A Inclusão Do Estudante Surdo E As Adaptações Curriculares

Publicado em: 05/03/2009 |Comentário: 7 | Acessos: 4,709 |

A inclusão do aluno surdo no processo educativo formal vem se constituir num desafio para a escola que se construiu a partir de um paradigma de normalidade existente na sociedade, de modo que para incluir devemos respeitar e desenvolver o indivíduo em todos os aspectos, dentro do processo de de aprendizagem.

Quando se discuti a inclusão do estudante surdo  é fundamental que se garanta o minímo de convivência com os outros, estabelecendo alternativas pedagógicas que proporcionem seu acesso dentros de limitações, e através de sucessivas trocas podem ser viabilizadas mediads educativas que visem sua interação com o outro.

Para Alves 2004, devemos oferecer a estes alunos um ambiente saudável e mostrar que todos podem e tem condições de aprender e conviver com respeito e valores humanos, de modo que as adaptações curriculares podem ser realizadas considerando que há um processo diferenciado de parendizado que pode estar presente na escola.

A partir das possibilidades de acesso a escola o mesmo ressalta que o termo adaptação curricular está relacionado ao modelo  médico-psicológico de organizar as aividades educacionais  segundo os diagnósticos e prognósticos clínicos obtidos a cerca do desenvolvimento dos sujeitos, e no caso da educação especial, esta ganhou uma nova dimensão quando se buscar aplicar métodos alternativos de ensino visando as potencialidades do aluno.

De acordo com as publicações ditas por vários estudiosos da educação especial, a flexibilização do currículo vem de encontro às necessidades do sujeito, propondo-se um quadro diferenciado de aprendizagem para cada ser que se faz presente em sala de aula.

Assim, é possível entender que a flexibilidade do currículo é um dos avanços que se apresentam na sociedade contemporânea , a qual destaca a possibilidade de aproveitamento do tempo de cada aluno, pois, nem todos conseguem desenvolver dentros das mesmas condições.

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/a-inclusao-do-estudante-surdo-e-as-adaptacoes-curriculares-803172.html

    Palavras-chave do artigo:

    surdez

    ,

    educacao

    ,

    inclusao

    Comentar sobre o artigo

    Elizabete Ferreira dos Santos

    Este artigo trata da inclusão de surdos na escola regular.Trata-se de uma temática que é alvo de constantes debates, pela complexidade da inclusão de indivíduos que não ouvem, portanto não dominam a princípio a língua oral da escola e esta não domina a sua. Há várias dificuldades nessa inclusão, as quais estão somadas a desigualdade e discriminação em todos os sentidos. E é neste processo de formação continuada que o professor tem um papel de extrema importância.

    Por: Elizabete Ferreira dos Santosl Educaçãol 20/01/2010 lAcessos: 1,240

    O presente artigo tem como proposta trazer temas questionadores e atualizados com relação á Deficiência Auditiva. No passado, costumava-se achar que a surdez era acompanhada por algum tipo de déficit de inteligência. Entretanto, com a inclusão dos surdos no processo educativo, compreendeu-se que eles, em sua maioria, não tinham a possibilidade de desenvolver a inteligência em virtude dos poucos estímulos que recebiam e que isto era devido à dificuldade de comunicação entre surdos e ouvintes.

    Por: LUCIANA DE SOUSA SANTOSl Educação> Ensino Superiorl 01/11/2012 lAcessos: 226
    Fábia Utsch

    A inclusão de surdos em escola regular é um assunto muito complexo, onde a situação deve ser pensada como um todo, a partir da realidade de cada local. Para conseguir analisar a situação amplamente, necessita-se conhecer melhor sobre o surdo, sua situação cotidiana de inclusão/exclusão na sociedade como um todo, discutir práticas e teorias partindo de uma questão sociocultural (não apenas audiológica), onde o surdo é um sujeito que possui uma língua natural, a Língua de Sinais.

    Por: Fábia Utschl Educação> Educação Infantill 28/09/2011 lAcessos: 308 lComentário: 3
    Alessandro Neves de Araujo

    As pessoas com necessidades especiais estão cada vez mais ocupando e buscando o seu espaço na sociedade, fazendo dos obstáculos, desafios a serem atingindo, mostrando, para a comunidade a superação. Com isso acabam se destacando, dando exemplos e exemplos, de que a sociedade tem mais que aprender com eles.

