Como Deve Ser Um Diretor

Publicado em: 04/04/2009 |Comentário: 14 | Acessos: 108,248 |

Perfil do diretor escolar

 

Antes de qualquer coisa, a pessoa que pretende assumir a direção de uma escola, deve apresentar algumas características que podem influenciar diretamente na forma em que ele vai conduzir a gestão da escola. Não quer dizer que ele precise ter todas elas, mas que se essa pessoa se auto-avaliar e se souber ouvir as pessoas que o cercam, ela poderá ver quais são suas deficiências e saber em quais aspectos precisa melhorar. Vamos ver então algumas características que formam o perfil do diretor escolar.

 

O diretor escolar precisa:

 

Ter pré-disposição para trabalho coletivo. Esta é uma das exigências básicas: saber trabalhar em equipe, afinal o que queremos é que na escola seja feita uma gestão participativa e democrática, portanto o diretor deve saber trabalhar em equipe.

Ser articulador e mediador dos segmentos internos e externos: o diretor deve ser uma pessoa que abra o diálogo com os diferentes grupos existentes tanto dentro da escola como fora dela, buscando a maior interação possível com esses grupos em favor do desenvolvimento de sua escola.

Ter iniciativa e firmeza de propósito para realização de ações : o diretor precisa ser uma pessoa sempre disposta a estimular e incentivar as ações positivas de seu estabelecimento, sempre que possível encabeçando essas iniciativas ou à frente delas, junto das pessoas que as iniciaram.

Ser conhecedor dos assuntos técnicos, pedagógicos, administrativos, financeiros e legislativos: o diretor deve estar atualizado com relação a todos esses temas e como eles afetam a gestão da escola.

Ter espírito ético e solidário: o diretor precisa conduzir suas atribuições sempre respeitando os princípios éticos, com imparcialidade e isenção, mas sem ser ausente e distante dos acontecimentos. Também deve promover que todos na escola também respeitem estes princípios.

Ser conhecedor da realidade da escola: o diretor precisa conhecer não apenas a escola internamente, mas a comunidade envolta da escola. Ele deve entender o contexto da sociedade em que a escola está inserida, conhecer o meio onde os alunos vivem, entender suas famílias e descobrir os problemas que cercam a escola e também os pontos positivam existente envolta dela. O diretor precisa saber que tudo o que acontece fora da escola acaba exercendo influência dentro dela.

Ter credibilidade na comunidade: o diretor precisa ser uma pessoa que transmita credibilidade, quer na sua conduta profissional, como pessoal e até mesmo na familiar. As pessoas, na maioria das vezes, avaliam o comportamento do diretor da escola com o comportamento que ele apresenta na vida social. Portanto, é de se esperar que a pessoa que venha a ser diretor de uma escola, seja uma pessoa de credibilidade junto a comunidade que ele representa.

Ser um defensor da educação: o diretor precisa acreditar no modelo de ensino, nas práticas educacionais e no sistema de educação como um todo. Deve também ter compromisso na elaboração e execução das políticas públicas e, além de acreditar, deve repassar para os outros, esse seu entusiasmo.

Ter liderança democrática e capacidade de mediação. Sabemos que estamos sendo repetitivos, mas o diretor para poder dirigir a escola precisa saber ouvir a todos, dividir responsabilidades e ser capaz de mediar conflitos e oposições. Somente assim é que ele irá construir uma gestão democrática e participativa.

Ser capaz de auto-avaliar-se e promover a avaliação do grupo. O diretor precisa saber que nem sempre está certo e que nem sempre tem razão, nem ele e muitas vezes nem o grupo. Por isso, ele deve ser capaz de reconhecer isso e tomar as medidas necessárias para corrigir suas deficiências e as deficiências do grupo. Entenda isso, como um sinal de humildade. Ao fazer uma avaliação de si mesmo e do grupo o diretor está tendo a grande oportunidade de medir seus erros e acertos e corrigi-los a tempo antes que seja tarde demais e comprometer todo o seu trabalho e o trabalho de sua equipe.

Ter a capacidade de resolver problemas: o diretor deve ser capaz de ver, ouvir, sentir o problema no momento e no local onde está acontecendo, sem fugir dele e sem tentar adiar a sua solução. Os problemas sempre irão existir e o diretor deve dar encaminhamento a eles, procurando resolve-los de forma definitiva e não tomando medidas paliativas que somente acobertem o problema naquele momento, permitindo que mais tarde eles se repitam. Sempre busque a ajuda e a participação de outras pessoas para ouvir suas opiniões sobre a questão e dividir as responsabilidades pelas decisões tomadas.

Ser transparente e coerente nas ações. O diretor deve sempre tornar de conhecimento de todas as suas ações e decisões e fazendo isso de forma antecipada não esperando que venham primeiras as cobranças para só depois dar esclarecimentos, pois isso pode gerar dúvidas sobre a sua gestão, causando um clima de desconfiança entre as pessoas. Portanto, a palavra chave é comunicação. O diretor deve prestar contas de seus atos e, para isso, poderá utilizar os diversos meios de comunicações existentes e disponíveis na escola para dar clareza e retidão aos seus atos. Não deve agir por impulso e demonstrar coerência entre aquilo que ele diz e aquilo que ele faz.

Como nós havíamos falado anteriormente, esses são apenas alguns dos atributos que se espera de uma pessoa que queira assumir a função de diretor escolar. Sugerimos então que o candidato a diretor faça uma sincera avaliação de si mesmo e identifique os pontos que precisa desenvolver e melhorar.

 

 O papel do diretor escolar

 

Existem outros aspectos do trabalho que o diretor deve fazer na escola e que chamamos de papéis ou atribuições. O diretor escolar como também o vice-diretor ou diretor adjunto, naquelas escolas onde existe esse cargo, exerce alguns importantes e diferentes papéis na sua gestão. Vamos ver:

 

Primeiro papel: O diretor é o representante legal da secretaria estadual de educação.

O diretor não pode e não deve esquecer que é um funcionário público de carreira e que tem vínculo com esse órgão superior de ensino, tendo, portanto que prestar contas de suas ações e atender a Secretaria estadual sempre que solicitado. Cabe ao diretor, conduzir sua escola de acordo com as determinações e orientações da Secretaria de Estado, ficando sob sua responsabilidade a coordenação das atividades dos demais servidores públicos e profissionais da educação lotados na sua escola, averiguando o desempenho regular de suas atribuições garantindo assim que a escola execute sua proposta pedagógica com qualidade. O diretor deve conhecer as atribuições definidas na legislação para cada um dos cargos que ocupam os servidores sob sua responsabilidade, como também conhecer a legislação estadual e federal.

Segundo papel: O diretor representa os alunos, a sua equipe e a comunidade

O diretor é o responsável por criar um ambiente de trabalho onde haja respeito e confiança entre os membros da equipe escolar, assegurando condições para o alcance dos objetivos. Por isso, ele deve definir e distribuir tarefas dando total apoio às pessoas que trabalham com ele e lembrando-se sempre de que um bom relacionamento é a base para uma boa gestão.

Terceiro papel: A escola tem a "cara do diretor"

Quando entramos em uma escola, sabemos no mesmo instante se o diretor é um bom gestor, pois a marca de sua administração fica evidente em todos os espaços da escola. Escolas bem administradas apresentam um ambiente de trabalho tranqüilo e que nitidamente propiciam boas condições de aprendizagem.

O que realmente esperamos é que os nossos diretores realizem com determinação os seus papéis de tornarem as escolas em verdadeiros centros de excelência e qualidade de ensino.

 

ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR ESCOLAR

 

Podemos afirmar que as atribuições do diretor de escola são aquelas definidas nos instrumentos legais que regulamentam o exercício de sua função, como por exemplo, as leis federais e estaduais de educação como também o próprio regimento interno da escola. Vamos relacionar algumas delas.

 

São Atribuições do diretor de escola:

 

Elaborar e apresentar plano de trabalho no início de cada ano letivo.

Coordenar a elaboração e a implantação do projeto político pedagógico, ou proposta pedagógica e do regimento escolar, junto com o vice-diretor e com o coordenador pedagógico.

Coordenar as atividades pedagógicas, administrativas e financeiras de acordo com as orientações do conselho escolar e da Secretaria Estadual de Educação.

Executar as determinações dos órgãos aos qual a unidade escolar está subordinada.

Cumprir e fazer cumprir a legislação vigente e os convênios propostos no projeto pedagógico da unidade escolar.

Representar a unidade escolar, responsabilizando-se juntamente com o conselho escolar pelo seu funcionamento.

Elaborar o plano de aplicação dos recursos financeiros para avaliação e aprovação.

Manter atualizado o inventário dos bens públicos, zelando por sua conservação.

Apresentar à comunidade, dentro dos prazos estabelecidos, os resultados da avaliação de desempenho e a movimentação financeira da unidade escolar.

Propor ações que visem à melhoria da qualidade dos serviços prestados.

Submeter à apreciação do Conselho escolar as transgressões disciplinares dos alunos, ouvida a coordenação pedagógica e o conselho escolar.

Cumprir e fazer cumprir o estatuto do magistério.

Coordenar o processo pedagógico, articulando as ações entre os turnos de funcionamento da unidade escolar.

Participar de programas de formação propostos para os coordenadores pedagógicos.

Como podemos ver, são muitas as atribuições do diretor da escola, ele deve estar atento ao cumprimento de todas elas. Pode parecer ser difícil, mas na verdade todas essas ações visam simplificar e ajudar o diretor a planejar, organizar, executar e controlar melhor a sua gestão.

Na parte Supervisão escolar devido à sua posição central na escola, o desempenho de seu papel exerce forte influência (tanto positiva, como negativa) sobre todos os setores e pessoas da escola. É do seu desempenho e da sua habilidade em influenciar o ambiente que depende em grande parte, a qualidade do ambiente e clima escolar, o desempenho do seu pessoal e a qualidade do processo ensino-aprendizagem depende muito da supervisão e orientação a todos aqueles a quem são delegadas responsabilidades.

Um diretor/diretora ou qualquer outro profissional que esteja em uma função de comando deve estar atento a tudo que ocorre no interior de uma escola, empresa etc... Procurando interar-se de tudo que ocorre com cada um de seus subordinados. Fazendo isso a pessoa que esta investida em um cargo de chefia dificilmente cometera erros no sentido fazer julgamentos precipitado em uma determinada situação.

Concluindo! O diretor/diretora ou uma pessoa que detém um cargo de chefia/comando deve ser uma pessoa acima de tudo humana, humilde, justa, ética, que saiba lidar com situações que exija dele certo domínio, quer dizer saber usar as palavras certas para não magoar ou ofender seriamente um subordinado. Poder pode ser entendido como a forma coercitiva que usamos para obrigar alguém a fazer algo que queremos. Já a autoridade exige que tenhamos certa influência pessoal afim de que as pessoas sejam levadas a fazer algo pelo fato de estarem emocionalmente ligadas a nós. Outro ponto interessante sobre autoridade e poder diz respeito a como o poder é uma faculdade e pode ser tirado de alguém assim como foi dado enquanto a autoridade é uma habilidade e se relaciona em como a pessoa é, como é o seu caráter e, portanto, não pode ser tirada ou vendida.

Assim, uma pessoa que esta em uma situação de comando deve agir com  liderança extraindo dos seus funcionários sempre o melhor. Com isso todos ganham por que é muito gratificante trabalhar em um ambiente onde existe respeito pelo ser humano, não importando o cargo que ele ocupe. Pois,  tanto uma empresa quanto uma escola todos juntos são como elos de uma corrente que juntas e unidas formam uma corrente que ninguém consegue quebrar

Na parte administrativa é da competência do diretor de escolar:

  • Organização e articulação de todas as unidades competentes da escola;
  • Controle dos aspectos materiais e financeiros da escola;
  • Articulação e controle dos recursos humanos;
  • Articulação escola-comunidade;
  • Articulação da escola com o nível superior de administração do sistema educacional;
  • Formulação de normas, regulamentos e adoção de medidas condizentes com os objetivos e princípios propostos.
  • Obedecer as leis

Se o diretor/diretora obedecer às leis dificilmente ele errara. Um erro grave que um diretor/diretora comete é fazer acertos combinados onde exclui um ou mais funcionários. Não adianta pedir para não falar tudo que ocorre na unidade escolar espalha-se e todos ficam sabendo. E isso pode gerar um conflito entre os funcionários. Essa atitude é caracterizada como falsidade ideológica e pode ser letal para o ambiente de trabalho.

 

 

 

 

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 34 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/como-deve-ser-um-diretor-850963.html

    Palavras-chave do artigo:

    avaliar justica coletivo etica comando

    Comentar sobre o artigo

    Pensando, repensando não conseguimos compactuar com a semente desta erva daninha plantada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Medida estocante, incauta, não judiciosa, usada pela canga dos ministros que compõem o STF brasileiro, que rasgaram, pisotearam, amassaram, repudiaram e jogaram no lixo os esforços desprendidos por uma classe profissional de relevância ditosa para a sociedade brasileira. Apenas um ministro mostrou conhecimento de causa e votou a favor do diploma. O Supremo Tribunal Feder

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 23/06/2009 lAcessos: 179

    Esta pesquisa apresenta uma análise sobre atuação do assistente social na Base Aérea de Boa Vista-BABV , tem como objetivo geral compreender a prática, as perspectiva e desafios do profissional Assistente Social na BABV, por meio deste foi definido três objetivos específicos, sendo desvelar os aspectos da história do Serviço Social no Brasil; Relatar a respeito da Força Aérea Brasileira: Espaço Sócio Ocupacional de atuação do assistente social e conhecer sua prática do profissional na BABV.

    Por: tamires almeidal Educação> Ensino Superiorl 21/08/2014 lAcessos: 234

    O desafio colocado aos seres vivos em tempos de padrões sustentáveis de produção e consumo empurra o sistema educacional e os meios de controle social para um possível abismo: os limites do planeta sem uma gestão consciente e um compartilhamento racional de seus riscos poderá ampliar os padrões de todas as espécies de violência.

    Por: Gianno Nepomucenol Direito> Doutrinal 07/06/2013 lAcessos: 79

    RESUMO A educação brasileira encontra-se num momento de crise, pois, a função da escola vem mudando gradativamente, com essa mudança os professores estão sendo sobrecarregados durante o desenvolvimento de seu trabalho, já que além de ter que repassar seu conhecimento acadêmico, tem tido que repassar valores que até pouco tempo eram recebidos em casa, de seus responsáveis.

    Por: Eraldo Pereira Madeirol Educação> Educação Onlinel 27/09/2010 lAcessos: 17,896 lComentário: 2

    Neste artigo, apresenta-se algumas relações entre a ditadura militar, as tendências pedagógicas e os reflexos do regime e das tendências na Educação contemporânea.

    Por: Gustavo H. de Toledo Ferreiral Educaçãol 17/11/2014

    Velocidade escalar média é a relação entre uma variação de espaço e o intervalo de tempo no qual ocorreu esta variação. Os alunos no inicio do estudo referente a velocidade média tendem a ter um bloqueio de conhecimento, pois se trata de algo novo para eles pois os mesmos acabaram de sair do ensino fundamental.

    Por: anacleil Educaçãol 17/11/2014

    Em 2014, dando continuidade ao projeto o tema escolhido foi cultura,que tem por objetivo resgatar as tradições artísticas, os costumes e a valorização do ser humano. Sendo assim foi proposta aos alunos dos primeiros e segundos anos do Ensino Médio uma pesquisa investigativa sobre o contexto histórico e cultural da cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade.

    Por: Lilian Fiirstl Educaçãol 14/11/2014
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Enfrentamos a estagnação econômica que avança pelo mundo, e fica mais difícil sair do subdesenvolvimento. Faltam estadistas e melhor preparo. As novas gerações são impacientes, sem humildade, querem resultado imediato com mínimo esforço.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Educaçãol 14/11/2014

    As atividades experimentais, quando bem planejadas, são recursos importantíssimos no ensino. As aulas práticas são mais um aprendizado na vida do estudante, pois além da teórica ele exercer o que lhe foi ensinado fará com que ele absorva melhor o conteúdo e leve adiante o conhecimento adquirido. (FALA et al 2010.) Para tanto, este trabalho visou analisar, pesquisar e apresentar a importância e tipos diferentes de aulas práticas em uma escola pública no município de Tangará da Serra.

    Por: Patrícia Maria Barros Piovezanl Educaçãol 14/11/2014 lAcessos: 11

    O jornalismo investigativo tem várias áreas a serem desenvolvidas. A Reprodução Simulada dos Fatos, mais conhecida como Reconstituição é uma dessas vertentes, onde o jornalista se expõe, e muitas vezes coloca em risco a sua integridade física em detrimento da função. A abordagem da temática tem relevância para uma melhor entendimento da atuação da perícia técnica, delegados, testemunhas e indiciados que podem mentir e o jornalista, compreendendo um pouco do assunto, poderá ter ferrament

    Por: Vânia Santosl Educaçãol 13/11/2014 lAcessos: 11

    O lixo eletrônico tem se tornado um problema bastante sério, pois cresce em ritmo acelerado devido aos avanços tecnológicos dos equipamentos tornando os mesmos ultrapassados em tão pouco tempo. Esses objetos têm sido descartados na maioria das vezes de forma incorreta, provocando contaminação e poluição ao meio ambiente e prejudicando a saúde das pessoas, já que possuem substâncias químicas (chumbo, cádmio, mercúrio, berílio, etc.).

    Por: Fernandal Educaçãol 13/11/2014

    O projeto "Conquistando um sorriso" está sendo desenvolvido no segundo semestre do ano de 2014 na Escola Estadual 29 de Novembro pelos professores e alunos do ensino médio, turno matutino, visando ampliá-lo para o ano de 2015. Ele tem a perspectiva de mostrar aos alunos a importância de doar um pouco de si em projetos sociais, e ainda percebendo que a escola assume hoje um papel importante na sociedade é que nós decidimos colocar em prática este projeto.

    Por: anacleil Educaçãol 13/11/2014
    Rosângela da Glória Santos

    O questionamento que se faz é o seguinte: que tipo de reflexão, deve ter o professor em serviço?A maioria dos educadores, devido a falta de tempo, ou por algum outro motivo deixam de fazer algo que é importânte para sua prática diária; que é o ato de refletir.As exigências da tecnologia e do mercado de trabalho são tantas e tão rápidas que o profissional pode ser pego de surpresa.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Educaçãol 24/05/2010 lAcessos: 2,075 lComentário: 1
    Rosângela da Glória Santos

    Estou escrevendo este artigo, pois passei por uma situação desagradavél de erro médico(infecção hospitalar).O que poucos leitores sabem é que, o servidor também pode ser responsabilizado pelos danos que causar a contribuinte.A infecção hospitalar é uma síndrome infecciosa (infecção) que o indivíduo adquire após a sua hospitalização ou realização de procedimento ambulatorial.Os sintomas são relacionados ao local do procedimento ou envolvem algum sistema, como respiratório ou urinário.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Saúde e Bem Estarl 11/04/2010 lAcessos: 1,654 lComentário: 1
    Rosângela da Glória Santos

    Supervisionam os exercícios dos alunos. A educação se faz na escola, onde muitas outras coisas acontecem. A atmosfera favorável da sala de aula reflete atitudes positivas do professor, como mostrar-se aberto às necessidades dos alunos, possuírem curiosidade intelectual, manifestar interesse e respeito pelos alunos. Ambas terão muita interferência das tecnologias e formatos diferentes dos que conhecemos. A educação deve servir para a melhora objetiva da realidade na qual ela ocorre.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Educaçãol 11/05/2009 lAcessos: 1,246
    Rosângela da Glória Santos

    Às vezes perdemos a chance de conhecer a fundo, pessoas legais que poderiam nos ensinar um pouco de nós mesmos; passar sentimentos que poderia mudar a nossa maneira de viver a vida. Por causa de achismos, de ver a pessoa somente por fora, às vezes pensamos que conhecemos alguém, e por dentro ela pode ser uma pessoa completamente diferente do que nós imaginamo. Por isso cuidado! Não faça julgamentos precipitados quando conhecer alguém; ela pode ser o amigo que você tanto precisa.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Religião & Esoterismo> Religiãol 18/04/2009 lAcessos: 490
    Rosângela da Glória Santos

    Artigo - O que nos pediria um autista 1- Ajuda-me a compreender. 2- Não te angusties comigo, porque me angustio. Ajuda-me a entendê-las. Tenho muito menos complicações do que as pessoas consideradas normais. Não tens que te fazer autista para me ajudar. Compartilho muitas coisas das crianças, adolescentes ou adultos ditos “normais”. 13- Vale à pena viver comigo.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Educaçãol 05/04/2009 lAcessos: 2,355
    Rosângela da Glória Santos

    Em tempos de mudanças com o ensino que se transforma a todo tempo e novas técnicas de ensino, o que se esperava dos alunos era uma vontade de aprender passiva para mudar a realidade em que vive. Dessa forma, educar requer participações ativas do aluno. Dessa forma o papel do educador hoje esta mais para instigador do educando na aventura de sua busca pelo conhecimento, não só na sala de aula, mas em toda parte, proporcionando ao aluno condições para que este amplie seu relacionamennto.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Educaçãol 04/04/2009 lAcessos: 12,891
    Rosângela da Glória Santos

    O professor consciente da sua importância para o mundo trabalha feliz, e procura dar tudo de si em prol do futuro dos seus alunos. Professor valorizado é professor feliz e estando feliz ganha ânimo para estudar e crescerintelectualmente e como profissional. Cidadão é, pois, aquele que está capacitado a participar da vida da cidade literalmente e, extensivamente, da vida da sociedade (...); ser cidadão significa, portanto, participar ativamente da vida da sociedade moderna.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Educaçãol 31/03/2009 lAcessos: 10,060 lComentário: 1
    Rosângela da Glória Santos

    Hoje eu quero falar de um assunto que é um pouco delicado, devido a complexidade dele.Quero falar de pessoas como a personagem Flora vivida pela atriz (Patricia pilar), que esta dando um show de interpretação na minha opinião.

    Por: Rosângela da Glória Santosl Arte& Entretenimentol 31/03/2009 lAcessos: 2,036

    Comments on this article

    1
    Vera Lucia de Jesus Curriel 18/10/2011
    Gostei muito do texto.Solicito um questionário que possa diagnosticar a gestão escolar e de pessoas , indicando os pontos vulneráveis, o desenvolvimento dos gestores e outros.
    Atenciosamente
    Vera
    4
    cleia 26/09/2011
    boa noite!
    Gostaria de saber quais sao os passos (ou como elaborar uma proposta de gestora de uma escola...Abraços
    6
    eliete viana 29/08/2011
    cade o vice diretor?
    2
    gerson pinto alves 22/08/2011
    Gostei muito do artigo , sou diretor e procuro ser muito companheiro dos meus colegas professres, estamos construindo uma educação, creio que de qualidade pois trabalhamos em cima de nossa realidade
    4
    ADAILSON 06/08/2011
    SOU PROFESSOR DA REDE ESTADUAL DE ENSINO E GOSTARIA DE SABER COMO DEVO LIDAR COM MEU DIRETOR QUE IMPÕE,DITA,AMEAÇA,DETERMINA, AGE DE FORMA GROSSEIRA COM SEUS FUNCIONARIOS, NÃO ELOGIA SEU PROFESSORES E TANTAS OUTRAS ATITUDES ARBITRARIA?
    SINTO-ME MUITAS VEZES CONSTRANGIDO COM SUAS PALAVRAS EM REUNIÃO. OS VICES DIRETORES SÃO DELEGADOS E NÃO ASSUMEM SEU PAPEL DE DIREITO DE PROFISSIONAL QUE DEVERIA SER ARTICULADORES ENTRE TODOS NÓS.
    9
    elaine de souza 02/08/2011
    Gostei muito doartigo publicado sobre gestão escolar , gostaria que me enviasse orientaçoes pois estou como diretora adjunta há tres meses e o meu desejo é de desempenhar bem a minha função como deve ser. Obrigada
    Elaine
    0
    cybeli Pereira Luna 16/06/2011
    Gostei muito das orientações pois está ajudando muito minha gestão.
    0
    ESTELIO GABINO 26/05/2011
    Um gestor escolar , precisa saber dirigir seus esforços no sentido de uma ampla renovação de suas práticas.
    0
    Idaleni M. Falcioni 02/04/2011
    SER PROFESSOR/GESTOR EXIGE CONHECIMENTO DE APTIDÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIA.
    Entendo que não há receitas prontas para que possamos desempenhar nossa profissão, mas é imprescindível que estejamos sempre dispostos a nos relacionar ao nível de aprendizado dos alunos, que estejamos entusiasmados, motivados, pois é elemento primordial para qualquer profissão, ser professor é mais que uma carreira, acredito eu que seja uma missão, que exige conhecimento e desenvolvimento de competência. Os profissionais da educação para se materem motivados e atualizados, têm de reconhecer que mesmo sendo ótimos têm sempre algo para aprender. Ainda vislumbro dias melhores, é lamentável que nosso governo ainda não tenha percebido o poder que a educação tem na formação de um país melhor.
    0
    antonia 20/03/2011
    gostei muito desse artigo! se pude mande pro meu email por favor.
    0
    leila 26/02/2011
    esta na pergunta e resposeas
    -1
    leila magna ferreira 24/02/2011
    Fico feliz em ler algo que reafirme aquilo que acredito, durante nove anos atuei como vice-diretora na EE Waldir Rodolpho de Castro e neste período pude ser uma profissional de fato e isso gerou uma indisposição com a Diretora ao ponto de ser cessada de uma forma desrespeitosa, porém acredito que possa existir justiça.
    2
    Edna 19/01/2011
    Acredito que para se um bom gestor, é fundamental ter 3 requisitos tais como:Etica, solidariedadee respeito, assim fica mais facil de você executar as demais funções dentro de uma escola, e vale lembrar que não podemos deixar de ter muito amor a profissão.e a presença de Deus sempre ao seu lado.Assim com certeza estaremos caminhando para o progresso da democracia.Gostaria de receber email sobre gestão escolar, para completar os meus conhecimentos, porque nunca que o conhecimento será demais.Gostei da matéria, me ajudou muito.Obrigada
    3
    CARLOS 22/07/2010
    Rosangela escrevo- lhe de Angola. Necessito de fazer uma avaliação do Director da Escola de que sou proprietário. Agradecia, caso tenha disponível, que me enviasse um formulário/inquérito para que me seja mais fácil realizar essa tarefa. Grato
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast