A IMPORTÂNCIA DA LEITURA E ESCRITA NA SOCIEDADE

11/11/2010 • Por • 3,006 Acessos

INTRODUÇÃO

O professor muitas vezes se depara com grupos bastante heterogêneos. Daí vem à necessidade de um período de treinamento, a fim de preparar a criança social, emocional, física e mentalmente para que adquira a prontidão necessária para a alfabetização. É importante explorar ao máximo a linguagem oral dos alunos, através de conversa informal. Segundo CAGLIARI afirma que:

A escrita é uma atividade nova para a criança, e por isso mesmo requer um tratamento especial na alfabetização. Espera que a criança no final do ano da alfabetização saiba escrever e não que saiba escrever tudo e com correção absoluta. Esse é um ponto importante e que relega a um plano secundário a preocupação com a ortografia. (2003, p.96)

CAGLIARI (1998) informa que é importante perguntar a criança o que quer dizer o que ela está escrevendo, pois assim poder acompanhar o seu desenvolvimento. Mesmo que a criança desenhe algumas letras agrupadas de forma aleatória ela já possui uma idéia do que seja escrita. Porém, a criança não procura copiar, mas representar o que ela imagina que seja a escrita.

É necessário que as escolas permitam que as crianças tenham liberdade de perguntar, errar, comparar e corrigir, sendo que alguns métodos em suas atividades são tão extensos em particularidades preparatórios, e que não sobra tempo e nem espaço para as crianças desenvolver em suas hipóteses sobre a escrita.

Quando a criança começa a conhecer as letras, é importante que a professora ensine todas as letras do alfabeto e não passe o semestre todo trabalhando apenas algumas letras.

No entanto, na primeira escrita da criança, cabe ao professor começar a ensinar as relações entre letras e sons, é interessante escrever palavras no quadro para exemplificar os fatos que comenta. Fazer com que as crianças copiem do quadro para o professor perceber como a criança está desenvolvida. Percebe - se que alguns alunos copiam e outros não, pois professor deve ficar atento a todos os detalhes, porque essas informações o ajudarão a saber quais conhecimentos, os alunos têm a respeito dos aspectos da escrita.

Segundo GARCIA (1996), a criança que aprende o conteúdo da aprendizagem tem de estar articulado ao universo de sentidos de sua realidade. Sendo que no processo de alfabetização é fundamental a construção de espaços onde a criança seja capaz de entender através da linguagem escrita.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Diante da aprendizagem da leitura e da escrita é importante que a criança se sinta encorajada a utilizar a escrita como veículo para expressão e conhecimento, mesmo que ainda não domine o código convencional, pois é escrevendo que a criança vai construindo conhecimento sobre a escrita.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização sem o bá – bé – bí – bó – bú. 1ª ed. São Paulo: Scipione, 1998.

GARCIA, Regina Leite. A formação da professora alfabetizada: Reflexões sobre a prática. São Paulo: Cortez, 1996.