    Por: Alessandro Neves de Araujol Educação> Educação Infantill 06/10/2011 lAcessos: 234
    Elisangela de Jesus

    Esta pesquisa foi realizada pela necessidade do mundo atual de alfabetização dos deficientes auditivos para uma melhor comunicação com a sociedade ouvinte, de forma, a garantir a socialização e a preparação para a vida profissional. Diante da evidencia que o problema da alfabetização de alunos surdos na escola existe e que os educadores não sabem como agir com essa dificuldade, considera-se importante que exista um estudo que mostre como trabalhar com alunos portadores de deficiência auditiva.

    Por: Elisangela de Jesusl Educação> Educação Infantill 22/06/2011 lAcessos: 7,061

    A educação especial é a educação de alunos com necessidades especiais de uma forma que aborda as diferenças dos alunos e necessidades individuais.

    Por: Marcelo Rigottil Educação> Educação Infantill 03/04/2012 lAcessos: 431

    Resumo: De acordo com o Ministério da Educação – MEC (2009), o Brasil tem em média 5.750.811 indivíduos surdos, dos quais 776.884 estavam em idade de escolarização. No entanto o número de surdos na escola regular era de apenas 69.420, o que representa uma porcentagem de 8,94%. Esses resultados confirmam o quanto essa população está fora da escola, motivos esses que justificam a intenção do estudo em questão. Através dessa pesquisa poderão ser esclarecidas dúvidas em relação a surdez.

    Por: edilma de moura de oliveiral Educação> Educação Infantill 10/01/2013 lAcessos: 107
    Laine Reis Araújo

    Reflexão sobre as contribuições da Lei 10.436 de LIBRAS é o tema de pesquisa deste artigo. Buscou-se, com base nos preceitos constitucionais e legais atinentes à matéria, elucidar o que a lei 10.436 representa contribuindo para que o tema seja conhecido e entendido, especialmente, dentro do contexto em que se inserem os surdos na sociedade atual. A lei 10.436 contribui diretamente para a fomentação de politicas de inclusão do surdo ao observar suas necessidades especiais.

    Por: Laine Reis Araújol Direito> Legislaçãol 04/03/2012 lAcessos: 7,958
    ANGELA DA SILVA SOARES

    Este artigo tem como objetivo fazer uma discussaõ sobre a formação do professor numa perspectiva inclusiva. Uma das maiores queixas dos professores em relação à inclusão escolar é a falta de preparo para lidar com crianças com deficiência.E como deve ser este preparo? Como a formação pode ajudar o professor a atuar de forma mais consistente neste processo?

    Por: ANGELA DA SILVA SOARESl Educaçãol 01/08/2009 lAcessos: 7,770 lComentário: 1

    O presente artigo é um estudo bibliográfico que tem como objetivo principal abordar conceitos educacionais e metodologias desenvolvidas em sala de aula usando o lúdico como alternativa de metodologia. O trabalho justifica-se pela necessidade de se entender e adequar a aprendizagem às atuais demandas da educação é necessário conhecer alguns caminhos já percorridos pelo ensino e que se levam a uma redefinição dos objetivos, conteúdo e metodológicos.

    Por: Graciele de Miranda Oliveiral Educaçãol 21/10/2014
    Alinne do Rosário Brito

    O artigo busca pesquisar e relatar o que é o Programa Mesa Brasil SESC e dialogar com as ações do Governo do Estado do Amapá para que a segurança alimentar seja implementada atendendo as leis nacionais e as respectivas atuações das politicas públicas que o regem quanto a tentativa de diminuição da miséria na cidade de Macapá.

    Por: Alinne do Rosário Britol Educaçãol 21/10/2014
    Tania R. Steinke

    Promover a valorização da formação continuada dos docentes e coordenadores pedagógicos que atuam no Ensino Médio das escolas públicas.

    Por: Tania R. Steinkel Educaçãol 19/10/2014

    Este artigo analisa de forma breve a teoria das Representações sociais, realizada por alguns estudiosos que contribuíram para a o avanço das representações sociais, bem como, os teóricos que tinham como base as investigações de como as pessoas transformam os conhecimentos científicos em conhecimento de senso comum na década de 60, e também a forma como adota a perspectiva comunicativa "genética" na apreensão do conhecimento veiculado a dinâmica do cotidiano.

    Por: Elizabeth Almeida dos Santosl Educaçãol 14/10/2014
    Erineia nascimento da Silva

    Resumo O aumentou consideravelmente do número de alunos especiais matriculados no ensino regular foi de aproximadamente 70% em 2014, em relação aos anos anteriores. Essa chegada dos alunos nas instituições públicas de ensinos promoveu serias mudanças de paradigmas em todos os profissionais da educação, mas seguiu junto um profissional fundamental na implementação desse novo olhar sobre a educação especial e principalmente sobre a inclusão.

    Por: Erineia nascimento da Silval Educaçãol 10/10/2014

    O SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) ajuda a milhões de brasileiros todos os anos através de seus Cursos Gratuitos oferecendo modalidades presenciais ou EAD (Ensino a Distância) para realização dos mesmos. Conheça alguns cursos grátis para 2015

    Por: sitesjoaoepaulol Educaçãol 09/10/2014

    A avaliação na Escola Ciclada já vem redefinida, ou seja, já está incorporada com novas idéias e nas aspirações, sua perspectiva está muito além de atribuir uma nota por simples burocracia institucional ou por simplesmente conferir o que foi "aprendido" ou não.

    Por: Delimar da S. F. Magalhãesl Educaçãol 02/10/2014

    A MATEMÁTICA E A MÚSICA POSSUEM LAÇOS MUITO FORTES DESDE A ANTIGUIDADE E O INTERESSANTE É QUE TEM MUITOS ALUNOS QUE GOSTAM DE MÚSICA E DIZEM QUE NÃO GOSTAM DE MATEMÁTICA. ENTÃO, SENDO ASSIM, É BEM INTERESSANTE MOSTRÁ-LOS A ELES ESTA FORTE RELAÇÃO.

    Por: Josimara L. Furtado dos Santosl Educaçãol 02/10/2014 lAcessos: 11

    Este artigo traz à tona algumas questões relacionads à Inclusão de alunos com necessidades educativas especiais com o objetivo de garantir uma educação de qualidade para todas as pessoas que estejam de certa forma excluídas da sociedade, bem como, do universo escolar, seja por fatores étnicos, econômicos, sociais entre outros;promovendo as mesmas um processo de aprendizagem que atenda as necessidades de cada um.

    Por: Glads Silva da Conceiçãol Educaçãol 10/04/2009 lAcessos: 21,176

    Comments on this article

    0
    Luciene 19/09/2010
    Estou tentando achar uma forma de entender o que é
    - CONCEPÇÃO CLÍNICA DA CONCEPÇÃO ANTROPOLÓGICA da Educação Especial;
    - 3 ADAPTAÇÕES CURRICULARES ((Práticas Pedagógicas Diferenciadas) para inclusão de alunos SURDOS E CEGOS (e/ou c/ baixa audição e visão).
    Não consigo achar uma definição, poderiam me ajudar, por favor????
    Desde já lhes agradeço
    0
    marilucia galvão 24/09/2009
    Gostei do artigo. sou deficiente auditiva desde os 15anos. estudei no instituto santa ines e foram bons momentos juntos com outros iguais a mim. fui transferida então para o colegio monte calvario. Ali, eu era a única deficiente auditiva, não havia intérprete mas professores e alunos nunca me discriminaram foi uma convivência muito útil para mim. Não devemos ser discriminados porquê somos surdos mas com uma mente sadia. Sucesso Glads em sua caminhada, precisamos de pessoas como vc para o futuro de milhares de crianças surdas. Abraços. Mary
    0
    GLADS 06/08/2009
    Para contatos meu email é: gladssilva@yahoo.com.br
    Ficarei feliz em ajudar alguém q esteja disposto a fazer pesquisas futuras sobre o ensino de crianças surdas. Um abraço!
    0
    Silvia 04/08/2009
    Sou estudante de pedagogia,vou fazer meu trabalho de conclusão de curso sobre a inclusão do aluno surdo na educação infantil,gostei muito do seu artigo,se tiveres algum outro arquivo,gostaria que me enviasse,obrigada.
    0
    Renata 01/08/2009
    Há alguns erros de português, mas o artigo está muito bom.
    1
    Fabrício Pantoja 01/06/2009
    Gostei muito do artigo acima, acredito que os surdos ainda são tratados com indiferenças, haja posto que dentro das escolas não existe o atendimento especializado como a inclusão de intérpretes para facilitar o processo de ensino-aprendizagem. Um abraço professora.
    1
    Neri Ribeiro 28/04/2009
    Sou professor de musicografia braile(música para cegos)em passo Fundo RS,e gostaria de
    entrar em contato com a profª responsável por este projeto,
    pois eu quero trabalhar com surdos aqui tambem.
    É possível me enviar o e-mail desta pessoa?
    Obrigado.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast