A Socialização do Fracasso

Publicado em: 10/12/2013 |Comentário: 0 | Acessos: 16 |

A socialização do fracasso acontece sempre que qualquer tentativa de fazer algo melhor do que o mínimo passa a representar uma ofensa mortal a quem se satisfaz com o ínfimo e afirma que nada mais pode ser feito. O teólogo São Tomás de Aquino, um dos grandes pensadores do Cristianismo, afirmou que "se a meta principal de um capitão fosse apreservação de seu barco, ele jamais sairia do porto". Isso se aplica a praticamente todas as atividades humanas. Vemos com frequência atitudes timoratas serem tomadas em empresas, escolas, famílias, governos, e que buscam apenas uma segurança enganosa.

A manutenção do status quo, o medo do risco, a recusa à exposição daquele que deveria estar na linha de frente, que parte do princípio de que quem não realiza não erra, mas também não acerta, esconde um confortável limbo de mediocridade.O Ministério da Educação está, com justiça, preocupado com a enorme quantidade de jovens entre 15 e 17 anos que ainda estão no ensino fundamental:"Segundo o MEC, o programa está mapeando onde estão os estudantes atrasados. De acordo com o Anuário Brasileiro da Educação Básica da ONG Todos Pela Educação, os 2,6 milhões de alunos de 15 a 17 anos que ainda estavam em 2011 no ensino fundamental representam 25,5% do total de jovens nessa faixa etária. A maior parte, 52%, estava no ensino médio e o restante havia abandonado a escola" (fonte: Agência Estado).

Para enfrentar o problema, sério e merecedor de atenção, criou o Programa Nacional de Adequação de Idade/Ano Escolar, com o objetivo de "acelerar" a educação desses jovens e possibilitar que eles acessem o ensino médio. A proposta tem grandes méritos, inclui qualificação especial de professores para escolas de ensino fundamental que tenham muitos estudantes com distorção idade/série, a produção de materiais didáticos específicos e eventual ampliação de jornada escolar para uma modalidade de ensino integral e profissionalizante.

Onde os planos pecam é na ideia de "induzir a produção de uma proposta curricular específica para os jovens acessarem o ensino médio". Infelizmente, são muitos os exemplos de redução de expectativas em avaliação,quando convém a quem avalia apresentar resultados meramente quantitativos. Educação é dever do Estado, essencial que siga sendo o caminho para a melhoria de vida e perspectivas futuras da população - e isso não será atingido reduzindo as esperanças em relação ao educando desperiodizado.

Esta defasagem é devida a muitos motivos, entre eles, possivelmente a situação financeira da família, a necessidade da inserção precoce no mercado de trabalho, o desestímulo pelas funções intelectuais, o legado cultural deficiente que não favorece a integração na comunidade escolar.Produzir novos currículos com a finalidade única de promoção, reduzindo as exigências, leva o aluno ao período correto, mas ainda carente de conhecimentos, claudicante no processo educacional.Inflar estatísticas, sem suprir lacunas de formação,gerarádiplomados sem conhecimento, trabalhadores sem cidadania, mantenedores de um velho país que todos conhecemos.

 

 

Wanda Camargo – educadora e assessora da presidência das Faculdades Integradas do Brasil – UniBrasil.

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/a-socializacao-do-fracasso-6858495.html

    Palavras-chave do artigo:

    socializacao do fracasso

    ,

    wanda camargo

    Comentar sobre o artigo

    Genilda Vieira Rodrigues

    Este artigo tem por objetivo apresentar estudos aprofundados sobre a educação inclusiva dando ênfase à questão envolvida no que se refere ao trabalho do professor com alunos portadores de deficiência. No decorrer da produção serão expostos conceitos de Educação Especial e Educação Inclusiva pontuando o saber fazer e o aprender diante das dificuldades encontradas em trabalhar com alunos portadores de necessidades especiais, ressaltando ainda mostrar alguns dos recursos e as estratégias utilizados

    Por: Genilda Vieira Rodriguesl Educaçãol 21/02/2015

    Propriedade vocabular é muito importante na hora de redigir o texto, uma vez que saber empregar as palavras mais adequadas no momento enriquece muito o conteúdo do texto e, além disso, torno-o mais clara e objetivo. Mesmo que o texto seja um mero exercício escolar, antes de construí-lo, pergunte-se: para quem escrevo? O tipo de receptor determina a forma de sua mensagem. Um panfleto dirigido a crianças precisa ter uma linguagem fácil, direta, sem rebuscamento.

    Por: Professor Leol Educaçãol 19/02/2015

    Quando se ouve falar em educação, pensamos em escola, em educação formal. E quando o assunto é família temos vários pensamentos. Educação e Família são dois temas bastante complexos, porque educação é muito mais que escolarização, letramento e formação, sendo que família é a instituição mais antiga da sociedade e sofre constantes transformações. Ambas tem a função de socializar e transformar o homem biológico em um ser social.

    Por: Alexandrina M. P. de Fariasl Educaçãol 16/02/2015

    Propostas Pedagógica e a Participação da Família no Resultado. A progressão escola é um instrumento que pode mudar a realidade desses estudantes que estão fora da faixa etária escolar. Determinadas escolas contemplam dentro do seu projeto político pedagógico, o sistema de progressão. Para que funcione a progressão em uma escola é necessário que haja engajamento por parte dos docentes, dos estudantes e da família. É importante ressaltar, que a família também tem um papel fundamental...

    Por: Elonir dutra terral Educaçãol 13/02/2015

    Diante dos agravos causados pela violência doméstica, tais entraves se estendem também ao processo educacional da criança e adolescente. Por outro lado, esta situação nem sempre é conhecida pelos seus educadores no campo acadêmico, causando assim uma lacuna no campo da avaliação pedagógica que, muitas vezes, abrangem somente o campo intelectual. Este trabalho tem por objetivo fazer uma análise sobre os impactos da violência doméstica no processo ensino-aprendizagem.

    Por: Jiane Martins Soaresl Educaçãol 12/02/2015
    ÁUREA MARIA SOARES LIMA

    A educação é um direito humano substancial, e como tal, precisa ser garantido universalmente. As conquistas das mulheres brasileiras em relação á educação, vêm crescendo consideravelmente e com isso, reduzindo significativamente o analfabetismo. O número de mulheres no mercado de trabalho cresceu gradativamente e isso ocorreu devido à determinação para conquistar seu espaço, milímetro a milímetro, dentro e fora de casa, e especialmente do empenho em subir novos degraus de instrução.

    Por: ÁUREA MARIA SOARES LIMAl Educaçãol 10/02/2015 lAcessos: 11
    ÁUREA MARIA SOARES LIMA

    O direito de trabalhar, obter formação intelectual e de atuar no cenário político do País, nem sempre foi concedido às mulheres. As mulheres que queriam reverter esta situação, buscando conquistar funções que tradicionalmente não lhes cabiam, devido à sociedade patriarcal, eram ridicularizadas e até difamada. A luta das mulheres brasileiras pelo reconhecimento de seus direitos políticos e civis é secular; a emancipação feminina nas ultimas décadas do séc. XIX era vista pelos mais diversos setore

    Por: ÁUREA MARIA SOARES LIMAl Educaçãol 10/02/2015 lAcessos: 15
    Carlos Henrique Araújo

    Não haverá uma educação de qualidade se não houver uma reforma do ensino no país. Um pacto entre a sociedade e os seus representantes políticos em prol de uma verdadeira reforma do ensino nacional deveria ser estabelecido. Na minha percepção, a reforma do ensino é a mãe de todas as reformas.

    Por: Carlos Henrique Araújol Educaçãol 03/02/2015 lAcessos: 12

    O ano de 2014 foi marcante para a indústria do diesel no Brasil. Uma mudança de legislação fez com que a mistura de Biodiesel ao combustível fosse aumentada gradativamente: desde 2010, o Brasil convivia com o B5 (5% de Biodiesel na mistura), passando, em julho do ano passado, para 6% e, em novembro, para 7%.

    Por: Central Pressl Automóveis> Indústria automotival 24/02/2015

    As tecnologias digitais da informação revolucionaram (e continuam revolucionando) as profissões da comunicação. Ainda que exista uma base teórico-reflexiva que permaneça estável e indispensável, há nova prática e novo saber profissional que, assim como as transformações tecnológicas, mudam continuamente e trazem desafios complexos para a universidade e para o ensino.

    Por: Central Pressl Educação> Ensino Superiorl 23/02/2015

    A busca por produtividade tem esbarrado na quebra de paradigmas para identificar novas maneiras de atingir resultados melhores

    Por: Central Pressl Tecnologia> Tecnologiasl 20/02/2015

    Atenção para a hidratação. Vale lembrar que o carnaval é realizado durante a estação mais quente do ano e pular carnaval em pleno verão brasileiro requer muitos litros de água, principalmente para quem estiver ingerindo bebidas alcoólicas, o que facilita a desidratação.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estarl 12/02/2015

    Os tempos modernos andam turbulentos. A epidemia do desemprego ataca todos os países, inclusive os ricos, sobretudo na Europa. Os avanços da ciência nos deram mais vida: o brasileiro atualmente vive em média 71 anos, contra apenas 33 anos em 1900.

    Por: Central Pressl Notícias & Sociedade> Cotidianol 10/02/2015

    A obesidade é uma doença crônica, grave e progressiva. Pacientes obesos têm maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes e diversos tipos de câncer, que, segundo o Ministério da Saúde, são algumas das principais causas de morte no Brasil. Tratar a obesidade significa melhorar a qualidade de vida, e, mais do que isso, reduzir a mortalidade da população.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Nutriçãol 06/02/2015 lAcessos: 13

    Mais que uma ilusão, é ingenuidade pensar que os governantes podem fazer com a economia o que bem entenderem sem pagar alto preço. É que as teorias econômicas, por não terem a precisão das ciências naturais, abrem espaço para os governantes tentarem inventar medidas esquisitas e disfuncionais, sobretudo nos países da América do Sul. Não raro, elas desorganizam o sistema e produzem atraso.

    Por: Central Pressl Negócios> Gestãol 04/02/2015

    A esclerose múltipla é uma doença com muitas peculiaridades e, cada vez mais, tem se abordado este tema. Apesar da maior difusão, ainda existem confusões com outras duas doenças, em relação ao nome. Os antigos chamavam as pessoas com pouca memória de esclerosadas. Apenas posteriormente, com os estudos, surgiu o termo Alzheimer. O outro equívoco é com a esclerose lateral amiotrófica (ELA), que também é uma doença grave e com sintomas um pouco semelhantes, porém que atingem populações diferentes.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 22/01/2015
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast