A Inclusão Do Deficiente No Âmbito Escolar

Publicado em: 23/11/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 1,065 |

Para que haja uma educação inclusiva é necessário que aceite as diferenças e não apenas uma simples colocação em sala de aula. Essa inclusão significa provisão de oportunidades a todos os estudantes, incluindo aqueles com deficiência severa, para que eles recebam serviços, suplementares de auxilio e apoio, em classes adequadas a sua idade, a fim de prepara – los para a vida produtiva como membros plenos da sociedade.

Todos os defensores da melhoria das escolas para melhorar atender as diferentes necessidades dos alunos devem unir-se e reconhecer os princípios e que as boas escolas são boas escolas, para todos os alunos e então agir com base nesse princípio.

Com tendência internacional no final do século XX, a proposta inclusiva era a meta a ser perseguida por todos aqueles comprometidos com a educação. Entre tanto, a vaidade de sua implementação depende de um amplo processo de sensibilização e conscientização acerca da aceitação das pessoas com necessidades especiais, na vida social da compreensão de seu direito á cidadania plena.

A inclusão é um processo pelo qual a sociedade se adapta para poder incluir em seus sistemas sociais gerais.

Os conceitos de inclusão são aplicáveis á todos, onde todos se sintam reconhecidos, valorizados e respeitos onde o potencial para a adaptação á realidade é inato ao individuo, independente das características e peculiaridade de cada pessoa não somente as estratégicas de ensino devem ser designadas e as áreas curriculares determinadas para corresponder a uma ampla variedade de diferenças entre crianças.

Na rede de ensino regular tem sido preocupação entre profissionais da área. As necessidades educacionais especiais nos que apresentam deficiências que vem diferenciar da demanda de determinados, alunos com relação aos demais colegas.

        Exigem da comunidade escolar indiscriminadamente, acesso á aprendizagem, ao conhecimento e a disponibilidade no ambiente educacional, nesse sentido deve-se adequar á proposta curricular, a serem desencadeadas na definição de objetivos, no intuito de favorecer a aprendizagem do aluno portador de necessidade especial.

        Na perspectiva de assegurar á todos uma educação com qualidade e equidade, constituem grande desafio, quanto á realidade presente no nosso contexto aponta uma numerosa parcela de excluídos do sistema educacional sem possibilidades de acesso á escolarização, apesar dos esforços empreendidos para universalização do ensino.

Entretanto, enfrentar esse desafio é essencial para entender á expectativa democrática.

        No entanto a atual situação em que se encontram os sistemas educacionais revela dificuldades para atender ás necessidades especiais dos alunos na escola regular principalmente dos que apresentam superdotação, deficiências ou condutas típicas de síndromes.

 A flexibilidade e a dinamicidade de currículo regular possam não ser suficientes para superar as restrições do sistema em compensar as limitações reais desses alunos.

     

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/a-inclusao-do-deficiente-no-ambito-escolar-1495147.html

    Palavras-chave do artigo:

    inclusao

    ,

    realidade

    ,

    adaptacao

    Comentar sobre o artigo

    O presente trabalho aborda um assunto de estrema importância para o avanço dos direitos educacionais garantidos na Constituição Brasileira, quando se entende que a educação é direito de todos. Em um breve histórico, que versa sobre o contexto no qual fizeram parte as pessoas com deficiência rumo ao processo de inclusão na educação superior, buscaremos apresentar os avanços relacionados à inclusão dos mesmos, como também as atenções voltadas para esse público de discente.

    Por: Duanne Granjal Educação> Ensino Superiorl 21/07/2011 lAcessos: 600
    Maria Elena Guimarães Regiani

    Atualmente a palavra inclusão tem realmente tomado conta dos espaços principalmente das mídias, já virou um modismo muito discutido no momento, pelos governantes. As escolas, professores e funcionários estão preparados para acolher e aceitar pessoas "deficientes" ou "diferentes", portadoras de necessidades especiais? Esses questionamentos levaram à escolha deste tema "A inclusão de portadores de necessidade especiais nas séries iniciais". Certamente que muito já evoluímos na busca da defesa e ga

    Por: Maria Elena Guimarães Regianil Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015 lAcessos: 49
    Natália de Souza Cardoso

    O artigo abordou como tema "a inclusão de crianças com síndrome de Down na educação física, com o propósito de mostrar à sociedade de que essas crianças são capazes de participar das aulas de educação física, apesar de todos os problemas que enfrentam no decorrer de sua vida.

    Por: Natália de Souza Cardosol Educação> Educação Infantill 22/08/2011 lAcessos: 1,716
    noeli flor

    Este trabalho apresenta como questão, a importância da inclusão escolar principalmente, para o desenvolvimento não dos alunos nas dos professores também. A partir de uma educação ampliada do meio em que vivem que tem como características a igualdade de todos na sociedade, tanto cultural e como social, para desenvolver e promover a inclusão de alunos.

    Por: noeli florl Educação> Educação Infantill 09/10/2012 lAcessos: 203

    O presente artigo tem por objetivo de promover reflexões sobre a prática educativa vivenciada diariamente neste contexto possibilitando ao educador desenvolver um olhar critico sobre sua atuação e os resultados de suas ações, referente a Inclusão Nas Séries Iniciais.

    Por: Edlene Maria da Silval Educação> Educação Infantill 08/11/2011 lAcessos: 872

    O artigo Inclusão: Uma sociedade para todos relata, conceitos, significados, perspectivas e experiência vivenciada na escola regular com a inclusão de alunos portadores de deficiência. A pesquisa procurou descrever as dificuldades e os avanços obtidos ao longo dos anos, além de mudanças ocorridas no comportamento de pessoas que freqüentam o espaço escolar, mudança nas nomenclaturas e opiniões de alguns profissionais da área de educação.

    Por: Silvana Brandão Costa Andradel Educação> Ensino Superiorl 19/05/2012 lAcessos: 944

    Esta pesquisa teve como objetivo investigar a experiência de inclusão escolar de uma criança com deficiência física. Partindo do processo histórico de construção das políticas públicas voltadas às necessidades educacionais especiais, problematizou-se o modo de formulação e implementação das políticas de inclusão, atentando para a necessidade de compreender sua efetivação concreta. Partindo de uma perspectiva fenomenológica, a pesquisa recorreu à reconstrução biográfica do processo de inclusão.

    Por: Flainyl Educação> Educação Infantill 09/01/2014 lAcessos: 123
    Inez Kwiecinski

    A inclusão ou integração de crianças com necessidades educacionais especiais na rede regular de ensino é uma realidade imposta por várias diretrizes de políticas educacionais, porém ainda persistem muitas dúvidas e impasses sobre como deve ser o processo de escolarização desses alunos. Os portadores da Síndrome de Down são crianças que merecem especial atenção, a educação dessas crianças é um processo complexo e requer adaptações e, muitas vezes o uso de recursos especiais.

    Por: Inez Kwiecinskil Educação> Educação Infantill 25/01/2011 lAcessos: 4,544 lComentário: 1
    Alessandro Neves de Araujo

    A palavra inclusão vem sendo colocada e usada muito atualmente, em todos os sentidos, principalmente na educação. Existem discussões dos educadores quanto ao termo e significado da inclusão, pois o desafio está nos projetos colocados em teoria e que deverão passar para a pratica, no qual todos os seres humanos usufruir os mesmos direitos.

    Por: Alessandro Neves de Araujol Educação> Ciêncial 06/10/2011 lAcessos: 442
    CLEBERSON EDUARDO DA COSTA

    Existem muitas formas de desumanização e, uma delas, talvez a mais crucial, seja aquela que está sistematizada no desrespeito às diferenças, na medida em que esse desrespeito - no sentido micro - leva o indivíduo para longe da sua capacidade de coexistir e, consequentemente, para longe da possibilidade de aprendizagem, crescimento e desenvolvimento pessoal; no sentido macro, leva a sociedade para xenofobismos, nacionalismos exacerbados, genocidismos, biocidismos, apartheids, etc.

    Por: CLEBERSON EDUARDO DA COSTAl Educaçãol 22/01/2015
    Magno Fernando A. Nazaré

    Esse artigo busca analisar e compreender as implicações dessa remuneração para o trabalho docente. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de caráter bibliográfico-documental com base em pesquisas relacionadas à remuneração docente e documentos relativos à temática elaborados por organismos internacionais.

    Por: Magno Fernando A. Nazarél Educaçãol 20/01/2015

    Vivemos em um um país, que demonstra abertamente, que toda sociedade convive pacificamente e não há preconceito ou discrimanação racial, vendemos a ideia que no Brasil existe a Democracia Racial, onde negros e brancos, se relacionam amigavelmente sem qualquer preconceito ou discrimanação. Porém observamos que, o que existe de fato, é o mito da Democracia Racial, ou seja, uma falsa ideia que brancos e negros vivem harmonicamente. Neste sentido, vamos relatar brevemente sobre algumas expressões.

    Por: Simone Marial Educaçãol 17/01/2015 lAcessos: 16
    Instituto Fisiomar

    Profissionais com qualificação saem na frente no mercado de trabalho e principalmente qualificação técnica. O curso técnico é um bom investimento, pois é um investimento barato, de curto prazo e que dá um excelente retorno. Uma Instituição séria que temos em Santa Catarina é o Instituto Fisiomar, com Cursos Técnicos de Segurança do Trabalho, Petróleo e Gás, Estética, Massoterapia e Podologia.

    Por: Instituto Fisiomarl Educaçãol 08/01/2015

    Considerando que a Educação deve ser voltada para a construção da cidadania, para o desenvolvimento das potencialidades do educando e a preparação para o trabalho, como diz na LDB – Lei nº 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), pensa-se que escola deve ser tida em nossa sociedade como oportunidade para o desenvolvimento, não só permitindo possibilitar ao educando estudar conteúdos, mas também dele ampliar relações com o outro, portanto devendo ser de qualidade.

    Por: nilda flores schutzl Educaçãol 30/12/2014
    Jaguaracy Conceição

    Esse texto tem como base a entrevista publicada na Revista Nova Escola de dezembro de 2014 e que traz como título: "A escola é a estrutura estável de quem vive numa família instável". Nela o sociólogo francês Bernard Lahire diz que o meio social é crucial ao desenvolvimento das crianças, pois sozinhas elas não conseguem superar as dificuldades que se deparam.

    Por: Jaguaracy Conceiçãol Educaçãol 23/12/2014 lAcessos: 22
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Basicamente a três milhões de anos atrás. A evolução humana foi desencadeada na África. Resultada de um elo anterior que favoreceu no surgimento do homo sapiens e do chimpanzé. Todas as populações do mundo descendem de tal elo. O que já foi explicitado cientificamente por comparações de DNA.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educaçãol 23/12/2014 lAcessos: 11

    Com o advento da globalização, a educação é tida como o maior recurso de que se dispõe para enfrentar essa nova estruturação mundial. Objetiva-se evidenciar a importância dos alunos encontrarem na escola não só evidências de seu próprio mundo, mas também aparato capaz de os "cunharem" para uma participação social plena e não "fatiada", como sugere o estudo por disciplinas. Jovens e adultos, público cada vez mais informatizado, exige que as disciplinas deixem de ser apresentadas de forma isolada.

    Por: KÁTIA CÉLIA FERREIRAl Educaçãol 18/12/2014 lAcessos: 15

    O desenvolvimento do ser humano está ligada a sobrevivência, período inicial da vida, provocando mudanças que prosseguem na contínua transformação e interação da vida com o meio.

    Por: Jane Maria de Campos Proençal Educaçãol 23/11/2009 lAcessos: 3,817

    A conscientização de profissionais da Educação de criar condições pedagógicas e suportes onde permitam aos alunos com deficiência o acesso e permanência escolar.

    Por: Jane Maria de Campos Proençal Educaçãol 23/11/2009 lAcessos: 4,695 lComentário: 1
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast