A importância do teatro na educação infantil e ensino fundamental (séries iniciais)

Publicado em: 08/08/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 8,175 |

Historicamente o homem sempre teve a necessidade de representar, demonstrando suas tristezas, angústias, alegrias, no início para cultuar deuses e gradativamente se tornou uma atividade cultural encenada por muitos povos, e assim o teatro começou a fazer parte da nossa cultura.

Desde os tempos de Platão o teatro vem sendo abordado  com  a  intenção de  educar, sendo estudado e  centrado  com  valores didáticos, com intuito formador da personalidade do homem, neste período foi o único prazer literário disponível.

A palavra  "teatro"  deriva  dos  verbos  gregos  "ver,  enxergar",  lugar  de  ver,  ver  o mundo,  se ver no mundo,  se perceber, perceber o outro e a  sua  relação com o outro. Assim, pedagogicamente o teatro busca mostrar o comportamento social e moral, por meio do aprendizado de valores e pelo bom relacionamento com as pessoas.

Reverbel (1997) destaca que o teatro tem a  função de divertir  instruindo é uma verdade que ninguém pode contestar, pois seria negar-lhe a própria história.

Sendo assim, o trabalho com Teatro na instituição escolar tem uma importância fundamental na educação: o aluno aprende a improvisar, desenvolve a socialização, criatividade, coordenação, memorização, oralidade, leitura pesquisa,  criatividade, expressão corporal, a impostação de voz, vocabulário,  habilidades para  as  artes  plásticas  (pintura  corporal,  confecção  de  figurino  e  montagem  de  cenário), trabalha o  emocional, cidadania,  religiosidade,  ética, sentimentos, interdisciplinaridade, propicia o contato com obras clássicas, fábulas,  reportagens.

O teatro também permite que o professor perceba traços da personalidade, comportamento individual ou em grupo, bem como seu desenvolvimento, oportunizando um melhor direcionamento pedagógico, onde na realização de cenas dramáticas trabalha-se faz de conta, imaginação, interpretação.

Conforme Reverbel (1997) o objetivo na  escola não  é  ter um  aluno-autor, um  aluno-pintor ou um  aluno-compositor,  mas  sim  dar  oportunidades  a  cada  um  de  descobrir  o  mundo,  a  si próprio e a importância da arte na vida humana.

Dessa forma, a contribuição do teatro no desenvolvimento da criança seja na Educação Infantil ou Ensino Fundamental (séries iniciais), é grandiosa, ajuda o aluno no desenvolvimento de suas próprias potencialidades de expressão e comunicação, bem como proporciona o conhecimento de outro gênero, além da prosa e da poesia e favorece o processo de produção coletiva do saber cultural tanto no valor estético como educativo.

 

TIPOS E FORMAS DE TEATRO

 

Teatro de Máscaras: desde a Pré-História os homens usam máscaras, sejam nos rituais religiosos,  esculpidas em madeira, pintadas em couro e adornos de penas, ou feitas de conchas e madeira, ou desenhada no próprio rosto. Os alunos gostam muito de vestir máscaras, principalmente de super-heróis, é importante deixar que eles confeccionem as suas máscaras, pode-se usar sacos de papel, cartolinas, tecidos, tintas, pratos de papelão, jornal, material de sucata, etc., a atividade é prazerosa, sendo uma oportunidade de criar e recriar sua própria dialética, uma vez que promove a recreação, o jogo, a socialização, melhoria na fala da criança e desinibição.

 

Teatro de Sombras: é uma arte muito antiga, originária da China e se espalhou pelos países da Europa. Este tipo de teatro ainda é pouco conhecido no Brasil. É uma atividade muito divertida que estimula a criatividade da criança. Para sua realização é necessário: uma fonte luminosa (de 40 ou 60 watts, transparentes, dentro de latas de óleo para possibilitar a concentração da luz), uma tela (ou um lençol bem esticado) e silhuetas para serem projetadas (fantoches de varas, mãos que formam figuras de animais, proporcionando o desenvolvimento da criatividade e da motricidade, importante no período da pré-escola e da alfabetização.

 

Teatro de Fantoches: tem sua origem na Antigüidade, quando modelavam-se bonecos no barro, conseguindo mais tarde a articulação da cabeça e membros para fazer representações com eles. No Nordeste apareceu principalmente em Pernambuco, onde a tradição permanece até os dias de hoje. Somente em meados do século XX é que consolidou fortemente em nosso país. Para a confecção são utilizados: sucata, tachinhas, fita crepe, latas, sacos, durex, rolos de papel higiênico, tintas. Também pode utilizar luvas, pintura em meias e mãos com caneta esferográfica, carvão, tintas especiais, com acessórios enfeitando as mãos e os dedinhos das crianças. Como: lã, chapéu, meias, penas. Faz-se necessário que os alunos explorem todos os movimentos dos dedos, mãos e braços, criando uma atmosfera do conhecimento do próprio corpo, utilizando também as músicas populares, folclóricas ou clássicas.

 

Teatro de Varas: é uma variação do teatro de fantoches, onde estes são sustentados por uma vara, podendo ser confeccionados com cartolinas, bolinhas de isopor, de papel, colher-de-pau, palitos de churrasco, garfos vestidos com roupas de pano, palitos de picolé, copinhos de plástico sustentados por palitos. O fantoche de cone é um tipo de boneco muito encontrado em feiras livres e circos populares, podendo representar uma figura humana ou um animal, basta segurá-los pela vareta e dar-lhes o movimento de acordo com a situação.

 

Pantomima: é um jogo teatral realizado por gesto. Podemos exemplificar essa afirmação através deste exemplo: a primeira atividade proposta foi a de arrumar uma casa; os elementos foram entrando e ordenando aos cantos da cada, e ao final de cada um estava fazendo alguma coisa- ou lendo um livro, ou cozinhando, ou escutando música. Utiliza-se: caricaturas, dramatização (Charles Chaplin), uso de características fortes sem uso de palavras, às vezes tem um contexto social. Objetiva o divertimento, a socialização, a coordenação motora e aprender a usar o corpo como um todo.

 

Auto: uma peça teatral em um só ato, de caráter religioso, embora existam obras de temática profana e satírica, mas sempre com preocupações moralizantes. A princípio, eram representadas em solenidades cristãs. Com o surgimento de grandes autores, o "auto" transcendeu essa finalidade, tornando-se gênero autônomo e de alto significado literário.

 

Moralidade: (dramas litúrgicos) debatiam a questão religiosa sob a ótica do comportamento e do destino final do homem. Tinha um caráter mais intelectual do que os mistérios e os milagres. Em vez de utilizar as personagens da Bíblicas, servia-se de personagens alegóricas como a Luxúria, a Avareza, a Esperança, a Guerra, entre outras. Essas figuras personificavam defeitos, virtudes, acontecimentos, etc., com a intenção de transmitir lições morais e religiosas, e até, por vezes, políticas. Raramente continham sátiras ou pretendiam levantar polêmicas. Mais do que todos os outros tipos de teatro, a moralidade pode ser considerada um grande passo em direção ao teatro moderno.

 

Commedia dell'arte: uma forma popular de representação teatral marcada pela improvisação, comicidade e emprego de personagens fixos. A Sottie (de sot = bobo) era uma breve sátira (construtiva), geralmente de índole política, encenada por personagens simbólicos: o parvo (tolos), o truão (vagabundo ou palhaço) ou o bobo. Às vezes os tipos tinham autenticidade e eram até psicologicamente bem construídos.

 

Farsa: também uma sátira, mas diferentes das sottie, porque não tinha intentos políticos. Somente representava os defeitos, as fraquezas e os acontecimentos cômicos da vida das pessoas. Histórias de clérigos e feiras eram muitas vezes aproveitadas para pequenas farsas. Era um espetáculo teatral cem por cento popular.

 

Teatros com música: Teatro Nô ( tradicional forma japonesa baseada na narração de antigas histórias por meio de movimentos e danças). Teatro Kabuki (popular japonês, caracterizado pela combinação de música, dança, mímica, encenação e figurinos). Teatro de Revista (gênero que combina números de música, dança e humor. Muito popular no Brasil nas décadas de 1930 e 1940).

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/a-importancia-do-teatro-na-educacao-infantil-e-ensino-fundamental-series-iniciais-5106817.html

    Palavras-chave do artigo:

    escola desenvolvimento teatro

    Comentar sobre o artigo

    Implantar uma cultura de paz, fortalecendo o respeito à diversidade humana, a solidariedade, a união e todos os sentimentos bons de um ser a outro, para reduzir a violência dentro da nossa escola e cultivar a cultura da paz para todas as pessoas que fazem parte da nossa comunidade escolar.

    Por: Marcia Amelia Gaspar Matosl Educação> Ciêncial 02/10/2010 lAcessos: 1,838

    É um tema ainda que desperta muita curiosidade a razão do aparecimento dessas doenças em pacientes com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), pois tem pacientes que apresentam esse mesmo vírus e mesmo depois de longos anos, tem casos de mais de 20 anos sem aparecer estas, a causa disso é uma grande incógnita. A HIV parasita as células T do sistema imunológico humano, responsável pela defesa do organismo humano. A hipótese mais aceita atualmente afirma que o parasito ao infeccionar esse sistem

    Por: Priscila Dias de Carvalhol Saúde e Bem Estar> Medicinal 19/11/2010 lAcessos: 991
    Escola Aberta Centro

    Visite nosso projeto e conheça nossas atividades desenvolvidas que nos faz se destacar das escolas formais, onde nosso objetivo maoir é ensinar de uma maneira bem divertida e diferente. Através de atividades lúdicas como dança, teatro, música, esporte (judô) tentamos mostrar a nossos alunos que a importancia maior é os estudos e que é possivel sim aprender brincando. Visitem nosso site: www.escolaabertacentro.com.br

    Por: Escola Aberta Centrol Educação> Educação Infantill 07/05/2010 lAcessos: 838 lComentário: 1
    Escola Aberta Centro

    O projeto Escola Aberta Centro de teresina atende crianças e adolescentes em situação de risco socila e familar, onde estes recebem atendimentos psicológicos e educacional, realizam atividades como dança, música, teatro, esporte (judô).

    Por: Escola Aberta Centrol Educaçãol 02/05/2010 lAcessos: 265
    marlucia pontes gomes de jesus

    O artigo relembra a tragédia de Santa Maria, tentando demonstrar que a questão de insegurança da população está presente em órgãos públicos desprovidos de equipamentos de segurança contra incêndios, incluindo-se aí as escolas públicas.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 18/04/2013 lAcessos: 58

    Estamos as vésperas da Copa de 2014. E eu, como moradora do Bairro de Itaquera me sinto desrespeitada. Agora se fala em obras na região. Desenvolvimento, e etc. Tudo por que? Por que em 2014 teremos a abertura da copa aqui, em São Paulo - SP. E nós, moradores? Onde está o respeito por nós? Nós que vivemos neste bairro, até então esquecido e longínquo. E nós, não merecíamos respeito?

    Por: Rosangelal Negócios> Gestãol 23/11/2010 lAcessos: 216
    Ramon Vitor

    O interesse do público, sobretudo o público jovem, pelo teatro. Apesar de não receber o seu devido valor sempre, indiscutivelmente o teatro é fundamental na formação cultural e pessoal de qualquer pessoa. Ele nos faz conhecer mais sobre a nossa própria cultura que a cada vez mais as pessoas não dão o devido valor, apesar de esta ser uma identidade, carregada por todos nós.

    Por: Ramon Vitorl Arte& Entretenimento> Artel 09/03/2011 lAcessos: 141
    Marineide Pinheiro dos Santos

    É importante considerar que, a respeito da divisão pedagógica da lei entre os conceitos mais restritos da criança e do adolescente, o principio da norma que busca a proteção de pessoa em formação nos leva a atribuição de pessoa em formação nos leva atribuir a condição especial,é também nesta fase que pode trazer frutos para toda uma sociedade.

    Por: Marineide Pinheiro dos Santosl Educação> Educação Infantill 17/05/2011 lAcessos: 2,622

    A adolescência é um período tanto de oportunidades como de riscos, mais do que as outras etapas da vida, estão vulneráveis tanto ao crescimento quanto a destruição. Se os fundamentos tiverem sido bem assentados, a maioria das pessoas em desenvolvimento estará adequadamente preparada para a vida adulta. Os adolescentes assumem um comportamento onde estreitam suas opções e limitam suas possibilidades.

    Por: Natane Paula Rodrigues Faval Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 11/11/2013 lAcessos: 61
    Thonny Siqueira

    São inúmeros, mas iremos apontar os que consideramos como mais importantes: 1 – A qualidade de ensino em uma escola técnica (Etec) é considerada excelente. 2 – As Etec´s contam com equipes de Professores e Coordenadores muito bem preparadas e comuma estrutura completa de salas, laboratórios e equipamentos de última geração.

    Por: Thonny Siqueiral Educaçãol 17/09/2014
    Erineia nascimento da Silva

    O aluno especial tem algumas necessidade de auto realização igual aos demais alunos, assim como ele precisa ter sua autoestima valorizada para contribuir na definição de suas habilidades intelectuais, a interação social com a comunidade escola lhe dará segurança, o apoio dos pais e fundamental nesse processo.

    Por: Erineia nascimento da Silval Educaçãol 11/09/2014
    Erineia nascimento da Silva

    Cérebro é o órgão onde se forma a cognição, o órgão mais organizado do corpo humano. Portando a cognição pode emergir no cérebro e nele acontece dinâmicas evolutivas que permitem ao ser humano revelar-se como um ser auto-eco-organizador, para isso e necessário o envolvimento das funções bio-psico-sociais ou bioantropologicas.

    Por: Erineia nascimento da Silval Educaçãol 08/09/2014
    Formacerta.pt

    Este artigo informa sobre o curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores, uma formação frequentemente procurada (e essencial) por indivíduos que querem entrar no mercado de formação profissional.

    Por: Formacerta.ptl Educaçãol 08/09/2014

    O presente texto aborda sobre Saúde em Educação, como incentivo entre desenvolvimento social, psicológico, cultural e saúde educacional. Pois o artigo preocupa-se e questiona-se sobre a formação de crianças e adolescentes e a saúde pública escolar.

    Por: Reginaldo Posol Educaçãol 07/09/2014

    O presente texto possui uma abordagem reflexiva simples e ao mesmo tempo um foco informativo sobre as três áreas de "ciências" Psicopedagogia, Psicologia Transpessoal e Educação, numa prespectiva relacionada á Educação de maneira prática e explicativa.

    Por: Reginaldo Posol Educaçãol 07/09/2014

    O objetivo deste estudo foi verificar como a mídia influencia o desenvolvimento moral da criança, quando da sua exposição nos meios de comunicação a partir de uma denúncia não verídica de violência sexual em uma escola infantil do município de Vila Velha, Espírito Santo. Trata de um estudo descritivo, desenvolvido na Unidade Municipal de Educação Infantil "José Silvério Machado", Jardim Marilândia, Vila Velha, ES. Participaram do estudo 10 professores.

    Por: ADRIANA CHAGAS MEIRELES ZURLOl Educaçãol 28/08/2014 lAcessos: 12

    O objetivo deste estudo foi contribuir para o entendimento de quais são os fatores que determinam o sucesso escolar de alunos dos meios populares, por meio da percepção dos educadores. Trata de um estudo descritivo, quantitativo e qualitativo. O instrumento de coleta dos dados foi um questionário estruturado com perguntas objetivas e subjetivas As perguntas objetivas se relacionam a identidade dos professores e vivência no ambiente escolar. As subjetivas buscam conhecer quais os fatores que poss

    Por: SANDRA MARIA TEIXEIRA GRADIMl Educaçãol 28/08/2014
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Empreendedores são pessoas que desejam participar ativamente da construção de um mundo novo, não apenas como expectadores, mas como atores das mudanças globais da atualidade. De modo geral a pesquisa busca conhecer as ações dos empreendedores nas organizações e dessa forma, saber como eles podem e devem contribuir para o crescimento e desenvolvimento. Especificamente buscou-se: diagnosticar o perfil "empreendedor"; identificar os desafios que a administração propõe ao gestor público.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 20/08/2013 lAcessos: 123
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A Educação Especial é uma modalidade da Educação Básica, fundamentada no princípio da atenção à diversidade. Integram-se o Ensino Regular e a Educação Especial numa concepção da Educação Inclusiva, buscando a participação e permanência de todos os alunos na escola, numa educação de qualidade, onde o atendimento as pessoas com necessidades especiais não requer um ambiente especifico e único, mas sim necessita de recursos físicos, humanos e materiais para que seja possível atender a todos, adaptan

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 2,292
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A Tecnologia Educacional é entendida como a área que estuda a aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC - na educação, a partir de um embasamento da didática, psicologia da aprendizagem e desenvolvimento tecnológico. Assim, as alterações no sistema educativo visam levar em conta as diferenças pessoais, estilos cognitivos, ritmos de aprendizagem, afinidades, áreas de interesse, estratégias de pensamento e motivação.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 160
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Não existe uma única concepção sobre a EaD, pois o conceito evoluiu ao longo do tempo, influenciado pelo avanço das tecnologias da informação e da comunicação. Além disso, a concepção de educação a distância pode variar conforme o autor, sua base teórico-conceitual e sua concepção do que significam educação, ensino e aprendizagem.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 172
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A expectativa é ao mesmo tempo ligada a pessoa e ao interpessoal, também a expectativa se realiza no hoje, e futuro presente, voltado para o ainda-não, para o não experimentado, para o que apenas pode ser previsto. Assim, percebe-se que a expectativa é um sentimento que surge diante de novidades, do diferente.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 84
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Com os anos as análises históricas sofreram inúmeras mudanças, tendo historiadores como Jules Michelet que se preocupavam com histórias nacionais, espírito do povo, representando heróis. Tal autor chamou a atenção por identificar um agente sem rosto – o povo, as massas, como personagem da história e como protagonista dos acontecimentos.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 161
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Conforme o texto "Correntes, campos temáticos e fontes", a escrita e a leitura são indivisíveis e estão contidas no texto, permitindo a comunicação e veicula representações, onde o historiador pergunta sobre quem fala e de onde fala, discutindo sobre ela. As relações entre essas instancias não são diretas nem reflexas, mas sim intermediadas pelo discurso narrativo, e para o entendimento da História Cultural pode ser o da metáfora, pois o discurso explica, fala de algo que se percebe e se entende

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 197
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Entende-se que a História é construída conforme as práticas, as culturas de um determinado povo, uma organização social, onde o habitus integra os espaços de experiências, funcionando a cada momento vivido como matriz de sensações.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 67
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast