como finalidade analisar as fases de ensino nas aulas de educação física escolar tendo como base os PCN`S, para facilitar este processo nas instituições de ensino. Portanto é um convite para refletir sobre à pratica pedagógica , ou seja, o processo de alfabetização especificamente no ensino fundamental através deste componente curricular.

    Por: Alinne do Rosário Britol Educaçãol 11/03/2015

    O fundamentalismo islâmico é a maior ameaça a democracia e os direitos humanos desde o fim da Guerra Fria.Esse artigo tem por objetivo expor de forma breve,as suas origens durante o processo de partilha afro-asiática promovida pelos países europeu até a sua expansão na era da globalização sob a hegemonia dos EUA.

    Por: Mauricio Mendes de Oliveiral Educaçãol 09/03/2015
    Marlete Turmina Outeiro

    O artigo conta a história de uma família especifica, que venceram as adversidades e os preconceitos sociais, demonstraram a importância de unir-se em favor de um ideal coletivo, cujo objetivo apresenta memória histórica marco de 1985 a 2011, no Município de Abelardo Luz/SC. Os resultados discorrem a partir de um recorte da obra "A Inclusão Social pela Reforma Agrária: a saga de uma família sem-terra, escrito com base nos fatos que constam no diário da Sra. Rosa Turmina.

    Por: Marlete Turmina Outeirol Educaçãol 07/03/2015 lAcessos: 12

    A tecnologia mais especificamente a tecnologia de informação e comunicação assume papel no desenvolvimento humano como ferramenta de leitura e práxis social numa intervenção libertadora na perspectiva social sobre a tecnologia num processo de diminuição das disparidades sociais na criação de políticas publica para a formação de uma cidadania. Atuando numa dimensão social e política através de programas sociais de inclusão digital para reduzir os problemas sociais relativos à marginalização e pob

    Por: Daniela Rosseti silval Educaçãol 02/03/2015

    Comments on this article

    0
    Marcio Cruz 20/05/2011
    Obrigado pelos esclarecimentos, legal podermos contar com este material para pesquiza, parabens
    2
    Bispo 18/05/2010
    O texto é super interresante kb cda um procura seu interior procura sabedoria,pensar mais e deixar determinadas ideias ....
    cair no mundo de realidade e não no mundo de fantasias as pessoas estão esquecendo de pensar por causa do acomodismo eé esse que ta levando a desgraça da humanidade
    as pessoas tem que ficarem mais atentam para a realidade da humanidade e para essa politica de desgraça da humanidade
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast